RSS

Arquivo da tag: revelar

Novo scanner portátil ajuda a revelar ‘composição química’ de objetos

Apetrecho permite que usuário saiba, por exemplo, a quantidade de agrotóxico de verduras, legumes e frutas (Foto: Consumer Physies/BBC)Apetrecho permite que usuário saiba, por exemplo, a quantidade de agrotóxico de verduras, legumes e frutas (Foto: Consumer Physics/BBC)

Uma startup israelense criou um dispositivo que revela instantaneamente a composição química de diferentes objetos, de comida a joias, passando por medicamentos e até mesmo plantas.

Na prática, isso permite saber, por exemplo, se uma maçã tem agrotóxicos ou se uma joia não passa de uma bijuteria barata.

Do tamanho de uma caixa de fósforos, o pequeno aparelho foi inventado pela empresa Consumer Physics, sediada em Tel-Aviv, que alega ter desenvolvido o primeiro espectrômetro (instrumento ótico usado para medir as propriedades da luz) molecular barato e de fácil acessibilidade do mundo.

O dispositivo se assemelha a um scanner de mão: o usuário aponta o equipamento em direção a um objeto, pressiona um botão que emite uma luz azul e, alguns segundos depois, obtém as informações sobre suas características moleculares.

Dror Sharon, co-fundador da Consumer Physics, diz acreditar que a invenção, batizada de SCiO, pode se tornar um ‘Google’ para o mundo físico, ou seja, uma maneira de buscar e descobrir instantaneamente a composição dos objetos ao nosso redor.

O SCiO custa US$ 199 (R$ 450) e foi revelado ao público pela primeira vez na semana passada. O projeto consumiu três anos de pesquisa e levantou mais de US$ 900 mil (R$ 2 milhões) na plataforma de crowdfounding (financiamento coletivo) Kickstarter – quatro vezes mais do que a meta inicial da companhia, de US$ 200 mil (R$ 450 mil) – em apenas 40 dias.

SCiO revela composição química de produtos, como queijo (Foto: BBC)SCiO revela composição química de
produtos, como queijo (Foto: BBC)

Hardware
O lançamento do dispositivo retrata um fenômeno que especialistas já estão chamando de ‘renascimento do hardware’. Isso porque, depois de anos concentrando seus investimentos em start-ups de software, como aplicativos ou sistemas operacionais, os investidores parecem ter ‘redescoberto’ uma nova fonte de receitas: as fabricantes de hardware.

‘Montar uma start-up de hardware requer muito menos capital de giro e é muito menos arriscado’, diz Boris Wertz, investidor e dono do fundo de private equity Version One Ventures.

Segundo ele, a ascensão do processo de impressão 3-D, a universalidade dos smartphones e linhas de produção mais eficientes facilitaram a entrada de novos players no mercado – e sem a necessidade de investimentos vultosos.

Nessa semana, desenvolvedores novatos estão tendo a chance de expor seus produtos, na esperança de obter o dinheiro necessário para materializar seus sonhos – e, quem sabe, se tornar um novo Twitter ou Facebook.

A disputa pela atenção dos investidores ocorre na feira de tecnologia TechCrunch Disrupt, um dos maiores eventos do tipo dos Estados Unidos.

Dois dos finalistas da competição ‘Start-up Battlefield’, realizada durante o evento, são duas fabricantes de hardware: a Tango PC, que fabrica computadores com sistema operacional Windows do tamanho de smartphone usando ‘tecnologia espacial’ e a Mink, que desenvolve impressoras de maquiagem.

As estatísticas também comprovam o novo foco dos investidores. Segundo a Dow Jones VentureSource, mais de US$ 869 milhões (cerca de R$ 2 bilhões) foram investidos em start-ups de hardware em 2013, praticamente o dobro dos US$ 422 milhões (R$ 940 milhões) aplicados em 2012.

Parte do que vem atraindo investidores como Wertz é que as fabricantes de hardware são agora capazes de exibir protótipos e arrecadam fundos para seus projetos via sites de crowdfunding (financiamento coletivo).

