RSS

Arquivo da tag: tropas

Obama confirma retirada total de tropas no Afeganistão até 2016

Barack Obama anuncia nesta terça-feira (27) retirada das tropas americanas do Afeganistão até 2016 (Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)Barack Obama anuncia nesta terça-feira (27) retira-
da das tropas americanas do Afeganistão até 2016
(Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)

O presidente americano, Barack Obama, anunciou nesta terça-feira (27) que até o final de 2016 os Estados Unidos vão retirar todas as suas tropas do Afeganistão.

Obama disse que em 2015 o país deve reduzir seu efetivo para 9.800 militares no Afeganistão, mas que este plano dependerá da assinatura de um acordo bilateral de segurança, adiada várias vezes pelo governo de Cabul.

Atualmente, 51 mil militares norte-americanos ajudam Cabul a combater os rebeldes talibãs, sob comando da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

“Este acordo é essencial para dar às nossas tropas a autoridade que precisam para cumprir sua missão, respeitando ao mesmo tempo a soberania afegã”, afirmou. Obama disse que tem “esperança” de que os candidatos à presidência do Afeganistão apoiem o acordo. As eleições presidenciais serão realizadas em junho.

Obama também disse que as forças de segurança do Afeganistão mostraram que são capazes de defender o país. “Temos que reconhecer que o Afeganistão não será um lugar perfeito e não é responsabilidade dos Estados Unidos torná-lo perfeito”, disse no jardim da Casa Branca.

No domingo, Obama visitou as forças dos EUA no Afeganistão e falou brevemente por telefone com o presidente Hamid Karzai, que deixará o cargo neste ano, depois das eleições de junho.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 27 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Confronto entre pró-russos e tropas ucranianas deixa mortos em Mariupol

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Delegacia de polícia é incendiada em Mariupol, na Ucrânia, após combates entre forças do governo e rebeldes (Foto: Evgeniy Maloletka/AP)Delegacia de polícia é incendiada em Mariupol, na Ucrânia, após combates entre forças do governo e rebeldes (Foto: Evgeniy Maloletka/AP)

Confrontos entre separatistas pró-Rússia e forças ucranianas na cidade de Mariupol, no leste da Ucrânia, deixaram mortos nesta sexta-feira (9), segundo informações do governo e das agências locais.

O serviço médico da administração regional de Mariupol informou que três pessoas morreram e 25 ficaram feridas. A agência russa Interfax disse que oito pessoas morreram – todos separatistas.

Já o ministério do Interior russo afirmou que 20 separatistas morreram. Segundo o ministro Arsen Avakov, outros cinco policiais ficaram feridos e quatro insurgentes foram capturados. “Grande parte dos criminosos desapareceu na cidade, abandonando as armas (…). O edifício (da polícia local) está em chamas”, escreveu em sua página no Facebook.

Os combates se ocorreram quando mais de meia centena de milicianos atacaram a sede da Polícia de Mariupol. “Houve uma tentativa de tomar o edifício. Ocorreu um tiroteio que desembocou em um enfrentamento em grande escala coincidindo com a chegada dos reforços do Serviço de Segurança e da Guarda Nacional”, acrescentou Avakov.

Avakov também confirmou que, devido aos combates, o imóvel foi tomado por chamas.

Homem mascarado pula sobre barricada em frente ao prédio da polícia de Mariupol nesta sexta-feira (8). Confrontos deixaram mortos no local (Foto: Marko Djurica/Reuters)Homem mascarado pula sobre barricada em frente ao prédio da polícia de Mariupol nesta sexta-feira (8). Confrontos deixaram mortos no local (Foto: Marko Djurica/Reuters)

De acordo com a versão dos pró-russos, entretanto, o tiroteio aconteceu durante o ataque por parte das forças governamentais à sede policial, onde se encontra entrincheirado um grupo de agentes que se nega a acatar as ordens de Kiev.

Mais de mil pessoas se dirigiram ao edifício para impedir a detenção dos policiais insubordinados, mas as forças leais a Kiev, que contam com o apoio de blindados, os receberam com disparos de advertência ao ar, segundo a mesma versão.

