RSS

Arquivo da tag: votar

Candidato nacionalista hindu faz selfie depois de votar na Índia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O líder nacionalista hindu Narendra Modi, possivelmente o próximo primeiro-ministro indiano, votou nesta quarta-feira (30) durante as eleições legislativas na maior democracia do mundo e se uniu à moda do selfie.

Cerca de 140 milhões de eleitores, de um total de 814 milhões, estão convocados às urnas nesta quarta em nove estados da Índia. Os indianos votam em dias diferentes nestas eleições, cujos resultados serão conhecidos no dia 16 de maio.

O líder nacionalista hindu Narendra Modi fez um 'selfie' após votar na Índia nesta quarta-feira (30) (Foto: Amit Dave/Reuters)O líder nacionalista hindu Narendra Modi fez um ‘selfie’ após votar na Índia nesta quarta-feira (30) (Foto: Amit Dave/Reuters)

Depois de votar em seu reduto de Guyarat (noroeste), Modi tirou um selfie com seu dedo manchado de tinta, mostrando ter exercido seu direito de voto.

“Posso dizer que desta vez nada pode salvar o governo de mãe e filho”, ironizou o candidato em referência à Sonia Gandhi, presidente do Partido do Congresso, governamental, e seu filho Rahul, que lidera a campanha em seu nome.

O Partido do Congresso, principal força política desde a independência da Índia, em 1947, pode enfrentar uma dura derrota contra o partido nacionalista hindu Bharatiya Janata Party (BJP), de Modi, que dirige o Executivo do estado de Guyarat desde 2001.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Câmara vai votar nota de repúdio ao governo dos EUA por espionagem

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A Câmara dos Deputados deve colocar em votação nesta terça-feira (3) uma nota de repúdio ao governo dos Estados Unidos por conta das denúncia de que órgãos de espionagem norte-americanos espionaram a presidente Dilma Rousseff. A denúncia foi exibida em reportagem do Fantástico no domingo.

O texto que será apreciado pelos deputados federais foi sugerido pelo líder do governo na Casa, Arlindo Chinaglia (PT-SP), durante reunião das lideranças da Câmara.

“Pelo que pude perceber, [a nota de repúdio] deve ser aprovada com muito vigor pelo plenário”, disse o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ao final do encontro do colégio de líderes.

A proposta de Chinaglia enfatiza que os deputados federais ficaram “chocados” com as revelações da edição do último domingo (1º) do programa Fantástico de que Dilma foi alvo de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos EUA. No texto que será submetido ao plenário, os parlamentares se dizem “indignados com essa gravíssima violação da soberania nacional do Brasil”.

A nota também adverte que, se confirmadas as denúncias, causará “graves prejuízos às relações bilaterais”.

“Manifestamos nossa firme censura ao governo dos Estados Unidos da América, em razão das atividades da National Security Agency (NSA) no país, particularmente às referentes à inqualificável espionagem da chefe de Estado da República Federativa do Brasil, a presidente Dilma Rousseff”, diz a nota.

“Trata-se de uma grave violação da soberania do nosso país, que causa justa indignação e demanda, no nosso entendimento, amplas e sólidas explicações. Por último, a Câmara dos Deputados adverte que não se furtará a tomar as medidas necessárias, dentro das atribuições constitucionais, para defender o Brasil, sua soberania, e os direitos de seus cidadão”, complementa o texto.

Denúncia
Documentos classificados como ultrassecretos, que fazem parte de uma apresentação interna da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, obtidos com exclusividade pelo Fantástico, mostram a presidente Dilma Rousseff, e o que seriam seus principais assessores, como alvo direto de espionagem da NSA. Um código indica isso.

O jornalista Glenn Greenwald, coautor da reportagem do Fantástico, foi quem recebeu os papéis das mãos de Edward Snowden – o ex-analista da NSA que deixou os EUA com documentos da agência com a intenção de divulgar o sistema de espionagem americano no mundo.

Glenn afirmou que recebeu o documento na primeira semana de junho, quando esteve com Snowden em Hong Kong. “Ele me deu esses documentos com todos os outros documentos no pacote original.”

O pacote tinha milhares de documento secretos. Glenn analisou esses papéis com Snowden durante uma semana em Hong Kong. Pouco depois, Snowden fugiu para a Rússia, onde passou 38 dias na área de trânsito do aeroporto de Moscou, até ter seu pedido de asilo aceito no país.

Durante a produção, a reportagem conversou com Snowden por um programa de bate-papo protegido contra espionagem. Escondido em algum ponto do território russo, ele disse que por exigência do governo local não pode comentar o conteúdo dos papéis, mas disse que acompanha a repercussão que os documentos estão tendo pelo mundo, inclusive no Brasil.

Fantástico: como é que a gente pode avaliar o documento e saber se foram operações que foram consumadas, e não apenas projetos?

“Ficou muito claro, com esses documentos, que a espionagem já foi feita, porque eles não estão discutindo isso só como alguma coisa que eles estão planejando. Eles estão festejando o sucesso da espionagem”, afirmou Glenn.

Os documentos mostram que foi feita espionagem de comunicações da presidente Dilma com seus principais assessores. Também é espionada a comunicação dos assessores entre eles e com terceiros.

A apresentação secreta se chama “filtragem inteligente de dados: estudo de caso México e Brasil.” Segundo a apresentação, o programa possibilita encontrar, sempre que quiser, uma “agulha no palheiro.”

O palheiro, no caso, é o volume imenso de dados a que a espionagem americana tem acesso todos os dias, espionando as redes de telefonia, internet, servidores de e-mail e redes sociais. A agulha é quem eles escolherem.

No documento, de junho de 2012, são dois alvos: o presidente do México, Enrique Peña Nieto, então candidato líder nas pesquisas para a presidência, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Oposição britânica promete votar contra intervenção militar na Síria

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Os trabalhistas, principal força da oposição britânica, votarão contra uma intervenção militar na Síria em resposta ao suposto uso de armas químicas, declarou uma fonte do partido sob condição de anonimato.

“Temos dúvidas crescentes sobre a natureza obscura da monção governamental. Não menciona nada sobre (a necessidade de ter) provas convincentes” de que o regime de Bashar al-Assad está por trás do ataque com armas químicas, que deixou centenas de mortos em 21 de agosto.

O governo do conservador David Cameron submeterá nesta quinta-feira à tarde ao Parlamento uma monção que abre caminho para uma intervenção militar contra a Síria, que requererá uma segunda votação, uma vez que as conclusões dos inspetores da ONU sobre o caso sejam divulgadas.

arte síria versão 28.08 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,