RSS

Arquivo da tag: secretos

Afeganistão acusa serviços secretos do Paquistão de ataque a hotel

O governo afegão acusou abertamente nesta terça-feira (25) os serviços secretos paquistaneses de envolvimento na preparação do atentado contra o hotel Serena de Cabul, que deixou nove mortos, incluindo um jornalista da AFP.

“A investigação realizada após o dramático incidente revelou que os serviços secretos paquistaneses estavam envolvidos na preparação do atentado”, afirmam os serviços secretos afegãos (NDS) em um comunicado.

A presidência afegã já havia acusado no domingo (23) os “serviços secretos estrangeiros” de estarem por trás deste ataque, sem citar diretamente o Paquistão. O Conselho Nacional de Segurança (NSC) afegão, presidido pelo presidente Hamid Karzai, também garantiu que um diplomata paquistanês foi visto filmando os corredores do hotel antes do ataque realizado na noite de quinta-feira por quatro homens armados.

A porta-voz do ministério das Relações Exteriores paquistanesa, Tasnim Aslam, rejeitou na segunda-feira estas insinuações. “É muito perturbador ver que o Paquistão é alvo de tentativas que buscam envolvê-lo neste ato de terrorismo”, declarou.

O governo afegão acusa regularmente o Paquistão, que foi o primeiro apoio dos talibãs quando estiveram no poder (1996-2001) e onde muitos deles se refugiaram após a queda de seu regime, de apoiar sua atual rebelião para defender seus interesses estratégicos na região, o que Islamabad nega.

Nove pessoas morreram no atentado da noite de quinta-feira contra o hotel Serena, o mais luxuoso de Cabul, entre elas duas canadenses que trabalhavam para a fundação Agha Khan e um ex-diplomata paraguaio do organismo americano NDI, Luis María Duarte, assim como o jornalista da AFP Sardar Ahmad, sua esposa e dois de seus filhos.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Projetos secretos durante a Guerra possibilitaram avanços na TI

Para evangelista da internet, atividades computacionais desenvolvidas na época foram essenciais para o esforço de quebrar códigos.

A máquina de cifra “Enigma”, usada pelo exército alemão na Segunda Guerra Mundial, ainda é um osso duro de roer. O número total de maneiras que ela pode ser configurada para cada letra é de cerca de 150 trilhões. Isso é suficiente para mantê-la fora do alcance dos mais determinados ataques de força bruta.

Então, como o falecido Alan Turing (cujo 100º aniversário é comemorado em círculos acadêmicos este mês) e seu companheiro de quebra de códigos, Bletchley Park, foram capazes de decifrar a “Enigma” e abastecer os aliados com inteligência inestimável?

Para começar, o evangelista da internet que trabalha na Google, Vint Cerf, diz que ali havia muito mais do que um gênio computacional. “Não é inteiramente um resultado de hardware. São também pessoas fazendo apostas sobre o que pode ter sido codificado, os formatos, data e hora da transmissão. Todas estas outras coisas se consignaram em táticas para tentar quebrar uma mensagem particular”, diz.

Os hackers de hoje reconheceriam instantaneamente algumas das técnicas britânicas para roubar mensagens alemãs, como engenharia social – em grande escala.

Um truque britânico chamava a Força Aérea Real para soltar minas marítimas em um local que seria com certeza notado pelos alemães – o que invariavelmente induziria à uma notificação de que “os britânicos minaram a grade de coordenadas x, y”. Os britânicos podiam então trabalhar naquilo sabendo que a mensagem alemã incluiria aquelas coordenadas, dando-os uma substancial vantagem.

“Esses são os chamados ataques de texto simples, e eles são poderosamente perigosos. São o tipo de coisa que todo criptógrafo odeia”, aponta Cerf em meio a uma gargalhada.

No entanto, os avanços na tecnologia de computação – particularmente a “bomba de Turing”, criada para automaticamente decifrar mensagens da Enigma – foram surpreendentes e também essenciais para o esforço em quebrar códigos.

“É incrível os que as pessoas faziam durante a Segunda Guerra Mundial”, diz Vint. “Dadas as capacidades computacionais de baixa qualidade que tinham, e do hardware muito limitado que eles podiam construir, é incrível o que eles conseguiram.”

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,