RSS

Arquivo da tag: Steve

Daniel Craig, Steve Carell e Del Toro fazem campanha contra abuso sexual

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Os atores Daniel Craig (acima, à esq.), Seth Meyers (acima, à dir.), Benicio Del Toro (abaixo, à esq.) e Steve Carell (abaixo, à dir.) no vídeo da campanha '1 is 2 Many', promovida pela Casa Branca, contra o abuso sexual (Foto: Divulgação/Casa Branca)Os atores Daniel Craig (no alto, à esq.), Benicio Del Toro (no alto, à dir.), Seth Meyers (abaixo, à esq.) e Steve Carell (abaixo, à dir.) no vídeo da campanha ‘1 is 2 Many’ (Foto: Divulgação/Casa Branca)

Os atores Benicio Del Toro, Daniel Craig, Steve Carell, Seth Meyers e Dulé Hill se transformaram nesta terça-feira (29) nos rostos masculinos com que a Casa Branca pretende mudar a forma com que os Estados Unidos enfrentam os abusos sexuais. Num vídeo de uma campanha chamada “1 is 2 Many”, eles pedem aos homens do país que sejam “parte da solução”.

Clique aqui para assistir ao vídeo da campanha ‘1 is 2 Many’.

O vice-presidente de Estados Unidos, Joe Biden, apresentou num ato na Casa Branca a campanha, que será divulgada a partir de maio nos cinemas de todo o país como parte de uma campanha para “encorajar os homens a dizer algo e interferir se virem alguém sofrendo um abuso sexual”, informou a residência presidencial em comunicado.

“Se ela não consente [o ato sexual], ou não pode consentir, é um estupro, é um abuso”, diz Del Toro no vídeo de um minuto publicado no YouTube. E Carell completa: “É um crime, e é ruim”.

Del Toro assegura então que, se visse algum abuso sexual sendo praticado, “diria algo”. Já o britânico Daniel Craig, famoso por viver James Bond nos últimos filmes da franquia 007, acrescenta que, se presenciasse algo assim, “não culparia ela, mas a ajudaria”.

“Depende de todos nós darmos fim ao abuso sexual. E isso começa com o senhor”, diz o presidente americano, Barack Obama, no fim do vídeo em que também aparece seu vice.

A campanha “1 is 2 Many” procura conscientizar sobre um problema que faz com que uma a cada cinco jovens universitárias sofra abusos sexuais ao longo de seus anos de estudos, ou que uma a cada nove adolescentes do país seja estuprada.

“A mensagem é clara e simples: todo mundo tem uma responsabilidade. Não há exceções; não há desculpas. Por favor, vejam este vídeo e divulguem”, disse Craig em comunicado.

Para Del Toro, a campanha consiste em “proteger e respeitar nossos seres queridos: nossas mães, irmãs, filhas, esposas e namoradas”.

A Casa Branca criou em janeiro um grupo de trabalho para proteger as estudantes das agressões sexuais. Hoje, esse coletivo apresentou um conjunto de recomendações dirigidas a combater o problema nas universidades e um site, notalone.gov, para dar apoio às vítimas e informação aos estudantes.

“As universidades não podem continuar fechando os olhos ou fingindo que os estupros e os abusos sexuais não existem nos campi”, declarou Biden no ato na Casa Branca.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , , ,

Apple deveria criar celular com Android, diz Steve Wozniak a revista

steve wozniak com novo ipad (Foto: David McNew/Reuters)Steve Wozniak com novo iPad (Foto: David
McNew/Reuters)

Steve Wozniak, cofundador da Apple, disse que a companhia deveria pensar em lançar um aparelho que abrisse mão do sistema operacional iOS e operasse com o Android, sistema desenvolvido pelo Google. As declarações do homem que, ao lado de Steve Jobs, criaram a Apple, foram dadas à revista “Wired”.

“Não há nada que manteria a Apple fora do mercado Android como um mercado de telefone secundário”, disse Wozniak que, além de já não estar envolvido com o dia a dia de trabalho na Apple, se tornou um dos seus críticos mais contundentes. Ele sugeriu que a Apple crie um aparelho que rode o Android como alternativa ao iPhone.

“Nós poderíamos competir muito bem. As pessoas gostam dos modelos de estilo preciosos e das engenhosidades que nós fazemos com nossos produtos se comparados aos Androids oferecidos. Nós poderíamos jogar em duas arenas ao mesmo tempo”, disse ele à revista.

