RSS

Arquivo da tag: zoolgico

Zoológico de Sorocaba expõe casal de filhotes de suricatas

Bichinhos precisaram ganhar peso e passar por avaliações médicas (Foto: Divulgação/Prefeitura de Sorocaba)Os dois filhotes nasceram recentemente e estão em exposição (Foto: Divulgação/Prefeitura de Sorocaba)

Exatamente um ano após três exemplares de suricatas terem deixado o Zoológico de Joanesburgo, na África do Sul, para encontrar abrigo no Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, em Sorocaba (SP), os amantes dos animais têm outro feito a comemorar. Nascidos no dia 12 de dezembro de 2013, mais dois filhotes – um macho e uma fêmea da espécie – foram colocados em exposição no parque, a partir desta sexta-feira (31). Os bichinhos precisaram ganhar peso e passar por avaliações médicas antes de chegar ao outro lado do vidro.

A ideia é ficar com os dois novos habitantes até que se tornem adultos e, em seguida, realizar uma permuta com outras instituições. Os suricatas – também chamados de suricatos ou suricates – ficaram conhecidos mundialmente após o sucesso de Timão, personagem do filme “O Rei Leão”, da Walt Disney. Junto de seu amigo javali Pumba, Timão marcou os fãs com o lema “Hakuna Matatata”.

O rápido nascimento dos filhotes, acredita o chefe da Seção de Biologia e Veterinária da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Rodrigo Teixeira, comprova a vocação do zoológico para a reprodução de animais selvagens. “Em apenas um ano, o nosso casal de suricatas já conseguiu se reproduzir. Isso é sinal de que eles estão bem adaptados ao cativeiro e de que estamos numa linha de manejo correta”, explica.

Os três primeiros bichinhos, um macho e duas fêmeas, têm feito a alegria dos visitantes: desde crianças até adultos. Os suricatas são vistos como animais espertos, rápidos e observadores, assim como o personagem do desenho animado.

Para conhecer os suricatas basta visitar o Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” entre terça-feira e domingo, das 9h às 17h. A instituição fica na rua Teodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência.

Um ano atrás, três suricatas trocaram Joanesburgo por Sorocaba (Foto: Divulgação/Prefeitura de Sorocaba)Um ano atrás, três suricatas trocaram Joanesburgo por Sorocaba (Foto: Divulgação/Prefeitura de Sorocaba)

Suricata suricatta
Originários do Deserto do Kalahari, que abrange os países Botswana, Namíbia e África do Sul, no continente africano, os suricatas (Suricata suricatta) são animais relativamente pequenos, podendo atingir 26 cm de comprimento e um quilo. Carnívoros e pertencentes à família Herpestidae, os mamíferos vivem cerca de 12 anos e são capazes de permanecer em pé, utilizando a cauda como terceiro apoio para expandir o campo de visão, durante a vigia.

Os suricatas vivem em famílias de até 40 indíviduos e, segundo alguns estudos recentes, alteram a vocalização para alertar seus companheiros sobre o tipo de predador que se aproxima. Os bichinhos são regidos por uma hierarquia, além de um complexo sistema de comunicação.

Utilizam como esconderijo tocas sob o solo, onde formam verdadeiros labirintos subterrâneos. Seu habitat é seco, árido e pode variar do arenoso ao pedregoso. Os animais, explica a bióloga Cecília Pessuti, se alimentam de pequenos vertebrados, ovos e insetos, mas seus itens preferidos são aranhas e escorpiões.

O animal pode atingir 26 cm de comprimento e um quilo (Foto: Divulgação/Prefeitura de Sorocaba)O animal pode atingir 26 cm de comprimento e um quilo (Foto: Divulgação/Prefeitura de Sorocaba)

Fonte G1

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Excesso de sedação pode ter matado onça de zoológico de Araçatuba

Macho, de 90 quilos, morreu após ser sedado para transferência (Foto: Reprodução TV Tem)Macho, de 90 quilos, morreu após ser sedado para transferência (Foto: Reprodução TV Tem)

Veterinários investigam a causa da morte de uma onça macho, de 90 quilos, após sedação para transferência de ala no zoológico de Araçatuba (SP) nesta quinta-feira (30). Nesta semana, seis animais, sendo quatro onças e dois leões, foram sedados e transferidos para uma nova ala, construída para os felinos.

