RSS

Arquivo da tag: turco

Presidente turco denuncia bloqueio do Twitter pelo governo

O presidente turco, Abdullah Gul, enviou nesta sexta-feira (21) uma mensagem no Twitter denunciando o bloqueio durante a noite desta rede social por parte do governo islamita conservador do primeiro-ministro, Recep Tayip Erdogan, atingido por um escândalo de corrupção.

“Não podemos aprovar um bloqueio total de uma plataforma de redes sociais (…) Espero que esta situação não dure muito tempo”, escreveu o presidente.

A Turquia bloqueou, na noite de quinta-feira (20), o acesso ao Twitter, algumas horas após Erdogan ameaçar proibir a rede social, havia informado o jornal local Hurriyet.

“Nós vamos bloquear o Twitter. Não estou nem aí para o que a comunidade internacional vai dizer”, afirmou Erdogan diante de milhares de simpatizantes durante um comício realizado a 10 dias das eleições municipais, previstas para o próximo dia 30 de março.

“Eles verão a força da Turquia”, provocou.

O Twitter reagiu imediatamente e explicou que os turcos podem driblar o bloqueio enviando mensagens através de seus smartphones.

“Usuários da Turquia podem enviar tweets usando os SMS. Avea e Vodafone texto Start para 2444. Turkcell texto Start ao 2555”, publicou nesta quinta-feira a rede social em turco e em inglês no perfil oficial de sua equipe de política pública global (@policy).

Em Bruxelas, a comissária europeia para Novas Tecnologias, Neelie Kroes, afirmou que a “proibição do Twitter na Turquia não tem fundamento, é inútil e covarde”, e tanto o povo turco quanto a comunidade internacional a verão como “censura”.

Há três semanas, Erdogan virou alvo de investigações após a divulgação, nas redes sociais, de gravações de conversas telefônicas grampeadas.

As escutas, que o chefe do governo havia inicialmente classificado de ‘montagens’, antes de reconhecer a veracidade de algumas, provocaram a ira da oposição e causaram diversas manifestações nas maiores cidades do país, todas pedindo sua renúncia.

A partir de meados de dezembro, o premiê, que governa a Turquia desde 2002, está envolvido em escândalos de corrupção relacionados a desvios de dinheiro.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Presidente turco denuncia bloqueio do Twitter pelo governo

O presidente turco, Abdullah Gul, enviou nesta sexta-feira (21) uma mensagem no Twitter denunciando o bloqueio durante a noite desta rede social por parte do governo islamita conservador do primeiro-ministro, Recep Tayip Erdogan, atingido por um escândalo de corrupção.

“Não podemos aprovar um bloqueio total de uma plataforma de redes sociais (…) Espero que esta situação não dure muito tempo”, escreveu o presidente.

A Turquia bloqueou, na noite de quinta-feira (20), o acesso ao Twitter, algumas horas após Erdogan ameaçar proibir a rede social, havia informado o jornal local Hurriyet.

“Nós vamos bloquear o Twitter. Não estou nem aí para o que a comunidade internacional vai dizer”, afirmou Erdogan diante de milhares de simpatizantes durante um comício realizado a 10 dias das eleições municipais, previstas para o próximo dia 30 de março.

“Eles verão a força da Turquia”, provocou.

O Twitter reagiu imediatamente e explicou que os turcos podem driblar o bloqueio enviando mensagens através de seus smartphones.

“Usuários da Turquia podem enviar tweets usando os SMS. Avea e Vodafone texto Start para 2444. Turkcell texto Start ao 2555”, publicou nesta quinta-feira a rede social em turco e em inglês no perfil oficial de sua equipe de política pública global (@policy).

Em Bruxelas, a comissária europeia para Novas Tecnologias, Neelie Kroes, afirmou que a “proibição do Twitter na Turquia não tem fundamento, é inútil e covarde”, e tanto o povo turco quanto a comunidade internacional a verão como “censura”.

Há três semanas, Erdogan virou alvo de investigações após a divulgação, nas redes sociais, de gravações de conversas telefônicas grampeadas.

As escutas, que o chefe do governo havia inicialmente classificado de ‘montagens’, antes de reconhecer a veracidade de algumas, provocaram a ira da oposição e causaram diversas manifestações nas maiores cidades do país, todas pedindo sua renúncia.

A partir de meados de dezembro, o premiê, que governa a Turquia desde 2002, está envolvido em escândalos de corrupção relacionados a desvios de dinheiro.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Presidente turco denuncia bloqueio do Twitter pelo governo

O presidente turco, Abdullah Gul, enviou nesta sexta-feira (21) uma mensagem no Twitter denunciando o bloqueio durante a noite desta rede social por parte do governo islamita conservador do primeiro-ministro, Recep Tayip Erdogan, atingido por um escândalo de corrupção.

