RSS

Arquivo da tag: Valor

Níveis crescentes de CO2 podem afetar valor nutricional de cereais

Nascer do sol atrás de campo de plantação de trigo na Reserva American Prairie, em Montana, Estados Unidos. (Foto: Chris Tajane)Cereais importantes para a alimentação, como o trigo, terão valor nutricional alterado devido ao excesso de CO2 na atmosfera (Foto: Chris Tajane)

Níveis crescentes de dióxido de carbono (CO2) vão afetar o valor nutricional de cereais importantes para a alimentação, com o arroz e o trigo, alertaram cientistas em um estudo publicado nesta quinta-feira na edição impressa da revista “Nature”.

De acordo com os pesquisadores, os agricultores deveriam se concentrar na preocupante vulnerabilidade destes gêneros às emissões crescentes de carbono.

No artigo publicado, foram testadas 41 cepas de seis cultivos plantados em campos abertos de sete locais em Austrália, Japão e Estados Unidos, onde as plantas foram expostas a níveis altos de CO2 liberados por gasodutos horizontais.

O ar normal tem concentrações de CO2 de cerca de 400 partes por milhão (ppm), que atualmente está subindo em torno de dois a três ppm ao ano. Em seu ambiente “enriquecido com carbono”, as plantas experimentais cresceram em condições de 546-586 ppm de CO2, uma cifra que em cenários pessimistas pode ser alcançada em meados do século.

Isto se traduz em um aquecimento de mais de 3ºC com base em níveis pré-industriais, enquanto os países-membros das Nações Unidas se comprometeram a limitar a elevação das temperaturas a 2ºC.

Menos minerais
Os níveis de zinco, ferro e concentrações de proteínas nos cultivos de trigo nos campos diminuíram 9,3%, 5,1% e 6,3% em comparação com o trigo cultivado em condições normais, afirmaram os cientistas. No arroz, os níveis de zinco, ferro e proteína despencou 3,3%, 5,2% e 7,8%, embora essas cifras variem muito de acordo com as diferentes cepas testadas.

Outras quedas foram observadas no zinco e no ferro em campos de cultivo de ervilha e soja, mas houve poucas mudanças em seus níveis proteicos. Em contraste, o impacto do CO2 “enriquecido” no milho e no sorgo foi relativamente menor.

“Este estudo é o primeiro a solucionar a questão de se as concentrações crescentes de CO2, que têm aumentado firmemente desde a Revolução Industrial, ameaçam a nutrição humana”, disse Samuel Myers, cientista de saúde ambiental da Escola de Saúde Pública de Harvard.

“A humanidade está fazendo uma experiência global ao alterar as condições ambientais no único planeta habitável que conhecemos. À medida que esta experiência se desenvolver, sem dúvida haverá muitas surpresas”, continuou.

O estudo alertou os agricultores a adaptar os cereais essenciais para torná-los menos sensíveis ao aumento do CO2. Sem ajuda, os países mais pobres poderão ficar expostos a uma nutrição decadente, acrescentou. Cerca de dois bilhões de pessoas sofrem de deficiências de zinco e ferro, que podem afetar o sistema imunológico e provocar anemia, respectivamente.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Níveis crescentes de CO2 podem afetar valor nutricional de cereais

Nascer do sol atrás de campo de plantação de trigo na Reserva American Prairie, em Montana, Estados Unidos. (Foto: Chris Tajane)Cereais importantes para a alimentação, como o trigo, terão valor nutricional alterado devido ao excesso de CO2 na atmosfera (Foto: Chris Tajane)

Níveis crescentes de dióxido de carbono (CO2) vão afetar o valor nutricional de cereais importantes para a alimentação, com o arroz e o trigo, alertaram cientistas em um estudo publicado nesta quinta-feira na edição impressa da revista “Nature”.

De acordo com os pesquisadores, os agricultores deveriam se concentrar na preocupante vulnerabilidade destes gêneros às emissões crescentes de carbono.

No artigo publicado, foram testadas 41 cepas de seis cultivos plantados em campos abertos de sete locais em Austrália, Japão e Estados Unidos, onde as plantas foram expostas a níveis altos de CO2 liberados por gasodutos horizontais.

O ar normal tem concentrações de CO2 de cerca de 400 partes por milhão (ppm), que atualmente está subindo em torno de dois a três ppm ao ano. Em seu ambiente “enriquecido com carbono”, as plantas experimentais cresceram em condições de 546-586 ppm de CO2, uma cifra que em cenários pessimistas pode ser alcançada em meados do século.

