RSS

Arquivo da tag: sulafricano

Vídeo mostra artista sul-africano dançando com galo preso ao pênis

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Um vídeo divulgado pela agência France Presse mostra o artista sul-africano Steven Cohen, de 51 anos, dançando com um galo preso ao pênis próximo à Torre Eiffel, ponto turístico de Paris, na França. Assista ao vídeo.

Steven Cohen, de 51 anos, dançou com um galo preso ao pênis (Foto: Reprodução/YouTube/AFP)Steven Cohen, de 51 anos, dançou com um galo preso ao pênis (Foto: Reprodução/YouTube/AFP)

Na segunda-feira (5), a justiça francesa considerou Cohen culpado de exibicionismo, mas aplicou nenhuma punição. Um tribunal de Paris considerou que não convinha pronunciar sanções penais contra Cohen, levando-se em conta sua intenção artística.

O artista tinha realizado a performance no dia 10 de setembro de 2013, na praça de Trocadero de Paris. Com um traje extravagante incluindo luvas vermelhas com penas na ponta e um faisão embalsamado na cabeça, dançou com um galo preso ao seu pênis.

“O que fiz é arte e não tem nada a ver com a sexualidade”, afirmou o artista diante do tribunal, alegando que “o pênis não era o foco de sua ação” e que “a atração era a vestimenta”, que lembrava os cabarés parisienses.

A ideia era “fazer algo leve e, ao mesmo tempo, sério”, explicou Cohen, argumentando que “o fato de ter movimento no espaço é algo politizado na África do Sul” e que esta performance traduzia a expressão de uma identidade.

“Tudo isso não tem a ver com sexo”, mas com “a identidade de gênero”, acrescentou.

Alegou ainda que nenhuma das pessoas que assistiu à performance se queixou, nem mesmo umas freiras que passavam por ali.

Steven Cohen foi considerado culpado de exibicionismo (Foto: Martin Bureau/AFP)Steven Cohen foi considerado culpado de exibicionismo (Foto: Martin Bureau/AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Vídeo mostra artista sul-africano dançando com galo preso ao pênis

Um vídeo divulgado pela agência France Presse mostra o artista sul-africano Steven Cohen, de 51 anos, dançando com um galo preso ao pênis próximo à Torre Eiffel, ponto turístico de Paris, na França. Assista ao vídeo.

Steven Cohen, de 51 anos, dançou com um galo preso ao pênis (Foto: Reprodução/YouTube/AFP)Steven Cohen, de 51 anos, dançou com um galo preso ao pênis (Foto: Reprodução/YouTube/AFP)

Na segunda-feira (5), a justiça francesa considerou Cohen culpado de exibicionismo, mas aplicou nenhuma punição. Um tribunal de Paris considerou que não convinha pronunciar sanções penais contra Cohen, levando-se em conta sua intenção artística.

O artista tinha realizado a performance no dia 10 de setembro de 2013, na praça de Trocadero de Paris. Com um traje extravagante incluindo luvas vermelhas com penas na ponta e um faisão embalsamado na cabeça, dançou com um galo preso ao seu pênis.

“O que fiz é arte e não tem nada a ver com a sexualidade”, afirmou o artista diante do tribunal, alegando que “o pênis não era o foco de sua ação” e que “a atração era a vestimenta”, que lembrava os cabarés parisienses.

A ideia era “fazer algo leve e, ao mesmo tempo, sério”, explicou Cohen, argumentando que “o fato de ter movimento no espaço é algo politizado na África do Sul” e que esta performance traduzia a expressão de uma identidade.

“Tudo isso não tem a ver com sexo”, mas com “a identidade de gênero”, acrescentou.

Alegou ainda que nenhuma das pessoas que assistiu à performance se queixou, nem mesmo umas freiras que passavam por ali.

Steven Cohen foi considerado culpado de exibicionismo (Foto: Martin Bureau/AFP)Steven Cohen foi considerado culpado de exibicionismo (Foto: Martin Bureau/AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Presidente sul-africano deve reembolsar parte de obra em sua casa

O presidente sul-africano Jacob Zuma deverá reembolsar parte das obras efetuadas com dinheiro público em sua residência privada de Nkandla (leste) sem que houvesse relação com a segurança do chefe de Estado.

