RSS

Arquivo da tag: risco

Hollande alerta para risco de divisão ‘decepcionante’ da União Europeia

AppId is over the quota
AppId is over the quota
O presidente Francois Hollande e o jornalista Didier Francois, refém na Síria, libertado no sábado (19) (Foto: Thomas Samson/ AFP)O presidente Francois Hollande e o jornalista Didier
Francois, refém na Síria (Foto: AFP)

O presidente da França, François Hollande, pediu nesta sexta-feira (9) aos eleitores franceses que participam este mês das eleições para o Parlamento Europeu e rejeitem os partidos eurocéticos, alertando que eles desejam reverter décadas de integração europeia.

Em um artigo publicado no diário “Le Monde”, Hollande condenou as políticas protecionistas e antieuropeias do partido de extrema direita Frente Nacional, de Marine Le Pen, que pesquisas apontam como a legenda que emergirá como a maior legenda da França no pleito de 25 de maio, em meio a uma apatia geral do eleitorado.

“Como resultado da crise econômica, certas forças na França e em outros países tentam o desmantelamento (da União Europeia) ao apostar na decepção e desânimo, e explorando os medos”, escreveu o líder socialista. “(Mas) o fim do euro significaria uma austeridade implacável, o fim da solidariedade financeira e uma moeda abandonada às veleidades de especuladores.”

Hollande ressaltou que a França ainda quer defender suas principais indústrias, regular as trocas comerciais e se defender da disputa por salários mais baixos com rivais mais competitivos, mas acrescentou: “Como um país que exporta mais de um quarto de sua produção pode correr o risco de se isolar?”

Le Pen pediu no início de maio que os eurocéticos se uniam no novo Parlamento Europeu e utilizem seu poder para bloquear qualquer intensificação da integração da UE.

O apoio à UE se deteriorou nos últimos anos na França, um dos Estados cofundadores do bloco. Uma pesquisa do instituto CSA divulgada este mês mostrou que 51% dos franceses apoiam a integração com a UE, abaixo dos 67 por cento registrados há uma década.

Hollande não antecipou nenhum novo projeto para a UE no artigo, mas citou acordos recentes sobre a união bancária da Europa e um imposto paneuropeu sobre transações financeiras como exemplos de que o bloco busca lidar com as causas originais que levaram à crise das dívidas soberanas em 2009, da qual apenas agora as economias europeias começam a se recuperar.

No entanto, ele reconheceu que a França e outros países falharam ao lidar com o alto desemprego entre os jovens e pediu aos eleitores que usem a eleição para fazer ouvir sua opinião sobre as políticas da UE.

“A União está decepcionando… Pela primeira vez, os eleitores vão determinar o futuro presidente da Comissão Europeia por meio do voto. Quantos deles sabem disso no momento?”

Uma pesquisa do instituto Ifop divulgada esta semana coloca a Frente Nacional na liderança com 24% das intenções de voto, vindo depois a oposição conservardora do UMP, com 22,5%, e os socialistas de Hollande, com apenas 18%. A previsão é que cerca de dois terços dos eleitores aptos a votar não irão às urnas.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Chanceler da Ucrânia adverte sobre risco de guerra com a Rússia

O risco de uma guerra entre Ucrânia e Rússia aumenta, advertiu neste domingo (23) o ministro das Relações Exteriores ucraniano, Andrei Dechtchitsa, ao denunciar a mobilização de tropas russas na fronteira leste de seu país.

Soldados russos perto da base naval ucraniana na cidade de Feodosi, na Crimeia (Foto: Pavel Golovkin/AP)Soldados russos perto da base naval ucraniana na cidade de Feodosi, na Crimeia (Foto: Pavel Golovkin/AP)

Os riscos “aumentam (…) ficam mais elevados”, respondeu o chefe da diplomacia da Ucrânia ao ser perguntado pela rede americana ABC sobre as chances de eclosão de um conflito militar entre Kiev e Moscou.

Também neste domingo, o secretário do Conselho de Segurança Nacional e de Defesa ucraniano, Andrei Parubi, disse que as tropas russas de Vladimir Putin estão preparadas para atacar a Ucrânia “a qualquer momento”.

