RSS

Arquivo da tag: roubados

Polícia encontra quatro macacos raros roubados de zoo britânico

A polícia britânica recuperou quatro de cinco macacos que foram roubados de um zoológico no norte da Inglaterra. A busca pelos animais, alguns deles de espécies seriamente ameaçadas de extinção, espalhou-se por toda a Europa.

Os ladrões levaram os macacos – duas fêmeas e um filhote da espécie sagui-cabeça-de-aldogão e dois da sagui-imperador – de suas jaulas após abrirem um buraco na cerca de proteção em um zoológico de Blackpool, no noroeste da Inglaterra, na noite de terça-feira (29).

Autoridades disseram que estavam fazendo interrogatórios em toda a Europa, onde houvesse “definitivamente um mercado para os macacos”.

A União Internacional para a Conservação da Natureza lista o sagui-cabeça-de-algodão como uma espécie com perigo crítico de extinção, com uma população mundial estimada de 6 mil animais.

Após um grande apelo público, autoridades do zoológico confirmaram neste sábado (3) que quatro dos cinco macacos foram encontrados sem ferimentos em um endereço de West Yorkshire, na noite de sexta-feira. O filhote ainda está desaparecido.

“Estamos extremamente aliviados que quatro dos cinco macacos foram encontrados seguros e bem, embora ainda nos entristece o fato de o bebê de sagui-cabeça-de-algodão não ter sido achado”, afirmou em comunicado Charlotte Pennie, chefe do setor de primatas do zoológico de Blackpool.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

App ajuda a recuperar 200 veículos roubados, diz Ministério da Justiça

Regina Miki, secretária Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, mostra o aplicativo 'Sinesp Cidadão', que consulta placas de veículos, instalado em tablet. (Foto: Divulgação/Ministério da Justiça/Isaac Amorim)Regina Miki, secretária Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, mostra o aplicativo ‘Sinesp Cidadão’, que consulta placas de veículos, instalado em tablet. (Foto: Divulgação/Ministério da Justiça/Isaac Amorim)

Quem vê placa não vê coração. Um aplicativo que transforma smartphones e tablets em instrumentos para recuperar carros e motos roubadas roubados já ajudou a recuperar cerca de 200 veículos, de acordo com o Ministério da Justiça. Para ampliar o acesso de cidadão a dados da segurança pública, o próximo passo será lançar um aplicativo que checará se cidadãos possuem mandados de prisão emitidos em seu nome.

Desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) a pedido da pasta do governo federal, o aplicativo “Sinesp Cidadão” permite conferir o estado legal de um veículo a partir da placa. Está disponível para Android (veja aqui) e para o iOS (aqui).

“Na hora em que você coloca as letras da placa e os números, dá para verificar a situação atual do veículo”, diz Regina Miki, secretária Nacional da Segurança Pública. Para fornecer a informação, o aplicativo consulta as bases de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp).

A consulta básica aponta dados como marca, modelo e cor. Se indicar furto ou roubo, o aplicativo dá a opção de discar para o número de emergência da polícia (190) e denunciar a localização do veículo, para auxiliar na investigação do crime.

Clonagem
É por meio desse processo de checagem de placas que, depois de ser lançado em dezembro, o aplicativo já ajudou a reaver, nas contas do ministério, aproximadamente duas centenas de automóveis até fevereiro. “No estado de Goiás, nós tivemos grande parte deles”, diz Miki, que enumera ações motivadas pelo app em São Paulo, Bahia e Pernambuco. Até fevereiro, 60 milhões de consultas haviam sido feitas pelo app.

É possível ainda checar se um veículo foi clonado. Se o objeto da duplicação for a placa, a consulta indicará o registro de um automóvel diferente para a sequência digitada. Nesta semana, o aplicativo foi atualizado para flagrar clonagens e passou a permitir a conferência da situação do veículo a partir dos cinco últimos números do chassi.

Miki conta que nem toda consulta, porém, é destinada a propósitos relacionados a segurança pública. “Tem gente que quer saber o modelo de um carro e confere a placa para saber qual é” A última atualização aumentou a quantidade de informações exibidas e agora incluem ano do modelo e município e unidade federativa de origem.

Mandados de prisão
Para ampliar o uso de dados do Sinesp, o ministério expandirá a consulta para outros campos. “A gente está desenvolvendo um aplicativo que fará a leitura dos mandados de prisão do CNJ [Conselho Nacional de Justiça]”, diz –nas contas da secretária, o número de mandados em aberto é de aproximadamente 500 mil.

O conselho já possui uma ferramenta de pesquisa pela internet. Para conferir se há um mandado de prisão emitido para alguém, será preciso inserir alguma das informações, como nome, números do RG ou do CPF ou afiliação.

“O desafio do nosso pessoal é conseguir a informação com o menor número possível de cliques. Se acaso o cidadão quiser denunciar, ele poderá denunciar: ‘Olha, tem um mandado judicial em nome de fulano de tal que se encontra em tal lugar’”, diz Miki.