Woz participou da conferência Apps World North America, em São Francisco, que ocorreu nesta semana e tratatou do desenvolvimento e aplicativos para smartphones e tablets. Além disso, ele apoiou a decisão da Apple de não acrescentar muitas ferramentas ao iPhone. “Se você tem algo realmente bom, não mude isso. Não estrague tudo”, comentou.

“Você pega um celular da Samsung e tira uma foto dizendo ‘sorria’, mas quanta inovação há nisso? Isso é apenas jogar um monte de recursos”, afirmou.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

‘Pagador de mico’, Steve Ballmer deixa a Microsoft

Quatro palavras podem resumir os 33 anos de Steve Ballmer na Microsoft: “Eu amo esta empresa”.

Steve Ballmer deixou a Microsoft (Foto: Jeff Chiu/AP)Steve Ballmer deixou a Microsoft (Foto: Jeff Chiu/AP)

Elas foram gritadas a plenos pulmões durante uma agora infame apresentação no ano 2000 na qual um Ballmer animado em um palco tentava inspirar os funcionários da Microsoft. O vídeo do evento lhe rendeu o apelido de Monkey Boy, ou pagador de mico, e se tornou viral na internet.

Em outra apresentação ele suou puxando o coro: “desenvolvedores”, “desenvolvedores”, “desenvolvedores”.

Ao anunciar sua aposentadoria, Ballmer, de 57 anos de idade, reafirmou sua paixão por meio de um e-mail endereçado a todos os funcionários da companhia. “Eu amo essa empresa”, disse ele novamente. Mas, agora, o debate é: será que a companhia o amava?

Nascido em Detroit, Ballmer estudou matemática e economia em Harvard, onde se tornou um amigo próximo de Bill Gates, o fundador da Microsoft.

Em 1980, Gates contratou Ballmer para ser o primeiro gerente de negócios da empresa em uma época em que tinha apenas 29 funcionários.

Ele exerceu diversas funções na empresa ao longo dos anos, incluindo a de vice-presidente sênior de vendas e suporte, vice-presidente sênior de sistemas de software e vice-presidente de marketing.

E, no ano 2000, ele chegou ao cargo máximo, sucedendo Gates como chefe executivo.

Máquina de e-mails
Mas a “visão”, como a empresa definiu, se manteve firmemente com Gates, e o legado de Ballmer em tecnologia não será como o do inovador Steve Jobs, mas o de um homem de vendas.

Na verdade, críticos afirmam que uma série de decisões erradas foram a fraqueza de seu mandado.

“A Microsoft teve uma década perdida, deixando escapar cada grande acontecimento'” afirmou Dan Lyons, ex-editor de tecnologia da revista Business Week.

“É inacreditável a quantidade de oportunidades que a Micrsoft deixou escorregar pelos dedos”.

Em 2007, dias após a apresentação do cofundador da Apple, Steve Jobs, que revelou o iPhone, Ballmer afirmou que o aparelho “não era uma máquina muito boa de e-mails” e não seria atrativo às empresas devido à falta de um teclado. ‘Nós temos ótimos celulares Windows’, ele disse.

Hoje, aparelhos com sistemas da Apple e da Google dominam o mercado de smartphones – enquanto o Windows Phone amarga um pequeno crescimento.

Em outras áreas, como a de tablets, a empresa tem sido igualmente devagar.

De acordo com os números mais recentes, a Microsoft obteve apenas 562 milhões de libras (R$ 2 bi) em vendas do Surface, seu tablet lançado no ano passado com muita desenvoltura. No mês passado, a empresa registrou perdas US$ 900 milhões (R$ 2,1 bi) em aparelhos não vendidos.

“Nós produzimos um pouco mais do que conseguimos vender”, disse Ballmer.

Xbox
Contudo, houve várias histórias de sucesso na empresa durante esse período.

Como chefe executivo, ele alimentou a divisão de entretenimento e aparelhos até se tornar o principal braço do negócio – sendo o Xbox o sucesso mais proeminente da companhia nos últimos anos.

Em suas palavras, é o trabalho da Microsoft com PCs que Ballmer entende como sua principal conquista.

Mas foi a percepção de sua confiança excessiva nesta parte do negócio que muitas vezes irritou os investidores.

