RSS

Arquivo da tag: registra

DF registra a maior redução no número de orelhões do país

Homem fala ao celular ao lado de orelhão, em Brasília (Foto: Lucas Nanini/G1)Homem fala ao celular ao lado de orelhão em frente à sede da Anatel, em Brasília (Foto: Lucas Nanini/G1)

O Distrito Federal teve uma redução de 48% no número de orelhões nos últimos dez anos, o maior percentual do país, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A quantidade de aparelhos caiu de 22.646 unidades, em 2004, para 11.687 hoje.

A redução no DF é superior à média nacional. Levantamento do G1 com base nos dados da Anatel mostra que o país perdeu um terço dos aparelhos em uma década. Eram 1,3 milhão em 2004. Hoje, existem 850 mil.

Goiás aparece em segundo lugar entre as unidades da federação com maior redução no número de orelhões, com 45% de queda – de 51.239 para 27.984 aparelhos. Em terceiro lugar está o Rio de Janeiro, com 42% de diminuição – de 124.064 para 72.099.

Apenas duas unidades da federação tiveram queda abaixo dos 10%. Em Roraima, o número de orelhões foi reduzido de 2.711 para 2.620. Os aparelhos em Rondônia caíram de 7.750 para 7.114.

Em proporção ao número de habitantes, o DF tem 4,1 orelhões para cada grupo de mil moradores, 14º índice do país. A média nacional é de 4,3 aparelhos para cada mil habitantes. A unidade com mais aparelhos em relação à população é Roraima, com 5,3 orelhões para cada mil habitantes. O Amazonas tem o pior índice do país: 3,97 aparelhos para cada mil habitantes.

Orelhão sem manutenção em Taguatinga, no Distrito Federal (Foto: Lucas Nanini/G1)Orelhão sem manutenção em Taguatinga, no Distrito Federal (Foto: Lucas Nanini/G1)

Segundo a Anatel, 413 orelhões encontram-se em manutenção no DF. Em frente à própria agência, um dos aparelhos voltou a funcionar recentemente, segundo um comerciante da região. “Ficou uns quatro meses sem funcionar. Eu até achava que ainda não estava funcionando”, conta.

A Anatel afirma que o número de orelhões diminui à medida em que os aparelhos são menos utilizados. De acordo com a agência, metade dos equipamentos realiza duas chamadas por dia. O avanço da tecnologia, o crescimento no número de usuários de telefones celulares e de internet e novas necessidades de comunicação têm contribuído para o declínio na utilização dos orelhões, diz o órgão.

Eu tinha que buscar uma pessoa que vinha de São Paulo e eu estava sem o celular. Eu precisava falar com ela e não tinha orelhão, que é um bem público e devia ser obrigatório”Luiz Fernando Macedo Bessa, professor

Apesar da menor procura, os usuários ainda precisam recorrer aos telefones públicos. O motorista Kleber Alexandre Barros de Sousa, de Samambaia, diz que deixou de informar a mulher sobre um serviço bancário porque não encontrou orelhão por perto.

“O celular dela tinha dado problema, e eu deixei o meu com ela. Eu disse que iria ligar depois de passar no banco, na 504 Norte. Só que não tinha nenhum orelhão. Perguntei e me disseram que só tinha um duas quadras depois. Eu pensei ‘não vou andar isso tudo’. Deixei que ela [a mulher] pensasse que eu resolvi”, afirma.

O professor Luiz Fernando Macedo Bessa também precisou de um telefone público, mas não encontrou um aparelho quando estava em um shopping da capital. “Eu tinha que buscar uma pessoa que vinha de São Paulo e eu estava sem o celular. Eu precisava falar com ela e não tinha orelhão, que é um bem público e devia ser obrigatório”, diz.

Segundo Bessa, a administração do centro de compras ofereceu um telefone fixo para ele fazer a ligação. “Só se fala com celular [no shopping]. Eu acho uma coisa elitista, um pouco segregado.”

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Caçador de tempestades registra tornado de perto nos EUA

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Um vídeo publicado na internet mostra de perto a passagem de um tornado pelo Mississipi, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (28). A gravação foi feita de dentro de um carro pelo caçador de tempestades Scott Peake e publicada no YouTube. Assista.

