RSS

Arquivo da tag: qumicas

Agência de armas químicas vai investigar uso de gás cloro na Síria

A agência global de armas químicas que supervisiona a destruição de arsenais tóxicos da Síria vai enviar uma missão de investigação ao país para esclarecer as alegações de rebeldes e ativistas sobre ataques com gás cloro, informou a entidade nesta terça-feira (29).

A Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq), com sede em Haia, disse em comunicado que o governo sírio havia concordado em receber a missão e prometido fornecer segurança nas áreas sob seu controle.

Rebeldes que lutam contra o regime do presidente Bashar al-Assad disseram que o governo sírio tem usado gás cloro em ataques durante a guerra civil, que está entrando em seu quarto ano.

arte síria versão 15.04 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Síria descumpre prazo de entrega de substâncias químicas

A Síria descumpriu nesta quarta-feira (5) o prazo para a entrega de todas as substâncias químicas declaradas aos inspetores de armas químicas, o que deixa o programa de desarmamento com várias semanas de atraso e coloca em xeque o prazo para a sua conclusão, em 30 de junho.

Conforme um acordo acertado em outubro entre a Rússia e os EUA – o que ajudou a evitar uma ação militar de Washington contra o regime de Bashar al Assad -, Damasco concordou em entregar todo o seu arsenal de armas químicas até 5 de fevereiro.

Na terça-feira (4), a Rússia disse que o governo sírio, seu aliado, entregará em breve mais substâncias químicas, mas diplomatas ocidentais afirmam não ver indicações de que novos embarques sejam iminentes.

A Síria promete entregar um cronograma à Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq), mas não informou quando isso acontecerá.

O último envio de substâncias químicas para fora da Síria aconteceu em 27 de janeiro, e o novo prazo foi descumprido, segundo Michael Luhan, porta-voz da Opaq. “É um status quo até que tenhamos esse plano.”

A Síria já havia descumprido um prazo de 31 de dezembro, quando deveria terminar de entregar os agentes químicos mais venenosos, incluindo os precursores do sarin e gás mostarda.

Até agora, a Síria movimentou pouco mais de 4 por cento das 1.300 toneladas informadas à Opaq. Os dois pequenos carregamentos de substâncias químicas estão sendo guardados em um barco dinamarquês no Mediterrâneo.

Pelo acordo entre Rússia e EUA, motivado por um ataque com gás sarin que matou centenas de civis perto de Damasco, a Síria tem até 30 de junho – mais cinco meses – para eliminar completamente seu programa de armas químicas.

Damasco atribui os atrasos a problemas de segurança, incluindo a ameaça de ataques rebeldes em estradas que dão acesso à cidade portuária de Latakia. O governo de Assad solicitou blindagens e equipamentos de comunicação adicionais.

Mas os EUA e a ONU, que supervisionam conjuntamente o programa de destruição com a Opaq, disseram na semana passada que todos os equipamentos necessários para a operação estão disponíveis para a Síria, e que o governo deve cumprir sua parte o mais rapidamente possível.

O próximo prazo importante é em 31 de março, quando as substâncias mais tóxicas devem ser destruídas fora da Síria, num navio cargueiro especial dos EUA, o MV Cape Rayl.

Na quinta-feira, Sigrid Kaag, chefe da missão conjunta, falará sobre a operação à ONU, em Nova York.

arte síria versão 24.01 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Para Rússia, prazo para destruição de armas químicas sírias ainda é realista

O prazo estabelecido até 30 de junho para a destruição do arsenal químico da Síria como parte de um acordo internacional permanece “completamente realista” apesar dos atrasos, disse um diplomata russo nesta sexta-feira, segundo a agência de notícias Interfax.

Mikhail Ulyanov, chefe do Departamento de Segurança e Desarmamento do Ministério das Relações Exteriores, disse que os atrasos foram provocados por questões de segurança na estrada até a cidade portuária de Latakia e pelo apoio técnico insuficiente da comunidade internacional, de acordo com a Interfax.

Nesta quinta-feira (30), os EUA se mostraram preocupados com o atraso na saída das armas químicas, segundo indicação do Pentágono.

Um porta-voz do departamento de Estado, entretanto, disse que a Síria ainda pode alcançar o prazo de sua obrigação em remover as armas químicas. Segundo Jen Psaki, a ameaça de uso de força contra o regime sírio nunca foi tirada de cena, mas que os EUA preferem buscar meios diplomáticos.

arte síria versão 24.01 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Atraso na saída de armas químicas da Síria preocupa EUA, diz Pentágono

O secretário de Estado de Defesa americano Chuck Hagel expressou nesta quinta-feira (30) a preocupação de seu país ante o fato de que a Síria somente retirou de seu território menos de 5% de seu arsenal químico.

