RSS

Arquivo da tag: Zuckerberg

Zuckerberg lidera investimento em empresa de inteligência artificial

Zuckerberg tem agora fortuna estimada em US$ 10,2 bilhões (Foto: Reuters)Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook
(Foto: Reuters)

Um dos fundadores do Facebook e atual presidente-executivo da rede social, Mark Zuckerberg liderou o investimento na Vicarious, empresa de software que tem a ambição de fazer os programas de computador simularem a reação do novo córtex humano, parte do cérebro que, entre outras funções, é responsável pela linguagem.

O investimento de US$ 40 milhões foi feito, não só por Zuckerberg, mas também pelo fundador da fabricante de carros elétricos Tesla, o Elon Musk, e pelo ator e investidor Ashton Kutcher, que usou seu fundo.

Os três são, talvez, as figuras mais eminentes de um grupo formado por 17 investidores, entre pessoas físicas e fundos –entre eles há ainda Peter Thiel (um dos primeiros investidores da rede social e hoje conselheiro do site) e Dustin Moskovitz (outro dos fundadores do Facebook).

O nicho da inteligência artificial está em alta entre os investidores, visto que outro gigante da tecnologia apostou recentemente em uma empresa do mesmo ramo.

No começou de 2014, o Google anunciou a compra da DeepMind por US$ 400 milhões Technologies.

“Nós dissemos aos investidores que agora, os seres humanos estão fazendo um monte de coisas que computadores devem ser capazes de fazer”, disse Scott Phoenix, cofundador da empresa, ao jornal “Wall Street Journal”.

O ator Ashton Kutcher (Foto: AFP)O ator Ashton Kutcher (Foto: AFP)

Segundo ele, o objetivo da Vicarious é fazer com que os computadores vão além do reconhecimento de imagens e consigam compreender não só formas e objetivos, mas texturas. Isso, diz, poderia fazer com que entendessem conceber algo como uma cadeira de gelo. Um dos outros fundadores é o neurocientista Dileep George.

“Companhias que são pioneiras em uma tecnologia fundamental que promove uma ruptura geralmente vêm para definir indústrias inteiras”, afirmou ao jornal Joe Lonsdale, fundador de outro fundo de investimento que participou do aporte, o Formation 8. “Eu acreditou que Vicarious tem o potencial para se tornar uma dessas companhias.”

View the original article here

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 25 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Aplicativo Snapchat ‘é um fenômeno de privacidade’, diz Mark Zuckerberg

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Missão em ‘GTA V’ faz paródia do Facebook e de Mark Zuckerberg; veja

Dois dias depois do lançamento nos Estados Unidos, o jogo “Grand Theft Auto V” – ou “GTA V” – enfim chegou ao Brasil para PlayStation 3 e Xbox 360 na quinta-feira (19) por R$ 200. Para esquentar os motores dos jogadores que compraram ou pretendem comprar o game que quebrou recorde de vendas em 24 horas, o G1 separou em vídeos alguns destaques de “GTA V”, como a missão que faz uma paródia do Facebook e de Mark Zuckerberg. Assista ao lado.

Nas etapas iniciais do jogo, Michael, um dos protagonistas, precisa levantar uma grande quantia em dinheiro com urgência. Por isso, resolve procurar Lester, um antigo parceiro de criminalidade. Chegando na casa do cidadão, ele é incumbido de sabotar o novo protótipo da Lifeinvader, a rede social de “GTA V” que não passa de uma paródia do Facebook.

A sede da Lifeinvader em Los Santos é claramente inspirada nos escritórios de startups e grandes empresas de tecnologia da Califórnia (EUA), com máquinas de fliperama espalhadas pelos andares, janelas enormes e um ambiente dito “descolado”. Após entrar no prédio, Michael se depara com Jay Norris, CEO da Lifeinvader e uma clara brincadeira da Rockstar com Mark Zuckerberg, presidente-executivo e um dos fundadores do Facebook.

O final da missão é surpreendente.

No topo do mundo
Assim como em “GTA San Andreas”, de 2004, “GTA V” se passa na cidade fictícia de Los Santos, uma sátira de Los Angeles (EUA) e outros locais do sul da Califórnia. E tal qual há nove anos, o ponto mais alto do game é Monte Chilliad, uma grande montanha encrustada ao norte da metrópole virtual. Assista ao lado.

