RSS

Arquivo da tag: Ubuntu

Canonical anuncia interface do Ubuntu otimizada para tablets

Recurso “side stage” permite executar dois apps ao mesmo tempo, lado a lado. Prévia do software estará disponível em alguns dias

A Canonical apresentou nesta terça-feira a nova interface otimizada para tablets de seu sistema operacional Ubuntu, posicionando-o contra o Android, iOS e Windows, com recursos avançados de segurança e uma abordagem interessante em relação à multitarefa. O lançamento é o próximo passo da Canonical em sua estratégia para unificar os smartphones, tablets, PCs e TVs.

Após o lançamento do Ubuntu para smartphones, em Janeiro, a empresa agora apresenta uma interface feita sob medida para aparelhos com telas de 6 a 20 polegadas e resoluções de 100 a 450 ppi (pixels por polegada), mais do que a dos mais sofisticados tablets atuais. O Nexus 10 da Google, por exemplo, tem uma tela de 10 polegadas e 300 ppi, com resolução de 2560 x 1600 pixels. 

Usuários poderão testar a interface a partir de 21 de Fevereiro, quando a versão “Touch Developer Preview” do sistema estará disponível, com instruções para instalação em tablets como o Nexus 7 e Nexus 10, além de smartphones como o Nexus 4 e Galaxy Nexus. A Canonical lembra que esta versão do sistema é voltada a desenvolvedores interessados em conhecê-lo ou na criação de aplicativos, e não está pronta para o consumidor final.

ubuntu_tablet-360px.jpg
Ubuntu em Tablets: próximo passo na estratégia de convergência da Canonical

Segundo a Canonical, no geral “é fácil” colocar o Ubuntu na maioria dos chipsets que atualmente rodam Android. O lançamento de uma interface gráfica pode soar estranho, mas é que por debaixo dos panos o sistema operacional é exatamente o mesmo Ubuntu que já roda em PCs e poderá rodar em TVs e smartphones, possibilitando uma verdadeira convergência entre dispositivos, de acordo com a companhia.

Por exemplo, um mesmo smartphone acoplado a uma tela maior pode apresentar a interface para tablets, que por sua vez, ligado a um teclado e mouse, pode apresentar a interface para PCs, e por fim a interface para TV quando conectado a uma TV de alta-definição via HDMI. O tablet também pode ser usado como um “Thin Client” para acesso a aplicativos Windows remotos usando tecnologia da Microsoft, Citrix ou VMWare, disse a empresa. E para agradar os usuários corporativos, o sistema inclui recursos integrados para criptografia de dados.

A interface para tablets tira proveito das bordas da tela para navegar entre apps, configurações e controles. Os apps ficam em uma dock na borda esquerda, e um gesto da esquerda para a direita leva o usuário a uma página listando todos os apps no tablet. Esta solução libera mais espaço para o conteúdo, de acordo com a Canonical.

Também há um recurso multitarefa chamado Side Stage, que permite rodar um aplicativo para smartphones lado-a-lado com um aplicativo para tablets. Usuários podem, por exemplo, fazer uma videochamada via Skype ao mesmo tempo em que editam um documento, tomar notas enquanto navegam na web ou “tuitar” enquanto assistem a um filme, disse a empresa. O vídeo abaixo, apresentado por Mark Shuttleworth, fundador da Canonical e mentor do projeto Ubuntu, mostra o funcionamento da nova interface.

Se a Canonical pretende transformar seus sistema operacional e suas interfaces em um sucesso, precisa de apoio dos desenvolvedores. A “Preview SDK”, um kit para desenvolvimento de software (SDK) criado para auxiliar na criação de apps para smartphones, agora também tem suporte a tablets. Segundo a empresa, no Ubuntu desenvolvedores podem criar um único aplicativo que funciona em smartphones, tablets, PCs e TVs, porque o sistema operacional é o mesmo e os serviços associados funcionam independente do dispositivo.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 23 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Canonical lança interface sob medida do Ubuntu para tablets

Recurso “side stage” permite executar dois apps ao mesmo tempo, lado a lado. Prévia do software estará disponível em alguns dias

20 de fevereiro de 2013 – 11h30

A Canonical apresentou nesta terça-feira a nova interface otimizada para tablets de seu sistema operacional Ubuntu, posicionando-o contra o Android, iOS e Windows, com recursos avançados de segurança e uma abordagem interessante em relação à multitarefa. O lançamento é o próximo passo da Canonical em sua estratégia para unificar os smartphones, tablets, PCs e TVs.

Após o lançamento do Ubuntu para smartphones, em Janeiro, a empresa agora apresenta uma interface feita sob medida para aparelhos com telas de 6 a 20 polegadas e resoluções de 100 a 450 ppi (pixels por polegada), mais do que a dos mais sofisticados tablets atuais. O Nexus 10 da Google, por exemplo, tem uma tela de 10 polegadas e 300 ppi, com resolução de 2560 x 1600 pixels. 

