RSS

Arquivo da tag: quarto

Tribunal diz que Amanda Knox matou colega de quarto após discussão

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O tribunal italiano que considerou a estudante norte-americana Amanda Knox culpada de assassinato em janeiro, afirmou nesta terça-feira (29) que ela matou sua colega de quarto britânica por causa de uma discussão doméstica, e não durante um jogo sexual, e que ela mesma tinha empunhado a faca.

Amanda passou quatro anos em uma prisão italiana após um tribunal considerar que ela e seu então namorado, Raffaele Sollecito, haviam assassinado a estudante britânica Meredith Kercher, de 21 anos, em 2007.

Amanda Knox aguarda início de entrevista para o programa “Good Morning America”, da rede de TV “ABC”, nesta sexta-feira (31) (Foto: Andrew Kelly/Reuters)Amanda Knox aguarda início de entrevista para o programa “Good Morning America”, da rede de TV “ABC”, em 31 de janeiro de 2014 (Foto: Andrew Kelly/Reuters)

Na sua longa explicação sobre o veredicto de janeiro, o tribunal de Florença afirmou que a teoria inicialmente utilizada para condenar o casal – que havia matado Meredith em um jogo sexual que deu errado – não era plausível.

Não era “digno de crédito que os quatro jovens começassem a atividade sexual em grupo e que Meredith Kercher depois, de repente, já não quisesse prosseguir”, disse o tribunal nas “motivações” para a sua decisão, um documento comumente emitido por um tribunal italiano muitas semanas após o seu veredicto.

“Esta hipótese não é compatível com a personalidade da menina britânica”, disse.

Em vez disso, o assassinato ocorreu porque Meredith e Amanda não tinham um bom relacionamento e tiveram uma discussão sobre questões da divisão do apartamento em uma noite em que Amanda e Sollecito tinham tomado drogas, o que levou a uma escalada da situação, disse a corte.

A primeira condenação da americana foi anulada em um recurso. Amanda retornou aos Estados Unidos em 2011, mas ela Sollecito e foram declarados culpados novamente em um novo julgamento.

Os dois tentam proclamar a sua inocência, e estão apelando novamente. Amanda disse que não vai voltar voluntariamente para a Itália para cumprir o resto de sua sentença de mais de 28 anos.

Uma terceira pessoa, o marfinense Rudy Guede, que foi julgado separadamente, está cumprindo uma sentença de 16 anos por sua participação no assassinato de Meredith na cidade universitária de Perugia.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Síria entra em seu quarto ano de conflito sem esperanças de solução

Manifestantes pedem o fim dos combates na Síria durante marcha para marcar o terceiro aniversário do início da guerra na Síria, em Londres, neste sábado (15) (Foto: Olivia Harris/Reuters)Manifestantes pedem o fim dos combates na Síria durante marcha para marcar o terceiro aniversário do início da guerra na Síria, em Londres, neste sábado (15) (Foto: Olivia Harris/Reuters)

O conflito na Síria, que já deixou mais de 146.000 mortos, entra neste sábado (15) em seu quarto ano e sem uma solução à vista, com o presidente Bashar al-Assad agarrado ao poder, e a oposição dividida, perdendo espaço.

Um sinal de que o regime não está disposto à reconciliação é a lei que o Parlamento sírio votou na sexta-feira (14), que abre caminho para a reeleição de Bashar al-Assad e exclui os opositores do exílio como candidatos nas eventuais próximas eleições presidenciais.

Os Estados Unidos, por sua vez, reagiram na sexta-feira expressando seu desagrado diante das eleições presidenciais na Síria, nas quais Assad tem todas as chances de ser reeleito.

Após 14 anos no poder, ele ainda não anunciou oficialmente sua intenção de brigar por um terceiro mandato, mas em janeiro afirmou em uma entrevista que há grandes chances de se candidatar.

Os eleitores devem ser convocados às urnas entre 60 e 90 dias depois do fim do mandato atual de Assad, no dia 17 de julho. A eleição terá como cenário um país atingido pela guerra civil, com uma grave crise humanitária e a economia destroçada.

A revolta contra o regime no poder nasceu algumas semanas após a deposição dos ditadores tunisiano e egípcio. No início, a revolta ocorreu sob a forma protestos pacíficos, que ocorreram nos dias 15 e 16 de março de 2011 após a detenção de dois jovens acusados de fazer pichações contrárias ao governo.

Diante da repressão implacável, a revolta se militarizou a partir do verão (no hemisfério norte), até se converter em um confronto entre o governo e a oposição, uma autêntica guerra civil em fevereiro de 2012, com o bombardeio de Homs.

Em três anos, mais de 146.000 pessoas morreram, segundo a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), com base em Londres, e mais de nove milhões precisaram abandonar suas casas, convertendo-se, segundo as Nações Unidas, na maior população deslocada de todo o mundo.

Ao menos um milhão de crianças não têm acesso à ajuda humanitária, segundo a Unicef, e mais de 250.000 sírios estão sitiados, obrigados a escolher “entre a fome e a rendição”, de acordo com dados da ONU.