Para chegar ao cume, você pode encarar uma rota vertical vertiginosa ou usar um bonde, localizado a oeste do mapa. No topo de Monte Chilliad, é possível pegar um paraquedas, um dos itens coletáveis do jogo e ter uma visão privilegiada de várias partes de Los Santos.

No entanto, o mais legal da área é, de longe, usar uma das motocicletas localizadas perto dos binóculos para pular do penhasco… abrindo o paraquedas em seguida, é claro. Aproveite a queda e aprecie o visual.

A velha quebrada
Apesar da fidelidade e da variedade de paisagens de “GTA San Andreas”, um dos pontos mais nostálgicos para os fãs do jogo de 2004 é Grove Street, a rua em que o protagonista Carl “CJ” Johnson morava. Logo, a curiosidade era grande sobre como ela seria retratada em “GTA V”. Assista ao lado.

A rua, em sua maioria, está intocada. A casa de CJ, no entanto, não existe mais, e agora a região é dominada pela gangue dos Ballas. Experimente ficar parado na Grove Street por alguns instantes para você ver.

Grand Theft Água
Depois de nove jogos e 16 anos, você finalmente vai poder mergulhar e explorar o fundo do mar em um game da série “GTA”. Assista ao lado.

“GTA V” tem missões que exigem que o jogador nade ou use um submarino para completar objetivos, recuperar itens e até coletar dinheiro nas profundezas do oceano.

Os veículos de água também voltaram, com destaque para as motos aquáticas. Em “GTA V”, a física das ondas está mais realista e imprevisível, influenciando diretamente o desempenho do jogador. E com a inclusão de corridas de motos aquáticas, não tem porque o jogador não se divertir em alto mar.

Novo visual
Ausente de “GTA IV”, game de 2008, a opção de cortar o cabelo e a barba dos personagens retorna em “GTA V” com várias opções de personalização. Com isso e com as lojas de roupas, os jogadores podem dar vazão à criatividade na hora de armar o visual de Michael, Franklin e Trevor. Assista ao lado.

No vídeo, Franklin ganha um “look” no estilo do rapper norte-americano Rick Ross. Michael, por outro lado, já vem com um terno idêntico ao de Max Payne, em “Max Payne 3”, e pode ainda ficar com a cara de Walter White, protagonista do seriado “Breaking Bad”.

Envenenando o possante
Os fãs de carros estão em casa em “GTA V”. Uma das novidades importantes do jogo é a possibilidade de “tunar” as máquinas e modificar uma série de aspectos, como motor, rodas, cor da fumaça do pneu, tipo de buzina, entre outros. Assista ao lado.

Quando você estiver passeando de carro, não deixe de testar a nova forma de escolher o seu som. Em “GTA V”, ao apertar para a esquerda no direcional digital, um menu radial com todas as estações de rádio aparece na tela, e é possível ver qual música está tocando naquele momento.

E já que você está rodando por Los Santos com sua “nave” envenenada e o estéreo no talo, nada mais justo que levar o melhor amigo do homem para uma volta. Após algumas missões, Franklin pode passear com Chop, cão do seu amigo Lamar Johnson. Além de brincar com você, Chop pode atacar inimigos e encontrar itens escondidos.

Sério, não tem coisa mais legal em “GTA V” do que sair para um passeio de carro com o rottweiller no banco da frente.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Zuckerberg diz que espionagem dos EUA fere confiança dos usuários

Mark Zuckerberg durante evento em Washington (EUA) (Foto: Jonathan Ernst/Reuters)Mark Zuckerberg durante evento em Washington
(EUA) (Foto: Jonathan Ernst/Reuters)

Mark Zuckerberg, presidente-executivo e um dos fundadores do Facebook, disse na quarta-feira (18) que as revelações sobre espionagem no governo dos Estados Unidos ferem a confiança dos usuários em empresas de internet. Zuckerberg afirmou ainda que saber mais sobre os programas de vigilância ajudaria a aliviar algumas preocupações públicas.

Em rara aparição, o bilionário de 29 anos esteve em Washington (EUA) para um evento organizado pela revista The Atlantic. Na ocasião, Zuckerberg pediu ao governo federal que contasse mais sobre as solicitações de dados feitos às empresas de internet.