Os aplicativos colocam na palma da mão do cidadão informações reunidas em um banco de dados que, segundo aposta do Ministério da Justiça, será a central para auxiliar investigações em todo o Brasil.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Americano foge da polícia por 120 km em 3 carros roubados

Um homem de 28 anos foi preso na quarta-feira (12) após uma perseguição policial por mais de 120 quilômetros perto de Denver, no Estado americano do Colorado.

Ryan Stone, que era procurado pela Justiça em um caso relacionado a drogas, roubou três carros pelo caminho, atropelou um policial e causou uma colisão entre vários veículos antes de ser capturado.

A perseguição, em plena hora do rush, começou após a polícia receber um chamado por conta do roubo de um veículo com um menino de 4 anos dentro. Assista.

Stone roubou mais dois veículos durante sua tentativa de fuga pelas estradas do Colorado (Foto: BBC)Stone roubou mais dois veículos durante sua tentativa de fuga pelas estradas do Colorado (Foto: BBC)

O trajeto de Stone foi acompanhado de longe pela polícia e por um helicóptero de uma estação de TV, que permaneceu em contato com as autoridades.

Após 30 minutos, ele fechou outro carro na estrada, retirou a motorista de dentro do veículo e saiu dirigindo em direção contrária.

Pouco depois, ele colidiu com outro carro e saiu novamente em disparada após expulsar uma mulher de dentro, que ainda tentou, em vão, impedir o roubo.

Stone passou então em velocidade por um cruzamento e não conseguiu impedir a colisão com outros veículos que cruzavam à sua frente.

Ele ainda tentou roubar um quarto veículo para continuar a fuga, mas a polícia chegou a tempo de impedir o roubo.

Stone saiu correndo e foi finalmente contido após tentar saltar sem sucesso uma cerca.

Apenas um policial, atropelado por Stone em um bloqueio, ficou ferido na ação.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Dados de cartões roubados nos EUA eram enviados ao Brasil

O jornalista especializado em segurança Brian Krebs publicou uma reportagem em seu site “KrebsOnSecurity.com” revelando que investigadores norte-americanos identificaram um servidor brasileiro sendo usado para receber dados de cartões de crédito roubados da rede varejista Target. O sistema brasileiro divida a tarefa com outros dois servidores, um em Miami, nos Estados Unidos, e um na Rússia. A reportagem foi publicada na quarta-feira (7).

Hackers roubaram dados de até 100 milhões de cartões de crédito da Target por meio da instalação de um software espião nos computadores de ponto de venda (PDV). Como o uso de cartões com chip nos Estados Unidos é incomum, o acesso aos dados do cartão pelo PDV eram suficientes para realizar uma clonagem. O roubo de dados começou no dia 15 de novembro e os dados obtidos estão à venda na web.

Dados da própria Target apontam que, entre os dias 27 de novembro e 15 de dezembro, dados de 40 milhões de cartões foram comprometidos. Pelo menos parte desses dados teria sido enviada ao Brasil.

Segundo o jornalista, as autoridades norte-americanas já enviaram ao Brasil uma solicitação de auxílio para que o servidor fique disponível aos investigadores. O Itamarity informou ao G1 que essas solicitações são recebidas pelo Ministério da Justiça, seguindo um acordo de cooperação que existe entre o Brasil e os Estados Unidos. O G1 recebeu uma nota do Ministério da Justiça informando que o órgão não se pronuncia sobre casos concretos, protegidos por segredo de justiça.

Ainda de acordo com Krebs, os investigadores teriam identificado que os hackers conseguiram chegar aos sistemas da Target por meio da Fazio, uma empresa que fornece serviços de refrigeração. O presidente da empresa, Ross Fazio, confirmou que a companhia recebeu uma visita de agentes do serviço secreto norte-americano, mas não deu outros detalhes.

Não está claro como ou por que uma empresa de refrigeração teria acesso à rede da Target para que o software espião, chamado de BlackPOS, pudesse chegar aos pontos de venda.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Chefe de Inteligência dos EUA pede documentos roubados a Snowden

O chefe da Direção de Inteligência Nacional dos Estados Unidos (DNI), James Clapper, pediu nesta quarta-feira (29) ao ex-analista Edward Snowden que devolva os documentos ‘roubados’ da Agência de Segurança Nacional (NSA), parte dos quais tornou públicos, porque isso supõe ‘uma grave ameaça’ à segurança nacional.

‘Snowden disse que ganhou e que cumpriu sua missão. Se esse é o caso, peço-lhe, assim como a seus cúmplices, que devolva os documentos roubados que ainda não tornou públicos para evitar danos extras à segurança dos Estados Unidos’, declarou Clapper à Comissão de Inteligência do Senado.

Clapper afirmou que ‘o que Snowden roubou e expôs vai muito além de suas preocupações declaradas com os programas de vigilância nacional’.

