RSS

Arquivo da tag: Recife

Adora-Roda evoca tradição do samba em curta temporada no Grande Recife

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Adora Roda (Foto: Diego Bresani / Divulgação)Depois de passar por Rio e Salvador, Adora-Roda chega ao Recife (Foto: Diego Bresani / Divulgação)

Não precisa de muito tempo de conversa para saber que, com o grupo brasiliense de samba Adora-Roda, para qualquer lado que se aborde, o assunto dominante será o mais famoso dos ritmos brasileiros – como se o palíndromo que batiza a banda integrasse também a personalidade do grupo. O dicionário Houaiss explica: palíndromo é “frase ou palavra que se pode ler, indiferentemente, da esquerda para a direita ou vice-versa”. Os rapazes, que estão em turnê pelo Brasil, fazem curta temporada no Grande Recife, com três shows marcados, de sexta a domingo.

A banda está em divulgação do primeiro disco, “Mensageiros do samba”, lançado no final de 2013. “Qualquer pessoa que canta os sambas da antiga é mensageiro do samba. Tem que estar com o peito aberto, é quase uma oração. O nome não é uma exclusividade nossa. Somos mais um, operários, porque há muitas pessoas fazendo esse trabalho de resgatar sambas antigos”, conta o percussionista Breno Alves, em conversa com o G1. O trabalho soma 13 faixas, das quais oito são autorais e as demais, assinadas por compositores tidos pelo Adora-Roda como referências, a exemplo de Monarco e Carlos Elias da Portela, Nelson Cavaquinho, João da Baiana, Riachão e Sérgio Magalhães.

Antes de chegar à capital pernambucana, o grupo já passou por Rio de Janeiro e Salvador, com ótima recepção, garante Breno. “Foi nosso primeiro show no Rio, uma felicidade tamanha tocar no Circo Voador, um palco onde a história da MPB também é contada. Foi um marco para a nossa carreira. Salvador também foi incrível, tocamos no pátio de uma igreja com mais de 300 anos, muito cheio, muita gente, e a gente ali com o sincretismo do samba, falando de temas africanos durante o repertório”, comenta.

Para Breno, a viagem proporciona outras oportunidades, além de conhecer novos músicos e compositores em cada cidade. “Tem sido importante ver também um pouco da história do país, e como o samba consegue contar essa história. A força do negro, a cultura que resiste e permanece até hoje”, exemplifica.

A expectativa para os shows no Recife não poderia ser melhor, uma vez que Breno esteve na cidade no começo do ano e já conhece um pouco do trabalho desenvolvido pelos sambistas e compositores da terra. “Fiquei maravilhado e surpreso com a força do movimento. Fui às vésperas do carnaval, pude ver a força das escolas de samba, e ensaios de algumas baterias. Não deixa a desejar para lugar nenhum. No Rio tem um bairrismo deles pensarem que o samba só existe ali, e o samba nasce no coração, em qualquer lugar, em todo lugar do Brasil”, acredita.

Para as apresentações na cidade, grupos como Terra e Raízes estão escalados. “Essas bandas não conheço, vai ser uma surpresa, mas tenho certeza de que vai ser maravilhoso. Vamos conversar bastante, trocar figurinhas e pensar o samba. Não existe bairrismo, tem que ser uma união, porque trata-se de um ritmo que rompeu todas as fronteiras”, pontua.

O Adora-Roda começou em 2007, em Brasília, com a intenção de criar uma autêntica roda de samba na capital federal. Depois de passar por alguns espaços, fixou-se no Bar do Calaf, onde toca semanalmente, toda terça-feira. “O público foi chegando e o grupo foi tomando forma, criando corpo. A galera começou a compor.. Estão florescendo grupos e compositores em Brasília, é um movimento muito legal”, atesta Breno. Além dele, que canta e toca pandeiro, formam a banda Guto Martins (percussão), Kadu Nascimento (tantan, surdo e voz), Tito Silva (cavaco e voz), Vinícius de Oliveira (banjo e voz) e Vinícius Magalhães (violão 7 cordas).