“O alvo de Putin não é a Crimeia, mas toda a Ucrânia (…) Suas tropas mobilizadas na fronteira estão preparadas para atacar a qualquer momento”, declarou Parubi diante de milhares de pessoas no centro de Kiev.

“O invasor pode cruzar a fronteira em qualquer dia. Na imaginação maníaca de Putin, a Ucrânia deve fazer parte da Rússia”, acrescentou.

Já o Ministério russo da Defesa indicou neste domingo que vai respeitar os acordos relativos ao número de tropas nas zonas na fronteira com a Ucrânia.

“O Ministério russo da Defesa respeita todos os acordos internacionais sobre a limitação do número de tropas nas regiões fronteiriças”, declarou o vice-ministro da Defesa Anatoli Antonov, citado pela agência Ria Novosti.

Segundo ele, esta questão foi levantada em diversas oportunidades durante conversas por telefone entre o ministro russo da Defesa, Serguei Choigu e seus homólogos americano Chuck Hagel e ucraniano Igor Teniukh.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Agência de risco ameaça baixar a nota da Rússia por crise na Ucrânia

A agência de avaliação Standard & Poor’s baixou nesta quinta-feira para ‘negativa’ a perspectiva da nota da dívida da Rússia, em razão dos riscos ligados às sanções ocidentais contra Moscou após a anexação da Crimeia.

“O aumento dos riscos geopolíticos e a perspectiva de sanções econômicas (…) podem reduzir os fluxos de investimentos e aumentar a fuga de capitais, enfraquecendo assim o desempenho econômico da Rússia, já em deterioração”, explicou a agência em um comunicado.

Nota de risco (Foto: Editoria de Arte/G1)

O rating, ou nota de risco, é definido por agências internacionais e é uma referência para investidores sobre a “saúde financeira” e a possibilidade de não pagamento das dívidas e outras obrigações. Essa nota influencia o custo de se levantar dinheiro no mercado, já que se pode cobrar juros maiores porque o risco também é mais alto.

Moscou, que tem uma dívida pública relativamente baixa, é classificado como “BBB” pela S&P, considerado o nível mais baixo da categoria grau de investimento pelo mercado.

“Para nós, a situação geopolítica já teve um impacto negativo sobre a economia russa”, acrescentou a agência, indicando que a estimativa de fuga de capitais no primeiro trimestre de 2014 aumenta para cerca de US$ 60 bilhões, ou seja, o equivalente ao total durante todo o ano passado.

A União Europeia e os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira novas medidas de punição contra Moscou, que respondeu ratificando a integração da península da Crimeia e com sanções contra autoridades americanas.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Tartaruga da Amazônia corre risco de desaparecer em rio do Amapá

Apenas cinco pares de tartaruga da Amazônia foram encontrados em Oiapoque (Foto: Rubens Portal/Ibama)Apenas cinco pares de tartaruga da Amazônia foram encontrados em Oiapoque (Foto: Rubens Portal/Ibama)

Um levantamento do Instituto de Meio Ambiente (Ibama) no Amapá constatou que a espécie tartaruga da Amazônia (Podocnemis expansa) pode desaparecer do Rio Cassiporé, em Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá. O estudo, realizado em 2013, catalogou apenas cinco pares (macho e fêmea) de tartarugas. O número está muito abaixo do ideal para a sobrevivência estável do ciclo da cadeia reprodutiva, que seria de 200 pares do animal.

O levantamento faz parte do programa “Quelônios da Amazônia”, que visa promover em nove estados brasileiros a preservação de 18 espécies de quelônios. No Amapá, o projeto protege dez espécies desses animais.

Analista ambiental do Ibama, Rubens Portal (Foto: Abinoan Santiago/G1)Analista ambiental do Ibama, Rubens Portal
(Foto: Abinoan Santiago/G1)

Para especialistas, a pesca predatória somada à poluição do Rio Cassiporé, provocada pela atividade ilegal de garimpos no município de Oiapoque, são os causadores do desequilíbrio da cadeia da espécie.

