RSS

Arquivo da tag: sertanejo

Jair Rodrigues ‘inaugurou’ rap e fez samba, sertanejo, MPB e bossa nova

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Precursor do rap, apresentador de um programa de TV que marcou a história da MPB, parceiro de Elis Regina, vencedor do Festival de Música Popular Brasileira, sambista, cantor sertanejo e parceiro de ídolos do hip hop. A versatilidade foi a marca de Jair Rodrigues, encontrado morto nesta quinta-feira (8). Ele teve um infarto agudo do miocárdio, informou a assessoria de imprensa do cantor.

Ao longo dos 57 anos de carreira, ele ficou conhecido pela irreverência e pelo timbre marcante. Com voz forte, gravou sucessos como “Deixa isso pra lá”, “Disparada”, “Tristeza”,  “O menino da porteira”, “Boi da cara preta” e “Majestade o Sabiá”.

Nascido em Igarapava (SP) em 6 de fevereiro de 1939, começou no final da década de 1950, como crooner em casas do interior de São Paulo. Nos anos 1960, participou de programas de calouros na TV.

Seu site oficial lista 44 discos gravados (veja abaixo a discografia completa). O primeiro LP é “Vou de samba com você” (1964), que tinha “Deixa isso pra lá”. A canção fez Jair ser considerado pioneiro do rap no Brasil. Com versos mais declamados (ou falados) do que cantados, a música, originalmente um samba, ganhou popularidade também graças à coreografia feita com as mãos. Em 1999, foi gravada em parceria com o grupo Camorra.

arte cronologia Jair Rodrigues (Foto: Arte G1)

O registro de estreia do cantor, no entanto, é de 1962. Trata-se de um disco de 78 rotações com as canções “Brasil sensacional” e “Marechal da vitória”, que tinham como tema a Copa do Mundo daquele ano, no Chile, vencida pela seleção brasileira.

Jair Rodrigues também ficou conhecido pelo trabalho ao lado de Elis Regina. Os dois iniciaram a parceria em 1965 e lançaram o disco ao vivo “Dois na bossa”. A boa repercussão do LP rendeu o convite para apresentar o programa O Fino da Bossa, que estreou em maio daquele ano na TV Record. Com Elis, o cantor lançou em 1966 e 1967 outros dois volumes da série “Dois na bossa”.

A vitória no II Festival de Música Popular Brasileira, em 1966, foi outro ponto marcante da trajetória de Jair Rodrigues. Ele concorreu com “Disparada”, escrita por Geraldo Vandré e Teo de Barros. Na final, dividiu o primeiro lugar com “A banda”, composição de Chico Buarque interpretada na ocasião por Nara Leão.

No IV Festival de Música Popular Brasileira, em 1968, Jair Rodrigues também se destacou. Com “A família”, de Chico Anysio e Ari Toledo, ficou em terceiro lugar segundo o júri popular.

Já na década seguinte, o cantor dedicou-se mais intensamente ao samba. Em 1971, saiu o LP “Festa para um rei negro”. Uma das canções era o samba-enredo que deu título ao trabalho, defendido pela escola de samba Acadêmicos do Salgueiro. A música era conhecida pelo refrão “Ô lê lê, ô lá lá/ pega no ganzê/ pega no ganzá”.

Outros álbuns do período são “Orgulho de um sambista”, “Ao vivo no Olympia de Paris”, “Eu sou o samba”, “Estou com o samba e não abro” e “Couro comendo” (1979).

Durante esse período, o cantor se tornou pai. Em 1975, nasceu seu filho Jair Oliveira, o Jairzinho, que foi estrela do grupo infantil Balão Mágico e depois passou a cantar MPB. Quatro anos depois, nasceu Luciana Mello. Influenciada pelo pai e pelo irmão, também seguiu a carreira musical. Jair deixa os filhos e a mulher, Clodine.

Na década de 1980, vieram álbuns de temática mais popular e por vezes romântica, caso de “Estou lhe devendo um sorriso”, “Alegria de um povo”, “Jair Rodrigues de Oliveira” e “Carinhoso”.

Na década de 1990, houve uma predileção pela música sertaneja e caipira e por uma revisão de outros gêneros com que ele vinha trabalhando desde o seu início como artista.

Os nomes dos discos do período são autoexplicativos: “Lamento sertanejo”, “Viva meu samba”, “Eu sou… Jair Rodrigues”, “De todas as bossas” e “500 anos de folia – 100% ao vivo”.

Nos últimos anos, Jair Rodrigues seguia na ativa em projetos com os filhos, em discos lançados por ele. Também se envolveu com homenagens a Elis Regina. Em 2012, participou de eventos que lembraram os 30 anos de morte da cantora e antiga parceira.

