RSS

Arquivo da tag: trabalha

Facebook trabalha em identificação facial com ‘performance humana’

Sistema de reconhecimento facial do Facebook usa técnicas que o fazem identificar 97,25% dos rostos humanos (Foto: Divulgação/Facebook)Sistema de reconhecimento facial do Facebook
usa técnicas que o fazem identificar 97,25% dos
rostos humanos (Foto: Divulgação/Facebook)

O Facebook anunciou o desenvolvimento de uma tecnologia de identificação facial que tem o objetivo de ter uma performance similar a dos seres humanos. O projeto, chamado de DeepFace, é um sistema que reconhece 97,25% dos rostos – quase o mesmo que humanos obtiveram no mesmo teste que o sistema passou, que foi de 97,5%.

A tecnologia mapeia os rostos em três dimensões e depois cria um modelo plano. Filtros de cores são aplicados para mostrar elementos faciais específicos. O Facebook trabalhou com 4,4 milhões de imagens de rostos de mais de 4 mil usuários da rede social para conseguir treinar o sistema.

O projeto não ficará somente no Facebook. A rede social deve lançá-lo um pouco antes do mês de junho, para conseguir uma avaliação da comunidade de pesquisas, a fim de participar do evento “IEEE Conference on Computer Vision and Pattern Recognition”.

O reconhecimento facial em fotos foi lançado pela rede social no final de 2010 inicialmente nos Estados Unidos, chegando ao resto do mundo em 2011. São mais de 350 milhões de fotos publicadas no site diariamente e a grande maioria delas identifica seus usuários. As pessoas também podem se marcar ou identificar amigos nas imagens.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Pesquisador do Sul de Minas trabalha para construir ‘nova internet’

Projeto Nova Gênesis nasceu no Inatel em Santa Rita do Sapucaí (Foto: Renan Barbosa)Projeto Nova Gênesis nasceu no Inatel em Santa
Rita do Sapucaí (Foto: Renan Barbosa)

A internet provocou uma revolução na forma com que as pessoas se comunicam em todo o mundo. A rede mundial de computadores transformou o planeta em uma grande aldeia global, onde informações em forma de texto, vídeo ou foto, circulam livremente em questão de segundos. No entanto, quase duas décadas após a internet começar a ser difundida e virar o fenômeno que conhecemos hoje, pesquisadores trabalham para desenvolver do ponto zero uma nova rede capaz de substituir a atual.

Um dos projetos em andamento vem do Sul de Minas, de Santa Rita do Sapucaí (MG). Um pesquisador do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) trabalha no desenvolvimento de uma nova internet mais rápida e mais segura. O projeto, apelidado de “NovaGenesis”, significado de “Novo Começo”, promete trazer ao usuário comum possibilidades ainda não vistas. No novo ambiente virtual, seria possível por exemplo conectar sua casa e seus eletrodomésticos para que eles possam ser gerenciados pela rede, ou então, estimular os cinco sentidos humanos à distância.

“A comunicação máquina com máquina vai superar a comunicação humana”

“A ‘NovaGenesis’ terá um sistema sensorial com base nos cinco sentidos. A tendência é de que cada vez mais coisas do mundo real sejam ligadas à internet. A tendência para o futuro, inclusive, é de que todos nós estejamos conectados à internet. Não existe limite do que poderá estar na rede. A comunicação máquina com máquina vai superar a comunicação humana, com a possibilidade de inteligência artificial. O computador pode, por exemplo, organizar sozinho o seu arquivo de vídeo, fotos e de músicas, já sabendo da sua preferência. O computador vai gerenciar o conteúdo para o usuário, como um piloto automático”, diz Antônio Marcos Alberti, professor e pesquisador do Inatel.

A ideia de se projetar uma nova internet brasileira que possa ser usada em todo o mundo começou há cerca de 5 anos.