Usuários poderão testar a interface a partir de 21 de Fevereiro, quando a versão “Touch Developer Preview” do sistema estará disponível, com instruções para instalação em tablets como o Nexus 7 e Nexus 10, além de smartphones como o Nexus 4 e Galaxy Nexus. A Canonical lembra que esta versão do sistema é voltada a desenvolvedores interessados em conhecê-lo ou na criação de aplicativos, e não está pronta para o consumidor final.

ubuntu_tablet-360px.jpg
Ubuntu em Tablets: próximo passo na estratégia de convergência da Canonical

Segundo a Canonical, no geral “é fácil” colocar o Ubuntu na maioria dos chipsets que atualmente rodam Android. O lançamento de uma interface gráfica pode soar estranho, mas é que por debaixo dos panos o sistema operacional é exatamente o mesmo Ubuntu que já roda em PCs e poderá rodar em TVs e smartphones, possibilitando uma verdadeira convergência entre dispositivos, de acordo com a companhia.

Por exemplo, um mesmo smartphone acoplado a uma tela maior pode apresentar a interface para tablets, que por sua vez, ligado a um teclado e mouse, pode apresentar a interface para PCs, e por fim a interface para TV quando conectado a uma TV de alta-definição via HDMI. O tablet também pode ser usado como um “Thin Client” para acesso a aplicativos Windows remotos usando tecnologia da Microsoft, Citrix ou VMWare, disse a empresa. E para agradar os usuários corporativos, o sistema inclui recursos integrados para criptografia de dados.

A interface para tablets tira proveito das bordas da tela para navegar entre apps, configurações e controles. Os apps ficam em uma dock na borda esquerda, e um gesto da esquerda para a direita leva o usuário a uma página listando todos os apps no tablet. Esta solução libera mais espaço para o conteúdo, de acordo com a Canonical.

Também há um recurso multitarefa chamado Side Stage, que permite rodar um aplicativo para smartphones lado-a-lado com um aplicativo para tablets. Usuários podem, por exemplo, fazer uma videochamada via Skype ao mesmo tempo em que editam um documento, tomar notas enquanto navegam na web ou “tuitar” enquanto assistem a um filme, disse a empresa. O vídeo abaixo, apresentado por Mark Shuttleworth, fundador da Canonical e mentor do projeto Ubuntu, mostra o funcionamento da nova interface.

Se a Canonical pretende transformar seus sistema operacional e suas interfaces em um sucesso, precisa de apoio dos desenvolvedores. A “Preview SDK”, um kit para desenvolvimento de software (SDK) criado para auxiliar na criação de apps para smartphones, agora também tem suporte a tablets. Segundo a empresa, no Ubuntu desenvolvedores podem criar um único aplicativo que funciona em smartphones, tablets, PCs e TVs, porque o sistema operacional é o mesmo e os serviços associados funcionam independente do dispositivo.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

GNOME Remix passa a fazer parte da família Linux Ubuntu

Seguindo firme após o lançamento do Ubuntu 12.10 “Quantal Quetzal”, a nova versão do GNOME Remix foi criada “para trazer o melhor do GNOME aos usuários”

Os fãs do Ubuntu provavelmente se lembram do Ubuntu GNOME Remix, o “sabor” não-oficial da distribuição Linux que foi lançado no ano passado para usuários que não gostam da interface Unity, padrão do software de desktop.

Seguindo firme após o lançamento do Ubuntu 12.10 “Quantal Quetzal”, a nova versão do GNOME Remix foi criada “para trazer o melhor do GNOME aos usuários do sistema operacional”, nas palavras de seus desenvolvedores. Bem, esta semana a nova interface foi eleita oficialmente parte da família Linux Ubuntu, dando-lhe pleno acesso à infraestrutura de apoio, publicidade e outros benefícios da Canonical e da comunidade Ubuntu.

“Havia forte demanda”
“Temos o prazer de anunciar que o Ubuntu GNOME agora é um “sabor” oficial do Ubuntu”, lia-se no anúncio nos e-mails enviados pela empresa na segunda-feira (11). “Nosso primeiro lançamento para o 12.10 mostrou que houve uma forte demanda por uma grande experiência do GNOME no sistema, e agora estamos trabalhando em nossa segunda versão baseada no Ubuntu 13.04”, acrescentaram os desenvolvedores.

Não devendo ser confundido com o também novo “modo clássico”, que visa trazer de volta a aparência do antigo GNOME 2, o Ubuntu GNOME Remix quer aproveitar o máximo do GNOME 3.6, que faz parte do novo – e inspirado em mobilidade – ramo da família de desktop.

Tanto o Unity quanto o GNOME 3 foram adições controversas para o mundo do desktop Linux, inspirando o lançamento não apenas do novo modo clássico do GNOME, mas também novos competidores, incluindo os desktops MATE e Cinnamon e distribuições incluindo SolusOS e Fuduntu.