Isto se traduz em um aquecimento de mais de 3ºC com base em níveis pré-industriais, enquanto os países-membros das Nações Unidas se comprometeram a limitar a elevação das temperaturas a 2ºC.

Menos minerais
Os níveis de zinco, ferro e concentrações de proteínas nos cultivos de trigo nos campos diminuíram 9,3%, 5,1% e 6,3% em comparação com o trigo cultivado em condições normais, afirmaram os cientistas. No arroz, os níveis de zinco, ferro e proteína despencou 3,3%, 5,2% e 7,8%, embora essas cifras variem muito de acordo com as diferentes cepas testadas.

Outras quedas foram observadas no zinco e no ferro em campos de cultivo de ervilha e soja, mas houve poucas mudanças em seus níveis proteicos. Em contraste, o impacto do CO2 “enriquecido” no milho e no sorgo foi relativamente menor.

“Este estudo é o primeiro a solucionar a questão de se as concentrações crescentes de CO2, que têm aumentado firmemente desde a Revolução Industrial, ameaçam a nutrição humana”, disse Samuel Myers, cientista de saúde ambiental da Escola de Saúde Pública de Harvard.

“A humanidade está fazendo uma experiência global ao alterar as condições ambientais no único planeta habitável que conhecemos. À medida que esta experiência se desenvolver, sem dúvida haverá muitas surpresas”, continuou.

O estudo alertou os agricultores a adaptar os cereais essenciais para torná-los menos sensíveis ao aumento do CO2. Sem ajuda, os países mais pobres poderão ficar expostos a uma nutrição decadente, acrescentou. Cerca de dois bilhões de pessoas sofrem de deficiências de zinco e ferro, que podem afetar o sistema imunológico e provocar anemia, respectivamente.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Prêmio seleciona imagens de valor científico e beleza

O prêmio fotográfico Wellcome Image Awards anunciou seus finalistas do ano, que produziram imagens impressionantes - entre elas este ovo de piolho, preso a um fio de cabelo, fotografado por Kevin Mackenzie, da Universidade de Aberdeen (Foto: Kevin Mackenzie, University of Aberdeen/Wellcome Images/BBC)O prêmio fotográfico Wellcome Image Awards anunciou seus finalistas do ano, que produziram imagens impressionantes – entre elas este ovo de piolho, preso a um fio de cabelo, fotografado por Kevin Mackenzie, da Universidade de Aberdeen (Foto: Kevin Mackenzie, University of Aberdeen/Wellcome Images/BBC)

Uma exposição em Glasgow, na Escócia, aberta nesta quarta-feira, apresenta ao público as imagens premiadas da 13ª edição do Wellcome Image Awards.

Um painel de jurados escolheu, entre as novas imagens adquiridas pela biblioteca fotográfica Wellcome – que se apresenta como um dos maiores arquivos de imagens ligadas à medicina do mundo – as mais ‘informativas, impressionantes e tecnicamente excelentes’.

A exposição está sendo realizada no Centro de Ciências de Glasgow (Escócia) e será levada a outras cidades do Reino Unido.

Este carrapato minúsculo foi fotografado por Ashley Prytherch, da Royal Surrey County Hospital NHS Foundation Trust (Foto: Ashley Prytherch, Royal Surrey County Hospital NHS Foundation Trust/Wellcome Images/BBC)Este carrapato minúsculo foi fotografado por Ashley Prytherch, da Royal Surrey County Hospital NHS Foundation Trust (Foto: Ashley Prytherch, Royal Surrey County Hospital NHS Foundation Trust/Wellcome Images/BBC)O painel de juízes selecionou imagens que não apenas trouxessem informação científica, como também contivessem beleza estética. É o caso desse embrião de peixe, registrado por Annie Cavanagh e David McCarthy (Foto: Annie Cavanagh e David McCarthy/Wellcome Images/BBC)O painel de juízes selecionou imagens que não apenas trouxessem informação científica, como também contivessem beleza estética. É o caso desse embrião de peixe, registrado por Annie Cavanagh e David McCarthy (Foto: Annie Cavanagh e David McCarthy/Wellcome Images/BBC)A competição anual celebra destaques da fotografia científica e de técnicas relacionadas. Acima, um morcego de orelhas longas, em raio-X (Foto: Chris Thorn / xrayartdesign.co.uk/Wellcome Images/BBC)A competição anual celebra destaques da fotografia científica e de técnicas relacionadas. Acima, um morcego de orelhas longas, em raio-X (Foto: Chris Thorn / xrayartdesign.co.uk/Wellcome Images/BBC)A mostra também será exibida em outras cidades do Reino Unido, como Manchester, Cardiff, Belfast e Londres. Acima, foca registrada por Anders Persson (Foto: Anders Persson/Wellcome Images/BBC)A mostra também será exibida em outras cidades do Reino Unido, como Manchester, Cardiff, Belfast e Londres. Acima, foca registrada por Anders Persson (Foto: Anders Persson/Wellcome Images/BBC)A imagem acima é de um composto agrícola, retratado por Eberhardt Josué Friedrich Kernahan e Enrique Rodríguez Cañas (Foto: Eberhardt Josue Friedrich Kernahan e Enrique Rodriguez Canas/Wellcome Images/BBC)A imagem acima é de um composto agrícola, retratado por Eberhardt Josué Friedrich Kernahan e Enrique Rodríguez Cañas (Foto: Eberhardt Josue Friedrich Kernahan e Enrique Rodriguez Canas/Wellcome Images/BBC)A coleção visual da Wellcome Images é uma das maiores da biblioteca Wellcome e permite o acesso a um amplo catálogo de imagens médicas, manuscritos e ilustrações científicas. Acima, um botão de flor, de Spike Walker (Foto: Lilium flower bud, TS by Spike Walker/Wellcome Images/BBC)A coleção visual da Wellcome Images é uma das maiores da biblioteca Wellcome e permite o acesso a um amplo catálogo de imagens médicas, manuscritos e ilustrações científicas. Acima, um botão de flor, de Spike Walker (Foto: Lilium flower bud, TS by Spike Walker/Wellcome Images/BBC)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Criador de ‘Candy Crush’ estima valor na bolsa em ao menos US$ 6,6 bi