Integrantes da rede de TV britânica “ITV News” relataram ter visto colunas de fumaça e pessoas com armas pesadas na cidade. “Há franco-atiradores por todos os lados. Um homem foi baleado ao meu lado”, disse o cinegrafista Daniel Demoustier no Twitter.

No centro de Mariupol, o exército ucraniano mobilizou blindados.

O confronto acontece no dia em que Rússia e Ucrânia comemoram a vitória aliada contra a Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Tropas polonesas e americanas fazem treinamento no sul da Polônia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Uma centena de paraquedistas militares de Estados Unidos e Canadá participam de exercícios conjuntos com tropas polonesas no deserto de Beldow, no sul da Polônia, como parte das manobras que a Otan desenvolve em países fronteiriços com a Ucrânia.

Os militares pertencem à brigada de Infantaria de Choque número 173 dos Estados Unidos e ao regimento canadense de Infantaria Ligeira Princesa Patrícia, informou nesta terça-feira (6) a imprensa local.

As tropas norte-americanas estão treinando junto com a sexta brigada Aerotransportada da Polônia em um “esforço” para garantir aos aliados seu “compromisso com a região”, afirmou o coronel Steve Warren, porta-voz do Pentágono dos Estados Unidos.

Tropas canadenses fazem exercício de paraquedas no deserto de Bledowska, no sul da Polônia, nestas segunda-feira (5) (Foto: Kacper Pempel/Reuters)Tropas canadenses fazem exercício de paraquedas no deserto de Bledowska, no sul da Polônia, nestas segunda-feira (5) (Foto: Kacper Pempel/Reuters)

Exercícios similares acontecem nas repúblicas Bálticas (Lituânia, Estônia e Letônia) como resposta à crise na Ucrânia, onde o ministro da Defesa polonês, Tomasz Siemoniak, considera que “existem todas as características que podem levar a uma guerra civil”.

Em declarações feitas no último fim de semana para a imprensa local, Siemoniak também advertiu a presença de “sinais claros de ação russa” no leste da Ucrânia.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, visitará Varsóvia, a capital da Polônia, no próximo dia 4 de junho, um claro sinal do apoio de Washington a seus aliados poloneses.

O líder americano assistirá na Polônia aos atos de comemoração do 25º aniversário das primeiras eleições livres realizadas no país após décadas de comunismo.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Otan diz que não há sinal de retirada de tropas russas na Ucrânia

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) não viu sinais até o momento de que dezenas de milhares de tropas russas estejam se retirando de locais próximos à fronteira com a Ucrânia, disse um funcionário da Otan nesta terça-feira (29), apesar de uma declaração da Rússia afirmando que soldados tinham voltado para suas posições permanentes.

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse ao secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, em um telefonema na segunda-feira que as forças russas, que iniciaram exercícios perto da fronteira na semana passada, haviam voltado para suas posições, de acordo com o governo russo.

“Atualmente nós não temos nenhuma informação que indique uma retirada das tropas russas da fronteira ucraniana. Continuamos a exortar a Rússia a respeitar o acordo de Genebra e a recuar todas as suas tropas ao longo da fronteira com a Ucrânia, em favor da diplomacia e do diálogo”, disse um funcionário da Otan à Reuters, após ser questionado sobre a afirmação de Shoigu.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Nada indica que Rússia retirou tropas da fronteira com a Ucrânia, diz Otan

A Otan indicou nesta terça-feira (29) que não dispõe de “informações que indiquem que a Rússia retirou suas tropas da fronteira com a Ucrânia”, como foi anunciado pelo ministro da Defesa russo, Sergei Choigu, informou a Aliança Atlântica.

“Nós vimos a declaração do ministro da Defesa russo. No momento não temos nenhuma informação indicando uma retirada das tropas russas da fronteira com a Ucrânia”, indicou um oficial da Otan.

“Continuamos a incentivar a Rússia a respeitar o acordo de Genebra e retirar todas as suas tropas da fronteira com a Ucrânia para promover a diplomacia e o diálogo”, acrescentou.

Segunda-feira à noite, Choigu afirmou, durante uma conversa telefônica com o seu colega americano Chuck Hagel, que as tropas russas que participam de “manobras” perto da fronteira com a Ucrânia voltaram a seus quartéis.