Outros líderes da indústria dizem acreditar que, sob a supervisão de Ballmer, a Microsoft se tornou uma empresa dependente de pessoas que precisam de seus produtos, mas não necessariamente os desejam.

“Ele supervisionou o declínio da Microsoft”, disse Jim McKelvey, cofundador da empresa de pagamentos por celular Square.

“A Microsoft continua escorregando para a irrelevância. É uma grande companhia que precisa de mudanças”.

“Penso que eles se tornaram muito dependentes de um controle monopolístico. Quando a internet tornou os sistemas de operação menos relevantes, a Microsoft não pôde mais impor produtos medíocres às pessoas”.

No entanto, sob a liderança de Ballmer a Microsoft triplicou sua receita e dobrou seus lucros. Ele próprio deve deixar a companhia com um patrimônio de US$ 15,2 bi (R$ 35,7bi).

Ao mesmo tempo, os investidores estão otimistas. As ações da Microsoft subiram 9% com a notícia de sua saída.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Holanda inaugura 1ª escola ‘Steve Jobs’ que ensina os alunos em iPads

Aluno da Steve Jobs School, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)Menina ouve música em iPad da Steve Jobs School, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)

Uma escola onde cada estudante recebe um iPad conectado na internet. Nada de lousa, giz, professor passando lição, nem uniformes. A Holanda experimenta um novo formato de ensino voltado totalmente para a tecnologia e a interatividade do aluno com o conteúdo.  A cidade de Sneek inaugurou esta semana a primeira unidade da Steve Jobs School, a escola experimental criada a partir dos conceitos e da tecnologia desenvolvidos pelo fundador da Apple que morreu em 2011.

Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren/Reuters)Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren
/Reuters)

Pela metodologia da escola, as crianças “vão escolher o que desejam aprender com base no que passar a ter curiosidade”. A escola explica em seu site oficial que “o ensino baseia-se nos talentos de cada estudante e tem como objetivo trazê-los para desenvolver e fortalecer, nomeadamente por meio da cooperação. A pedagogia e didática levam em conta o estilo de aprendizagem individual do aluno”.

Menino mexe em iPad durante a aula (Foto: Michael Kooren/Reuters)Menino mexe em iPad durante a aula (Foto: Michael
Kooren/Reuters)

Ao todo serão 12 escolas espalhadas pela Holanda. A iniciativa é da O4NT (Educação para um novo tempo), uma ONG que promove a inclusão de iPads para a educação infantil. A proposta é oferece as ferramentas e o conteúdo para crianças de 4 a 12 anos. A previsão é que mais de 1 mil crianças vão estudar neste modelo. 

Além do espaço físico, a escola oferece um ambiente virtual de aprendizagem para as crianças. “O ensino é focado em adquirir as habilidades do século 21 como a criatividade, a inovação eo pensamento crítico, resolução de problemas, habilidades motoras empréstimos comunicação, colaboração, adaptabilidade, liderança, produtividade e social. Os alunos irão fazer uso do mais recente hardware e software. Como eles adquiram as competências básicas implicitamente definidos para as escolas primárias”, diz a escola em sua apresentação.

Os pais são peças fundamentais para ajudar os alunos a desenvolver suas habilidades, segundo a Steve Jobs School.

Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren/Reuters)Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren/Reuters)A primeira unidade da escola Steve Jobs School foi inaugurada em Sneek, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)A primeira unidade da escola Steve Jobs School foi inaugurada em Sneek, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Holanda inaugura 1ª escola ‘Steve Jobs’ que ensina os alunos em iPads

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Aluno da Steve Jobs School, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)Menina ouve música em iPad da Steve Jobs School, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)

Uma escola onde cada estudante recebe um iPad conectado na internet. Nada de lousa, giz, professor passando lição, nem uniformes. A Holanda experimenta um novo formato de ensino voltado totalmente para a tecnologia e a interatividade do aluno com o conteúdo.  A cidade de Sneek inaugurou esta semana a primeira unidade da Steve Jobs School, a escola experimental criada a partir dos conceitos e da tecnologia desenvolvidos pelo fundador da Apple que morreu em 2011.

Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren/Reuters)Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren
/Reuters)

Pela metodologia da escola, as crianças “vão escolher o que desejam aprender com base no que passar a ter curiosidade”. A escola explica em seu site oficial que “o ensino baseia-se nos talentos de cada estudante e tem como objetivo trazê-los para desenvolver e fortalecer, nomeadamente por meio da cooperação. A pedagogia e didática levam em conta o estilo de aprendizagem individual do aluno”.

