RSS

Arquivo da tag: senha

Senha ‘123456’ foi a mais usada em 2013, diz pesquisa

A senha “123456”, simples assim, foi a mais usada em todo o mundo em 2013, de acordo com uma pesquisa da empresa SplashData publicada nesta segunda-feira (20). A lista apresenta as 25 senhas mais usadas por usuários de PC.

Segundo o estudo, os dados foram obtidos em arquivos com milhões de senhas roubadas durante 2013. Com o roubo de 38 milhões de senhas dos usuários de produtos da Adobe em outubro, muitas das senhas incluídas na lista são “photoshop” e “adobe123”.

O alerta para os usuários é para que criem senhas difícieis para evitar que hackers possam acessar dados pessoais.

Veja a lista completa:
1 – 123456;
2 –  password;
3 – 12345678;
4 –  qwerty;
5 –  abc123;
6 – 123456789;
7 – 11111;
8 – 1234567;
9 – iloveyou;
10 – adobe123;
11 – 123123;
12 – Admin;
13 – 1234567890;
14 – letmein;
15 –  photoshop;
16 – 1234;
17 – monkey;
18 –  shadow;
19 – sunshine;
20 – 12345;
21 – password1;
22 – princess;
23 – azerty;
24 -trustno1;
25 – 000000;

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Falha no iOS 7 permite fazer ligação com iPhone bloqueado por senha

G1 testou: veja as novidades do iOS 7, novo sistema do iPhone e do iPad (Foto: Reprodução/G1)iOS 7 tem outra falha. Ela permite fazer ligações
telefônicas sem passar pela tela de bloqueio
do aparelho (Foto: Reprodução/G1)

O sistema iOS 7, usado nos dispositivos da Apple como o iPhone e o iPad, lançado no dia 18 de setembro começa a ter falhas descobertas por hackers e usuários. Após permitir ver as fotos armazenadas nos dispositivos passando pela tela bloqueada, protegida por senha, um “bug” descoberto permite fazer uma ligação telefônica no aparelho sem precisar usar senha para desbloqueá-lo.

Para usar a falha, o usuário deve acessar o menu de ligações de emergência, que permite ligar para números como o 190, na tela de bloqueio do iPhone, digitar o número desejado e tocar no botão ligar (na cor verde) diversas vezes, até o aparelho travar e reiniciar. Quando o dispositivo recomeçar, a ligação é concluída sem a necessidade de desbloquear o iPhone.

Isso permite que, caso o telefone seja roubado, o ladrão pode realizar ligações telefônicas com o dispositivo mesmo que não consiga acessar o conteúdo interno como fotos e e-mails, por exemplo.

Até o momento, a Apple disse que trabalha para corrigir as falhas encontradas no sistema iOS 7, mas não há previsão de lançamento da atualização.

‘Bugs’
A semana não começa bem para a Apple. Outra falha descoberta após o lançamento do iOS 7 permite acessar a biblioteca pessoal de fotos do usuário sem ter que passar pela tela de bloqueio do smartphone ou tablet.

A técnica exige usar o Control Center, nova função do iOS que permite realizar configurações rápidas no aparelho como ativar Wi-Fi ou Bluetooth, por exemplo, por meio de uma pequena tela. Nela, deve-se acessar a câmera fotográfica e depois o despertador, pressionar o botão para desligar o dispositivo e, quase ao mesmo tempo, tocar em “Cancelar” na tela e pressionar o botão Home duas vezes.

Assim, aparece o menu multiarefa do iPhone ou iPad com todos os aplicativos abertos. Todos, no entanto, aparecem em uma tela escura, sem apresentar o conteúdo interno. Entretanto, ao entrar no aplicativo da câmera fotográfica novamente, é possível acessar toda a biblioteca de fotos do usuário.

Já no iPhone 5S, hackers alemães conseguiram burlar o sistema de segurança do smartphone que usa impressões digitais. Usando uma técnica que tira uma fotografia da digital do dono do aparelho e cola, é possível criar uma “pele falsa” e habilitar o aparelho”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 23 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Falha no iOS 7, do iPhone, permite ver fotos pessoais sem usar senha

Usuário mostra a falha de segurança do iOS 7 (Foto: Reprodução/YouTube)Usuário mostra a falha de segurança do iOS 7
(Foto: Reprodução/YouTube)

Uma falha descoberta no iOS 7, nova versão do sistema operacional da Apple lançada na quarta-feira (18) permite que qualquer pessoa possa passar da tela bloqueada do aparelho mesmo usando senha e ao invasor ler e-mails e atualizações em redes sociais.

De acordo com reportagem do site “Engadget”, a falha encontrada por um usuário permite passar pela senha, sem a necessidade de inseri-la, e entrar no aplicativo de fotos do aparelho, visualizando todas as imagens. A falha poderia dar acesso aos e-mails e atualizações de redes sociais associadas ao dispositivo.