“A tartaruga está sofrendo um risco muito grande e tende a desaparecer. Primeiro por causa da poluição do rio e depois pela pressão de consumo sobre o quelônio”, comentou o analista ambiental do Ibama Rubens Portal.

Projeto visa promover em nove estados brasileiros a preservação de 18 quelônios (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)Projeto visa promover em nove estados brasileiros a preservação de quelônios (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)

Para fomentar a reprodução da espécie em rios do Amapá, o Ibama estendeu o ‘Quelônios da Amazônia’ até a região do município de Oiapoque. A metodologia de preservação das espécies é baseada no uso de mecanismos considerados sustentáveis, como é o caso da transferência dos ovos depositados nas covas às margens dos rios para lugares mais altos, método chamado de ‘translocação’.

Ovos são transferidos da margem de rios a locais mais altos (Foto: Rubens Portal/Ibama)Ovos são transferidos da margem de rios para
locais mais altos (Foto: Rubens Portal/Ibama)

A transferência dos ovos tem o objetivo de proteger os ninhos de fatores ambientais e predatórios, como a incidência de inimigos naturais, principalmente de raposas e gaviões. Na Amazônia, a desova das tartarugas acontece entre os meses de agosto a dezembro.

No entanto para obter resultados no Rio Cassiporé, de acordo com o analista ambiental, seria necessário um longo período. Em Afuá, por exemplo, uma das áreas abrangidas pelo Ibama no Amapá, demorou 20 anos para conseguir estabilizar a cadeia da tartaruga da Amazônia. Nesse período, houve um aumento de 40 para mais de 1 mil pares da espécie.

Novas covas são criadas para promover incubação de filhotes de tartarugas (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)Covas são criadas para promover incubação de
filhotes de tartarugas (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)

No caso do Amapá, o tempo seria maior.  A demora é decorrência do índice de sobrevivência dos animais. Somente cerca de 10% da espécie consegue chegar à fase adulta, quando elas podem alcançar mais de 80 centímetros de comprimento e 60 quilos de peso.

“Partindo de cinco pares vamos precisar de algo em torno de 30 anos para chegarmos a 200 pares. Para isso, precisamos envolver o município, que também é responsável pela conservação do meio ambiente”, mensurou Rubens Portal.

Resultados
Nas demais áreas protegidas pelo programa ‘Quelônios da Amazônia’ no Amapá, segundo o Ibama, foram soltos mais de 1 milhão de quelônios entre 1979 e 2012. O número é o menor entre os estados abrangidos pela iniciativa. O maior saldo é do Pará, com 23 milhões de filhotes soltos em água doce durante o mesmo período.

A maior incidência de soltura realizada pelo Ibama do Amapá aconteceu na região do estado do Pará, no município de Afuá, com 600 mil tartarugas. Pracuúba a segunda maior soltura no período: 400 mil.

“Em 2013, soltamos mais 105 mil filhotes, sendo 104 de tartarugas da Amazônia e mais 1 mil de tracajás”, frisou o analista do Ibama Rubens Portal.

Em Afuá, no Pará, área protegida pelo Ibama do Amapá, foram soltos mais de 100 mil quelônios (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)Em Afuá, no Pará, área protegida pelo Ibama do Amapá, foram soltos mais de 100 mil quelônios (Foto: Eliazar Bezerra/Ibama)

A soltura acontece com conjunto com as populações que vivem às margens dos rios, chamadas de ribeirinhas. Essas comunidades são diretamente afetadas pelo fato de os animais incubados serem incorporados aos estoques naturais pré-existentes.

“No fim do ciclo de incubação, 90% soltamos com a equipe de especialistas, e 10% com a população como se fosse uma espécie de prestação de contas com a comunidade ribeirinha da região onde o projeto é desenvolvido”, concluiu o analista.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Agência de risco rebaixa nota da Ucrânia em meio a protestos

A agência de risco Fitch rebaixou a nota da Ucrânia, de “B-” para “CCC”, segundo comunicado desta sexta-feira (7). Com a redução, a nota está no campo de alto risco de inadimplência e baixo interesse de investimento.