O macho tinha três anos e havia sido levado ao zoológico depois de ser resgatado, ainda filhote, de um incêndio em um canavial da região de Araçatuba. A aplicação do sedativo foi feita com a supervisão de profissionais. Agora, veterinários de medicina veterinária da Unesp vão investigar se a morte ocorreu por excesso de tranquilizante.

O laudo que vai comprovar a causa da morte deve sair nesta sexta-feira (31). Outros cinco animais que também foram sedados estão bem.

Reforma polêmica
Depois de dois anos de reformas, a reabertura do zoológico ainda não tem data definida. A entrega da obra, por parte da empreiteira responsável, está prevista para o fim do mês que vem.

A reforma do local começou em março de 2012, com um investimento de mais de R$ 1 milhão na melhoria dos recintos dos grandes e pequenos mamíferos. Ainda consta no projeto a construção de banheiros, revisão da parte elétrica e instalação de aparelhos de ginástica.

No período de reformas do zoológico, o local sofreu problemas com segurança. Cães invadiram o espaço e atacaram animais. Três emas e uma anta morreram. Durante a obra, o parquinho que funcionava mesmo com o zoológico fechado também foi interditado depois que uma criança se machucou num brinquedo que apresentou defeito. A menina sofreu hematomas no rosto e escoriações no corpo.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Mico-leão do Zoológico de Brasília é alimentado com leite humano

Um filhote de mico-leão-da-cara-dourada do Zoológico de Brasília tem sido amamentado com leite humano. Ele foi rejeitado pela mãe depois de uma semana de vida. O animal tem recebido o alimento com suplementação preparada por especialistas do local.

Segundo o zoológico, a mãe cuidou bem dele nos primeiros sete dias, mas começou a tirá-lo do dorso após o período. Os filhotes de mico costumam se prender nas costas da mãe durante os primeiros dias de vida.

O mico recebeu o nome de Doki e nasceu no último dia 3 de janeiro. Ele mama dois mililitros de leite humano a cada duas horas. Veterinários ficam de plantão para amamenta-lo de madrugada.

O animal vai ficar em uma incubadora veterinária até completar quatro meses, quando deve ser reintroduzido ao habitat natural. Com a ausência da mãe, ele se apegou a uma pantufa felpuda.

Segundo a veterinária Bethânia Pereira Borges, o mico tem respondido bem à alimentação com leite humano. “Ele já ganhou 3 gramas. É pouquinho, mas pra ele é bastante. A gente está acompanhando e pesando ele diariamente”, afirma.

A escolha pelo leite humano aconteceu porque os especialistas chegaram à conclusão de que era o que tinha propriedades biológicas mais próximas do produto animal. A doadora é a jornalista Fabiana Pelles, mãe de um bebê de quatro meses.

Ela diz que recebeu o pedido de uma tia que trabalha no zoológico. “Ela me ligou falando que precisava da doação de leite, se eu podia doar. Eu falei que tudo bem. E ela [disse] ‘é porque um macaquinho está precisando’. Eu falei, tudo bem, é super diferente, mas não me importo. Vou doar”, afirma Fabiana.

“É uma experiência diferente, interessante. Nunca tinha passado por isso, mas está sendo legal porque é um ato de amor, da mesma forma que se fosse pra alimentar um bebê humano”, diz Fabiana.

Apesar de só ter mamado por sete dias na mãe, Doki só sobreviveu por causa da amamentação nos primeiros dias de vida. Os técnicos dizem que isso acontece porque o primeiro leite recebido pelos animais, o colostro, é o mais rico em nutrientes essenciais para sobrevivência dos filhotes.

A mãe do mico chama-se Lindinha. Ela ainda carrega um filhote no dorso. A mãe já rejeitou outros quatro filhotes, que acabaram morrendo.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

‘Macaco fujão’ ganha concurso de beleza em zoológico japonês

Desaparecido desde dezembro, o macaco chamado “Bentsu” ganhou um “concurso de beleza” promovido pelo zoológico Takasakiyama, em Oita, no Japão.

'Bentsu' ganhou 'concurso de beleza' promovido pelo zoológico Takasakiyama (Foto: Takasakiyama Natural Zoological Garden)‘Bentsu’ ganhou ‘concurso de beleza’ promovido pelo zoológico Takasakiyama (Foto: Takasakiyama Natural Zoological Garden)

Em votação com os visitantes do parque, “Bentsu” recebeu 518 dos 2.637 votos.

