RSS

Arquivo da tag: relatrios

Relatórios climáticos da ONU devem ser mais concisos, dizem críticos

Pôr do sol em deserto na periferia da cidade Minqin, na província chinesa de Gansu, na sexta-feira (20) (Foto: Carlos Barria/Reuters)Pôr do sol em deserto na periferia da cidade Minqin, na província chinesa de Gansu, na sexta-feira (20) (Foto: Carlos Barria/Reuters)

O painel climático da Organização das Nações Unidas (ONU) deveria se preocupar em fazer relatórios mais curtos e focados, em vez de avaliações abrangentes como a que será publicada nesta sexta-feira (27), em Estocolmo, na opinião de vários cientistas e governos.

Os grandes estudos sobre mudanças climáticas, produzidos a cada seis ou sete anos pelo Painel Intergovernamental para a Mudança Climática (IPCC, na sigla em inglês), são muito respeitáveis, mas a produção consome muito tempo e, em alguns casos, os textos se desatualizam rapidamente.

“Um arrasa-quarteirão a cada seis anos não é realmente útil”, disse Myles Allen, professor da Universidade de Oxford e um dos autores que contribuíram com um sumário das conclusões do IPCC a ser apresentado nesta sexta na Suécia.

Muitos especialistas acham que seria aconselhável produzir relatórios mais frequentes e focados sobre secas, inundações e ondas de calor, por exemplo, para avaliar se as mudanças climáticas estão influenciando em sua frequência ou severidade.

Já os relatórios especiais poderiam focar em questões como a produção de alimentos sob um clima em constante mutação, as perspectivas de geoengenharia – projetos para reduzir a incidência de luz solar – ou os riscos de mudanças irreversíveis, como o rápido degelo da Antártica.

3 mil páginas
O IPCC está trabalhando em três relatórios de visão geral, com cerca de 3 mil páginas no total. Os resultados serão divulgados primeiro em um sumário de 31 páginas a ser lançado nesta sexta, após passar quatro dias sendo editado por cientistas e representantes governamentais reunidos em Estocolmo.

Um grande trunfo do IPCC é que as avaliações climáticas são aprovadas tanto por cientistas quanto por governos, o que dá a esses textos uma ampla aceitação nas negociações para um acordo climático global, a ser aprovado até 2015. Possíveis reformas serão discutidas em outubro na Geórgia, na fronteira entre Europa e Ásia.

“Apoio o ciclo global de avaliação, mas argumentamos fortemente pela necessidade de complementá-lo com atualizações frequentes”, disse o diretor do Centro de Resiliência de Estocolmo, Johan Rockstrom.

Sugestões dos países
O governo dos EUA apresentou este ano propostas para reformas no IPCC, também defendendo mais relatórios especiais.

Já a Grã-Bretanha sugeriu ferramentas tipo “wiki”, para permitir atualizações mais frequentes, e a Itália argumenta que não há a “necessidade automática” de mais um grande relatório sobre a ciência das mudanças climáticas, como o que será lançado na Suécia, que deve apontar uma probabilidade de 95% de que o aquecimento global tenha causas humanas.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Reino Unido publica relatórios para justificar possível ataque à Síria

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O governo britânico tornou público nesta quinta-feira (29) um documento jurídico em que conclui que é legal tomar uma ação militar contra a Síria, mesmo se o Conselho de Segurança da ONU bloquear a resolução que permitiria tal ação.

A base legal para um ataque seria “a intervenção humanitária”, afirma o relatório.

“Apesar de a açãso ser bloqueada no Conselho de Segurança da ONU, a Grã-Bretanha terá permissão para tomar medidas excepcionais amparado pela lei internacional.”

Londres também publicou material de inteligência sobre o ataque com armas químicas da semana passada, afirmando que “não há dúvida” de que ele existiu e que é “altamente provável” que o governo sírio esteja por trás dele e que há “alguma informação” que leva a crer nisso.

arte síria versão 28.08 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Amazon prepara um smartphone e quatro tablets, indicam relatórios

Segundo documentos, dispositivos móveis deverão competir com aparelhos mais vendidos da Samsung e o iPhone, da Apple.

A Amazon está supostamente preparando-se para lançar quatro tablets e um smartphone. A companhia está trabalhando com a Foxconn para fabricar os dispositivos, de acordo com um relatório da Bloomberg.com que citou duas fontes. Em novembro passado, um analista do Citigroup disse que o desenvolvimento de um smartphone Amazon estava à todo vapor.

Se a história for verdadeira, a Amazon vai competir contra um mercado inundado, que viu cerca de 400 milhões de smartphones serem estregues no primeiro trimestre de 2012, segundo a consultoria IDC. Os aparelhos mais vendidos no período foram baseados no sistema operacional Android da Samsung e o iPhone, da Apple.

De acordo com um analista da NPD DisplaySearch, que cita fornecedores anônimas, quatro novos tablets Amazon Kindle Fire deverão entrar em produção em agosto ou mais tarde neste ano. Indícios sugerem que a Amazon vai lançar um Kindle Fire de segunda geração em julho e o analista da NPD Richard Shim afima que três modelos Kindle Fire 2 de 7 polegadas e um Kindle Fire 2 de 8.9 polegadas devem começar a ser produzidos a partir de agosto. 

Shim não citou preços no relatório em que avalia o caso. Enquanto isso, a Apple estaria se programando para começar a produzir um iPad menor e com preço mais competitivo. Hoje, o iPad de 9.7 polegadas tem 60% de participação de mercado em todo o mundo.

Um dos tablets que deverá ser produzido pela Amazon deverá ter tela com resolução de 1024 x 600 e não terá câmera. O segundo terá tela com resolução de 1280 x 800 com câmera e o terceiro resolução de 1280 x 800, câmera, 4G e Wi-Fi. O modelo de 8.9 polegadas contaria com tela com resolução de 1920 x 1200, disse Shim. O Google Nexus 7 tem tela com resolução de 1280 x 800, enquanto o iPad tem 2048 x 1536.

Esta semana, a NPD projetou que a venda mundial de tablets vai superar a de laptops em 2016. A entrega de laptops vai ultrapassar a casa de 208 milhões em 2013 e 393 milhões em 2017, enquanto os tablets vão saltar de 80 milhões, em 2012, para 254 milhões em 2017, apontou a empresa de pesquisas.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,