“Os Estados Unidos estão preocupados porque o governo sírio está atrasando a transferência de armas químicas”, afirmou à imprensa em Varsóvia.

arte síria versão 24.01 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Reino Unido planeja ajudar EUA na destruição de armas químicas da Síria

O Reino Unido afirmou nesta segunda-feira (13) que planeja fornecer aos Estados Unidos equipamento e treinamento para acelerar a destruição das armas químicas da Síria.

Parte das armas sírias deve ser destruída a bordo de um navio norte-americano adaptado, de acordo com um acordo internacional fechado após um ataque de gás nos arredores de Damasco que matou centenas de pessoas, incluindo crianças, em agosto, em meio à violenta guerra civil síria.

O ministro da Defesa britânico, Philip Hammond, afirmou em comunicado escrito ao Parlamento, nesta segunda-feira, que o país planeja doar equipamentos no valor de US$ 4,12 milhões para os Estados Unidos.

“Os Estados Unidos procuraram a Grã-Bretanha pois eles não seriam capazes de viabilizar esse equipamento dentro do prazo”, afirmou Hammond.

arte cronologia síria 31/12/2013 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Ilha italiana se recusa a receber armas químicas da Síria

O governador da região italiana da Sardenha advertiu nesta sexta-feira (10) o primeiro-ministro da Itália, Enrico Letta, que lutará contra a transferência do arsenal de armas químicas da Síria para a ilha, segundo um comunicado.

A Itália concordou no mês passado em permitir o uso de um porto no seu território para a entrega das toxinas mortais que podem ser usadas para fazer sarin, gás VX e outros agentes letais. O governo ainda não disse qual porto será usado.

A imprensa italiana havia sugerido os portos de Arbatax ou Oristano, ambos na Sardenha, como possíveis destinos. Outras possibilidades debatidas incluem o porto de Augusta, na Sicília, ou de Brindisi, na região de Puglia, no sul.

A transferência de produtos químicos a bordo de um navio dinamarquês para um navio especialmente adaptado dos Estados Unidos, onde serão destruídos no mar, faz parte de um acordo internacional liderado pela Rússia, após um ataque químico nos arredores de Damasco que matou centenas de pessoas, incluindo crianças, no fim de agosto.

“O governo regional está alertando o primeiro-ministro a não permitir o trânsito de armas químicas da Síria em nossos portos ou no território da ilha”, disse o governador regional Ugo Cappellacci a Letta, de acordo com um comunicado.

Se o governo escolher a ilha para a transferência de produtos químicos, Cappellacci disse que vai tomar medidas “política e judicial” contra a decisão, disse o comunicado.

A guerra civil de quase três anos na Síria matou pelo menos 125.835 pessoas, de acordo com Observatório Sírio para os Direitos Humanos, e mais de 2 milhões de refugiados fugiram, muitas vezes inundando países vizinhos.

arte cronologia síria 31/12/2013 (Foto: 1)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 11 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Resíduos de armas químicas da Síria vão ser destruídos na Alemanha

A Alemanha irá destruir em seu território resíduos das armas químicas sírias, anunciaram nesta quinta-feira (9) os ministérios alemães das Relações Exteriores e da Defesa, em um comunicado conjunto.

“A pedido da Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq), o governo federal decidiu que a Alemanha está pronta para contribuir de maneira substancial para a destruição das armas químicas sírias”, afirmaram os ministérios.

A Alemanha “deseja e está pronta” para eliminar em seu território resíduos dessas armas químicas, indica o comunicado, que detalha o procedimento desta operação.

“A Alemanha dispõe de uma tecnologia segura e de uma vasta experiência na área da destruição de resíduos de armas químicas. É conveniente colocarmos este conhecimento à disposição da comunidade internacional e, assim, poder contribuir de forma significativa para o processo de paz” na Síria, explicou a ministra da Defesa, Ursula von der Leyen, citada no comunicado.

“A aplicação prática desta destruição será realizadas pela Sociedade Federal para o Tratamento de Resíduos de Armas e de Armas Químicas (GEKA), com sede em Munster, na Baixa Saxônia (norte)”, diz o comunicado, observando que a GEKA está sobre o controle do governo federal.

A Alemanha apoia ativamente os trabalhos da Opaq, destaca os dois ministérios, que explicaram ter disponibilizado 5 milhões de euros para os fundos desta organização das Nações Unidas dedicada à eliminação de armas químicas da Síria, e também treinado inspetores da Opaq e realizado missões de inspeção na Síria.

arte cronologia síria 31/12/2013 (Foto: 1)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,