“A partir do que aparece na mídia, você não tem noção se o número de pedidos que o governo fez está mais perto de 1 mil ou de 100 milhões. O que eu posso dizer a partir dos dados que vejo no Facebook é que quanto mais transparência o governo tiver [em relação aos pedidos], melhor todos irão sentir sobre isso”, disse.

Zuckerberg também expressou preocupações com a reação pública aos vastos programas de espionagem administrados pela Agência Nacional de Segurança (NSA) e a resposta dos Estados Unidos, o que poderia provocar indisposição com outros países e prejudicar a inovação global.

Em San Francisco, na semana passada, Zuckerberg disse que o governo norte-americano havia “estragado tudo” com os programas de espionagem.

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

‘Protegi a privacidade dos usuários’, diz invasor do perfil de Zuckerberg

Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema. (Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema. (Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)

O palestino que invadiu o perfil de Mark Zuckerberg no Facebook, para expor uma falha de segurança da rede social, não se arrepende do que classificou “jeito inteligente” de provar que estava certo, mas não esconde a frustração por não ter recebido a recompensa paga pela empresa a pesquisadores que expõem bugs do site.

“Eu fiz a escolha certa e protegi a privacidade de todos os usuários”, disse Khalil Shreateh, em entrevista ao G1 pelo Facebook. O hacker de 30 anos, que afirma gostar de futebol, programação e design em seu perfil na rede social, descobriu uma falha na rede social que permitia a publicação nos murais de outros usuários, como se fossem os donos das contas. Ele reportou a falha ao programa de identificação de erros do Facebook em agosto, mas não foi ouvido.

“Se algum outro tivesse descoberto esse bug e vendido no mercado negro, o Facebook poderia perder muito dinheiro, porque eles [hackers] poderiam fazer spam e golpes e também anúncios sem pagar nada ao postar nos perfis de celebridades e famosos”, disse Khalil.

Para provar a existência da falha, Khalil invadiu o perfil de Zuckerberg e postou uma mensagem no mural do presidente-executivo e um dos fundadores da rede social.

“Primeiro, desculpa por invadir sua privacidade e postar no seu mural. Eu não tive escolha depois de todos os reportes que eu mandei para o time do Facebook”, escreveu Khalil no mural de Zuckerberg na ocasião. O hacker chegou a publicar um vídeo explicando a falha, com legendas em inglês e em árabe (Veja aqui).

Mesmo assim, ainda curte a companhia. “Eu admiro mesmo a companhia, assim como admiro todas as pessoas [do Facebook].” Shreateh também é fã de Edward Snowden, o ex-agente da agência secreta norte-americana CIA, que vazou documentos sobre os programas de ciberespionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês).

Especializado em sistemas de informática pela Al-Quds Open University e com passagem Birzeit, ambas na Palestina, ele diz que ficou “frustrado” por não receber a recompensa do Facebook. Se a rede social tivesse reconhecido a falha, o palestino poderia ter recebido, ao menos, US$ 500, prêmio pago aos desenvolvedores que encontram falhas na rede social –em três anos, o site diz ter pago mais US$ 1 milhão em recompensas.

“Mas agora eu me sinto bem depois de ler os comentários no site”, diz. Ele se refere à vaquinha on-line, criada no site GoFundMe por Marc Maiffret, especialista em segurança da empresa Beyond Trust. Até agora, 17 dias após o início da arrecadação, a meta de US$ 10 mil já foi batida e foram levantados mais de US$ 13 mil. “Isso é bom para começar uma nova vida, já que eu tenho uma bem complicada”, diz –que perdeu os dois pais.

Por enquanto, os planos são se concentrar na criação de uma empresa de segurança digital, afirma o hacker. “Antes, eu tenho que terminar de programar tudo”, diz. Mas quando? “Em breve, ‘inshallah’”, ou, com a tecla SAP ligada para a tradução do árabe, “Em breve, se Deus quiser”.