Psicologia explica sucesso do jogo Candy Crush. (Foto: BBC)Cena de ‘Candy Crush Saga’ (Foto: BBC)

O estúdio King Digital Entertainment, criador do popular game para smartphones e tablets “Candy Crush Saga”, estima que seu valor poderá girar entre US$ 6,6 e 7,6 bilhões quando suas ações começarem a ser comercializadas na Bolsa de Nova York, afirmou a empresa nesta quarta-feira (12).

Em documento transmitido à autoridade da bolsa americana (SEC), a King afirma que a companhia e seus principais acionistas pretendem oferecer 22,2 milhões de ações a um preço de US$ 21 a 24 cada. Levando em consideração o preço, o valor do conjunto do capital da empresa oscilaria entre US$ 6,6 e 7,6 bilhões.

Fundada em 2002, a empresa anunciou no dia 18 de fevereiro a intenção de ser negociada na bolsa com uma oferta inicial de ações (IPO). A King busca conseguir capital para seu crescimento após vivenciar uma ascensão meteórica nos últimos anos.

Seu volume de negócios passou de US$ 164 milhões em 2012 a US$ 1,88 bilhão em 2013, segundo o documento transmitido à SEC. No mesmo intervalo, o lucrou subiu de US$ 7,8 milhões para US$ 567,6 milhões.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Ação da Apple cai 5% e valor de mercado recua US$ 23 bi em 2 dias

Dois dos três principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quarta-feira (11), com o Standard & Poor’s 500 avançando pela sétima sessão consecutiva diante de menores preocupações geopolíticas em meio a esforços diplomáticos para permitir que a Síria ceda suas armas químicas, evitando uma ofensiva militar dos EUA.

Já o índice Nasdaq fechou em leve queda devido a vendas generalizadas da ação da Apple. O termômetro de tecnologia recuou 0,11%, para 3.725 pontos.

A ação da Apple, a maior companhia aberta dos EUA em termos de valor de mercado, recuou 5,4%, para US$ 467,71, ampliando um declínio de 2,3% registrado na sessão anterior, após os novos modelos do iPhone decepcionarem investidores, que esperavam versões mais baratas ou uma nova linha de produtos.

Foi a pior performance em dois dias do papel desde 18 de abril. A perda de US$ 23 bilhões em valor de mercado equivale a aproximadamente ao tamanho total da Dell, destaca a Reuters. A Apple está avaliada agora em US$ 427 bilhões.

Na avaliação do estrategista-chefe de investimentos do Janney Montgomery Scott, Mark Luschini, que ajuda a gerir cerca de US$ 58 bilhões em ativos, o que foi anunciado pela Apple foi “menos do que o esperado de uma companhia que tem a reputação de surpreender com ótimos produtos e estratégias”.

Ação do Facebook atinge preço recorde
A ação da rede social Facebook, por sua vez, fechou no maior preço desde a estreia do papel na bolsa americana, em maio de 2012. O papel terminou o dia em alta de 3,3%, negociado a US$ 45,04.