O vídeo mostra o tornado de uma pespectiva bem próxima. O vento e a chuva se intensificam conforme o carro se aproxima da tormenda, que já havia alcançado o solo. No meio do vídeo, o tornado cruza a estrada pelo qual o veículo passava.

Vídeo publicado no YouTube mostra de perto passagem de tornado pelo Mississipi, nos EUA (Foto: Reprodução/YouTube/BasehuntersChasing)Vídeo publicado no YouTube mostra de perto passagem de tornado pelo Mississipi, nos EUA (Foto: Reprodução/YouTube/BasehuntersChasing)

A área ao redor foi visivelmente afetada – árvores foram arrancadas do solo, carros estão parados e o telhado de algumas casas aparece danificado.

Peake, que mora em Oklahoma, grava os vídeos para um grupo chamado Basehunters Chasing, que tenta registrar tornados e outras tormentas do melhor jeito possível.

Ao menos 35 pessoas morreram devido aos tornados e às tempestades que atingiram seis estados americanos nos últimos dias. Quase 75 milhões de pessoas habitam as áreas que podem ser afetadas por tempestades intensas e tornados nas próximas horas, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia.

A área de risco envolve Mississippi, Alabama e Tennessee, onde já morreram 17 pessoas, e os estados de Arkansas, Iowa e Oklahoma, com o total de 18 óbitos provocados pelos tornados.

Inundações

Veículos caem após asfalto de uma rodovia se romper na Flórida, após fortes chuvas (Foto: Katie E. King/Pensacola News Journal/AP)Veículos caem após asfalto de uma rodovia se
romper na Flórida, após fortes chuvas
(Foto: Katie E. King/Pensacola News Journal/AP)

O sul dos Estados Unidos continua nesta quarta-feira (30) com fortes chuvas, inundações e potencial para novos tornados, informaram meteorologistas segundo a agência Reuters.

A polícia do condado de Walton informou que enchentes severas haviam obstruído a passagem de carros e inundado algumas casas, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional.

Escolas foram fechadas em diversos municípios como Escambia, onde serviços de emergência tentavam resgatar motoristas presos pelas águas da enchente. Funcionários do condado pediram aos moradores para não dirigir em meio às inundações, em estradas danificadas ou locais com detritos das tempestades.

“Esta é uma situação extremamente perigosa”, disse o serviço meteorológico em alertas de emergência que também incluíam costa do golfo de Alabama.

O governador da Flórida, Rick Scott, declarou estado de emergência para 26 municípios inundados com 2,5 a 7,6 cm de chuva por hora, enquanto tempestades severas assolam toda a parte norte do estado.

As tempestades devem se espalhar por partes da costa leste, da Virginia pelas Carolinas, disse o meteorologista do Serviço Meteorológico Nacional Corey Mead. Tempestades podem gerar entre 5,1 a 12,7 cm de chuva em áreas e causar novos tornados, disse Mead.

As graves condições podem persistir até a quinta-feira, apesar de que aparentemente “o tempo pode estar se acalmando enquanto um ar mais quente e úmido é empurrado do mar por uma frente fria que se desloca através dos Apalaches”, disse Mead.

Abrigos foram criados para milhares de famílias retiradas de suas casas, enquanto a Guarda Nacional, a polícia local e os moradores que perderam todos os seus bens vasculham os escombros à procura de mais vítimas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Vídeo que registra reação de cães diante de mágica ‘bomba’ na web

O mágico finlandês Jose Ahonen fez um experimento interessante e muito engraçado em seu canal no YouTube no qual mostra como cães reagem diante de um truque de mágica, quando um pestisco oferecido a eles simplesmente desaparece diante de seus olhos (assista).

Mágico gravou vídeo hilário no qual mostra reação de cãe diante de um truque de mágica (Foto: Reprodução/YouTube/Jose Ahonen)Mágico gravou vídeo hilário no qual mostra reação de cãe diante de um truque de mágica (Foto: Reprodução/YouTube/Jose Ahonen)

Assim que faz o truque para diversos animais, os bichos parecem perplexos quando o biscoito desaparece, e procuram no chão, saem correndo e fazem “cara” de quem não entendeu nada.

Ahonen fez questão de frisar na descrição do vídeo que todos os cães receberam os petiscos antes do truque e, depois das filmagens, ganharam outra guloseima.