“A Rússia se viu obrigada a lançar grandes manobras perto da fronteira com a Ucrânia ante a perspectiva de uma ação militar (ucraniana) contra civis (…). Quando as autoridades ucranianas declararam que não usariam as unidades militares regulares contra a população desarmada, as tropas russas retornaram a seus quartéis”, disse Choigu, segundo um comunicado do ministério.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Otan se diz preocupada com tropas russas na fronteira com Ucrânia

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) está muito preocupada com o aumento da presença de tropas russas nas fronteiras com a Ucrânia e tem todos os planos colocados para defender membros da aliança militar, disse o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, nesta terça-feira.

“Estamos muito preocupados com a intensificação da presença militar russa nas fronteiras com a Ucrânia”, disse Rasmussen em entrevista coletiva depois de uma reunião com o primeiro-ministro de Montenegro, Milo Djukanovic.

“Todos os aliados da Otan garantiram nossa determinação de fornecer defesa efetiva… Temos todos os planos colocados para fornecer defesa efetiva para nossos aliados”, disse ele, acrescentando que a aliança militar ocidental está discutindo com Kiev como aperfeiçoar seu apoio à Ucrânia, que não é membro da Otan.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Tropas russas tomam três navios da Marinha ucraniana, diz autoridade

tripulação ucraniana do navio Pridniprovya deixa a embarcação que foi tomada por forças pró-russas em Sevastopol, na Crimeia, nesta quinta0feira (20) (Foto: Andrew Lubimov/AP)tripulação ucraniana do navio Pridniprovya deixa a embarcação que foi tomada por forças pró-russas em Sevastopol, na Crimeia, nesta quinta0feira (20) (Foto: Andrew Lubimov/AP)

As tropas russas tomaram três navios de guerra ucranianos na Crimeia nesta quinta-feira (20), disse uma autoridade da Marinha da Ucrânia, depois que o Exército da Rússia ocupou a península do Mar Negro e anexou ao território russo.

Vladislav Seleznyov, um porta-voz militar da Ucrânia na Crimeia, disse que as forças russas usaram granadas de efeito moral enquanto invadiam a corveta Ternopol no porto da cidade de Sebastopol.

As bandeiras da Rússia e da Marinha russa eram vistas em outro cais de Sebastopol, onde mais duas corvetas da Marinha ucraniana estavam ancoradas, indicando que foram apreendidas.

Não havia bandeiras expostas nas proas das corvetas Lutsk e Khmelnitsky, onde os símbolos nacionais normalmente são visíveis.

“Parece que os russos abaixaram as bandeiras em ambos os navios, mas não hastearam a sua própria”, disse Seleznyov.

Mais de 14.500 pessoas servem na Marinha ucraniana, de acordo com o site do Ministério da Defesa do país, com a maioria deles estacionados na Crimeia.

Crise
O vice-ministro da Defesa da Ucrânia, Leonid Polyakov, acusou as tropas russas de ameaçar constantemente as bases militares de soldados ucranianos. Em Genebra, o embaixador da Ucrânia para as Nações Unidas alertou para uma forte deterioração das relações entre os países vizinhos, dizendo que a Rússia parece se preparar para uma invasão de mais áreas de seu país.

Em um pronunciamento ao Parlamento em Berlim, a chanceler Angela Merkel disse que a União Europeia estava preparando novas sanções contra a Rússia e que um encontro do G-8, cuja presidência é assumida pela Rússia, foi cancelado.

As forças russas tomaram o controle da região separatista da Ucrânia com maioria de russos, a Crimeia, há duas semanas, após uma crise política que derrubou o presidente ucraniano, Viktor Yanukovych. A crise no país começou no fim do ano passado, quando Yanukovych desfez um acordo com os europeus e em troca negociou um tratado com a Rússia – o que enfureceu ucranianos pró-Europa do centro e oeste do país.

new WM.Player( { videosIDs: “3226201”, sitePage: “g1/mundo/videos”, zoneId: “110461”, width: 320, height: 200 } ).attachTo($(“#3226201”)[0]);

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,