Serviço:
Adora-Roda com a turnê “Mensageiros do Samba”

» Sexta (09), no Sétima Arte Bar e Restaurante
Rua Capitão Lima, 195 – Santo Amaro – 22h
Ingressos: R$ 15, à venda no dia, no local
Informações: (81) 8810.0755

» Sábado (10), na Escola de Samba Galeria do Ritmo
Rua Belarmino Henrique, 147, Morro da Conceição – 14h
Com Grupo Terra e Grupo Raízes
Ingressos: R$ 10, à venda no dia, no local
Informações: (81) 8671.0958

» Domingo (11), na Pitombeira dos 4 Cantos
Rua 27 de Janeiro, 128 – Olinda – 16h
Com Original Bamba Style e convidados
Ingressos: R$ 10, à venda no dia, no local
Informações: (81) 8810-0755

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , , , , ,

Festival no Recife reverencia música independente de Pernambuco

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Banda Ex-Exus (Foto: Quel Valentim / Divulgação)Banda Ex-Exus é uma das atrações da noite
(Foto: Quel Valentim / Divulgação)

A oitava edição do festival “Noite do Desbunde Elétrico” deve reunir o público recifense interessado em música autoral pernambucana, neste sábado (3). As bandas Ex-Exus, Petrônio e As Criaturas, Graxa e Pé Preto sobem ao palco da casa de shows Estelita, no Cabanga, área central do Recife, a partir das 21h.

O festival surgiu em 2007, quando um grupo de músicos independentes se juntou para fazer o seu próprio evento, sem nenhum grande patrocínio. Neste ano, bandas do cenário alternativo do Recife mais uma vez marcam a festa. O grupo Ex-Exus, que já se apresentou no festival No Ar Coquetel Molotov, mostra as músicas do seu primeiro CD, xÔ, de forma performática. Da Praia de Candeias, vem o funk e soul da banda Pé Preto.

Ainda se apresentam o grupo Petrônio e As Criaturas e o cantor e músico Graxa, que retrata o cotidiano do Recife em suas canções. Graxa faz parte de movimento que está sendo chamado de “Cena Beto” e acumula elogios sobre do seu primeiro álbum, “Molho”.  A noite ainda conta com  discotecagem dos djs Evandro Q? e Paulo André.

Serviço
A Noite do Desbunde Elétrico – 8ª edição
Bandas Ex-Exus, Petrônio e As Criaturas, Pé Preto e Graxa
Sábado (03/05), a partir das 21h
Estelita (Rua Saturnino de Brito, nº 385 – Cabanga)
R$ 20 (preço único)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

Karynna Spinelli retrata cultura negra em show no Recife

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Karynna Spinelli exaltou as origens negras em show no Marco Zero (Foto: Katherine Coutinho/G1)Karynna Spinelli faz apresentação sobre as origens negras em museu (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Com o batuque vindo das raízes negras, a cantora Karynna Spinelli apresenta ao público seu show, intitulado “Canto Negro”, que acontece neste domingo (4), no auditório do Instituto Ricardo Brennand, na Várzea, Zona Oeste do Recife. A apresentação começa às 15h30. O ingresso é a entrada do museu, que custa R$ 20 e R$ 10 (meia).

O show busca mostrar a cultura dos terreiros de candomblé em Pernambuco através da música de Karynna. As músicas são louvações cantadas para 13 orixás e se misturam a canções da música popular brasileira. “Vamos fazer uma junção do sagrado dos orixás com o sagrado dos museus”, comentou a cantora.

A apresentação faz parte do projeto Acordes para o Museu, do Instituto Ricardo Brennand.