O professor e pesquisador Antônio Marques Alberti desenvolve a "nova internet" (Foto: Lucas Soares / G1)O professor e pesquisador Antônio Marques Alberti desenvolve a “nova internet” (Foto: Lucas Soares / G1)

“Passei a buscar novas ideias, da necessidade de uma nova internet a partir de 2008. A partir de 2010 peguei uma folha em branco e comecei a pensar como seria uma nova rede do zero”, conta o pesquisador

No final de 2011, através de um programa de pós-graduação oferecido pelo Inatel, o pesquisador conseguiu uma parceria com uma universidade da Coreia do Sul que desenvolvia um projeto parecido. Aliando a ideia brasileira ao que já havia sido estudado do outro lado do mundo, o professor conseguiu conectar a “NovaGenesis” em duas universidades sul-coreanas. Os resultados desta experiência foram trazidos para o prosseguimento do projeto no Brasil. Entre os quesitos testados, está a segurança do usuário comum.

“A nova rede está sendo reprojetada desde o início. Na época em que a internet convencional foi concebida, não havia tanta preocupação com segurança, os equipamentos que existiam tinham memórias precárias. O que estamos fazendo é reprojetar para que esta rede possa ser segura desde o começo, adicionando novos mecanismos neste processo. Novos algoritmos estão sendo criados para que a segurança seja reforçada desde o início. Mesmo os hackers terão maior dificuldade de invasões, já que rastros que podem ser deixados na internet atual estarão mais difíceis de ser acessados. No entanto, é preciso ressaltar que não existe internet 100% segura”, diz Alberti.

A Nova Gênesis terá nomes auto-certificáveis para que as máquinas se comuniquem substituindo o IP (Foto: Lucas Soares / G1)A Nova Gênesis terá nomes auto-certificáveis para que as máquinas se comuniquem substituindo o IP (Foto: Lucas Soares / G1)

Outro detalhe é que o TCP-IP, protocolo que baseia a troca de informações da internet, deixaria de existir na “NovaGenesis”. Ao contrário do que acontece hoje, quando todos os computadores possuem um IP, como se fosse uma identidade na rede, na “NovaGenesis” eles se concentrariam em nomes.

“Nós já chegamos ao limite do Fusca Convencional? Não, você pode melhorá-lo, adicionando acessórios, etc. A Nova Gênesis é um novo Fusca, com novos equipamentos, mais seguro, mais rápido desde a fábrica, com tudo o que um Fusca convencional não oferece”

“Isso trará uma maior flexibilidade e auto-organização. A ‘NovaGenesis’ terá nomes auto-certificáveis para que as máquinas possam se comunicar substituindo o IP. Ele vai propiciar uma evolução dentro do próprio sistema, como se fosse um ecossistema digital, em que a evolução acontece dentro dele mesmo”, diz o pesquisador.

Embora ousado, o projeto da “Nova Genesis” continua sendo desenvolvido apenas com recursos do Inatel. Não há investimento por parte de governos ou de parceiros interessados.

“Os experimentos na Coreia do Sul provaram que várias técnicas novas funcionam. Se o projeto tiver sucesso e várias pessoas usarem, ele pode se dissipar. No entanto, não há como prever, não há como fazer um teste em escala global. Se fosse para compararmos a ‘NovaGenesis’ com a internet atual eu diria o seguinte: nós já chegamos ao limite do Fusca Convencional? Não, você pode melhorá-lo, adicionando acessórios, etc. A ‘NovaGenesis’ é um novo Fusca, com novos equipamentos, mais seguro, mais rápido desde a fábrica, com tudo o que um Fusca convencional não oferece”, completa o pesquisador.

A nova rede, testada em março deste ano na Coreia, deverá ter a segunda versão finalizada no ano que vem. Ainda não há uma previsão de quando ela será testada entre universidades brasileiras.