De acordo com o anúncio, está nos planos da empresa a divulgação das imagens do beta final do GNOME 3 até o fim deste mês.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Ubuntu Touch está disponível em 25 dispositivos móveis

Canonical lança guia com instruções e convida desenvolvedores a adaptar o sistema a seus tablets e smartphones favoritos

Alguns dias atrás a Canonical lançou versões do Ubuntu Touch, nome dado à nova interface para telas sensíveis ao toque (smartphones e tablets) de seu sistema operacional, prontas para serem instaladas em aparelhos como o Galaxy Nexus, Nexus 4, Nexus 7 e Nexus 10, bem como instruções de instalação.

Agora a empresa lançou um “Porting Guide” com instruções que os desenvolvedores podem seguir para adaptar o sistema a novos aparelhos, e iniciou uma “Port-a-thon”, espécie de “maratona de desenvolvimento” onde onde desenvolvedores tentam colocar o software nos aparelhos de sua escolha.

ubuntutouch-360px.jpg
Ubuntu também roda em smartphones e tablets

“Se você não se importa em fuçar um pouco, talvez compilar um kernel ou esmiuçar arquivos de configuração, nem em reinstalar o sistema em seu aparelho repetidamente, pode ser a pessoa que estamos procurando”, disse Daniel Holbach, um dos desenvolvedores do sistema, em um post no blog para desenvolvedores do Ubuntu na última sexta-feira.

Inclusas no guia estão instruções sobre o funcionamento interno do Ubuntu Touch, como as imagens do sistema são geradas, como testá-las e mais.

Trabalho em andamento

Se os resultados até agora forem um indicador, não irá demorar muito até que o Ubuntu Touch esteja rodando em uma ampla gama de hardware. Participantes do projeto já adicionaram suporte, em vários estágios de funcionamento, a 25 outros dispositivos, além dos quatro originais. Entre eles estão o tablet Motorola Xoom, Huawei Ascend G300, Samsung Galaxy S e Galaxy Note II, ASUS Transformer Pad TF300T, Dell Streak 7 e uma variedade de aparelhos da HTC. 

Já os visitantes do Mobile World Congress em Barcelona, Espanha, podem evitar o trabalho pesado: a equipe no stand da Canonical (Stand 81D30 no App Planet Hall 8.1) estão a postos para instalar o Ubuntu Touch Developer Preview nos aparelhos da Google oficialmente suportados (Galaxy Nexus, Nexus 4, Nexus 7 e Nexus 10).

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Novo Ubuntu permitirá que smartphones Android rodem em desktops

AppId is over the quota
Com lançamento em evento na Espanha, programa da Canonical permite que aparelhos sejam ligados a monitores, teclado e mouse.

23 de fevereiro de 2012 – 09h26

A fabricante Canonical revelou um software que vai permitir que smartphones Android tenham a habilidade de rodar sessões de computação completas em monitores de PCs e aparelhos de TV.

“Os processadores dos smartphones estão se aproximando do poder dos processadores de baixo consumo de laptops, por isso nós usamos essa força para possibilitar uma experiência de desktop”, afirmou o fundador da Canonical, Mark Shuttleworth. “Se você conectar seu telefone a um monitor de computador e um teclado, então o telefone pode conduzir uma sessão completa de desktop.”

A companhia lançará o software, chamado Ubuntu para Android, durante o evento Mobile World Congress 2012, que acontece na próxima semana em Barcelona, na Espanha.

O programa funciona como um add-on para o sistema Android, que também é baseado em Linux. Quando conectado a um tela de computador, teclado e mouse, o software abre um ambiente desktop completo baseado na “carcaça” do Ubuntu Unity.

A Canonical está comercializando o software para operadoras e fabricantes de aparelhos móveis, que então poderão anunciar seus aparelhos como alternativas a compra de PCs desktop. “As fabricantes de handsets tem essa visão há tempos de que o telefone é o desktop do futuro, mas elas se debateram para conseguir o equilíbrio certo”, afirma Shuttleworth.

Com essa tecnologia, as organizações poderiam, em vez de dar um computador para um novo funcionário, simplesmente entregar a ele um telefone, que poderia então ser usado em qualquer local de trabalho do profissional, diz o executivo da empresa. As potenciais vantagens apontam para uma redução de custos e a falta de dependência de conectividade com a rede da companhia.

O software permite que todos os dados no smartphone, como contatos e mensagens, possam ser acessados no desktop. O telefone também pode carregar todos os aplicativos necessários para o ambiente desktop, e oferecer conexão fácil para apps baseados na nuvem. 

O Ubuntu para Android funcionará em qualquer versão do Android, mas exigirá um processador dual-core ARM rodando a 1GHz ou mais. O telefone precisa também de uma saída HDMI, que forneceria a conexão de vídeo para o monitor, assim como portas USB para o teclado e o mouse. 

A Canonical não mencionou nenhuma fabricante ou operadora de telefonia que estejam testando a tecnologia, mas afirmou que planeja que o software seja embutido em alguns aparelhos Android até o final deste ano. O código está disponível para usuários finais, mas exige um bom conhecimento técnico para a instalação.

Shuttleworth também admitiu que a companhia ainda precisa finalizar alguns elementos vitais do programas. “A segurança, por exemplo, não tem sido um foco para nós ainda”, disse, lembrando que esse não deve ser um grande desafio para a empresa.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,