RSS

Arquivo da tag: Snowden

Terroristas mudaram métodos após vazamento de Snowden, diz britânico

Terroristas alteraram substancialmente os métodos de comunicação desde os vazamentos feitos pelo ex-agente de inteligência norte-americano Edward Snowden, dificultando os esforços de interceptação das agências de inteligência, disse um funcionário graduado do governo britânico nesta terça-feira.

“O efeito Snowden foi muitíssimo severo”, afirmou Stephen Phipson, diretor do Escritório Britânico de Segurança e Contraterrorismo (OSCT, na sigla em inglês), numa conferência sobre o tema em Londres.

Snowden, ex-prestador de serviços da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA, revelou pela imprensa em junho de 2013 detalhes sobre a dimensão das atividades de vigilância eletrônica dos governos dos EUA e Grã-Bretanha contra milhões de cidadãos do mundo todo.

“Nossos adversários, os terroristas que estão por aí, têm agora visão completa sobre o tipo de ferramentas e a gama de técnicas que estão sendo usadas pelos governos”, disse ele. “Posso lhes dizer que os dados mostram uma redução substancial no uso desses métodos de comunicação como resultado dos vazamentos de Snowden.”

Snowden fugiu dos EUA, onde é acusado de espionagem, e conseguiu asilo temporário na Rússia.

Em suas revelações iniciais, ele disse aos jornais The Guardian e The Washington Post, que a NSA estava garimpando os dados pessoais de usuários do Google, Facebook, Skype e outras companhias norte-americanas, graças a um programa secreto conhecido como Prism.

Vazamentos posteriores indicaram que os EUA haviam monitorado conversas telefônicas de cerca de 35 líderes mundiais, inclusive a presidente do Brasil, Dilma Rousseff. Já o serviço britânico de inteligência, o GCHQ, foi acusado de interceptar milhões de videoconferências via Yahoo, como parte de uma enorme operação de vigilância.

Os EUA iniciaram reformas no seu programa de inteligência após as revelações, ao passo que a Grã-Bretanha insistiu no caráter legal das suas atividades.

“Alguns dos métodos que ele (Snowden) descreve o governo usa para monitorar o terrorismo, e como consequência natural você vê terroristas tentando usar outros métodos de comunicação”, disse Phipson a um pequeno grupo de repórteres.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Edward Snowden participa de evento nos EUA, via videoconferência

Edward Snowden participa de um evento do festival South by Southwest nesta segunda-feira (10), por meio de videoconferência (Foto: Reprodução/SXSW)Edward Snowden participa de um evento do festival
South by Southwest nesta segunda-feira (10), por
meio de videoconferência (Foto: Reprodução/SXSW)

O ex-analista da NSA Edward Snowden, de 30 anos, foi convidado para um debate do festival South by Southwest (SXSW). O  evento desta segunda-feira (10) tem empreendedores, inovadores, fabricantes, hackers, investidores e pensadores em discussões sobre como construir sistemas que protegem a privacidade do usuário.

Em seu discurso, feito desde Moscou, na Rússia, por videoconferência, ele disse que as mudanças que o governo e empresas privadas norte-americanos fizeram no gerenciamento de grandes quantidades de dados ajudam a justificar os vazamentos que ele fez de material sigiloso.

“Eu vi que a Constituição foi violada em grande escala”, disse Snowden, sob aplausos, acrescentando que suas revelações sobre a espionagem de comunicações privadas resultaram em proteções que beneficiaram o público e a sociedade mundial.

“O governo vem mudando os aspectos em discussão. Eles mudaram seu palavreado, se distanciando do interesse público e passando para o interesse nacional”, disse ele, acrescentando que isso pode trazer o risco de perda do controle da democracia representativa.

Segundo ele, “é a comunidade de desenvolvedores que pode desenvolver soluções para que fiquemos seguros”. “As pessoas que estão em Austin é que podem realmente ajudar a resolver tudo isso”, comentou Snowden, sobre a espionagem das agências de inteligência. “Os Estados Unidos têm mais a perder do que qualquer um.”

Morando em Moscou após receber asilo do governo russo, Snowden lamentou que as agências de inteligência dos EUA se dediquem a “vigiar as comunicações de todos ao invés de vigiar apenas as de suspeitos”.

Ele também afirmou que criptografar as comunicações é uma forma útil de impossibilitar a espionagem massiva, forçando as agências de inteligência a se concentrarem em seus objetos de interesse.

O South by Southwest acontece em Austin (Texas), nos Estados Unidos. O SWSX tem shows, lançamentos de filmes e palestras sobre tecnologia e inovação.