Atualmente, ele seguia em turnê para divulgar seu disco mais recente, “Samba mesmo”, que teve dois volumes lançados em março deste ano. O cantor estava com apresentações marcadas para os próximos dias em Florianópolis (SC) e Contagem (MG). Jair Rodrigues se despediu dos palcos e da música na última terça-feira (6) durante uma apresentação no Hotel Guanabara, em São Lourenço (MG).

Discografia de Jair Rodrigues listada em seu site oficial
“Vou de samba com você” (1964)
“O samba como ele é” (1964)
“Dois na bossa – Elis Regina e Jair Rodrigues” (1965)
“Dois na bossa vol. 2 – Elis Regina & Jair Rodrigues” (1966)
“O sorriso do Jair” (1966)
“Dois na bossa vol. 3 – Elis Regina & Jair Rodrigues” (1967)
“Jair” (1967)
“Menino rei da alegria” (1968)
“Jair de todos os sambas” (1969)
“Jair de todos os sambas nº 2” (1969)
“Talento e bossa de Jair Rodrigues” (1970)
“É isso aí” (1971)
“Festa para um rei negro” (1971)
“Com a corda toda” (1972)
“Orgulho de um sambista” (1973)
“Abra um sorriso novamente” (1974)
“Jair Rodrigues dez anos depois” (1974)
“Ao vivo no Olympia de Paris” (1975)
“Eu sou o samba” (1975)
“Minha hora e vez” (1976)
“Estou com o samba e não abro” (1977)
“Pisei chão” (1978)
“Antologia da seresta” (1979)
“Couro comendo” (1979)
“Estou lhe devendo um sorriso” (1980)
“Antologia da seresta nº 2” (1971)
“Alegria de um povo” (1981)
“Jair Rodrigues de Oliveira” (1982)
“Carinhoso” (1983)
“Luzes do prazer” (1984)
“Jair Rodrigues” (1985)
“Jair Rodrigues” (1988)
“Lamento sertanejo” (1991)
“Viva meu samba” (1994)
“Eu sou… Jair Rodrigues” (1996)
“De todas as bossas” (1998)
“500 anos de folia” (1999)
“500 anos de folia vol. 2” (2000)
“Intérprete” (2002)
“A bossa nova” (2004)
“Alma negra” (2005)
“Festa para um rei negro” (2009)
“Samba mesmo vol. 1” (2014)
“Samba mesmo vol. 2” (2014)

Jair Rodrigues durante show da Virada Cultural em 2009 (Foto: Vagner Campos / Futura Press)Jair Rodrigues durante show da Virada Cultural em 2009 (Foto: Vagner Campos / Futura Press)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , ,

Evento sertanejo traz ‘seleção de artistas’ a palco de Brasília

Chitãozinho & Xororó relembram sucessos de mais de 40 anos de carreira (Foto: Érico Andrade/G1)A dupla Chitãozinho & Xororó durante show (Foto: Érico Andrade/G1)

Uma verdadeira seleção de artistas da música sertaneja se apresenta no próximo dia 3 de maio em um palco montado no estacionamento do ginásio Nilson Nelson, em Brasília. O “Festival Villa Mix” oferece shows de Chitãozinho & Xororó, Gusttavo Lima, Jorge & Matheus, Guilherme & Santiago, Israel Novaes e Matheus & Kauan.

O evento tem início previsto para as 15h. Os ingressos custam a partir de R$ 50 (meia-entrada). De acordo com a organização, são mais de 30 toneladas de equipamentos. Mais de 2.500 pessoas estão envolvidas na produção da festa.

O palco da festa mede 57 metros de frente por 20 metros de profundidade. O espaço tem altura de 12 metros e um piso a 2,5 metros de altura.

Esta é a segunda edição do festival. Em 2013, subiram ao palco os sertanejos Jorge & Matheus, Humberto & Ronaldo, Israel Novaes (arrocha) e Gusttavo Lima. A programação também teve show do funkeiro Naldo.

Jorge e Mateus Planeta Atlântida (Foto: Vinícius Costa/Agência Preview)A dupla Jorge & Mateus (Foto: Vinícius Costa/Agência Preview)

Atrações
Um dos principais nomes da história da música sertaneja, a dupla Chitãozinho & Xororó está há mais de 40 anos na estrada. São 37 milhões de discos vendidos, 36 álbuns inéditos e 8 DVDs gravados.

A dupla Matheus e Kauan também sobe ao palco (Foto: Divulgação)A dupla Matheus e Kauan (Foto: Divulgação)

Apontados como responsáveis pela popularização do gênero no Brasil, os cantores apresentam sucessos como “Fio de cabelo”, “Se Deus me ouvisse”, “Nuvem de lágrima”, “Cowboy do asfalto”, “Página Virada”, “No rancho fundo” e “Evidências”. O último trabalho fonográfico é “Do tamanho do nosso amor”, lançado em 2013.