A técnica exige usar o Control Center, nova função do iOS que permite realizar configurações rápidas no aparelho como ativar Wi-Fi ou Bluetooth, por exemplo, por meio de uma pequena tela. Nela, deve-se acessar a câmera fotográfica e depois o despertador, pressionar o botão para desligar o dispositivo e, quase ao mesmo tempo, tocar em “Cancelar” na tela e pressionar o botão Home duas vezes (clique aqui para assistir ao vídeo).

Assim, aparece o menu multiarefa do iPhone ou iPad com todos os aplicativos abertos. Todos, no entanto, aparecem em uma tela escura, sem apresentar o conteúdo interno. Entretanto, ao entrar no aplicativo da câmera fotográfica novamente, é possível acessar toda a biblioteca de fotos do usuário.

O G1 conseguiu usar a técnica para acessar fotos de um iPad mini e em um iPhone 4S com iOS 7 bloqueados com senha.

Falhas no sistema iOS que permitem acessar dados pessoais armazenados nos dispositivos são comuns e esta pode ser a primeira do iOS 7. Em fevereiro, duas falhas que burlavam a senha de desbloqueio do iPhone 5 foram encontradas.

A Apple corrige os problemas por meio de atualizações. Entretanto, ainda não há previsão para uma correção para este “bug”.

Procurada pelo G1, a Apple ainda não se manifestou sobre o problema.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Apple desabilita reset de senha após denúncia de falha grave

Segundo reportagem recente do The Verge, hackers poderiam reiniciar de usuários tendo em mãos apenas e-mail e data de nascimento das pessoas. A Apple retirou do ar a função de reset de senha para Apple IDs após o The Verge informar a descoberta de uma grave de falha de segurança na funcionalidade. Ao tentar acessar a página, o usuário se depara com a mensagem: “Atualmente indisponível – Desculpe, atualmente essa página está indisponível para manutenção”.

De acordo com o site, foi descoberto que um hacker poderia reiniciar o código para sua conta “armado” simplesmente com seu endereço de e-mail e data de nascimento. Para isso, o invasor também teria de alterar uma URL específica para sua conta.

Vale lembrar que a Apple lançou nesta semana a opção de verificação de dois fatores, que protege os usuários desse exploit. A má notícia para os usuários brasileiros é que essa novidade ainda não está disponível por aqui.

Atualização

No sábado, 22/3, a função para reiniciar a senha da Apple ID voltou a ficar online. De acordo com o site iMore, a empresa de Cupertino já resolveu a falha de segurança.

applesenhaforadoar01.png

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 23 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Apple desabilita reset de senha após denúncia de falha grave

Segundo reportagem recente do The Verge, hackers poderiam reiniciar de usuários tendo em mãos apenas e-mail e data de nascimento das pessoas. A Apple retirou do ar a função de reset de senha para Apple IDs após o The Verge informar a descoberta de uma grave de falha de segurança na funcionalidade. Ao tentar acessar a página, o usuário se depara com a mensagem: “Atualmente indisponível – Desculpe, atualmente essa página está indisponível para manutenção”.

De acordo com o site, foi descoberto que um hacker poderia reiniciar o código para sua conta “armado” simplesmente com seu endereço de e-mail e data de nascimento. Para isso, o invasor também teria de alterar uma URL específica para sua conta.

Vale lembrar que a Apple lançou nesta semana a opção de verificação de dois fatores, que protege os usuários desse exploit. A má notícia para os usuários brasileiros é que essa novidade ainda não está disponível por aqui.

Atualização

No sábado, 22/3, a função para reiniciar a senha da Apple ID voltou a ficar online. De acordo com o site iMore, a empresa de Cupertino já resolveu a falha de segurança.

applesenhaforadoar01.png

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

A senha do Windows protege mesmo seus arquivos?

Na prática, recurso não serve para impedir que seus dados caiam em mãos erradas. Um sistema de criptografia é a melhor solução

Já faz algum tempo que o Windows tem o conceito de múltiplas contas de usuário, cada uma com suas próprias preferências e pastas com arquivos pessoais. E cada conta pode ser protegida com uma senha.

Mas ao contrário do que se pensa, essa senha não protege seus arquivos mais importantes contra acesso não autorizado. Um administrador tem acesso a todos os arquivos da máquina, há formas de burlar a senha e um malfeitor mais determinado poderia simplesmente arrancar o HD do computador e lê-lo em outro PC. A senha do Windows apenas impede que outras pessoas usem seu computador como se fossem você.

Isso é importante, afinal você usa seu computador para tarefas altamente pessoais, como ler e escrever e-mail, por exemplo. A não ser que você tenha configurado seu programa de e-mail para pedir uma senha a cada vez que é aberto, qualquer um “logado” no Windows com sua conta teria acesso completo ao seu e-mail. 