‘Como consequência, perdemos fontes de inteligência estrangeira crucial’, acrescentou.

O comportamento do ex-analista, refugiado na Rússia, é ‘uma ameaça grave para nossa segurança nacional’, disse o diretor de Inteligência Militar, general Michael Flynn, que também prestou esclarecimentos aos senadores.

O governo americano acusa Snowden de ter roubado cerca de 58 mil documentos da NSA. Até agora, veículos de comunicação de diferentes países teriam publicado pelo menos mil deles.

‘Os terroristas e outros inimigos do nosso país vão seguir a escola dos métodos da Inteligência americana e o que conseguem é tornar nosso trabalho muito mais difícil’, advertiu Clapper, acrescentando que os grupos extremistas mudaram seu sistema de comunicação.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Macacos tratados como crianças são roubados por gêmeos nos EUA

Irmãos gêmeros foram presos em Fort Myers, na Flórida (EUA), após roubarem dois macacos de uma moradora de Nebraska, que havia fornecido a casa como moradia aos jovens durante o verão.

Tratados como crianças, macacos foram roubados de casa em Nebraska (EUA) (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff's Office)Tratados como crianças, macacos foram roubados de casa em Nebraska (EUA) (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff’s Office)

De acordo com um relatório do escritório do xerife do condado de Lee, Michael e Jacob Ruehlman, de 20 anos, retiraram os dois gibões da residência de Nancy Stephens, e saíram da casa em direção à Flórida.

A mulher entrou em contato com a polícia após o sumiço dos animais, que eram tratados como bebês. Os policiais de Nebraska utilizaram a descrição do carro dos rapazes para avisar os oficiais na Flórida, que conseguiram abordar os irmãos.

Assim que o carro foi parado, os policiais avistaram os dois macacos dentro de uma jaula no banco de trás. Imediatamente Michael e Jacob foram presos, acusados de roubo, posse de propriedade roubada e por transportar os animais sem as autorizações necessárias, colocando a vida dos macacos em risco.

Os animais foram levados para um santuário, e permanecerão lá até o fim das investigações.

Jacob e Michael Ruehlman foram flagrados transportando os animais roubados no banco de trás do carro onde estavam (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff's Office)Jacob e Michael Ruehlman foram flagrados transportando os animais roubados no banco de trás do carro onde estavam (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff’s Office)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Nos EUA, 11% dos internautas já tiveram dados roubados na web

Navegar na internet anonimamente sem que alguma aplicação rastreie todos os movimentos na rede é indispensável para boa parte dos norte-americanos.

A preocupação faz sentido, visto que 11% dos norte-americanos afirmam ter alguma importante informação pessoal roubada, de acordo com o estudo “Anonimidade, Privacidade e Segurança Online”, do Pew Research Centers, divulgado nesta quinta-feira (5).

São informações sensíveis como o número do Seguro Social, do cartão de crédito e informações bancárias. O instituto de pesquisa ouviu 792 usuários de internet, maiores de 18 anos.

A ameaça à privacidade mais recorrente, no entanto, foi o acesso a contas em redes sociais ou a serviços de e-mail sem autorização, relatado por 21% dos entrevistados; 12% declaram ainda terem sido perseguidos na internet.

Além disso, 6% disseram ter sofrido danos à reputação devido a alguma coisa que aconteceu somente no mundo virtual e outros 6% afirmaram terem sido vítimas de golpes on-line que os levaram a perder dinheiro.

Por fim, 4% dos entrevistados declaram que já ocorreram situações on-line que os levaram a sofrer algum tipo de dano físico.

Para evitar os riscos do mundo virtual, 86% dizem que tomam cuidado para remover suas
“pegadas digitais”.

Entre as precauções, a maioria (64%) limpa cookies e o histórico de navegação, 41% deleta publicações postados no passado, igual porcentagem daqueles que configuram os navegadores para não gerar cookies (Veja a lista completa abaixo).

Hackers ou criminosos, pessoas do passado, anunciantes, certos amigos e membros da família ou companheiros amorosos são, nessa hora, as principais ameaças de quem os entrevistados se escondem.

Veja lista dos hábitos mais recorrentes para apagar as “pegadas digitais”

1) Limpar cookies e o histórico na internet – 64%

2) Deletar ou editar conteúdo antigo postado no passado – 41%

3) Configurar os navegadores para não gerar cookies – 41%

4) Não usar sites porque eles perguntam nomes reais – 36%

5) Usar e-mails e identidades temporárias – 26%

6) Postar comentários sem revelar a identidade – 25%

7) Pedir às pessoas para remover posts sobre si na web – 21%

8) Tentar mascarar sua identidade – 18%

9) Usar computadores públicos para navegar anonimamente – 18%

10) Usar nomes falsos e identidade não rastreável – 18%

11) Criptografar as comunicações – 14%

12) Usar serviços para permitir navegar na web anonimamente – 14%

13) Dar informação sem precisão sobre si – 13%

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,