‘O crowdfunding se adequa perfeitamente à proposta das fabricantes de hardware’, diz Scott Miller, fundador da Dragon Innovation, que ajuda as companhias a levantar dinheiro para fabricar produtos, principalmente na China.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

WhatsApp pode revelar mensagens a outros apps no Android

whatsapp (Foto: TV Globo)Whatsapp (Reprodução: TV Globo)

O programador Bas Bosschert disponibilizou na web códigos que permitem a um aplicativo no Android ler o banco de dados do programa de mensagens WhatsApp. Os dados incluem todo o histórico de mensagens armazenadas no dispositivo. Os códigos de Bosschert, publicados nesta terça-feira (11), só funcionam quando o recurso de backup do WhatsApp está ativado e, em algumas instalações mais antigas do app, o recurso pode estar ativado por padrão.

Os dados de backup do WhatsApp ficam armazenados no cartão SD do celular. No Android, sistema operacional do Google, aplicativos que possuem acesso ao cartão podem ler os dados armazenados por outros aplicativos. Por esse motivo, qualquer app com acesso ao cartão SD terá acesso às mensagens contidas no backup do WhatsApp.

Os dados do aplicativo no cartão SD estão protegidos por uma chave criptográfica, mas ela já é conhecida. O código de Bosschert inclui essa chave criptográfica, copiada do software WhatsApp Xtract, permitindo decodificar os dados que forem roubados do telefone. A chave é a mesma para todos os usuários.

Comentando o código de Bosschert, outros programadores informaram que o esquema de criptografia é diferente em alguns casos, o que impede a técnica de funcionar. Bosschert afirmou que testou o código com as atualizações mais recentes do app e que a técnica ainda funciona.

Na Google Play Store, há aplicativos que aproveitam essa característica do aplicativo para interagir com o WhatsApp. Um deles é o Chat Statistics for WhatsApp” (Veja aqui), que decodifica os dados do WhatsApp para identificar com quais contatos o usuário conversa mais, quantas palavras usou nas mensagens, entre outros dados.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Apple e Samsung não terão mais de revelar detalhes do lucro, diz Justiça

A Apple e Samsung não terão de tornar públicos os detalhes financeiros apresentados a um tribunal dos Estados Unidos durante um litígio de patentes, determinou um painel de apelações federal nessa sexta-feira (23).

O Tribunal de Apelação dos EUA em Washington reverteu uma decisão de primeira instância que obrigava ambas empresas a revelar partes de documentos contendo informações de vendas e lucros.

“Nós reconhecemos a importância de proteger o interesse público em processos judiciais e de facilitar o entendimento de tais procedimentos”, decidiu o corpo de juízes. “Esse interesse, no entanto, não se estende a mera curiosidade sobre as informações confidenciais entre as partes, onde a informação não é definitiva para decisão do mérito”.

As duas empresas tem levado esse processo ao redor do globo desde 2011, com o ápice em um julgamento ocorrido no ano passado em San Jose, Califórnia. Um júri concedeu à Apple mais de US$ 1 bilhão, mas a juíza Kucy Koh, mais tarde, ordenou um novo julgamento.

Koh decidiu contra as companhias, afirmando que o interesse público em entender o processo é maior que os direitos das empresas manterem informações em segredo. Ainda assim, o Tribunal de Apelos discordou por unanimidade.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

O que você “curte” no Facebook pode revelar mais do que imagina

Estudo estaca que “likes” podem ser usados para extrair informações sensíveis sobre quase qualquer pessoa regularmente usando o FB

Antes de “curtir um post de um amigo ou empresa no Facebook, pense duas vezes. Um novo estudo mostra que o seu “like” pode ser muito mais revelador do que jamais imaginou.

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, anunciaram que um novo estudo mostra que as “curtidas” de usuários no Facebook, sozinhas, podem indicar sua idade, raça, QI, sexualidade, personalidade, uso de substâncias e visões políticas.

O estudo também destaca que os “likes” podem ser usados para extrair informações sensíveis sobre quase qualquer pessoa regularmente usando o Facebook, que é a maior rede social, com mais de 1 bilhão de usuários globais.

“Eu sou um grande fã e usuário ativo de novas tecnologias surpreendentes, incluindo o Facebook. Agradeço recomendações automatizadas de livros ou o fato de o FB selecionar as histórias mais relevantes para meu newsfeed”, disse Michal Kosinski, diretor de operações do centro psicotécnico da universidade e pesquisador no estudo. “No entanto, posso imaginar situações em que os mesmos dados e tecnologia são utilizados para prever opiniões políticas ou de orientação sexual, o que representa ameaças à liberdade ou mesmo à vida”.