O vídeo com a reação dos cachorros “bombou” na web, e foi assistido mais de 4,8 milhões de vezes em apenas três dias.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Dupla registra em vídeo escalada de caverna gigante usando apenas corda

Majlis al Jinn, em Omã, o alemão Stefan Glowacz e o americano Chris Sharma, precisavam vencer 300 metros de pedra, com trechos muitas vezes verticais (Foto: Reprodução/BBC)Majlis al Jinn, em Omã, o alemão Stefan Glowacz e o americano Chris Sharma, precisavam vencer 300 metros de pedra, com trechos muitas vezes verticais (Foto: Reprodução/BBC)

Dois alpinistas realizaram o feito inédito de sair de dentro de uma das maiores cavernas do mundo usando apenas uma corda.

O projeto todo durou duas semanas e resultou em alguns ferimentos para os dois campeões de alpinismo esportivo.

Para sair da gigantesca caverna de Majlis al Jinn, em Omã, o alemão Stefan Glowacz e o americano Chris Sharma, precisavam vencer 300 metros de pedra, com trechos muitas vezes verticais.

Depois da escalada de volta para a luz, fora da caverna, o resultado, além das belas imagens registradas em vídeo e da satisfação em vencer o desafio, foram as várias bolhas nas mãos dos alpinistas.

O projeto todo durou duas semanas e resultou em alguns ferimentos para os alpinistas (Foto: Reprodução/BBC)O projeto todo durou duas semanas e resultou em alguns ferimentos para os alpinistas (Foto: Reprodução/BBC)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Fotógrafa registra águias em luta impressionante por cobra na Namíbia

Durante um passeio no Parque Nacional de Kgalagadi na Namibia, região sul da África, a fotógrafa Anja Denker, de 42 anos, flagrou o momento em que águias disputaram uma cobra em pleno ar, com direito a truques e piruetas para garantir o almoço.

Anja contou que uma das aves havia capturado a naja nivea e tentou sair voando com o animal, quando outras duas águias tentaram roubar a refeição, com direito a um embate durante o voo com uma delas.

Mesmo com a briga feroz com outras duas águias, o pássaro que havia originalmente capturado a cobra conseguiu se desvencilhar das outras duas aves, e voou para longe para finalmente matar a fome.

Águias brigaram em pleno ar por cobra em parque na Namíbia, e apenas uma conseguiu fazer a refeição (Foto: Anja Denker, BNPS/The Grosby Group)Águias brigaram em pleno ar por cobra em parque na Namíbia, e apenas uma conseguiu fazer a refeição (Foto: Anja Denker, BNPS/The Grosby Group)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Brasil registra o menor número de focos de incêndio desde 2000

Info queimadas - vale este (Foto: Arte/G1)

O Brasil registrou no ano passado o menor número de focos de incêndio desde 2000, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Ao longo de 2013, foram detectados por satélites 115 mil pontos de calor. O número é 40% menor que o verificado em 2012 (194 mil).

Para o pesquisador Alberto Setzer, responsável no Inpe pelo monitoramento de queimadas no país, três fatores podem explicar o dado: o alto índice de chuvas, a situação econômica desfavorável e uma maior fiscalização.

“O ano de 2013 foi bem mais chuvoso que 2012 e outros anos. Quando há uma maior precipitação, ficam diminuídas as condições para uso e propagação do fogo”, diz. “Além disso, a gente tem observado que, em anos que a situação econômica é favorável, quando há crescimento, seja pela exportação de soja ou de alguma outra atividade em alta, o número de queimadas e o desmatamento tendem a crescer, já que pessoas tentam aumentar a produção para se beneficiar. Não foi o caso do ano passado, quando todos estavam um pouco com o ‘pé atrás’.”

Segundo o pesquisador, um maior cerco das autoridades também foi fundamental. “Obviamente, quando as instituições estaduais e federais ligadas ao meio ambiente estão mais ativas no controle, cai o uso do fogo, já que ele é indevido, ilegal. E houve mais campanhas educativas e uma fiscalização mais intensa [em 2013]”, afirma.

O Pará foi o campeão de focos de incêndio: 20.542. Logo atrás, ficou Mato Grosso, com 17.823. O Maranhão, que em 2012 encabeçava a lista, diminuiu quase pela metade os registros: de 31.594 para 16.191 no ano passado.