Os irmãos Guilherme & Santiago começaram a cantar na década de 1990. Em 20 anos, eles já lançaram 16 álbuns, sendo 8 ao vivo, e 5 DVDs. O repertório do show traz músicas como “Do outro lado da cidade”, “Mentira de amor”, “Azul”, “Som e Imagem”, “Chovendo Estrelas”, “Perdi você”, “Franguinho na panela”, “Magia e Mistério”, “Alô, meu povo”, “E pra sempre te amar” e “Porque brigamos”.

Gusttavo Lima foi empossado embaixador da Festa do Peão 2014 (Foto: Érico Andrade/G1)O cantor Gusttavo Lima (Foto: Érico Andrade/G1)

Na estrada desde os 18 anos, Gusttavo Lima é um dos maiores sucessos da moderna música sertaneja. O primeiro álbum foi gravado em 2010. Ele é considerado um dos fenômenos do gênero na internet, com recordes de visualizações. O show é composto por músicas como “Gatinha assanhada”, “Fui fiel”, “Rosas, versos e vinhos”, “Inventor dos amores” e “Balada (Tchê tchererê tchê tchê)”.

Israel Novaes se apresenta na Villa Mix, em Goiânia (Foto: Divulgação)Israel Novaes (Foto: Divulgação)

Vindos de Itumbiara, no interior de Goiás, Jorge & Matheus estão entre um dos principais nomes do sertanejo universitário do país. Recentemente, eles gravaram o álbum “Live In London – At The Royal Albert Hall”, gravado no teatro Royal Albert Hall, na capital inglesa.

O show de Brasília tem repertório compostos pelos principais sucessos da dupla, como as músicas “Pode Chorar”, “De Tanto Te Querer”, “Voa Beija Flor”, “Querendo Te Amar” e “Amo Noite E Dia”.

Outro que vem de Goiás é o cantor Israel Novaes. Apelidado de “O cara do arrocha”, ele ficou famoso com a música “Vem ni mim Dodge Ram”. Outro sucesso da carreira é “Vó! To Estourado”. O compositor também tem hits gravados por Gusttavo Lima (Mente pra Mim) e Humberto e Ronaldo (Canção Perfeita).

Matheus & Kauan estão na estrada desde 2010. Com composições interpretadas ao lado de Gusttavo Lima, Jorge & Matheus e outros nomes da música sertaneja, a dupla é responsável pelo sucesso de “Até o amanhecer”, “Eu tentei”, “Mundo paralelo” e “Vou te merecer”, entre outros.

Festival Villa Mix

Data: 3 de maio (sábado)
Local: estacionamento do ginásio Nilson Nelson
Horário: 15h
Ingressos: a partir de R$ 50 (meia-entrada)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

Rionegro & Solimões ironizam ‘sertanejo moderno’ em novo clipe

AppId is over the quota
AppId is over the quota
O cantor Solimões, ao fundo, limpa um Camaro em clipe de 'O cowboy vai te pegar', que brinca com temas de músicas sertanejas atuais (Foto: Divulgação)O cantor Solimões, ao fundo, limpa um Camaro em clipe de ‘O cowboy vai te pegar’, que brinca com o visual e os temas de novos cantores sertanejos (Foto: Divulgação)

Rionegro & Solimões lançaram na segunda-feira (26) o clipe de “O cowboy vai te pegar”. O vídeo bem-humorado já tem mais de 80 mil visualizações em um dia e está entre os dez mais vistos no YouTube no Brasil nesta terça. Clique para assistir a “O cowboy vai te pegar”.

O cantor Solimões se fantasia com peruca arrepiada e tatuagens no clipe de 'O cowboy vai te pegar' (Foto: Divulgação)O cantor Solimões se fantasia de peruca arrepiada
e tatuagens no clipe de ‘O cowboy vai te pegar’
(Foto: Divulgação)

A letra da música, composta por Rionegro, ironiza o visual e os temas de novos cantores de sucesso na música sertaneja, como “cabelo arrepiado”, “corpo tatuado” e exaltação ao “carrão”.

“Você fica com esse cara / Do cabelo arrepiado / Com a cueca de fora / E o corpo tatuado / Ele passa o dia inteiro alisando o seu carrão / Mas na hora H ele te deixa na mão”, canta a dupla.

No clipe, o cantor Solimões veste fantasia semelhante a sertanejos atuais, com cabelo arrepiado e tatuagens, ao lado de um Camaro e de uma mulher de vestido curto. O vídeo tem grande maioria de avaliações positivas no site.

A letra da música exalta, por outro lado, conquistas amorosas de um “cowboy”. “Vou te levar pro meu rancho/ Vamos curtir a natureza / Vamos andar a cavalo / Nadar pelado na represa”, eles cantam.

A faixa do duo mineiro foi produzida por Fernando Zor, da dupla Fernando & Sorocaba.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2013 em Música

 

Tags: , , , , ,