Desde a primavera de 2013, e depois de recuar em várias ocasiões, o regime passou ao contra-ataque com o apoio decisivo do movimento xiita libanês Hezbollah, assim como de combatentes iraquianos, também xiitas, cooptados pelas tropas de elite iranianas.

A oposição controla mais território, mas o regime atua nas regiões mais densamente povoadas do país.

O governo conseguiu entrar na sexta-feira em Yabrud, uma cidade chave rebelde, próxima à fronteira com o Líbano, segundo uma fonte militar síria.

arte síria versão 18.02 (Foto: Arte/G1)arte síria versão 18.02 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Bruce Springsteen pede ‘quarto do silêncio’ para show em SP

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Max Weinberg (ao fundo) e Bruce Springsteen, durante show da E Street Band (Foto: Agência Zero)Max Weinberg (ao fundo) e Bruce Springsteen,
durante show da E Street Band (Foto: Agência Zero)

Acompanhado da E Street Band, Bruce Springsteen retorna ao Brasil 25 anos após sua única apresentação no país. Para a produção do seu show que acontece em São Paulo, no dia 18 de setembro, no Espaço das Américas, ele pediu um camarim extra, intitulado “Quiet room”, ou “quarto do silêncio”.

Além de muita água, frutas, mel, cereais e achocolatados, entre as outras exigências do cantor está a preocupação com o meio-ambiente. Springsteen não quer vidro no backstage e pede copos, pratos e talheres biodegradáveis, e lixeiras separadas para lixos recicláveis e orgânicos.

Após São Paulo, Springsteen se apresenta no Rock in Rio no dia 21 de setembro. O cantor interpretará músicas de seu último disco, “Wrecking ball” (2012).

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 29 de agosto de 2013 em Música

 

Tags: , , ,

BlackBerry entrega 1 milhão de Z10 e tem lucro no quarto trimestre

A empresa divulgou seus resultados financeiros surpreendendo os analistas de mercado com lucro de US$ 98 milhões

A BlackBerry supreendeu muitos analistas de mercado hoje ao anunciar lucros em seu quarto trimestre fiscal, o primeiro a incluir resultados das primeiras vendas do novo smartphone BlackBerry Z10 que, segundo a empresa, teve 1 milhão de aparelhos enviados às lojas no período.

Embora a receita do quarto trimestre encerrado no dia 2 de março tenha sido muito menor que a do mesmo período no ano anterior – 2,68 bilhões de dólares contra 4,18 bilhões de dólares um ano atrás – a empresa anunciou lucro de 98 milhões de dólares (lucro de 19 centavos por ação), contra prejuízo de 125 milhões de dólares no mesmo trimestre do ano passado (perda de 24 centavos por ação).

A empresa aproveitou as boas notícias para comunicar notícias não tão boas: sua base de assinantes perdeu 3 milhões de clientes, caindo para 76 milhões de usuários e seu co-fundador, Mike Lazaridis, está deixando o conselho diretor da companhia.

No quarto trimestre, a BlackBerry despachou 6 milhões de smartphones. dos quais 1 milhão foram aparelhos Z10, que utiliza o novo sistema operacional  BlackBerry 10. O novo smartphone começou a ser vendido apenas um mês antes do final do trimestre, em poucos mercados (inicialmente só Canadá e Reino Unido). As vendas nos Estados Unidos iniciaram na semana passada, depois portanto do fechamento do quarto trimestre fiscal.

Outra boa notícia para seus investidores é o fato de que a empresa mantém 2,9 bilhões de dólares em caixa, uma boa soma que deve garantir à BlackBerry fôlego para montar e manter uma campanha de marketing agressiva para seus novos smartphones Z10. A empresa informou hoje que os investimentos de marketing para os novos smartphones vão aumentar 50%  no próximo trimestre. O Z10 será o primeiro a ganhar velocidade e o próximo a ganhar visibilidade é o modelo Q10, que combina uma tela touch menor com um teclado QWERTY.

Por hora, o salto das vendas do Z10 pode ser reputado ao grande número de usuários dos antigos aparelhos BlackBerry que estariam tocando seus equipamentos. A pergunta é se a empresa vai conseguir atrair novos usuários que ainda não estão em sua base.

De qualquer forma, o anúncio dos novos números fez as ações da empresa canadense, negociadas na bolsa Nasdaq, saltarem 8% durante a pré-venda antes da abertura da Bolsa em Nova Iorque, segundo reportagem do The Wall Street Journal. Embora ainda muito distantes dos valores altos do passado, as ações da BlackBerry mais que dobraram de preço em seis meses. “Mas apenas sete, de 45 analistas, sugere que as ações sejam um bom ativo para comprar”, diz reportagem da Bloomberg, mostrando os efeitos do mau humor dos investidores sobre o mercado de tecnologia.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 23 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Um quarto dos brasileiros já teve dispositivo móvel perdido ou roubado

Estudo global da F-Secure aponta índice de 25% para o Brasil, considerado alto, comparado à média mundial de 11%; País é superado apenas pela Índia, com 35%

A pesquisa realizada com usuários de banda larga em 14 países pela empresa de segurança da informação F-Secure revela a falta de segurança no Brasil. No total de 25% dos participantes brasileiros, a resposta foi que já tiveram o dispositivo móvel roubado ou perdido, índice considerado alto se comparado à média mundial de 11%. O Brasil só foi superado pela Índia nesse quesito, onde 35% das pessoas disseram já ter tido o celular ou outro dispositivo digital roubado ou perdido. O Japão é o país com o menor índice de perda e furto de aparelhos (2%), seguido por Alemanha (3%) e Finlândia (4%).  

