RSS

Arquivo da tag: tortura

Sonho de ir do Saara à Europa termina em prostituição e tortura

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Milhares de imigrantes africanos tentam todos os anos atravessar o continente rumo à Europa. Muitas das jornadas passam por Agadez, no Níger, ao sul do Saara, de onde começa a passagem do deserto.

A rota que eles tomam é rumo à Líbia, para de lá atravessar o Mediterrâneo. Homens que conhecem bem a região cobram US$ 500 para levar pessoas até a Líbia. Mas também é preciso ter outros US$ 300 para pagar todas as propinas no caminho. Assista.

Ao chegar em Agadez, no Níger, muitas pessoas estão cheias de sonhos. Mas a vida na cidade às vezes parece um pesadelo.

Imigrantes contaram à BBC sobre suas experiências. Uma mulher vinda da Nigéria disse que seu sonho era virar enfermeira na Europa. Acabou se tornando prostituta em Agadez. Outros falam em torturas, prisões e deportações.

Mulheres que tentam imigrar para Europa acabam se prostituindo no Níger (Foto: BBC)Mulheres que tentam imigrar para Europa acabam se prostituindo no Níger (Foto: BBC)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Banda cobra direitos autorais do EUA após ter música usada em tortura

Integrantes da banda canadense Skinny Puppy (Foto: Divulgação)Integrantes da banda canadense Skinny Puppy (Foto: Divulgação)

O grupo de rock canadense Skinny Puppy exigiu do departamento de Defesa americano US$ 666 mil em direitos autorais de sua música, transmitida com o propósito de torturar detidos na base naval de Guantánamo, segundo meios de comunicação canadenses.

“Enviamos a conta a eles, já que utilizaram nossa música sem nossa autorização, como arma contra outras pessoas”, declarou Kevin “Ogro” Ogilvie, membro fundador deste grupo de rock, à rede CTV.

Vários grupos, entre eles Rage Against the Machine e Metallica, denunciaram antes dos Skinny Puppy a utilização de sua música, tocada durante horas e em um volume muito alto nas celas dos presos de Guantánamo, na ilha de Cuba.

O Metallica pediu há um ano que o Pentágono não utilizasse suas músicas.

O Skinny Puppy exige uma indenização por ter “baixado e utilizado ilegalmente nossa música para torturar pessoas”, explicou há vários dias Kevin Ogilvie em um vídeo do Huffington Post. O Pentágono disse não ter recebido nenhuma conta do grupo.

“Cabe se perguntar como é possível gerar e entregar legalmente uma fatura que se baseia em uma queixa infundada de algum fã anônimo ou gerada ao acaso”, declarou à AFP o porta-voz do Pentágono, Todd Breasseale, sugerindo que poderia se tratar de uma estratégia do Skinny Puppy para se autopromover.

O coronel Brasseale ressaltou que o uso da privação do sono e da manipulação sensorial não estão autorizados no Exército e são proibidos por lei.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Funcionário acusado de corrupção morre sob tortura na China, diz jornal

Um funcionário chinês morreu enforcado quando estava sendo torturado para que confessasse supostos crimes de corrupção, informou a imprensa local.

Yu Qiyi, de 42 anos, foi obrigado a ficar nu e foi submergido várias vezes numa banheira cheia de água gelada depois que seu interrogatório não deus os resultados esperados, contou o jornal “Jinghua Shibao”, citando um documento da promotoria.

Yu, engenheiro-chefe de uma empresa pública da cidade de Wenzhu (leste da China), foi levado para um hospital, onde morreu horas mais tarde.

As seis pessoas encarregadas do interrogatório, entre elas cinco membros da comissão de disciplina do Partido Comunista, foram indiciadas por ferimentos voluntários e terão de comparecer ante a justiça.

Yu Qiyi foi detido em março por suspeitas de corrupção em um contrato imobiliário e sua morte aconteceu em abril.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Funcionário acusado de corrupção morre sob tortura na China, diz jornal

Um funcionário chinês morreu enforcado quando estava sendo torturado para que confessasse supostos crimes de corrupção, informou a imprensa local.

Yu Qiyi, de 42 anos, foi obrigado a ficar nu e foi submergido várias vezes numa banheira cheia de água gelada depois que seu interrogatório não deus os resultados esperados, contou o jornal “Jinghua Shibao”, citando um documento da promotoria.

Yu, engenheiro-chefe de uma empresa pública da cidade de Wenzhu (leste da China), foi levado para um hospital, onde morreu horas mais tarde.

As seis pessoas encarregadas do interrogatório, entre elas cinco membros da comissão de disciplina do Partido Comunista, foram indiciadas por ferimentos voluntários e terão de comparecer ante a justiça.

Yu Qiyi foi detido em março por suspeitas de corrupção em um contrato imobiliário e sua morte aconteceu em abril.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Prisioneiro de Guantánamo denuncia a falta de alimentos como ‘tortura psicológica’

Ramzi ben al-Chaiba, natural do Iêmen e um dos cinco acusados pelos atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos, deixou o tribunal em Guantánamo, em Cuba, nesta terça-feira (20), alegando ter sido privado de alimentação antes de cada audiência – uma forma de “tortura psicológica”, afirmou.

O acusado, único presente esta terça na semana de audiências preliminares, declarou: “Não posso continuar lá (…) há muitos problemas com a comida, todos os dias é a mesma coisa”.

Em árabe, traduzido por um intérprete, o detento explicou que esse “problema se repete todos os dias”. Ele disse ter tentado falar com um oficial, mas não foi ouvido, de acordo com a transmissão da audiência por circuito fechado na base militar de Fort Meade, perto de Washington.

É “uma forma de tortura psicológica”, que “não diz respeito apenas a mim, mas também aos meus irmãos”, acrescentou o acusado, vestido com uma túnica branca e o tradicional turbante.

Em paralelo à audiência, o porta-voz da prisão, Robert Durand, disse “que foi oferecida ao acusado a comida halal clássica dos presos”, mas que ele “se queixou que seu almoço não tinha condimentos, como azeite, ou mel”.

Seu advogado Jim Harrington informou que seu cliente “sente que as condições são cada vez mais intoleráveis para ele”.

“Às vezes, pequenas coisas – nem sempre pequenas – crescem, crescem, crescem … E as coisas se tornam ainda mais significativas”, completou.

Ao ser questionado pelo juiz militar James Pohl se queria deixar “voluntariamente” a sala do tribunal, o acusado respondeu “sim”, em inglês, e foi acompanhado para o Campo 7, onde permanece detido, na base militar americana de Guantánamo.

“Não tem precedentes na história americana a maneira como eles são tratados”, concordou outro advogado de defesa, Kevin Bogucki, na mesma audiência.

O advogado militar falou de “frustração” de seu cliente, cuja cela está submetida a “barulhos e vibrações que o impedem de se concentrar, ou dormir”.

Os debates continuaram na ausência dos cinco acusados, dos quais quatro haviam indicado de manhã que não queriam participar dessa audiência preliminar, destinada a preparar o julgamento.

Os acusados podem ser condenados à pena capital pela morte de 2.976 pessoas nos ataques cometidos em 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,