A alta era influenciada pela avaliação de que a empresa irá beneficiar do crescimento da publicidade em dispositivos móveis.

No dia de sua estreia na bolsa, 18 de maio de 2012, as ações da empresa fecharam a US$ 38,23, mas passaram a cair devido aos temores dos investidores sobre o futuro da empresa. Em setembro do ano passado, a ação da companhia chegou a cair para menos da metade do preço inicial, a US$ 17,55.

Dow Jones e S&P 500 sobem
O índice Dow Jones avançou 0,89% nesta quarta-feira, para 15.326 pontos. O índice S&P 500 teve valorização de 0,31%, para 1.689 pontos.

Declarações do presidente dos EUA, Barack Obama, apaziguaram o nervosismo do mercado diante de um possível ataque militar dos EUA contra a Síria. Enfrentando resistência nas  pesquisas de opinião e no Congresso, ele disse que uma oferta da Rússia para pressionar a Síria a colocar as armas químicas sob controle internacional eleva as chances de adiar uma ofensiva.

Obama também pediu a líderes do Congresso que adiem uma votação que autorizaria o uso de força militar em favor de negociações diplomáticas.

“O discurso alivia algumas das preocupações macro, e reduz a probabilidade de que o pior dos casos se confirme na Síria. Investidores estão voltando ao mercado”, disse o  vice-presidente de investimentos do First Citizens Banchsares, Eric Teal.

O S&P 500 acumula alta de cerca de 3,4% nas últimas sete sessões, série mais longa de ganhos desde julho.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Grife de luxo é obrigada a devolver valor de saia por mancha irremovível

Prada foi obrigada a devolver valor de saia por mancha irremovível (Foto: Reprodução/Prada)Prada foi obrigada a devolver valor de saia por
mancha irremovível (Foto: Reprodução/Prada)

Um tribunal australiano ordenou a marca italiana Prada a reembolsar o valor de uma saia, avaliada em US$ 1.522 (cerca de R$ 3.590), para a compradora, que processou a grife por não conseguir remover uma mancha de champanhe.

A cliente, Catherine Whitty, afirmou ao canal local “ABC” que levou a peça manchada a lojas de lavagem a seco onde não puderam tirar a mancha.

Perante a persistência da mancha e após tentar entrar em contato com a marca em Melbourne, onde adquiriu a saia, durante meses, Catherine decidiu levar a Prada perante o Tribunal Administrativo e Civil do estado australiano de Victoria.

A grife também não conseguiu remover a mancha apesar de o rótulo da saia de seda indicar que esta delicada peça podia ser lavada a seco.

A cliente levou com sucesso seu caso aos tribunais por considerar que, quando se compra uma peça, deve ser possível tirar manchas simples como as de champanhe.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Você sabe como usar mídias sociais para criar valor para os negócios?

O que faz do seu negócio um negócio de ponta? De acordo com um novo relatório do IBM Institute for Business Value, pode ser o quão bem sua empresa implementa os negócios sociais.

20 de novembro de 2012 – 14h08

No estudo “The Business of Social Business” (Os Negócios dos Negócios Sociais), do IBM Institute for Business Value, os autores James Cortada, Eric Lesser e Peter Korsten argumentam que o social não é mais para a geração abaixo dos 30 anos. Simplesmente desenvolver e pôr em ação a tecnologia não é o suficiente.

“[…] As empresas na vanguarda estão fazendo mais do que desenvolver uma presença em importantes plataformas [sociais]. Elas estão pegando suas ferramentas sociais e embutindo-as nos processos e capacidades “core” do negócio. Elas estão utilizando abordagens sociais para algo mais além de se comunicarem melhor com seus fornecedores, parceiros de negócios e, talvez, o mais importante, seus funcionários.”

O estudo da IBM com mais de 1,1 mil empresas ao redor do mundo revela que o investimento em negócios sociais está crescendo: 46% das empresas pesquisadas aumentou seu investimento nos negócios sociais em 2012 e 62% indicou que irá aumentar seus gastos nos próximos três anos.

O repentino crescimento dos negócios sociais está desafiando a cultura corporativa em algumas empresas, o que os respondentes indicam ser algo com o que estão tendo problemas: quase três-quartos relatam que não tiveram o preparo correto para as mudanças culturais necessárias.

“Executivos estão preocupados com o fato de que o negócio social representa uma forma diferente de pensar sobre os funcionários, clientes e como o trabalho é feito, como também os riscos em potencial de uma maior abertura organizacional e transparência”, diz o relatório da IBM.

Aqui estão algumas observações sobre as principais descobertas do estudo, com dicas sobre como sua empresa pode se transformar em um negócio social de sucesso.

