RSS

Arquivo da tag: terceiro

Jordânia cria terceiro campo de refugiados sírios

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Um enorme campo de refugiados para os sírios que fugiram da guerra em seu país foi aberto nesta quarta-feira (30) na Jordânia, onde a ONU e um ministro exigiram mais ajuda da comunidade internacional.

O campo de Azraq pode acolher, no momento, até 50 mil pessoas, mas, segundo o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), sua capacidade pode chegar a 130 mil refugiados futuramente.

“Este é provavelmente o maior campo de refugiados do mundo”, declarou o representante do Acnur na Jordânia, Andrew Harper, durante a inauguração do campo, localizado no deserto, 100 km a leste de Amã.

Cerca de 580 mil refugiados sírios foram oficialmente registrados pela ONU na Jordânia, vizinha da Síria.

O acampamento de Azraq deve ajudar a aliviar a pressão sobre o campo de Zaatari, no norte do país, para onde mais de 100 mil sírios fugiram, o equivalente à quinta maior cidade da Jordânia. Também no norte, um campo muito menor abriga cerca de 4 mil pessoas.

Mais de 400 refugiados chegaram no acampamento de Azraq desde esta segunda-feira, segundo a ONU.

Mais de 100 km de estradas, um sistema de abastecimento de água, um hospital com 130 leitos e duas escolas foram construídos no local.

Ao contrário das tendas e caravanas do acampamento Zaatari, 5 mil abrigos foram construídos em Azraq com zinco e aço para resistir aos ventos fortes e às temperaturas extremas do deserto, de acordo com a Acnur.

“Graças a Deus estamos aqui (…), longe dos bombardeios. Estamos acostumados a viver no campo”, diz Yasser, de 33 anos, que fugiu da região rural de Damasco há três dias, com quarenta membros de sua família.

“Finalmente podemos dormir. Estamos realmente cansados de guerra”, declara Abu Mohammad, de 40 anos, pai de três filhos.

“O campo é bom, mas ainda estamos à espera de eletricidade. Também precisamos andar vários quilômetros para buscar água. E precisamos de ventiladores e televisores”, considera Khaled Diab, de 38 anos, que chegou com sua esposa, seus cinco filhos, sua mãe e irmã.

Harper e o ministro das Relações Exteriores jordaniano Nasser Jawdeh pediram à comunidade internacional ajuda de longo prazo aos refugiados.

A Jordânia “está fazendo tudo que pode, ela abriu sua fronteira, abriu espaço para os refugiados. Mas agora é a comunidade internacional que deve fazer mais para mitigar o impacto” sobre o reino, disse Harper.

“O que nós precisamos é de uma ajuda adicional, não a curto prazo, mas a longo prazo”, acrescentou a diplomatas.

Em dezembro, a ONU estimou em US$ 6,5 bilhões o valor necessário para atender às necessidades das vítimas da guerra na Síria, mas as promessas de doadores reunidos em janeiro no Kuwait não ultrapassaram os US$ 2,3 bilhões.

Autoridades turcas, iraquianas, egípcias e libanesas, bem como o alto comissário da ONU, Antonio Guterres, devem se encontrar no domingo em Amã para discutir a questão dos refugiados sírios, segundo Jawdeh.

arte síria versão 15.04 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Merkel defende justiça social no início do terceiro mandato na Alemanha

A chanceler alemã Angela Merkel chega ao Parlamento nesta quarta-feira (29) em Berlim (Foto: AP)De muletas, a chanceler alemã Angela Merkel
chega ao Parlamento nesta quarta-feira (29) em
Berlim
(Foto: AP)

A chanceler alemã Angela Merkel apresentou nesta quarta-feira (29) os projetos de seu governo, marcados por uma preocupação com a justiça social e defendendo melhorias no sistema previdenciário, muito criticado pela comunidade empresarial, e a introdução de um salário mínimo.

Em um discurso de uma hora, a chanceler evocou todas as áreas que deverão receber a atenção de seu governo, formado por uma coalizão ente seu partido conservador e os social-democratas, neste terceiro mandato.

O governo Merkel III quer “colocar as pessoas no centro de suas ações”, declarou a chefe de Governo, listando seus projetos: reforma previdenciária, salário mínimo, dupla nacionalidade e revisão da transição energética.

Sentada, pois está usando muletas devido a uma lesão na pélvis após uma queda de esquis durante as férias de fim de ano, Merkel fez referência à “economia social de mercado”, importante para os alemães, que combina liberdade empresarial e um Estado de bem-estar social forte.

O Conselho Ministerial aprovou na quinta-feira uma reforma que reduz a idade da aposentadoria para 63 anos, para aqueles que contribuíram por 45 anos.

Desta forma, Merkel retoma, sob a pressão dos sociais-democratas, uma grande reforma iniciada em seu primeiro governo (2005-2009).

Em 2007, foi uma “grande coalizão” liderada pela chanceler que decidiu aumentar a idade de aposentadoria para 67 anos.