Ao lado do ajudante, o pesquisador desenvolve a "nova internet" no Inatel (Foto: Lucas Soares / G1)Ao lado do ajudante, o pesquisador desenvolve a “nova internet” no Inatel (Foto: Lucas Soares / G1)

O começo de tudo
A internet como conhecemos hoje surgiu primeiramente no meio militar. Em 1956, o lançamento do primeiro satélite artificial na órbita da Terra, o Sputnik 1, pela União Soviética, teve como consequência a criação por parte dos Estados Unidos da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada (Darpa, na sigla em inglês), que tinha como objetivo resgatar a liderança tecnológica perdida para os soviéticos durante a Guerra Fria. Os estudos conduzidos nesta agência levaram à criação da Arpanet, uma das primeiras redes da história, que conectou computadores de laboratórios de universidades americanas.

Em 1985, entrou em operação a primeira rede de grande extensão baseada no TCP/IP, protocolo de troca de informações utilizado como base da internet até os dias de hoje. A ligação era baseada em um conjunto de redes universitárias interconectadas a 56 kilobits por segundo (kbps). Antes restrita somente ao ambiente de pesquisa, a abertura da rede para interesses comerciais começou a se tornar realidade nos Estados Unidos em 1988 e a popularização da rede só aconteceria no início da década de 1990. A adesão de universidades, colégios e empresas com o intuito de troca de informações fez com que a internet se desenvolvesse e se transformasse no fenômeno que é hoje.

Objetivo da Nova Gênesis é levar ao usuário possibilidades ainda não vistas (Foto: Lucas Soares / G1)Objetivo da ‘NovaGenesis’ é levar ao usuário possibilidades ainda não vistas (Foto: Lucas Soares / G1)

No Brasil, o Comitê Gestor de Internet foi criado em 1995. No mesmo ano, começam a surgir os primeiros sites de empresas no país. Em 1996, o cantor Gilberto Gil lançou uma música pela internet e em 1997, a Receita Federal disponibilizou pela primeira vez a possibilidade do contribuinte entregar a declaração do Imposto de Renda pela rede.

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 8 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Rival do iWatch? Samsung diz que já trabalha em relógio inteligente

Em entrevista para Bloomberg, executivo da empresa sul-coreana disse que já trabalham no produto “há muito tempo”. Apple não confirmou se prepara “iWatch”.Em meio aos rumores de que a Apple está preparando um “iWatch” para este ano, um executivo da Samsung afirmou que a empresa sul-coreana trabalha em um relógio inteligente (smart watch). As informações são da Bloomberg.

Em entrevista ao site, o vice-presidente executivo de mobile da Samsung, Lee Young Hee, afirmou: “Estamos preparando o relógio há muito tempo. Temos trabalhado duro para deixá-lo pronto. Estamos preparando produtos para o futuro, e o relógio é definitivamente um deles”.

Apesar da revelação, o executivo não quis comentar quais seriam os recursos do novo gadget da Samsung. “A questão aqui é quem vai comercializá-lo primeiro para que os consumidores possam usá-lo de forma significativa.”

Para o analista do grupo de pesquisas NPD, Marshal Cohen, “a corrida agora é para redesenhar o telefone celular para algo que você possar usar”. O especialista acredita que “vamos ver uma competição formidável a partir de muitas direções diferentes – de fabricantes de aparelhos, de acessórios, e até designers de moda”.

Recentemente, a própria Bloomberg afirmou que a Apple possui uma equipe de 100 profissionais trabalhando em um relógio de pulso inteligente, que vem sendo chamado de “iWatch” na imprensa. Além disso, veículos como Wall Street Journal e New York Times também apontam que a empresa de Cupertino trabalha em um aparelho desse tipo. 

No entanto, vale lembrar que a Apple não confirmou nada sobre o assunto até o momento.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Infeliz com queda nas ações, Cook revela que Apple trabalha em novos produtos

Em reunião com acionistas, CEO da companhia disse que fabricante do iPhone e iPad tem “coisas ótimas a caminho”. A reunião anual de acionistas da Apple, foi realizada nesta semana no campus da empresa em Cupertino, nos EUA. No encontor, o CEO da empresa, Tim Cook, não fez menção aos planos da companhia de distribuir seu enorme montante de ações para os investiores nem sobre as divisões de ações, mas admitiu que não gosta da queda constante do preço das ações da Apple no mercado e revelou que a fabricante está trabalhando em novas categorias de produtos.