Snowden é acusado de espionagem por vazar informações sigilosas de segurança dos Estados Unidos e revelar em detalhes alguns dos programas de vigilância que o país usa para espionar a população americana – utilizando servidores de empresas como Google, Apple e Facebook – e vários países da Europa e da América Latina, entre eles o Brasil, inclusive fazendo o monitoramento de conversas da presidente Dilma Rousseff com seus principais assessores.

Documentos vazados por ele continuam repercutindo na imprensa ao redor do mundo, e novas informações sobre a espionagem de  presidentes e chanceleres de países da Europa foram reveladas. Snowden teve acesso às informações que vazou para a imprensa quando prestava serviços terceirizados para a Agência de Segurança Nacional (NSA) no Havaí.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Snowden usou ferramentas básicas para invadir rede da NSA, diz jornal

Foto mostra Snowden se preparando para fazer sua mensagem de Natal para a televisão (Foto: AFP Photo/Channel4)Foto mostra Snowden se preparando para fazer sua mensagem de Natal para a televisão (Foto: AFP Photo/Channel4)

O ex-técnico da CIA Edward Snowden utilizou ferramentas de baixo custo amplamente disponíveis para se infiltrar nas redes da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, na sigla em inglês) e acessar cerca de dois milhões de documentos confidenciais, publicou neste sábado (8) o “New York Times”.

Funcionários de inteligência consultados pelo jornal disseram que Snowden, que está asilado em Moscou, utilizou programas de rastreamento on-line (‘web crawler’) que buscam, indexam e duplicam lugares na web.

“Não achamos que isto tenha sido trabalho de um indivíduo sentado em uma máquina e baixando este material sequencialmente”, disse uma fonte da NSA, que assegurou que o processo estava “bastante automatizado”.

O “NYT” classifica a revelação de “assombrosa” já que a missão da NSA inclui a proteção dos sistemas informáticos militares e de inteligência mais importantes do país contra possíveis ataques cibernéticos, principalmente à frente de operações mais sofisticadas com epicentro em Pequim ou Moscou.

‘Fácil de detectar’
Os pesquisadores concluíram que a atuação de Snowden foi muito pouco sofisticada e deveria de ter sido fácil de detectar.

O jovem analista conseguiu, depois de três anos acumulando documentos, vazar informações confidenciais do Departamento de Estado para o Wikileaks, onde foram empregadas técnicas similares.

Snowden tinha acesso aos documentos da NSA porque trabalhava como contratista tecnológico da agência de inteligência no Havaí, ajudando a tramitar os sistemas informáticos da NSA em um centro que se especializa na China e na Coreia do Norte.

Os rastreadores on-line, conhecidos também como aranhas, se movimentam de forma automática de um site a outro e podem se programar para faezem uma cópia de tudo o que encontrarem no caminho. Aparentemente, Snowden teria estabelecido os parâmetros das buscas, incluídos que temas buscar e quão fundo pesquisar nos links nos documentos e outros dados nas redes internas da NSA.

O “New York Times” lembra que entre os materiais destacados nos documentos vazados por Snowden estão as “wikis” da agência, locais colaborativos nos quais analistas de inteligência e outros compartilham informação.

Funcionários da NSA disseram ao jornal que se Snowden tivesse trabalhado na sede central da agência, próxima à capital americana, teria sido mais fácil detectá-lo porque está equipada com sistemas de monitoração que detectam quando alguém acessa grandes volumes de documentos.

A NSA tem grandes barreiras eletrônicas para deter possíveis agressores externos, mas proteções muito rudimentares contra seus próprios empregados. “Uma vez que está dentro se assume que é parte do sistema, como na maioria das organizações”, disse Richard Bejtlich, um analista de segurança digital de Vale do Silício.

Os investigadores ainda não esclareceram se Snowden operava do Havaí por casualidade ou um movimento estratégico do ex-analista. Snowden respondeu, através de um comunicado emitido por um de seus advogados que “é irônico que o governo esteja dando informação confidencial aos jornalistas em uma tentativa de me desacreditar por compartilhar informação confidencial”.

“A diferença é que eu fiz para informar ao público sobre as ações do governo e eles o estão fazendo para desinformar o público sobre as minhas”, acrescentou.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Chefe de Inteligência dos EUA pede documentos roubados a Snowden

O chefe da Direção de Inteligência Nacional dos Estados Unidos (DNI), James Clapper, pediu nesta quarta-feira (29) ao ex-analista Edward Snowden que devolva os documentos ‘roubados’ da Agência de Segurança Nacional (NSA), parte dos quais tornou públicos, porque isso supõe ‘uma grave ameaça’ à segurança nacional.