O palestino Khalil Shreateh, de 30 anos, que hackeou a conta de Mark Zuckerberg no Facebook. (Foto: Nasser Shiyoukhi/Associated Press)O palestino Khalil Shreateh, de 30 anos, que hackeou a conta de Mark Zuckerberg no Facebook. (Foto: Nasser Shiyoukhi/Associated Press)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Hacker diz ter invadido perfil de Mark Zuckerberg no Facebook

Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema. (Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema. (Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)

Um hacker palestino diz invadido o perfil de Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook e presidente-executivo da empresa, para comunicar ao site uma falha no sistema da companhia, após ter sido ignorado por ela.

O hacker Khalil Shreateh afirma ter descoberto um bug no site que permitia a publicação nos murais de outros usuários, como se fossem os donos das contas. Ele reportou a falha ao programa de identificação de erros do Facebook, mas não foi ouvido.

Para provar a existência do bug, Khalil diz ter invadido o perfil de Zuckerberg e postado uma mensagem no mural dele. O hacker chegou a publicar um vídeo explicando a falha, com legendas em inglês e em árabe (Veja aqui).

“Primeiro, desculpa por invadir sua privacidade e postar no seu mural. Eu não tive escolha depois de todos os reportes que eu mandei para o time do Facebook”, escreveu Khalil no mural de Zuckerberg, segundo uma imagem reproduzida em seu blog que supostamente confirma a postagem invasiva.

A atitude foi tomada, segundo Khalil escreveu em seu blog, após ter informado o erro ao Facebook, que, sem pedir por maiores informações, repondeu: “Desculpa, isso não é um bug”.

Se o Facebook tivesse reconhecido a falha, o palestino poderia ter recebido, ao menos, US$ 500, prêmio pago aos desenvolvedores que encontram falhas na rede social –em três anos, o site diz ter pago mais US$ 1 milhão em recompensas.

Após a suposta invasão ao perfil de Mark, que teria ocorrido nesta quinta-feira (15), Khalil diz que o engenheiro de segurança do Facebook, Ola Okelola, entrou em contato para pedir detalhes.

Khalil publicou em seu blog um e-mail que teria sido enviado pelo Facebook avisando que o aviso “não tinha informação técnica suficiente para que nós tomássemos ação”.

“Infelizmente, nós não podemos pagar a você por essa vulnerabilidade porque suas ações violaram nossos ‘Termos de Serviço’. Esperamos, entretanto, que você continue a trabalhar conosco para encontrar mais vulnerabilidades no site.”

O Facebook não confirma a invasão, mas um engenheiro da rede social comentou o bug em um fórum de cibersegurança. Mattew Jones, gerente de engenharia do site, escreveu: “Para ser claro, nós consertamos esse bug na quinta”.

“Como muitos que comentaram pontuaram, nós recebemos centenas de reportes todo dia”, disse. “Entretanto, o mais importante assunto aqui é como o bug foi demonstrado, usando as contas de pessoas reais sem suas permissões”, acrescentou.

Khalil afirmou que antes do perfil de Zuckerberg havia invadido o de Sarah Goodin, uma amiga do executivo.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Zuckerberg diz lamentar ausência do Facebook Home para iPhone

Em entrevista para a Fortune, disse que queria levar novidade para iOS, mas “que isso simplesmente não é possível agora”. CEO garantiu trabalho próximo a ApplePouco após o lançamento do Facebook Home, Mark Zuckerberg disse que queria levar o novo recurso para o iPhone e iPad, mas lamentou não ser possível realizar tal feito no sistema móvel da Apple.

Em entrevista para a Fortune, o jovem CEO da rede social disse: “Adoraríamos oferecer isso (Facebook Home) no iPhone, e simplesmente não podemos fazer isso hoje.” 

Isso acontece porque o sistema da Apple é fechado, ao contrário do Android. Essa abertura do software mobile do Google foi inclusive elogiada durante o evento de apresentação do Home, realizado na sede do Facebook, na Califórnia.

Mas o chefão da maior rede social do mundo garantiu que a empresa continua com uma relação próxima da Apple. “Vamos trabalhar com a Apple para conseguir a melhor experiência que pudermos dentro do que eles querem. Mas acho que muitas pessoas que realmente gostam do Facebook – e apenas julgando pelos números, as pessoas estão passando um quinto do seu tempo em smartphones no Facebook. Isso é muita gente.”

Apresentado nesta quinta-feira, 5/4, o Facebook Home funciona como uma tela inicial especial da rede social para aparelhos Android.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,