Entre as reformas realizadas na casa, avaliadas em 246 milhões de rands (16,5 milhões de euros), estão um centro de visitantes, um anfiteatro, um galinheiro, um curral para gado e uma piscina, afirmou uma das mediadoras na luta contra a corrupção no país, Thuli Madonsela.

O anúncio acontece a sete semanas das eleições gerais de 7 de maio.

Foto de 21 de janeiro mostra a casa de Jacob Zuma em Nkandla; reforma feita com dinheiro público custou US$ 23 milhões (Foto: Marco Longari/AFP)Foto de 21 de janeiro mostra a casa de Jacob Zuma em Nkandla; reforma feita com dinheiro público custou US$ 23 milhões (Foto: Marco Longari/AFP)

Os gastos assumidos pelo Estado ultrapassam o que era razoavelmente necessário para a segurança do presidente, foram inconscientemente excessivos e provocaram o desvio de fundos, criticou a funcionário no relatório “Segurança com todo conforto”.

“Uma das medidas podem ser consideradas ilegais e os atos investigados representam condutas censuráveis e má gestão”, escreveu Madonsela.

“O presidente deve reembolsar um percentual razoável dos custos”, disse.

O valor deve ser determinado pelo serviços fiscal.

No relatório, ela também pede que o presidente “puna os ministérios pela forma espantosa como o projeto Nkandla foi administrado”, o que chama de ‘malversação de recursos públicos’.

“Os fundos foram desviados do projeto de reforma do centro da cidade de Durban e do programa do ministério de Obras Públicas de gestão de riscos”, destaca o documento.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Saída de Mandela do hospital mostra progresso, diz presidente sul-africano

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O presidente sul-africano Jacob Zuma saudou o retorno para casa, no domingo, de Nelson Mandela, após três meses de internação e considerou que isto reflete os progressos do ex-presidente.

“Estamos muito felices de que tenha deixado o hospital, o que reflete progressos”, declarou o chefe de Estado.

“Permanece em estado crítico, mas estável, e reage ao tratamento”, completou.

“Somos conscientes de que é muito idoso e que não está bem, mas estamos muito felizes de que tenha voltado para casa”, disse Zuma.

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 95 anos, deixou no domingo a clínica de Pretória para continuar recebendo o mesmo tratamento intensivo em casa, na zona norte de Johannesburgo.

O pai da nação sul-africana e líder da luta contra o regime racista do apartheid foi internado em 8 de junho por uma doença respiratória recorrente.

Madiba, o nome de seu clã e pelo qual é chamado de maneira carinhosa pelos compatriotas, enfrentou vários problemas de saúde nos últimos anos.

Os problemas pulmonares estão provavelmente relacionados às sequelas de uma tuberculose contraída durante os anos na prisão de Robben Island, onde passou 18 dos 27 anos de detenção.

Ambulância que transportava o ex-presidente Sul-Africano Nelson Mandela chega em sua casa em Joanesburg (Foto: Alexander Joe/ AFP)Ambulância que transportava o ex-presidente Sul-Africano Nelson Mandela chega em sua casa em Johannesburgo no domingo (1º) (Foto: Alexander Joe/ AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Engenheiro sul-africano procurado pela Interpol é preso pela PF no Rio

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quarta-feira (28), no Rio, um engenheiro sul-africano de 32 anos procurado pela Justiça da África do Sul e pela Interpol. O homem, que não teve o nome divulgado, é acusado de ter assassinado sua ex-namorada com 14 facadas no dia 2 de maio 2011, em Joanesburgo.

O criminoso foi detido no final da tarde em Jacarepaguá. Nos próximos dias, o governo da África do Sul deve formalizar o pedido de extradição.

A unidade da PF em Pretória, na África do Sul, havia alertado o Escritório Regional da Interpol do Rio quanto à possibilidade de o foragido estar no Brasil com um passaporte falso. As investigações revelaram que o procurado frequentava locais da Zona Oeste, que ficaram sob vigilância.

Logo que foi abordado, o engenheiro apresentou um passaporte com outro nome. Ao ser questionado sobre o homicídio na África do Sul, confessou que era o autor do crime.

Segundo a PF, o criminoso disse que teria dinheiro para ser solto. O engenheiro foi preso por corrupção ativa e uso de documentos falsos, e foi levado ao Presídio Ary Franco. Por não ter comparecido a uma audiência no último dia 20 de maio deste ano, ele teve sua prisão preventiva decretada.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,