“Não podemos aprovar um bloqueio total de uma plataforma de redes sociais (…) Espero que esta situação não dure muito tempo”, escreveu o presidente.

A Turquia bloqueou, na noite de quinta-feira (20), o acesso ao Twitter, algumas horas após Erdogan ameaçar proibir a rede social, havia informado o jornal local Hurriyet.

“Nós vamos bloquear o Twitter. Não estou nem aí para o que a comunidade internacional vai dizer”, afirmou Erdogan diante de milhares de simpatizantes durante um comício realizado a 10 dias das eleições municipais, previstas para o próximo dia 30 de março.

“Eles verão a força da Turquia”, provocou.

O Twitter reagiu imediatamente e explicou que os turcos podem driblar o bloqueio enviando mensagens através de seus smartphones.

“Usuários da Turquia podem enviar tweets usando os SMS. Avea e Vodafone texto Start para 2444. Turkcell texto Start ao 2555”, publicou nesta quinta-feira a rede social em turco e em inglês no perfil oficial de sua equipe de política pública global (@policy).

Em Bruxelas, a comissária europeia para Novas Tecnologias, Neelie Kroes, afirmou que a “proibição do Twitter na Turquia não tem fundamento, é inútil e covarde”, e tanto o povo turco quanto a comunidade internacional a verão como “censura”.

Há três semanas, Erdogan virou alvo de investigações após a divulgação, nas redes sociais, de gravações de conversas telefônicas grampeadas.

As escutas, que o chefe do governo havia inicialmente classificado de ‘montagens’, antes de reconhecer a veracidade de algumas, provocaram a ira da oposição e causaram diversas manifestações nas maiores cidades do país, todas pedindo sua renúncia.

A partir de meados de dezembro, o premiê, que governa a Turquia desde 2002, está envolvido em escândalos de corrupção relacionados a desvios de dinheiro.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Tribunal turco bloqueia decreto que limita os poderes da polícia

O Conselho de Estado, principal jurisdição administrativa turca, bloqueou nesta sexta-feira (27) um polêmico decreto governamental que obriga a polícia a informar a sua hierarquia antes de realizar prisões no país, atingido por uma crise político-financeira.

Uma circular publicada no domingo obrigava os funcionários da polícia a informar aos seus superiores hierárquicos antes de efetuar inspeções e prisões ordenadas pela justiça. O governo islamita moderado turco foi salpicado por várias investigações de corrupção.

O Conselho de Estado decidiu suspender a execução deste texto porque sua aplicação “pode provocar danos irreparáveis” ao funcionamento do Estado, segundo o site do jornal “Hurriyet”.

O texto havia sido muito criticado por juristas e pela oposição parlamentar.

O primeiro-ministro islamita moderado, Recep Tayyip Erdogan, atravessa a pior crise desde que seu Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) chegou ao poder, em 2002.

Em resposta a uma operação anticorrupção realizada no dia 17 de dezembro, Erdogan lançou uma punição sem precedentes contra a polícia, acusada por ele de não tê-lo informado sobre esta investigação que manchou sua imagem.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Premiê turco acusa Israel de estar por trás da deposição de Morsi

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou nesta terça-feira (20) Israel de estar por trás do golpe de Estado militar que derrubou no dia 3 de julho o presidente egípcio Mohamed Morsi.

“O que eles dizem sobre o Egito? Que a democracia não está nas urnas. Quem está por trás disso? Israel”, afirmou Erdogan em Ancara durante uma reunião do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), de orientação islamita.

“Temos a prova”, afirmou Erdogan, referindo-se a um fórum realizado na França antes das eleições de 2012 que conduziram ao poder a Irmandade Muçulmana de Morsi.

Erdogan fala em Ancara durante uma reunião do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) (Foto: Adem Altan/AFP)Erdogan fala em Ancara durante uma reunião do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) (Foto: Adem Altan/AFP)

Neste encontro, segundo Erdogan, o ministro da Justiça israelense e um intelectual judeu afirmaram que, “mesmo se a Irmandade Muçulmana vencer as eleições, não sairá vencedora, já que a democracia não está nas urnas”.

A Turquia condenou a destituição de Morsi e adotou um tom muito duro em sua reação à repressão exercida pelas forças de segurança egípcias contra as manifestações de partidários do presidente islamita.

A Turquia convocou seu embaixador no Cairo, o que fez o Egito responder chamando seu embaixador de Ancara, um reflexo da degradação das tradicionalmente boas relações bilaterais entre os dois países.

Erdogan, um crítico feroz do Estado hebreu, reforçou os laços entre seu país e o Egito sob a presidência de Morsi e fez do Cairo um de seus principais sócios em sua estratégia de influência regional.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,