Nota de risco (Foto: Editoria de Arte/G1)

Entre as razões para redução da nota do país, a agência apontou a instabilidade política, que vem crescendo e contaminando o perfil de risco de crédito do país. A Ucrânia vem enfrentando uma onda de protestos desde novembro por conta da decisão do governo de rejeitar acordos com a União Europeia.

A Fitch também aponta que a dívida externa da Ucrânia aumentou, ao mesmo tempo em que há maior dificuldade de acesso ao crédito, muito dependente da Rússia.

A Rússia emprestou US$ 3 bilhões dos US$ 15 bilhões acordados em um pacote, mas colocou a formação de um novo governo como exigência para os futuros desembolsos.

“A Fitch já havia avisado anteriormente que o apoio da Rússia está condicionado à sobrevivência política do presidente Yanukovych. Não mais assumimos que o empréstimo da Rússia será totalmente desembolsado, e a Ucrânia perdeu o acesso aos mercados mundiais”, diz a nota.

A Ucrânia enfrenta uma crise com a oposição pró-União Europeia pressionando nas ruas, há mais de dois meses, pela saída do governo do presidente Viktor Yanukovych.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Agência de risco coloca nota da Turquia em perspectiva negativa

A agência de risco Standard&Poors colocou a nota de risco da Turquia em perspectiva negativa, apontando que pode haver rebaixamento, segundo comunicado desta sexta-feira (7).

Com isso, os ratings “BB+” de longo prazo em moeda estrangeira e “BBB” de longo prazo em moeda local deixam de ter perspectiva estável.

Entre os pontos fracos apontados pela agência estão a o ambiente políico do país, que é visto como pouco previsível, o que poderia pesar na saúde economia local e comprometer o potencial de crescimento.

No poder desde 2002, o governo do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan está mergulhado há mais de um mês em um escândalo de corrupção sem precedentes. Pelo menos três ministros já renunciaram ao cargo.

Nota de risco (Foto: Editoria de Arte/G1)

A S&P diz que as políticas monetária e fiscal do país deixam a Turquia vulnerável à medida que as condições externas ficam mais restritas. Também deve desfavorecer a economia do país a desvalorização da lira, a moeda local, que está sob pressão. A expectativa para o crescimento do PIB foi revisada para baixo pela agência de 3,4% para 2,2% em 2014 e 2015.

A agência também vê abalo em instituições como o banco central do país, que vem enfrentando constrangimentos em relação à independência e transparência, o que “traz risco a uma economia que tradicionalmente tem necessidades financeiras”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Tartarugas em risco de extinção nascem em praia do Espírito Santo

Em risco extinção, 71 tartarugas da espécie gigante nasceram na praia de Itaparica, em Vila Velha, região da Grande Vitória, na noite da última sexta-feira (31). Na mesma praia, restam mais dois ninhos. A expectativa é que a eclosão dos ovos aconteça ainda no mês de fevereiro. De acordo com a Prefeitura de Vila Velha, a desova aconteceu em novembro de 2013 e, desde então, juntamente com  o Projeto Tamar, um cercamento foi feito na região.

De acordo com a Bióloga Executora da Base do Projeto Tamar em Vitória, Jordana Borini Freire,  a espécie está entre as cinco no Brasil com maior risco de extinção.

Ainda segundo Jordana,  os filhotes foram retirados e levados para o final da praia para serem soltos na areia, próximo ao mar. “Tivemos que fazer isto porque as tartarugas guiam-se pela luz do horizonte para chegar ao mar e o local em que a fêmea depositou seus ovos  há muita iluminação artificial, provocando a desorientação dos .filhotes”, disse.

A bióloga também explicou  que o principal local de desova desta espécie no Brasil  são as praias do norte do Espírito Santo, em Regência e Povoação. “A fêmea, provavelmente, mudou a sua rota e desovou na Praia de Itaparica”, contou Jordana.

A espécie está entre as cinco no Brasil com maior risco de extinção. Espírito Santo (Foto: Henrique Filgueira do Projeto Tamar.)A espécie está entre as cinco no Brasil com maior risco de extinção. (Foto: Henrique Filgueira/ Projeto Tamar)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 4 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,