As donas de casa não receberão mais aposentadoria, um assunto caro aos conservadores . Ao todo, a reforma custará 60 bilhões de euros até 2025 , uma despesa justificada pela chanceler por uma preocupação “humanitária”.

“A humanidade de uma sociedade se reflete em seu tratamento aos mais fracos, velhos e doentes”, disse Merkel

A reforma da previdência tem sido, contudo, muito criticada na Alemanha por parte da mídia e da comunidade empresarial. Ela “cria um desequilíbrio em detrimento das gerações mais jovens”, considerou o presidente da federação dos empregadores BDA, Ingo Kramer.

A “coalizão tem se dedicado aos mais velhos, porque os eleitores estão ficando cada vez mais velhos”, criticou o jornal “Frankfurter Allgemeine Zeitung”.

Até mesmo o predecessor de Merkel, o ex-chanceler Gerhard Schröder, denunciou uma reforma que envia um “mau sinal” aos parceiros europeus, a quem a Alemanha tem cobrado ajustes estruturais desde o início da crise.

“Cada um deve fazer o que tem de fazer”, reiterou a chanceler, ressaltando mais uma vez que só as reformas estruturais podem “fazer com que a Europa saia da crise mais forte” e permitir uma Europa “mais justa”.

A chefe de Governo reafirmou a intenção do governo de introduzir a partir de 2015 um salário mínimo de 8,50 euros brutos por hora, porque “nenhuma pessoa com um coração pode rejeitar a ideia de um salário mínimo”.

As reformas do mercado de trabalho introduzidas por Schröer a partir de 2005, um fator essencial para o sucesso econômico do país hoje, levaram a “abusos” que seu governo quer corrigir, disse ela, evocando, por exemplo, as regras mais rigorosas sobre o trabalho temporário.

Após Merkel, todos os ministros devem falar aos membros do Parlamento até sexta-feira , durante três sessões de debates políticos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Nintendo caminha para terceiro prejuízo anual consecutivo

A Nintendo afirmou nesta sexta-feira (17) que as vendas do Wii U foram um fracasso, levando a companhia ao terceiro prejuízo anual consecutivo e levantando dúvidas sobre seu futuro em um mercado de videogames cada vez mais dominado por Sony e Microsoft.

A empresa japonesa espera que o ano fiscal que se encerra em 31 de março registre um prejuízo operacional de 35 bilhões de ienes (US$ 335,76 milhões), ante uma projeção inicial lucrativa de 100 bilhões de ienes. A nova estimativa também fica drasticamente abaixo de uma projeção média de 54,7 bilhões de ienes de lucro em uma pesquisa feita com 18 analistas pela Thomson Reuters I/B/E/S.

A Nintendo, que surgiu há mais de um século fazendo jogos de cartas, cortou sua previsão de vendas globais do Wii U para esse ano fiscal em quase 70%, totalizando 2,8 milhões de unidades. O Wii U é o sucessor do Wii, videogame mais vendido da história.

Apesar do recente impulso, parte graças ao lançamento dos novos games “Pokémon”, a empresa também cortou a previsão de vendas para o portátil 3DS: de 18 milhões para 13,5 milhões de unidades.

O presidente da Nintendo, Satoru Iwata, que prometeu no ano passado levar a fabricante de games de volta ao lucro nesse ano fiscal, pediu desculpas aos acionistas em uma assembleia em Osaka, no Japão, mas disse que o fracasso em cumprir sua promessa não significa que ele tenha de renunciar ao cargo.

“Não haverá uma grande renovação na administração a curto-prazo”, disse Iwata para repórteres.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Primeiro-ministro indiano diz que não buscará terceiro mandato

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, anunciou nesta sexta-feira (3) que não buscará o terceiro mandato, independente do resultado das eleições de maio.

“Em alguns meses, depois das eleições gerais, passarei o cargo a um novo primeiro-ministro”, declarou Singh.

Manmohan Singh, 81 anos, deu a entender que deseja abrir espaço para Rahul Gandhi, herdeiro da dinastia que tem dominado a vida política indiana desde a independência.

“Rahul Gandhi seria um excelente candidato. Espero que nosso partido o designe no momento’, disse o primeiro-ministro.

De acordo com as pesquisas, o Partido do Congresso tem poucas possibilidades de vencer as eleições de maio e deve ser derrotado pelo partido de oposição Bharatiya Janata Party, dirigido por Narendra Modi.

“Seria um desastre para o país se Narendra Modi fosse o primeiro-ministro”, afirmou Singh, em um ataque frontal ao líder do partido nacionalista hindu.

A popularidade de Singh, obtida em grande parte com as reformas aplicadas quando era ministro das Finanças nos anos 1990, foi abalada por uma série de escândalos de corrupção e pela desaceleração da economia, apesar das políticas de seu governo a favor dos mais pobres.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Inspetores de armas químicas iniciam terceiro dia de missão na Síria

Nove especialistas responsáveis por verificar o arsenal químico sírio antes do desmantelamento deixaram o hotel de Damasco na manhã desta quinta-feira (3) para o terceiro dia de trabalhos.

Os inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) deixaram o hotel em três veículos da ONU. O destino dos especialistas não foi divulgado.