2014
As altas temperaturas registradas neste ano devem favorecer novamente um aumento na estatística. Foram registrados em janeiro 2.634 focos, um aumento de quase 30% em relação ao mesmo mês do ano passado (2.049). Parte dos incêndios ocorreu em Mato Grosso (315), no Pará (251) e no Maranhão (195). Janeiro, no entanto, não costuma ser o mês que mais registra ocorrências. Historicamente, agosto, setembro e outubro concentram a maioria dos focos.

Para Setzer, as queimadas devem aumentar em 2014, em parte devido ao chamado “ciclo do fogo”. “Quando se queima muito durante um ano, a matéria orgânica da superfície [do solo] se reduz. E a recomposição não é imediata. Em 2013, o número foi muito baixo, então em 2014 a gente terá uma situação oposta, já que haverá mais fontes disponíveis de combustão, sem contar que o ano está mais seco e quente”, destaca.

Sob risco
Um em cada cinco municípios brasileiros (1.034 ao todo) tem atualmente alguma faixa de seu território em situação crítica para queimadas. “Isso significa que, se houver o início de uma queimada, ela pode sair do controle, já que a vegetação está mais seca e a umidade relativa do ar, muito baixa”, diz Setzer.

Governo do Tocantins decreta situação de emergência por causa dos focos de queimadas (Foto: Elisangela Farias/G1 TO)Apesar da diminuição de queimadas, Tocantins
teve que decretar situação de emergência em 2013
por causa de focos (Foto: Elisangela Farias/G1)

Os satélites do Inpe conseguem diagnosticar todos os focos de incêndio que tenham pelo menos 30 metros de extensão por 1 metro de largura.

Quase todas as queimadas hoje são causadas pelo homem, seja de forma proposital ou acidental. As razões variam desde limpeza de pastos, preparo de plantios, desmatamentos e colheita manual de cana-de-açúcar até balões de São João, disputas por terras e protestos sociais.

Segundo o Inpe, as queimadas destroem a fauna e a flora nativas, causam empobrecimento do solo e reduzem a penetração de água no subsolo, além de gerar poluição atmosférica com prejuízos à saúde de milhões de pessoas e à aviação. Denúncias de incêndios criminosos podem ser feitas ao Corpo de Bombeiros, às prefeituras, às secretarias estaduais do Meio Ambiente e ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

NÚMERO DE FOCOS DE INCÊNDIO EM 2013 (POR ESTADO):

Pará – 20.542
Mato Grosso – 17.823
Maranhão – 16.191
Tocantins – 9.786
Bahia – 7.313
Piauí – 6.561
Minas Gerais – 5.382
Amazonas – 5.118
Rondônia – 3.662
Mato Grosso do Sul – 3.565
Acre – 3.242
Goiás – 3.002
Ceará – 2.898
São Paulo – 2.055
Paraná – 1.905
Santa Catarina – 1.046
Roraima – 994
Amapá – 975
Rio Grande do Sul – 944
Pernambuco – 729
Rio de Janeiro – 405
Paraíba – 322
Rio Grande do Norte – 268
Espírito Santo – 261
Alagoas – 208
Sergipe – 185
Distrito Federal – 102

Foco de incêndio em área da floresta amazônica que está em regeneração. Desde o começo do ano, Pará registrou 4.039 focos de queimada, segundo o Inpe (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)Foco de incêndio em área da floresta amazônica (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Vídeo registra 1º banho de chuva de bebê de 15 meses e bomba na web

Uma mulher identificada como Nicole Byon publicou um vídeo que registra o momento em que Kayden, uma menina de apenas 1 ano e 3 meses toma seu primeiro banho de chuva na vida, e fica totalmente encantada com a experiência. Assista ao vídeo.

A garota vai em direção a rua e brinca enquanto a chuva cai, solta muitas risadas e, quando é colocada para dentro de casa, faz questão de voltar para continuar na chuva, e aproveitar a água caindo do céu.

O registro da experiência adorável de Kayden, que aconteceu nos EUA, foi bastante compartilhado na web, e assistido mais de 800 mil vezes no canal de Nicole no Vimeo.

A pequena Kayden ficou encantada com seu primeiro banho de chuva nos EUA (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)A pequena Kayden ficou encantada com seu primeiro banho de chuva nos EUA (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)Vídeo de menina tomando banho de chuva foi visto mais de 800 mil vezes (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)Vídeo de menina tomando banho de chuva foi visto mais de 800 mil vezes (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,