Serviço
Karynna Spinelli e o Canto Negro
Domingo (4), às 15h30
Auditório do Instituto Ricardo Brennand
R$ 20 e R$ 10 (meia)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

Milton Nascimento celebra carreira com show ‘Uma Travessia’, no Recife

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Milton Nascimento em show no Recife (Foto: Divulgação/Paulo Uchôa)Milton Nascimento traz ao Recife, pela 2ª vez, o show ‘Uma Travessia’ (Foto: Divulgação/Paulo Uchôa)

Serão quase cinquenta anos de sucesso de um dos maiores cantores da música brasileira resumidos em uma apresentação de cerca de uma hora e meia. Assim Milton Nascimento chega ao Recife, nesta sexta-feira (2), para comemorar meio século de carreira, selecionando músicas imortalizadas por sua voz desde o lançamento da CD “Travessia”, de 1967, que agora dá nome à sua mais nova turnê. A apresentação acontece no Teatro RioMar, na Zona Sul da capital.

Em entrevista ao G1, Milton contou que o momento é especial porque retoma grandes fases da sua carreira que o fizeram alcançar o status que possui atualmente na MPB. “Bituca”, como é conhecido, lembrou que, quando tinha 13 anos de idade, junto a Wagner Tiso, já começava a tocar na noite. A dupla tinha até que se esconder na cozinha das casas noturnas para fugir dos agentes do Juizado de Menores. “Gosto de pensar na minha vida como um todo: os amigos, os lugares que passamos e, principalmente, o prazer de viver este tempo todo com a música”, contou. Com o lançamento do álbum “E a gente sonhando” em 2010, o artista completou 38 discos gravados, sem contar participações em projetos de amigos e músicos parceiros.

O show “Uma Travessia” já passou pelo Recife há cerca de um ano. Doze meses depois, o público mais uma vez vai poder cantar em coro as músicas que há muito são celebradas como hinos. “É sempre uma alegria muito grande quando volto a um lugar onde sempre sou recebido com carinho pelas pessoas. Por causa disso, vamos fazer todos os grandes sucessos da minha carreira, incluindo coisas do primeiro disco, passando pelo Clube da Esquina até as músicas que ficaram conhecidas na campanha das Diretas Já, e algumas coisas dos anos 1990 e 2000”, adiantou.

Apesar de comemorar os cinquenta anos, foi em 1967 que Milton começou a brilhar nacionalmente. A canção “Travessia” lhe rendeu o prêmio de melhor intérprete no Festival Internacional da Canção – na época, “Maria, minha fé”  e “Morro velho” também foram destaque. Nesse tempo de estrada, Milton Nascimento acumula na bagagem quatro prêmios Grammy, além de mais de 15 milhões de discos vendidos.

Até julho, Milton deve trazer novidades a respeito de um disco de músicas inéditas. A maioria das músicas já está gravada e mostra parcerias com outros artistas. “Não estou com muita pressa. Agora, quero rodar mais um pouco com essa turnê. Quero fazer as coisas naturalmente”, destacou.

Serviço
Milton Nascimento no show Uma Travessia
Classificação etária: 14 anos
Sexta-feira, às 21h
Teatro RioMar – RioMar Shopping (Avenida República do Líbano,251 – L4)
Ingressos por R$ 280

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

Caixa Cultural do Recife recebe o pianista Arthur Moreira Lima

Turnê "amazônica" de Moreira Lima também deve passar pelos Estados do Pará e de Roraima (Foto: Divulgação)Arthur Moreira Lima também faz turnê de três shows na Caixa Cultural, no Recife (Foto: Divulgação)

Depois de três anos sem visitar o Recife, o pianista, maestro e arranjador Arthur Moreira Lima retorna à cidade para uma série de shows na Caixa Cultural, no bairro do Recife. O público está saudoso do artista: os ingressos para as apresentações desta quinta (24), sexta (25) e sábado (26) já estão esgotados.

No concerto, como ele mesmo faz questão de dizer, o repertório vai de Bach a Pixinguinha, passando por Chopin, Mozart e Villa-Lobos, ponto em que retorna à música brasileira de Luiz Gonzaga e Ernesto Nazareth. “[O repertório] É mais ou menos o mesmo que faço ao ar livre, a menos que seja um projeto específico sobre determinado compositor. Não mudo por causa do público, sigo fazendo o que sei fazer”, comenta o pianista.