“A pesquisa e as entrevistas esclareceram uma coisa. Organizações que estão experimentando mais sucesso nas abordagens dos negócios sociais sabem que elas têm de fazer modificações fundamentais na forma como seus funcionários trabalharam em toda a empresa”, diz o relatório.

Embutir o negócio social com sucesso em uma organização exige três etapas, de acordo com o relatório:

1. Considere como incorporar métricas sociais nos processos tradicionais.
De acordo com o relatório, apenas 20% das organizações são capazes de identificar indicadores chave de desempenho e de acompanharem o ROI dos esforços dos negócios sociais. Aquelas que não conseguem fazê-lo têm problemas com suas iniciativas sociais.

Mas quantificar resultados com base apenas em economias de custo não é suficiente, afirma o relatório. Em vez disso, os negócios devem considerar pilotar um projeto para demonstrar os benefícios acentuados e não tão acentuados da iniciativa social e compará-los com o desempenho de indivíduos que não utilizam a ferramenta social.

“Nós também ouvimos dos respondentes que o uso em potencial dos dados sociais é a forma de justificar a ROI do esforço social”, conta o relatório. “As análises podem possibilitar que as organizações integrem as fontes de dados sociais às tradicionais para tomarem decisões mais eficientes sobre os clientes. Ao examinar os dados residuais das atividades sociais, as organizações podem desenvolver valiosos conteúdos que não estavam disponíveis anteriormente”.

2. Compreenda e administre os riscos associados ao negócio social.
Respondentes da pesquisa da IBM citam várias preocupações sobre o uso das ferramentas sociais para os negócios: ataques a suas marcas, problemas legais, segurança e privacidade de dados e publicação não intencional de informações da empresa.

Cerca de metade das empresas pesquisadas diz não possuir processos eficientes para lidar com essas preocupações, enquanto quase 25% dizem ter e outros 25% têm planos a caminho.

Empresas com estratégias bem sucedidas estabeleceram políticas para os funcionários seguirem ao envolverem-se em iniciativas sociais e possuem uma estrutura de governança para administrar e monitorar o comportamento de seus negócios sociais. Além disso, cuidam dos seguintes pontos:

> Identificar exposições em potencial, envolver de forma proativa os especialistas corretos e desenvolver planos de gestão de risco.

> Tentar solucionar os problemas e compreender seu impacto na organização.

> Fazer perguntas sobre porque um comportamento é um risco e como mitiga-lo.

> Envolver especialistas funcionais antes dos problemas ocorrerem. Isso inclui profissionais das áreas de RH, Jurídica, TI, Comunicações, Finanças e Gestão de risco.

3. Estabeleça uma única mudança nos princípios tradicionais para influenciar a cultura corporativa e o desempenho.

De acordo com a pesquisa, 48% das organizações têm apoio dos diretores mas apenas 22% acredita que o nível gerencial esteja preparado para incorporar os as práticas diárias de negócios sociais.

A IBM sugere três ações para auxiliar os funcionários a compreenderem do valor das iniciativas sociais, envolver as áreas corretas e fornecer apoio apropriado e motivação:

> Faça as pessoas se envolverem utilizando as ferramentas corretas. Crie oportunidades para o uso das novas ferramentas sociais, forneça treinamento cara-a-cara, tutoria reversa e encoraje líderes a modelarem os comportamentos desejados para permitirem o uso das ferramentas sociais. Capture histórias de sucesso de uso de ferramentas sociais como wikis, blogs e vídeos.

> Aplique os conceitos tradicionais de administração de mudança para apoiar a transição. Nomeie vários campeões do negócio social ou especialistas no assunto para encorajar e acelerar a adoção, forneça instrução sobre porque isto é importante e quais as diretrizes para utilização de ferramentas de mídia social dentro e fora da organização e reconheça a utilização desejada, bem como os comportamentos desejados.

> Incorpore as abordagens sociais para apoiar a mudança. Desenvolva narrativas de usuários e cenários de possibilidades fornecidos por meio do uso de abordagens sociais, use abordagens de redes sociais para identificar e se envolver com líderes influentes, forneça apoio aos funcionários, parceiros e clientes.

“A razão pela qual mais organizações estão implementando as práticas de negócios sociais se resume a sustentar sua competitividade e lucratividade em economias nas quais os rivais, parceiros e clientes estão adotando novas formas de conduzir os negócios”, comenta o relatório. “Mais do que simplesmente utilizar as ferramentas de mídia social, entramos em um novo período de transformação fundamental na forma como o trabalho é feito em todos os níveis da empresa e por todas as fronteiras organizacionais”.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,