Segundo o zoológico, o macaco está desaparecido desde o dia 16 de dezembro. “Bentsu” havia sumido anteriormente, em setembro, mas foi encontrado em uma área residencial da cidade.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Águia é liberada nos EUA depois de passar por tratamento em zoológico

Uma águia-de-cabeça-branca foi solta no Parque Estadual Abraham Lincoln pela equipe do Dakota Zoo, na cidade de Bismarck, na Dakota do Norte. A ave ferida foi trazida para o zoológico no início de agosto e recebeu tratamento até se recuperar. “Agora é com ela”, disse o diretor do zoológico Terry Lincoln depois de soltar a águia.

 Águia alça voo no Parque Estadual Abraham Lincoln; Allison Suda (esq.) e Becky Walcker (dir.), funcionárias do Roosevelt Park Zoo observam a ave. (Foto: AP Photo/The Bismarck Tribune, Tom Stromme) Águia alça voo no Parque Estadual Abraham Lincoln; Allison Suda (esq.) e Becky Walcker (dir.), funcionárias do ‘Roosevelt Park Zoo’ observam a ave. (Foto: AP Photo/The Bismarck Tribune, Tom Stromme)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 10 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Zoológico francês apresenta ao público pandas-vermelhos gêmeos

Os gêmeos Ying e Yang, pandas-vermelhos nascidos em 22 de junho na cidade de Hermival-les-Vaux, no norte da França, foram fotografados nesta segunda-feira (30) no zoológico Cerza. Esta foi a primeira aparição dos filhotes ao público.

A espécie faz parte da lista de animais ameaçados de extinção feita pela União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), por isso o nascimento dos gêmeos foi motivo de comemoração. Atualmente, existem 282 pandas-vermelhos vivendo nos zoológicos europeus.

Ying e Yang são vistos nas dependências do zoológico Cerza, no norte da França. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Ying e Yang são vistos nas dependências do zoológico Cerza, na França. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Irmãos brincam em pequena ponte no parque onde vivem. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Irmãos brincam em pequena ponte no parque onde vivem. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Nascimento de gêmeos foi comemorado; espécie está em perigo de extinção. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Nascimento de gêmeos foi comemorado; espécie está em perigo de extinção. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Leão mata tratador em zoológico da Etiópia

Leão Adis Abeba (Foto: BBC/AFP)Leão em zoo de Adis Abeba (Foto: BBC/AFP)

Um tratador foi morto por um leão em um zoológico de Adis Abeba, a capital da Etiópia, após esquecer a porta da jaula do animal aberta.

O leão, chamado de Kenenisa, mordeu Abera Silsay, de 51 anos, no pescoço. O ataque durou entre 15 e 20 minutos.

O zoológico havia sido criado em 1948 para abrigar filhotes de leão do emperador Haile Selassie.

Tiros disparados
O correspondente da BBC em Adis Abeba, Emmanuel Igunza, afirmou que horas após o ataque, na manhã desta segunda-feira (16), um sapato da vítima permanecia ao lado do leão de 7 anos de idade.

O estabelecimento, que recebe cerca de 2.000 pessoas diariamente, estava fechado para o público.

Guardas tentaram assustar o leão disparando para o alto, mas não adiantou, segundo Igunza.

Abera foi morto enquanto limpava a jaula do animal.

“Ele entrou na jaula número 10 onde Kenenisa vive e esqueceu de fechar a porta (da câmara onde o leão dorme)”, disse o diretor geral do zoológico Musie Kiflom à France Presse.

“O leão veio e o atacou”, disse.

Musie Kiflom disse que a polícia foi chamada para ajudar, mas foi “muito difícil salvar nosso colega”.

O zoológico abriga 15 leões capturados na Etiópia. Eles são mantidos em jaulas, mas autoridades do país pretendem transferir o complexo para um local maior.

Foi o segundo episódio de morte de tratador por leões no local em 17 anos. O diretor afirmou que o zoológico melhorará o treinamento de seus funcionários.

“Temos que atualizá-los sobre como proteger os animais, como trabalhar com eles, mantê-los e limpá-los.”

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,