RSS

Arquivo da tag: Separatistas

Militares ucranianos morrem em confronto com separatistas no leste

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Seis soldados ucranianos foram mortos e oito ficaram feridos por tiros de lança-foguetes de insurgentes pró-russos no leste do país, assolado por uma insurgência armada, anunciou nesta terça-feira (13) o Ministério da Defesa.

O comboio militar ucraniano caiu em uma emboscada de mais de 30 rebeldes perto da localidade de Oktiabrské, localizada entre as cidades rebeldes de Slaviansk e Kramatorsk (região de Donetsk), de acordo com o ministério. Os soldados reagiram aos disparos. Durante o “longo combate”, seis militares foram mortos e oito ficaram feridos, um deles com gravidade, segundo a mesma fonte.

A Rússia acusou nesta terça-feira o governo da Ucrânia de ter se negado a negociar com os separatistas pró-russos do leste do país e pediu que os militantes respeitem o plano traçado pela Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), se o governo ucraniano interromper a ofensiva militar e retirar suas tropas.

No entanto, o presidente ucraniano interino anunciou nesta terça-feira que a operação militar no leste do país estava sendo mantida.

O plano da OSCE tem quatro pontos principais e retoma o estipulado em abril na cidade suíça de Genebra por UE, Ucrânia, Estados Unidos e Rússia: o fim da violência e a anistia aos opositores pró-russos; o desarmamento dos grupos armados e o “retorno do monopólio da força ao Estado”; a promoção do diálogo nacional e a realização de eleições presidenciais em 25 de maio.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Forças ucranianas iniciam operação para retomar cidade de separatistas

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Separatista pró-Rússia faz guarda armada em barricada na cidade de Slaviansk, no sudeste da Ucrânia (Foto: Baz Ratner/Reuters)Separatista pró-Rússia faz guarda armada em barricada na cidade de Slaviansk, no sudeste da Ucrânia (Foto: Baz Ratner/Reuters)

As Forças Armadas da Ucrânia começaram na madrugada desta sexta-feira (2) uma operação militar em Slaviansk, no sudeste do país, para retomar o controle da cidade, que está nas mãos dos separatistas pró-russos, segundo meios russos e ucranianos.

De acordo com as agências russas, os milicianos pró-Moscou derrubaram dois helicópteros e um piloto morreu, enquanto outro foi capturado, de acordo com o autoproclamado prefeito da cidade, Viacheslav Ponomariov.

O Ministério do Interior da Ucrânia confirmou que as aeronaves foram destruídas e que dois militares morreram e vários ficaram feridos na operação até o momento.

O porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, disse que o Kremlin estava “extremamente preocupado” porque não tinha notícias de um representante que Putin enviara à cidade para ajudar a libertar reféns estrangeiros.

Ele disse que uma “operação punitiva” organizada por forças ucranianas acabou com um plano de paz acertado com potências ocidentais duas semanas atrás.

O líder das chamadas “forças de autodefesa”, Igor Strelkov, afirmou que a cidade está agora bloqueada pelas tropas ucranianas, que utilizaram 20 helicópteros na ofensiva.

Helicóptero militar ucraniano pousa em um posto de controle da Ucrânia, perto da cidade de Slaviansk (Foto: AFP)Helicóptero militar ucraniano pousa em um posto de controle da Ucrânia, perto da cidade de Slaviansk (Foto: AFP)

“Todas as estradas estão interrompidas e de todas as direções chegam blindados e soldados. Eles estão utilizando contra nós até 20 helicópteros, de combate e de transporte de tropas. O inimigo bloqueou a cidade totalmente, as entradas e as saídas”, disse Strelkov ao canal russo de televisão ‘Rossia 24’.

Outros meios informam que uma sirene soou na cidade e que era possível ouvir tiros e explosões.

Um porta-voz dos pró-russos disse à agência ‘RIA Novosti’ que “o ataque tem como alvos vários postos de controle ao mesmo tempo. Chegaram alguns blindados e veículos militares, e soldados desembarcaram de helicópteros e atacaram os postos de controle”.

Segundo a ‘Interfax’, há vários feridos entre os milicianos pró-russos.

Slaviansk se transformou no bastião do levante pró-russo no sudeste da Ucrânia contra o governo de Kiev. Seis inspetores militares europeus e um intérprete continuam retidos nessa cidade, acusados pelos separatistas de serem espiões da Otan.

O governo de Kiev não confirmou a operação e os meios ucranianos fazem seus relatos com base nas informações da imprensa russa.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia advertiu que se autoridades de Kiev fizessem uma ofensiva no sudeste da Ucrânia poderia trazer “consequências catastróficas”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Separatistas da Ucrânia se negam a libertar observadores após sanções

O autoproclamado prefeito de uma cidade no leste da Ucrânia liderada por separatistas disse nesta terça-feira (29) que só vai discutir com o Ocidente a libertação de observadores militares detidos se a União Europeia retirar as sanções impostas a líderes rebeldes.

Vyacheslav Ponomaryov, o prefeito de facto de Slaviansk, disse à agência de notícias Interfax que a imposição de proibição de viagens e congelamentos de ativos contra Denis Pushilin, líder da recém-proclamada República Popular de Donetsk, e Andrei Purgin, outro líder do leste ucraniano, “não conduz ao diálogo”.

Os seis observadores estavam na Ucrânia em missão da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), um órgão de fiscalização da democracia. Eles foram detidos na semana passada após separatistas terem afirmado que localizaram um espião ucraniano com eles.

“Vamos retomar o diálogo sobre o status dos prisioneiros de guerra somente quando a União Europeia rejeitar essas sanções”, disse ele. “Se eles não removerem as sanções, então vamos bloquear o acesso de representantes da União Europeia, e eles não serão capazes de chegar até nós. Vou lembrar aos meus convidados da OSCE sobre isso.”

A União Europeia impôs o congelamento de ativos e proibição de viagens a 15 russos e ucranianos devido à anexação da região da Crimeia e ao que a UE diz ser um apoio russo aos separatistas.

Moscou afirma não ter qualquer envolvimento nos acontecimentos do leste da Ucrânia e alega que ucranianos de fala russa ocuparam prédios do governo para demonstrar preocupação com seus direitos após a chegada ao poder em Kiev de um governo pró-Ocidente.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,