Os nove especialistas integram uma equipe de 19 pessoas, presentes no país desde terça-feira (1) para assegurar a aplicação da resolução 2118 da ONU, que ordena a destruição do arsenal químico da Síria, aprovada após um ataque químico que provocou centenas de mortes em agosto em uma área controlada por forças rebeldes.

A primeira missão da equipe será verificar as informações divulgadas pelo regime de Bashar al-Assad sobre seu arsenal.

Os inspetores da Opaq chegaram ao país um dia após a partida dos especialistas da ONU, que investigaram sete supostos casos de utilização de armas químicas denunciados pelo regime ou pela oposição. Eles entregarão seu relatório no fim de outubro.

Segundo especialistas em desarmamento, a Síria possui mais de mil toneladas de armas químicas, entre elas 300 toneladas de gás mostarda e sarin, distribuídas em 45 locais diferentes.

Arte Síria 17/09 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 4 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Desperdício de alimento é terceiro maior emissor de CO2 do mundo

Mulher escolhe tomates em mercado na cidade de Ahmedabad, na Índia. (Foto: Reuters/Amit Dave)Mulher escolhe tomates em mercado na cidade de Ahmedabad, na Índia. (Foto: Reuters/Amit Dave)

A comida desperdiçada no mundo responde por mais emissões de gases causadores de efeito estufa do que qualquer país, exceto China e Estados Unidos, disse a ONU em um relatório divulgado nesta quarta-feira (11).

Todos os anos, cerca de um terço de todos os alimentos para consumo humano, aproximadamente de 1,3 bilhão de toneladas, é desperdiçado, juntamente com toda a energia, água e produtos químicos necessários para produzi-la e descartá-la.

Quase 30% das terras agrícolas do mundo, e um volume de água equivalente à vazão anual do rio Volga, são usadas em vão.

No seu relatório intitulado “A Pegada do Desperdício Alimentar”, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e a Alimentação (FAO) estima que a emissão de carbono dos alimentos desperdiçados equivale a 3,3 bilhões de toneladas de dióxido de carbono por ano.

Se fosse um país, seria o terceiro maior emissor do mundo, depois da China e dos Estados Unidos, sugerindo que um uso mais eficiente dos alimentos poderia contribuir substancialmente para os esforços globais para reduzir as emissões de gases do efeito estufa e diminuir o aquecimento global.

No mundo industrializado, a maior parte do lixo vem de consumidores que compram muito e jogam fora o que não comem. Nos países em desenvolvimento, a causa principal é a agricultura ineficiente e falta de instalações de armazenamento adequadas.

“A redução de desperdício de alimentos não só evitaria a pressão sobre recursos naturais escassos, mas também diminuiria a necessidade de aumentar a produção de alimentos em 60 por cento, a fim de atender a demanda da população em 2050”, diz a FAO.

A organização sugere que se melhore a comunicação entre produtores e consumidores para gerenciar a cadeia de suprimentos de forma mais eficiente, bem como investir mais na colheita, resfriamento e métodos de embalagem.

A FAO também disse que os consumidores no mundo desenvolvido devem ser encorajados a servir pequenas porções e fazer mais uso das sobras. As empresas devem dar comida excedente para instituições de caridade, e desenvolver alternativas para o despejo de resíduos orgânicos em aterros sanitários.

A FAO estima o custo do desperdício de alimentos, excluindo os peixes e frutos do mar, em cerca de 750 bilhões de dólares por ano, com base em preços de produção.

O desperdício de alimentos consome cerca de 250 quilômetros cúbicos de água e ocupa cerca de 1,4 bilhão de hectares- grande parte de hábitat natural transformado para tornar-se arável.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Terceiro panda concebido de forma natural nasce em zoo da Áustria

Imagem do zoológico mostra fêmea Yang Yang, que deu à luz na quarta (Foto: Schöbrunn Zoo/AFP)Imagem do zoológico mostra a panda fêmea Yang Yang ao dar à  luz na quarta (Foto: Schöbrunn Zoo/AFP)

O Zoológico Schönbrunn, em Viena, anunciou nesta quinta-feira (15) o nascimento do terceiro panda concebido naturalmente no local.

“Nenhum outro zoológico europeu conseguiu conceber essa espécie por vias naturais”, afirma o zoológico em comunicado.

A maioria dos nascimentos de pandas em cativeiro é resultado de inseminação artificial, já que a fêmea tem apenas três ou quatro dias de fertilidade por ano.

O filhote nasceu na quarta-feira (14), tem 10 centímetros de comprimento, pesa 100 gramas e mudará sua atual pele rosácea pela tradicional pelagem branca e preta em três ou quatro semanas.

O bebê panda permanecerá isolado por vários meses junto com a mãe, Yang Yang, até que ambos decidam por conta própria abandonar seus refúgios.

“Apesar de estarmos muito felizes, devemos ser realistas. A mortalidade dos pandas gigantes durante o primeiro ano é de 40%”, adverte a diretora do zoológico, Dagmar Schratter, no comunicado.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,