Ele fez referência ao projeto “Um piano pela estrada”, que divulga a música clássica em diversas cidades do interior do Brasil, viajando com um caminhão que leva o piano e serve de palco ao ar livre. As apresentações geralmente aconteciam em praças e locais públicos, com entrada gratuita.

Entre os 450 concertos que fez com o projeto, Arthur passou por municípios como Paulista, na Região Metropolitana do Recife, e Caruaru, no Agreste. Mas é no Recife onde o pianista guarda a saudade de amigos. “Desde 1956 eu me apresento no Recife, tenho muitos amigos queridos, o clima é muito bom, é uma cidade muito interessante e uma das minhas cidades preferidas”, contou.

As apresentações acontecem nesta quinta e sexta às 20h, e no sábado às 17h30.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Música

 

Tags: , , , , , ,

Nascem filhotes de tartaruga marinha na Praia de Boa Viagem, no Recife

Quando técnicos chegaram à Praia de Boa Viagem, só restava um filhote no ninho. O restante já tnha entrado no mar. (Foto: Divulgação/ ONG Ecoassociados)Quando técnicos chegaram à Praia de Boa Viagem, na manhã desta quarta (19), só restava um filhote no ninho. O restante já tnha entrado no mar  (Foto: Divulgação/ ONG Ecoassociados)

Quarenta e quatro filhotes de tartaruga marinha nasceram, nesta quarta-feira (19), na Praia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Apenas um ovo não eclodiu. O ninho ficava próximo ao quiosque 26 e era monitorado desde janeiro pela Brigada Ambiental da Prefeitura do Recife, em parceria com a ONG Ecoassociados.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, os filhotes nasceram na madrugada desta quarta, 51 dias após a desova. O órgão isolou a área com estacas e uma placa de sinalização.

A ONG informou que os filhotes são da espécie tartaruga-de-pente. Ainda segundo a organização, pesquisas indicam que a cada mil nascidos, apenas um ou dois conseguem chegar à vida adulta.

Integrantes da ONG analisam ninho de tartarugas na Praia de Boa Viagem (Foto: Divulgação/ ONG Ecoassociados)Integrantes da ONG analisam ninho de tartarugas em Boa Viagem (Foto: Divulgação/ ONG Ecoassociados)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Los Sebosos Postizos voltam ao Recife com apresentação inédita

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Banda chega ao Recife no próximo dia 24, após dois anos sem fazer show na capital de PE. (Foto: Pio Figueiroa/Divulgação)Banda chega ao Recife no próximo dia 24, no Baile
Perfumado (Foto: Pio Figueiroa/Divulgação)

O projeto paralelo dos músicos da Nação Zumbi, chamado de Los Sebosos Postizos, chega ao Recife no próximo sábado (24). A última vez que o grupo esteve na capital pernambucana foi há dois anos e , agora, eles vêm ao Baile Perfumado para apresentar pela primeira vez o repertório do CD “Los Sebosos Postizos interpretam Jorge Ben”.

No álbum, assinado pela gravadora Deck Disk, os clássicos de de Jorge Ben Jor são repaginadas com um toque do manguebeat pernambucano. Além de Los Sebosos Postizos, se apresentam ainda Academia da berlinda e Edinho Jacaré & Valdir Português, os DJs da Cubana. O evento será produzido pela Go! Elephants, nova produtora de Allana Marques, Lucas Logiovine e Thiago Megale.

Ingressos estão à venda por R$ 40 (meia entrada), R$ 80 (inteira) e R$ 50 + 1kg de alimento não perecível (entrada social) nas lojas Tax, Avesso, Nagem, Creperia de Olinda e pela internet.

Serviço
Los Sebosos Postizos
Sábado, 24 de agosto, 22h
Baile Perfumado – Rua Carlos Gomes, 390, Recife
Ingressos de R$ 40 a R$ 80, à  venda nas lojas Tax, Avesso, Nagem, Creperia de Olinda e pela internet.
Proibida a entrada de menores de 18 anos

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de agosto de 2013 em Música

 

Tags: , , , , ,