Outro dado apurado no estudo da F-Secure foi a frequência com que as pessoas adquirem um novo telefone celular. No Brasil, que possui atualmente 256 milhões de linhas ativas segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 32% afirmaram trocar de aparelho uma vez a cada dois anos e 35% uma vez por ano, hábito pouco comum entre os japoneses (4%), alemães (5%) e belgas (7%).  

“O grande problema de ter o dispositivo roubado ou perdido é quando não existe o backup do conteúdo nele embarcado, sejam fotos, vídeos, mensagens ou outros documentos. A proteção ideal deve combinar ambos, o antivírus e também o backup. O hardware pode ser substituído, mas o conteúdo não”, afirma Ascold Szymanskyj, vice-presidente de Vendas e Operações da F-Secure para a América Latina. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Um quarto dos brasileiros já teve dispositivo móvel perdido ou roubado

Estudo global da F-Secure aponta índice de 25% para o Brasil, considerado alto, comparado à média mundial de 11%; País é superado apenas pela Índia, com 35%

A pesquisa realizada com usuários de banda larga em 14 países pela empresa de segurança da informação F-Secure revela a falta de segurança no Brasil. No total de 25% dos participantes brasileiros, a resposta foi que já tiveram o dispositivo móvel roubado ou perdido, índice considerado alto se comparado à média mundial de 11%. O Brasil só foi superado pela Índia nesse quesito, onde 35% das pessoas disseram já ter tido o celular ou outro dispositivo digital roubado ou perdido. O Japão é o país com o menor índice de perda e furto de aparelhos (2%), seguido por Alemanha (3%) e Finlândia (4%).  

Outro dado apurado no estudo da F-Secure foi a frequência com que as pessoas adquirem um novo telefone celular. No Brasil, que possui atualmente 256 milhões de linhas ativas segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 32% afirmaram trocar de aparelho uma vez a cada dois anos e 35% uma vez por ano, hábito pouco comum entre os japoneses (4%), alemães (5%) e belgas (7%).  

“O grande problema de ter o dispositivo roubado ou perdido é quando não existe o backup do conteúdo nele embarcado, sejam fotos, vídeos, mensagens ou outros documentos. A proteção ideal deve combinar ambos, o antivírus e também o backup. O hardware pode ser substituído, mas o conteúdo não”, afirma Ascold Szymanskyj, vice-presidente de Vendas e Operações da F-Secure para a América Latina. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Um quarto dos CIOs acredita que os tablets são uma moda passageira

E que os telefones de mesa vão desaparecer dos escritórios. Aparelhos VoIP serão usados cada vez mais, segundo pesquisa feita na Inglaterra

Os CIOs do Reino Unido esperam que o telefone de mesa vá desaparecer dos escritórios dentro de cinco anos. Um grande número de organizações passou a usar tecnologia de voz sobre IP, para permitir chamadas gratuitas pelas redes baseadas na Internet. É o que revela uma pesquisa da Vanson Bourne com 500 CIOs do Reino Unido sobre as tecnologias que esperam usar ao longo dos próximos anos.

A maioria (65%) prevê que os telefones de mesa vão desaparecer do uso diário dentro de cinco anos. O estudo também revelou o cepticismo dos CIOs sobre a tecnologia de tablets como o iPad, da Apple. Quase um quarto (24%) dos entrevistados espera que os tablets “saiam de moda”.

Um fator de apoio à crença dos CIOs sobre o fim do telefone é o rápido declínio nas tarifas das chamadas telefônicas nos contratos móveis para as empresas. Os computadores são outro dispositivo com maior probabilidade de se tornar redundante, com 62% dos CIOs prevendo o seu desaparecimento. Em contraste, os smartphones (13%) são vistos como os dispositivos com menos chance de serem abandonados.

Tony Grace, diretor de operações da Virgin Media Business, que encomendou o estudo, argumenta que “o ritmo de mudança tecnológica está tendo um efeito transformador sobre a nossa forma de trabalhar. Uma década atrás, teria sido impensável sugerir um escritório sem telefones. Agora, é difícil imaginar estar separado dos nossos smartphones”.

Sobre os tablets, Grace acredita que esses equipamentos “ainda tem um longo caminho a percorrer para se justificar e ficar ao lado dos smartphones como um equipamento essencial de negócio”.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , ,