RSS

Arquivo da tag: Senado

Ataque em Benghazi poderia ter sido evitado, diz Senado dos EUA

 Os ataques que mataram quatro americanos na Líbia, entre eles o embaixador Christopher Stevens, poderiam ter sido evitados com a correção de “conhecidos problemas de segurança” nas missões dos Estados Unidos, concluiu um relatório do Senado divulgado nesta quarta-feira (15).

Para chegar a essa conclusão, os investigadores da Comissão de Inteligência do Senado fizeram várias audiências e entrevistas com sobreviventes do duplo ataque à representação diplomática americana e ao anexo da Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês), na cidade de Benghazi, em 11 de setembro de 2012.

O episódio desencadeou um escândalo político nos Estados Unidos, com os congressistas republicanos acusando o governo Barack Obama de tentar ocultar a natureza dos ataques. Segundo a administração Obama, os responsáveis teriam sido militantes motivados por um vídeo anti-Islã postado on-line.

As falhas gritantes na segurança também chocaram os republicanos, que realizaram ao longo do ano uma série de audiências no Congresso com integrantes do governo.

Alertas ignorados
O relatório, que expõe várias descobertas em relação aos ataques, afirma que o Departamento de Estado fracassou ao ignorar os alertas para melhorar a segurança nos prédios americanos, apesar da rápida deterioração das condições de segurança na Líbia.

O documento culpa as agências de inteligência por não terem nem mesmo notificado os oficiais militares do Comando Americano na África da existência de um anexo da CIA perto da missão diplomática em Benghazi.

“A Comissão descobriu que os ataques poderiam ter sido evitados, com base em ampla análise de inteligência sobre a atividade terrorista na Líbia – como ameaças e ataques anteriores contra alvos ocidentais – e pelas conhecidas falhas de segurança na missão dos Estados Unidos”, declarou o painel.

“O Departamento de Estado deveria ter aumentado, significativamente, suas medidas de segurança em Benghazi, baseando-se na deterioração da segurança no terreno e nos relatos de ameaça por parte da comunidade de inteligência”, acrescenta a nota divulgada pelos senadores.

Confusão de informações
O informe de 85 páginas tenta esclarecer a confusão em torno das declarações iniciais do governo Obama sobre o ataque, que, “de forma imprecisa”, referiu-se a um protesto na missão americana anterior ao ataque, “sem declarações de testemunhas ou Inteligência suficiente para corroborar tal afirmativa”.

Além disso, as autoridades de Inteligência levaram “muito tempo para corrigir esses informes equivocados”, aumentando a confusão sobre o que de fato aconteceu.

O documento indica ainda que a investigação do FBI sobre os atentados tem sido obstaculizada em Benghazi, onde “pelo menos 15 indivíduos que apoiam ou são úteis aos Estados Unidos nessa investigação foram mortos” desde o ocorrido.

O relatório pode alimentar a polêmica sobre a responsabilidade do Departamento de Estado, então liderado pela secretária Hillary Clinton, e da gestão Obama. Embora já tenha identificado vários indivíduos responsáveis pelos ataques, o governo ainda não conseguiu levar os suspeitos à Justiça.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Plenário do Senado aprova Patriota para representar Brasil na ONU

Antonio Patriota fala sobre situação na Síria na semana passada (Foto: Antonio Cruz/ABr)O embaixador Antonio Patriota (Antonio Cruz/ABr)

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (1º), por 43 votos a 14 e uma abstenção, o nome do ex-ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota para ocupar o cargo de representante do Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU). A aprovação ocorreu com dois votos acima do mínimo necessário – 41. Cabe agora à Presidência da República publicar a nomeação de Patriota no Diário Oficial da União.

Patriota deixou o comando do Itamaraty após a ação, liderada por um diplomata brasileiro, que levou o senador boliviano Roger Pinto Molina a deixar a embaixada do Brasil em La Paz sem autorização do governo boliviano. Condenado pela Justiça da Bolívia, Molina foi mantido em asilo político na embaixada por mais de 15 meses, até o dia em que fugiu, em carro oficial da diplomacia brasileira.

Após o episódio, o Palácio do Planalto anunciou que Patriota deixaria de ser ministro e se tornaria embaixador do Brasil na ONU, no lugar de Luiz Alberto Figueiredo, que passou a comandar o Ministério das Relações Exteriores. A aprovação do nome de Patriota pela Comissão de Relações Exteriores do Senado ocorreu no último dia 26, logo após sabatina do ex-ministro pelos parlamentares.

Durante a sabatina, Patriota lembrou o discurso da presidente Dilma Roussef na abertura da Assembleia-Geral da ONU, no dia 24, quando ela afirmou que ações de espionagem dos Estados Unidos no Brasil “ferem” o direito internacional e “afrontam” os princípios que regem a relação entre os países. Para Patriota, são necessários mecanismos multilaterais para garantir a soberania e a privacidade dos países.

“A cortina caiu. Toda espionagem e interferência eram justificadas pelo suposto combate ao terrorismo e pela proteção da vida. Isso caiu por terra, porque você não espiona a Petrobras para proteger contra o terrorismo”, disse Patriota na sabatina.

Entre os temas que deverão ser debatidos no período em que estiver à frente da representação brasileira na ONU, Patriota disse esperar a discussão sobre mudanças no Conselho de Segurança da organização, onde o Brasil pleiteia um assento permanente.

“Existe a questão da governança, onde entra questão da reforma do Conselho de Segurança. E existe toda essa problemática da Primavera Árabe, Síria, Palestina, questões de segurança internacional. Não faltarão assuntos”, declarou, após ter o nome aprovado pelo colegiado de senadores.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Votação para expulsar Berlusconi do Senado é adiada na Itália

A comissão especial do Senado, que deve decidir se retira de Silvio Berlusconi seu cargo de senador depois de sua condenação por fraude fiscal, decidiu adiar para a próxima quarta-feira (18) sua primeira votação do tema.

A comissão estabeleceu um calendário de seus trabalhos, que prevê debates na segunda e terça-feira e a votação na noite de quarta.

Esta comissão deve pronunciar-se sobre a perda do cargo de parlamentar, sanção prevista por uma lei de 2012 depois de sua condenação definitiva em 1°de agosto pelo Tribunal de Cassação a uma pena de prisão de quatro anos, sendo três anistiados.

O ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi ajusta óculos de sol no interior do senado italiano (Foto: Alberto Lingria/AFP)O ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi ajusta óculos de sol no interior do senado italiano (Foto: Alberto Lingria/AFP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Comissão do Senado dos EUA prepara voto sobre ataque à Síria

O Comitê de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos se reúne nesta quarta-feira (4) para votar uma autorização para o uso de força militar na Síria, disse o presidente da comissão em comunicado.

Acompanhe a cobertura em tempo real

O presidente do comitê, senador Robert Menendez, disse no comunicado que a reunião começaria às 14h (15h no horário de Brasília).

“Há grandes possibilidades de se chegar a um consenso”, considerou por sua vez o senador opositor Bob Corker.

O texto em questão prevê a autorização de uma ação militar por 60 dias, período que poderia, eventualmente, ser estendido para 90, e que proíbe explicitamente a presença de tropas terrestres na Síria.

No entanto, o senador John McCain, ex-candidato presidencial republicano, revelou que tem pressionado os legisladores de modo que o texto contenha uma cláusula formalizando uma estratégia para “reverter a dinâmica no campo de batalha”.

“O presidente (Barack ) Obama disse que (o presidente sírio) Bashar al-Assad deve deixar o poder, então a nossa estratégia deve ser a de realizar o que o presidente diz”, declarou McCain, no final de uma audiência com o secretário de Estado americano, John Kerry.

Aparentemente onipresente no Congresso nos últimos dias, Kerry participou nesta quarta-feira de outra audiência na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, onde o Partido Republicano tem a maioria e não está disposto a apoiar Obama nesta iniciativa.

“Enquanto discutimos, o mundo nos observa e o mundo não se pergunta se Assad fez (uso de armas químicas), isso é um fato comprovado. O mundo se pergunta se os Estados Unidos vão consentir com o seu silêncio e deixarão que este tipo de brutalidade ocorra sem consequências”, disse Kerry.

Por isso, acrescentou, “é um voto de responsabilidade, um voto pelas regras e leis do mundo civilizado”.

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Comissão do Senado dos EUA aprova projeto para ação na Síria

O Comitê de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos aprovou nesta  quarta-feira (4), por 10 votos a 7, o projeto que autoriza o uso limitado de força militar americana na Síria.

Acompanhe a cobertura em tempo real

Votaram contra tanto senadores democratas como da oposição republicana.

Agora, o projeto precisa ser debatido e  aprovado em plenário pelo Senado e pela Câmara de Representantes, o que deve ocorrer apenas na próxima semana.

O texto em questão prevê a autorização de uma ação militar por 60 dias, período que poderia, eventualmente, ser estendido para 90, e que proíbe explicitamente a presença de tropas terrestres na Síria.

O resultado da votação desta quarta foi considerado uma vitória para o presidente democrata Barack Obama, que busca aval no Congresso para o ataque ao regime sírio de Bashar al-Assad, acusado de usar armas químicas contra civis.

O governo sírio nega o uso de armas químicas e diz que é vítima de terroristas ligados à rede da Al-Qaeda, que tentam desestabilizar o país.

Rússia e China, aliados de Assad, barram, no âmbito do Conselho de Segurança da ONU, qualquer resolução que permita um ataque à Síria.

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , ,

Comissão do Senado dos EUA prepara voto sobre ataque à Síria

O Comitê de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos se reúne nesta quarta-feira (4) para votar uma autorização para o uso de força militar na Síria, disse o presidente da comissão em comunicado.

Acompanhe a cobertura em tempo real

O presidente do comitê, senador Robert Menendez, disse no comunicado que a reunião começaria às 14h (15h no horário de Brasília).

“Há grandes possibilidades de se chegar a um consenso”, considerou por sua vez o senador opositor Bob Corker.

O texto em questão prevê a autorização de uma ação militar por 60 dias, período que poderia, eventualmente, ser estendido para 90, e que proíbe explicitamente a presença de tropas terrestres na Síria.

No entanto, o senador John McCain, ex-candidato presidencial republicano, revelou que tem pressionado os legisladores de modo que o texto contenha uma cláusula formalizando uma estratégia para “reverter a dinâmica no campo de batalha”.

“O presidente (Barack ) Obama disse que (o presidente sírio) Bashar al-Assad deve deixar o poder, então a nossa estratégia deve ser a de realizar o que o presidente diz”, declarou McCain, no final de uma audiência com o secretário de Estado americano, John Kerry.

Aparentemente onipresente no Congresso nos últimos dias, Kerry participou nesta quarta-feira de outra audiência na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, onde o Partido Republicano tem a maioria e não está disposto a apoiar Obama nesta iniciativa.

“Enquanto discutimos, o mundo nos observa e o mundo não se pergunta se Assad fez (uso de armas químicas), isso é um fato comprovado. O mundo se pergunta se os Estados Unidos vão consentir com o seu silêncio e deixarão que este tipo de brutalidade ocorra sem consequências”, disse Kerry.

Por isso, acrescentou, “é um voto de responsabilidade, um voto pelas regras e leis do mundo civilizado”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Comissão do Senado dos EUA prepara voto sobre ataque à Síria

O Comitê de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos se reúne nesta quarta-feira (4) para votar uma autorização para o uso de força militar na Síria, disse o presidente da comissão em comunicado.

Acompanhe a cobertura em tempo real

O presidente do comitê, senador Robert Menendez, disse no comunicado que a reunião começaria às 14h (15h no horário de Brasília).

“Há grandes possibilidades de se chegar a um consenso”, considerou por sua vez o senador opositor Bob Corker.

O texto em questão prevê a autorização de uma ação militar por 60 dias, período que poderia, eventualmente, ser estendido para 90, e que proíbe explicitamente a presença de tropas terrestres na Síria.

No entanto, o senador John McCain, ex-candidato presidencial republicano, revelou que tem pressionado os legisladores de modo que o texto contenha uma cláusula formalizando uma estratégia para “reverter a dinâmica no campo de batalha”.

“O presidente (Barack ) Obama disse que (o presidente sírio) Bashar al-Assad deve deixar o poder, então a nossa estratégia deve ser a de realizar o que o presidente diz”, declarou McCain, no final de uma audiência com o secretário de Estado americano, John Kerry.

Aparentemente onipresente no Congresso nos últimos dias, Kerry participou nesta quarta-feira de outra audiência na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, onde o Partido Republicano tem a maioria e não está disposto a apoiar Obama nesta iniciativa.

“Enquanto discutimos, o mundo nos observa e o mundo não se pergunta se Assad fez (uso de armas químicas), isso é um fato comprovado. O mundo se pergunta se os Estados Unidos vão consentir com o seu silêncio e deixarão que este tipo de brutalidade ocorra sem consequências”, disse Kerry.

Por isso, acrescentou, “é um voto de responsabilidade, um voto pelas regras e leis do mundo civilizado”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,