Usando um algoritmo, os pesquisadores analisaram os dados de mais de 58 mil usuários americanos do Facebook, que ofereceram seus “likes”, perfis demográficos e fizeram testes de personalidade. Eles foram capazes de prever com precisão a preferência sexual masculina em 88% dos casos, distinguir afro-americanos de americanos brancos em 95% e dizer a diferença entre democratas e republicanos em 85%. Também disseram que poderiam usar “likes” para prever o status da relação de um usuário em 65%, e se havia um problema de abuso de substâncias em 73% das vezes. 

Tudo isso poderia ser uma ameaça à privacidade dos usuários, disseram os pesquisadores, observando que governos, empresas e indivíduos poderiam usar seu próprio software preditivo para analisar as informações dos “likes” dos usuários e obter mais informações pessoais sobre as pessoas do que elas tinham intenção de revelar.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

O que você “curte” no Facebook pode revelar mais do que imagina

Estudo estaca que “likes” podem ser usados para extrair informações sensíveis sobre quase qualquer pessoa regularmente usando o FB

Antes de “curtir um post de um amigo ou empresa no Facebook, pense duas vezes. Um novo estudo mostra que o seu “like” pode ser muito mais revelador do que jamais imaginou.

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, anunciaram que um novo estudo mostra que as “curtidas” de usuários no Facebook, sozinhas, podem indicar sua idade, raça, QI, sexualidade, personalidade, uso de substâncias e visões políticas.

O estudo também destaca que os “likes” podem ser usados para extrair informações sensíveis sobre quase qualquer pessoa regularmente usando o Facebook, que é a maior rede social, com mais de 1 bilhão de usuários globais.

“Eu sou um grande fã e usuário ativo de novas tecnologias surpreendentes, incluindo o Facebook. Agradeço recomendações automatizadas de livros ou o fato de o FB selecionar as histórias mais relevantes para meu newsfeed”, disse Michal Kosinski, diretor de operações do centro psicotécnico da universidade e pesquisador no estudo. “No entanto, posso imaginar situações em que os mesmos dados e tecnologia são utilizados para prever opiniões políticas ou de orientação sexual, o que representa ameaças à liberdade ou mesmo à vida”.

Usando um algoritmo, os pesquisadores analisaram os dados de mais de 58 mil usuários americanos do Facebook, que ofereceram seus “likes”, perfis demográficos e fizeram testes de personalidade. Eles foram capazes de prever com precisão a preferência sexual masculina em 88% dos casos, distinguir afro-americanos de americanos brancos em 95% e dizer a diferença entre democratas e republicanos em 85%. Também disseram que poderiam usar “likes” para prever o status da relação de um usuário em 65%, e se havia um problema de abuso de substâncias em 73% das vezes. 

Tudo isso poderia ser uma ameaça à privacidade dos usuários, disseram os pesquisadores, observando que governos, empresas e indivíduos poderiam usar seu próprio software preditivo para analisar as informações dos “likes” dos usuários e obter mais informações pessoais sobre as pessoas do que elas tinham intenção de revelar.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Chega ao Brasil livro que promete revelar bastidores da Apple

A Editora Saraiva lança no Brasil o livro “Nos Bastidores da Apple”, que promete revelar o funcionamento da companhia de Cupertino.

Escrita pelo jornalista Adam Lashinsky, que atualmente trabalha na revista Fortune e na emissora Fox News, a obra de 216 páginas foca-se principalmente na fase de transição de comando de Steve Jobs para Tim Cook, que continua à frente da Apple.

Como revela logo na abertura da obra, Lashinsky não obteve autorização da Apple para entrevistar atuais executivos e colaboradores da empresa. Mesmo assim, ele afirma ter conseguido entrevistar diversos funcionários da fabricante do iPhone, que falaram de forma aberta ou anônima.

O autor também nota que manteve contato com Jobs e Cook durante a produção do livro, mas que nenhum deles lhe concedeu uma entrevista formal.

A obra, lançada há alguns meses nos EUA, já recebeu elogios de publicações como Business Insider e TechCrunch, além do escritor Walter Isaacson, responsável pela biografia autorizada de Jobs lançada no ano passado e que vai virar um filme da Sony Pictures.

O livro tem preço sugerido de 45 reais e já pode ser encontrado nas principais livrarias físicas e online do país.

jobs-300

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de agosto de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,