Menino mexe em iPad durante a aula (Foto: Michael Kooren/Reuters)Menino mexe em iPad durante a aula (Foto: Michael
Kooren/Reuters)

Ao todo serão 12 escolas espalhadas pela Holanda. A iniciativa é da O4NT (Educação para um novo tempo), uma ONG que promove a inclusão de iPads para a educação infantil. A proposta é oferece as ferramentas e o conteúdo para crianças de 4 a 12 anos. A previsão é que mais de 1 mil crianças vão estudar neste modelo. 

Além do espaço físico, a escola oferece um ambiente virtual de aprendizagem para as crianças. “O ensino é focado em adquirir as habilidades do século 21 como a criatividade, a inovação eo pensamento crítico, resolução de problemas, habilidades motoras empréstimos comunicação, colaboração, adaptabilidade, liderança, produtividade e social. Os alunos irão fazer uso do mais recente hardware e software. Como eles adquiram as competências básicas implicitamente definidos para as escolas primárias”, diz a escola em sua apresentação.

Os pais são peças fundamentais para ajudar os alunos a desenvolver suas habilidades, segundo a Steve Jobs School.

Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren/Reuters)Alunos da Steve Jobs School (Foto: Michael Kooren/Reuters)A primeira unidade da escola Steve Jobs School foi inaugurada em Sneek, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)A primeira unidade da escola Steve Jobs School foi inaugurada em Sneek, na Holanda (Foto: Michael Kooren/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Filme sobre Steve Jobs tem estreia adiada por tempo indeterminado

Produtora do “jOBS”, com Ashton Kutcher no papel principal, disse que não conseguiria criar “buzz” suficiente até lançamento, previsto inicial para abril. O filme “jOBS”, que tem Ashton Kutcher no papel principal, teve sua estreia adiada de forma indeterminada, de acordo com o site especializado Deadline. As informações são do The Verge.

De acordo com a página, a distribuidora Open Road decidiu adiar o lançamento, inicialmente previsto para 19 de abril nos EUA, porque achou que não conseguiria criar “barulho” (buzz) suficiente para a produção em tão pouco tempo.

No entanto, a companhia não anunciou uma nova data para a produção independente sobre a vida de Jobs chegar aos cinemas norte-americanos.

Enquanto isso, o site de humor anunciou uma cinebiografia em forma de sátira sobre o cofundador da Apple. Com o ator Justin Long (“Duro de Matar 4.0”) no papel principal, a produção terá cerca de 70 minutos de duração e terá sua estreia mundial na web em 15 de abril. Assim, a produção chegará ao público antes de “jOBS” e do filme da Sony sobre Jobs, que será baseado na biografia oficial do executivo escrita por Walter Isaacson.

kutcherjobsmakeup01.jpg

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Cofundador da Apple, Steve Wozniak, realiza palestra no Brasil em maio

Woz, como é conhecido, será um dos convidados de evento da UniCEUB, em Brasília. Ingressos para o público geral custam R$1.200.Quem não conseguiu ver o cofundador da Apple, Steve Wozniak, na Campus Party 2011 em São Paulo, terá uma nova chance em breve. Isso porque Woz, como é conhecido, fará uma palestra em Brasília no próximo 2 de maio.

A apresentação de Wozniak fará parte de um evento especial da UniCEUB (Centro Universitário de Brasília) sobre Educação Transformadora.Woz vai falar sobre o tema “Criatividade e Inovação”. Outros palestrantes do evento incluem nomes como Silvio Meira e Gilberto Dimenstein.

wozcampus2011.jpg

Woz em São Paulo durante a Campus Party 2011 (foto: Rafael Rigues)

Os ingressos para o público geral já estão à venda e custam nada menos que 1.200 reais. Ex-alunos da universidade tem 50% de desconto. Segundo a assessoria da UniCEUB, a apresentação de Woz em Brasília será a única dele no país.

Relembre nesse link como foi a apresentação de Woz em São Paulo na Campus Party de 2011, ano em que o evento também recebeu o ex-vice dos EUA, Al Gore, e o “pai da web” Tim Berners-Lee.

wozniakbrasilia01.jpeg

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,