‘Snowden disse que ganhou e que cumpriu sua missão. Se esse é o caso, peço-lhe, assim como a seus cúmplices, que devolva os documentos roubados que ainda não tornou públicos para evitar danos extras à segurança dos Estados Unidos’, declarou Clapper à Comissão de Inteligência do Senado.

Clapper afirmou que ‘o que Snowden roubou e expôs vai muito além de suas preocupações declaradas com os programas de vigilância nacional’.

‘Como consequência, perdemos fontes de inteligência estrangeira crucial’, acrescentou.

O comportamento do ex-analista, refugiado na Rússia, é ‘uma ameaça grave para nossa segurança nacional’, disse o diretor de Inteligência Militar, general Michael Flynn, que também prestou esclarecimentos aos senadores.

O governo americano acusa Snowden de ter roubado cerca de 58 mil documentos da NSA. Até agora, veículos de comunicação de diferentes países teriam publicado pelo menos mil deles.

‘Os terroristas e outros inimigos do nosso país vão seguir a escola dos métodos da Inteligência americana e o que conseguem é tornar nosso trabalho muito mais difícil’, advertiu Clapper, acrescentando que os grupos extremistas mudaram seu sistema de comunicação.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Ex-ministro norueguês sugere Snowden para o Nobel da Paz

Um ex-ministro norueguês propôs nesta quarta-feira (29) o nome do ex-analista de inteligência americano Edward Snowden para o Prêmio Nobel da Paz, em uma carta ao Comitê Nobel norueguês.

“Ele contribuiu para revelar o nível extremo de vigilância por parte de nações contra outras nações e cidadãos”, afirmou o ex-ministro socialista Baard Vegar Solhjell ao explicar sua iniciativa à AFP.

“Snowden contribuiu para que as pessoas saibam o que aconteceu e estimulou um debate público sobre a confiança nos governos, que é um requisito fundamental para a paz”, disse ainda.

Em uma carta ao Comitê Nobel norueguês obtida pela AFP, Solhjell e seu colega de partido Snorre Valen assinalam que não necessariamente aprovam ou apoiam todas as revelações de Snowden, mas eles o elogiam por revelar “a natureza e a capacidade tecnológica da vigilância moderna”.

“O nível de sofisticação e de profundidade da vigilância a que foram submetidos os cidadãos em todo mundo são temas que nos deixaram atônitos e que provocaram um debate”, alegaram ainda.

Solhjell foi ministro do Meio Ambiente até que o governo de esquerda perdeu o poder no ano passado.

O prazo máximo para apresentar candidaturas ao Nobel da Paz 2014 termina em 1º de fevereiro.

Em julho de 2013, um professor de Sociologia sueco, Stefan Svallfors, já havia sugerido Snowden para o Prêmio Nobel passada a data limite, mas a candidatura continua sendo válida para 2014.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Europarlamento aprova realização de videoconferência com Snowden

O Parlamento Europeu aprovou nesta quinta-feira (9) o projeto para realizar uma audiência com o ex-consultor da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana, Edward Snowden, que fez revelações sobre a sistemática espionagem praticada pelos Estados Unidos.

Por 36 votos a favor, 2 contra e 1 abstenção, a Comissão de Liberdades Civis do Parlamento Europeu decidiu aprovar uma futura audiência que será realizada por meio de uma videoconferência “interativa” com o americano, refugiado na Rússia depois de suas revelações.

O plenário do Parlamento deve se pronunciar sobre a data desta eventual videoconferência.

A ideia de ouvir Snowden divide profundamente os eurodeputados. Os conservadores do PPE têm dúvidas sobre a adequação desta iniciativa.

“Não nos opomos à ideia de ouvi-lo, mas nós queremos saber sobre o significado desta iniciativa e seu cronograma”, declarou em meados de dezembro o alemão Axel Voss, encarregado do assunto em seu grupo.

“O que mais ele pode nos explicar, se tudo já foi publicado?”, acrescentou.

O grupo conservador britânico ECR também se opõe a uma eventual videoconferência com Snowden.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Brasil deve proteger Snowden para ter mais informações, diz Greenwald

O jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que divulgou as ações de espionagem dos Estados Unidos no Brasil, afirmou nesta quarta-feira (9) que o governo brasileiro deveria dar “proteção” a Edward Snowden, ex-colaborador da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA), se tiver interesse em obter mais informações.