Cook admitiu que sabe que os acionistas estão “desapontados” com a queda dos preços das ações, completando: “Eu também não gosto” e indicou que está “focado no longo prazo”, e que “Esse sempre foi o segredo da Apple”, segundo informções da agência Reuters.

Depois, o CEO disse que a Apple tem algumas “coisas ótimas a caminho” e confirmou que a companhia não está limitando seu setor de novas criações para guardar dinheiro. “Não estamos segurando nossos investimentos em R&D por um desejo de acumular uma pilha de dinheiro. Ficamos muito focados e trabalhamos em algumas coisas”, afirmou ao confirmar que a empresa trabalha em novas categorias de produtos. Vale notar que ultimamente tem surgido muitas especulações de que a Apple estaria criando um relógio inteligente com iOS que seria chamado de iWatch.

Sobre a crescente participação de mercado dos rivais Android e Samsung, ele disse: “Está claro que o Android está em muitos telefones. E é provavelmente verdade que o iOS está em muito mais tablets. O sucesso não é fazer mais números”, disse, para depois afirmar que: “Há um ou dois botões que poderíamos apertar para fazer o máximo. Mas isso não seria bom para a Apple”. Será que estava se referindo aos rumores sobre um iPhone menor e mais barato?

Além disso, Cook revelou que a Apple vai mudar para sua nova sede em 2016, em vez de 2015 como estava planejado anteriormente.

Vale notar que as ações da Apple fecharam a quarta-feira, 27/2, valendo 444,57 dólares, uma queda em relação ao dia anterior, quando estavam cotadas a 448,97 dólares.

O que espera dessas novas categorias de produtos da Apple? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Mulher tem 3 cérebros e trabalha na NASA! Será?

Uma venezuelana de 27 anos virou notícia depois de descobrir que possui um QI elevado por causa dos seus 3 cérebros! Mas será que isso é real?

A notícia afirma que Adela Calero possui uma condição raríssima: nasceu com 3 cérebros e isso a deixou com um QI de muito maior que a média.

De acordo com o texto que circula pela web há algum tempo, a moça – de 27 anos – vive em Houston, no Texas (EUA) e trabalha para a NASA em um programa para pessoas superdotadas.

O tri-cérebro só foi descoberto depois de um exame de raios-X que, de acordo com a notícia, conseguiu detectar que todos os órgãos da cabeça da garota funcionam perfeitamente, como podemos ver na imagem abaixo:

Mulher possui três cérebros! Verdadeiro ou falso? Mulher possui três cérebros! Verdadeiro ou falso? (reprodução)

Falso! A notícia tem varias características de um hoax:

Não é datada (que a lê pode achar que a “notícia” é nova)Não cita fontesUsa nomes de pessoas que não existemCita nomes de instituições conhecidas para dar mais veracidade ao texto

Não há nenhuma outra menção a “Adela Calero” em outras publicações diferentes das dessa notícia. Só encontramos o nome da moça em sites e blogs que copiaram a história. Um fato como esse certamente iria ser capa de jornais e revistas no mundo todo.

O texto também cita outro caso semelhante que teria acontecido com um alemão chamado Ricardo Hesse (ele teria nascido com 4 cérebros!). O mesmo acontece ao buscarmos seu nome na web. “Ricardo Hesse” só aparece em sites que copiaram a notícia.

Como podemos ver abaixo, não é possível ver o cérebro em um exame de raios-X. Portanto, a imagem dos 3 cérebros é uma montagem!

Radiografia de cranio

A foto da moça ao lado de uma radiografia faz parte de uma capa falsa de um jornal sensacionalista e surgiu primeiro em espanhol em 2008 e, depois, em outras línguas até chegar ao nosso português.

Noticias_del_Mundo_05 Capa do jornal Noticias del Mundo 05 (reprodução)

História falsa! A menos que existam outras formas de vida alienígena trabalhando na NASA, [até onde sabemos] não existe ninguém com 3 cérebros trabalhando na Agência Espacial Norte-Americana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,