E lembre-se que apenas alguém logado com uma conta com privilégios de administrador pode instalar programas ou fazer outras mudanças importantes na máquina. Daí a necessidade de controlar isso com senhas de acesso.

Se você quiser realmente proteger seus arquivos, deve criptografá-los. O Windows tem um sistema de criptografia integrado, chamado Encrypted File System (EFS), que faz isso automaticamente em segundo plano. Enquanto você estiver “logado” no sistema, poderá acessar seus arquivos normalmente. Mas basta fazer logout e eles se tornarão indecifráveis.

Nem todas as versões do Windows vem com o EFS. Por exemplo, apenas as versões Professional e Ultimate do Windows 7 tem esse recurso. E isso faz sentido, já que o uso descuidado do EFS pode tornar seus arquivos permanentemente inacessíveis para sempre. O EFS funciona melhor quando configurado por um departamento de segurança da informação que sabe o que está fazendo. Assim os usuários não precisam nem saber que seus arquivos estão sendo criptografados.

É por isso que eu prefiro o TrueCrypt, um programa gratuito e Open Source. Você pode criptografar um HD inteiro com ele, mas acho isso um exagero. Recomendo criar um volume (uma espécie de HD virtual) e mover seus arquivos realmente importantes, como declarações de imposto de renda, cópias de contratos ou da folha de pagamento da empresa, para ele. 

truecrypt-360px.jpg
TrueCrypt: criptografia grátis e sob medida

Quando o volume é aberto usando a senha definida quando ele foi criado, o Windows o vê como se fosse um HD qualquer. Você pode ler os arquivos, editá-los, copiá-los, criar novos e tudo mais. Mas sem a senha, ou para outros usuários, o volume se parece com um grande arquivo cheio de “lixo” indecifrável. E esse recurso tem uma vantagem: seus arquivos importantes só ficam acessíveis quando você realmente precisa deles.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de fevereiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

A senha do Windows protege mesmo seus arquivos?

Na prática, recurso não serve para impedir que seus dados caiam em mãos erradas. Um sistema de criptografia é a melhor solução

Já faz algum tempo que o Windows tem o conceito de múltiplas contas de usuário, cada uma com suas próprias preferências e pastas com arquivos pessoais. E cada conta pode ser protegida com uma senha.

Mas ao contrário do que se pensa, essa senha não protege seus arquivos mais importantes contra acesso não autorizado. Um administrador tem acesso a todos os arquivos da máquina, há formas de burlar a senha e um malfeitor mais determinado poderia simplesmente arrancar o HD do computador e lê-lo em outro PC. A senha do Windows apenas impede que outras pessoas usem seu computador como se fossem você.

Isso é importante, afinal você usa seu computador para tarefas altamente pessoais, como ler e escrever e-mail, por exemplo. A não ser que você tenha configurado seu programa de e-mail para pedir uma senha a cada vez que é aberto, qualquer um “logado” no Windows com sua conta teria acesso completo ao seu e-mail. 

E lembre-se que apenas alguém logado com uma conta com privilégios de administrador pode instalar programas ou fazer outras mudanças importantes na máquina. Daí a necessidade de controlar isso com senhas de acesso.

Se você quiser realmente proteger seus arquivos, deve criptografá-los. O Windows tem um sistema de criptografia integrado, chamado Encrypted File System (EFS), que faz isso automaticamente em segundo plano. Enquanto você estiver “logado” no sistema, poderá acessar seus arquivos normalmente. Mas basta fazer logout e eles se tornarão indecifráveis.

Nem todas as versões do Windows vem com o EFS. Por exemplo, apenas as versões Professional e Ultimate do Windows 7 tem esse recurso. E isso faz sentido, já que o uso descuidado do EFS pode tornar seus arquivos permanentemente inacessíveis para sempre. O EFS funciona melhor quando configurado por um departamento de segurança da informação que sabe o que está fazendo. Assim os usuários não precisam nem saber que seus arquivos estão sendo criptografados.

É por isso que eu prefiro o TrueCrypt, um programa gratuito e Open Source. Você pode criptografar um HD inteiro com ele, mas acho isso um exagero. Recomendo criar um volume (uma espécie de HD virtual) e mover seus arquivos realmente importantes, como declarações de imposto de renda, cópias de contratos ou da folha de pagamento da empresa, para ele. 

truecrypt-360px.jpg
TrueCrypt: criptografia grátis e sob medida

Quando o volume é aberto usando a senha definida quando ele foi criado, o Windows o vê como se fosse um HD qualquer. Você pode ler os arquivos, editá-los, copiá-los, criar novos e tudo mais. Mas sem a senha, ou para outros usuários, o volume se parece com um grande arquivo cheio de “lixo” indecifrável. E esse recurso tem uma vantagem: seus arquivos importantes só ficam acessíveis quando você realmente precisa deles.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,