Snowden foi quem vazou dados secretos do governo norte-americano que revelam a interceptação de comunicações da Petrobras, da presidente Dilma Rousseff e do Ministério de Minas e Energia. O ex-agente está asilado na Rússia, onde vive em local secreto e com restrições de comunicação.

Os governos estão se dizendo gratos por terem essas informações, mas não se dispõem a proteger quem passou esses dados”Glenn Greenwald,
que divulgou documentos sobre espionagem

“Se o governo quer informações, deve proteger ele [Snowden] para que tenha liberdade para trabalhar. Ele está muito limitado para falar e corre o risco de os Estados Unidos o capturarem. Os governos estão se dizendo gratos por terem essas informações, mas não se dispõem a proteger quem passou esses dados”, disse. 

Edward Snowden é procurado pelos EUA e recebeu asilo político da Rússia em agosto, depois de passar mais de um mês na área de trânsito do aeroporto de Moscou.

Washington exigiu em várias ocasiões a sua extradição. Desde que foi asilado, Snowden não foi visto em público e, segundo seu advogado, ele corre perigo.

“Quase ninguém quer proteger uma pessoa que é responsável por deixar o mundo descobrir isso […]. Se um governo é serio defendendo liberdade e a liberdade de imprensa, precisa começar protegendo a pessoa que começou com tudo”, disse Greenwald.

O jornalista foi ao Senado para falar na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as denúncias de espionagem que atingiram o Brasil.

arte cronologia snowden espionagem 30/9 (Foto: 1)

Greenwald também afirmou que existe uma “guerra contra o jornalismo e o processo de transparência” em países como EUA, Inglaterra, Canadá e demais aliados onde também foram identificados atos de espionagem. “Agora estou aprendendo o que os Estados Unidos está fazendo com esse sistema de espionagem para punir o processo do jornalismo”, declarou.

Ameaças
No depoimento, o jornalista norte-americano afirmou que está sendo “ameaçado” pelo governo dos EUA e que enfrenta “riscos” em divulgar informações secretas de seu país. Ele destacou ainda que não está retendo informações e que divulgará todos os documentos que tiver.

“Estou fazendo jornalismo com muito risco. Estou sendo sempre atacado no meu país. Estou sendo ameaçado por pessoas do meu governo. Mas continuo dizendo que continuarei fazendo jornalismo até que o último documento seja publicado. Não estou segurando documentos relevantes. Não estou escondendo informações”, disse.

Durante a audiência, o senador Pedro Taques (PDT-MT) pediu que Glenn Greenwald entregue ao Senado todos os documentos que possui sobre a espionagem norte-americana envolvendo o Brasil. Ele destacou que não poderia pedir a entrega dos dados pela força, por busca e apreensão, porque o Supremo Tribunal Federal (STF) já definiu que comissões parlamentares de inquérito não possuem essa prerrogativa.

“Se ele tem informações para mais de ano, ele pode não saber o que é. Agora, essas informações que ele tem são informações que levam à prática de crimes. Queria saber se esse material pode ficar sob a guarda do Senado. Temos uma sala com segurança”, disse Taques.

David Miranda, companheiro de Glenn Greenwald, respondeu ao pedido dizendo que seria um “ato de traição” a entrega de documentos secretos dos EUA ao governo brasileiro. “Estaremos entregando um documento dos Estados Unidos ao governo de outro país, e isso seria traição. Temos informações de muitos países.”

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Edward Snowden corre perigo na Rússia, afirma advogado

Ex-técnico da CIA Edward Snowden divulgou documentos secretos (Foto: The Guardian/AP)Ex-técnico da CIA Edward Snowden divulgou
documentos secretos (Foto: The Guardian/AP)

O ex-consultor da inteligência americana Edward Snowden, refugiado na Rússia, ainda corre perigo, o que impede que sua família vá vê-lo, declarou seu advogado, Anatoli Kucherena, em uma entrevista publicada nesta segunda-feira (23) pelo semanário “Itogui”.

“Ex-colegas de Snowden poderiam aproveitar a chegada de seus pais para descobrir sua localização. Tenho informações que não posso revelar segundo as quais o grau de perigo é muito alto”, declarou Kucherena.

Edward Snowden não foi visto em público desde que a Rússia lhe concedeu, em agosto, asilo político por um ano. Antes, ele passou um mês na zona de trânsito do aeroporto Sheremetievo de Moscou, onde chegou no dia 23 de junho vindo de Hong Kong.

Washington exigiu em várias ocasiões a extradição de Snowden, acusado de espionagem depois de revelar a existência de um amplo programa americano de vigilância das comunicações em nível mundial.

O advogado do ex-consultor disse que seu cliente tem guarda-costas particulares, mas “isso não resolve os problemas de segurança”. No entanto, Kucherena afirmou que Snowden passeia “livremente pelas ruas”. “Se tivesse passado por aqui, não o teriam reconhecido. Basta se vestir de outra maneira e mudar um pouco sua aparência”, afirmou.

O advogado também declarou que Edward Snowden revelou apenas “uma pequena parte das informações que possui” e acrescentou que não foi requerido pelos serviços secretos russos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Revelações de Snowden põem segurança digital em xeque

Em mais uma consequência das revelações de inteligência feitas por Edward Snowden, uma importante empresa de segurança digital alertou milhares de clientes para que deixem de usar um software que usa uma fórmula matemática fraca desenvolvida pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA.

A RSA, subsidiária da EMC especializada em segurança digital, disse a atuais clientes por email, na quinta-feira (19), que um kit de ferramentas para desenvolvedores tem um gerador padrão de números aleatórios que usa uma fórmula fraca, e que os clientes devem adotar uma das várias outras fórmulas do produto.

Na semana passada, o jornal “The New York Times” noticiou que documentos obtidos por Snowden durante a época em que trabalhou na NSA revelam que a agência participou do processo para o estabelecimento de padrões voluntários de criptografia, realizado pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (Nist), com a intenção de impor uma fórmula que a agência soubesse ter capacidade de violar.

O Nist aceitou em 2006 a proposta da NSA como um dos quatro sistemas que poderiam ser usados pelo governo, mas nesta semana o instituto disse que irá reconsiderar sua inclusão por causa de questionamentos à sua segurança.

Mas as revelações mostram que o lento processo de padronização pode deixar muitos usuários expostos durante anos a invasões da NSA e de outros.

A RSA não se manifestou de imediato. Não está claro como a empresa poderia entrar em contato com todos os ex-clientes das suas ferramentas de desenvolvimento, e muito menos como esses programadores poderiam por sua vez avisar todos os seus clientes.

Os desenvolvedores que usam o kit “Bsafe”, da RSA, escrevem códigos para navegadores de internet, outros softwares e componentes de hardware, para aumentar sua segurança. Números aleatórios são parte importante da criptografia moderna, e a capacidade de adivinhar esses números torna essas fórmulas vulneráveis.

Há anos especialistas já suspeitavam de falhas na fórmula promovida pela NSA. Uma pessoa familiarizada com o processo disse à Reuters que o Nist aceitou a fórmula em parte porque muitos órgãos governamentais já o usavam.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Quebra de códigos revelada por Snowden ‘não é novidade’, dizem EUA

Os vazamentos de informação que revelaram como os espiões americanos decodificaram as comunicações on-line não são novidade porque quebrar os códigos é parte de seu trabalho, sustentou o órgão diretor da inteligência americana nesta sexta-feira (6).

“Embora os detalhes de como nossas agências de inteligência realizam esta missão ‘cryptanalytic’ (análises de códigos) tenham sido mantidos em segredo, o fato de que a missão da NSA (Agência de Segurança Nacional) inclui decifrar as comunicações codificadas não é um segredo, e não é notícia”, disse o Gabinete do Diretor Nacional de Inteligência (ODNI) em um comunicado.

“Quase não deveria surpreender o fato de nossas agências de inteligência buscarem maneiras de contrabalançar o uso de códigos por parte de nossos adversários”, afirmou o ODNI.

Mas as revelações aos jornais acerca de como a NSA, junto com os serviços de espionagem britânicos, decifraram os dados sob codificação poderiam ajudar os inimigos dos Estados Unidos, indicou o organismo.

“Ao longo da história, as nações utilizaram a criptografia para proteger seus segredos, e hoje em dias os terroristas, os criminosos cibernéticos, traficantes de humanos e outros também utilizam códigos para ocultar suas atividades”, destacou a ODNI.

“Nossa comunidade de inteligência não estaria fazendo seu trabalho se não tentássemos contrabalançar isso”, disse o Gabinete.

O ODNI sustentou que o site da NSA inclui a criptografia ao descrever sua missão.

A declaração foi feita um dia após as últimas revelações acerca do alcance da vigilância eletrônica americana, a partir do vazamento de documentos secretos pelo ex-consultor da inteligência dos Estados Unidos, Edward Snowden.

Documentos entregues por Snowden ao “The Guardian”, ao “The New York Times” e ao “ProPublica” indicam que os Estados Unidos e as agências de inteligência britânicas violavam os códigos supostamente seguros utilizados para proteger e-mails de cidadãos, transações bancárias e conversas telefônicas em território americano e em outros países.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,