RSS

Arquivo da tag: pstumo

Michael Jackson tem música de CD póstumo lançada em prêmio nos EUA

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Capa do disco 'Xscape', de Michael Jackson (Foto: Divulgação)Capa do disco ‘Xscape’, de Michael Jackson
(Foto: Divulgação)

A primeira música do álbum póstumo do astro Michael Jackson foi lançada na noite desta quinta-feira (1º) na premiação iHeartRadio Music Awards, numa antecipação ao lançamento do disco, marcado para meados de maio.

“Lover never felt so good”, originalmente escrita e gravada por Michael Jackson em 1983, é o primeiro single de “Xscape”, álbum a ser lançado no dia 13 de maio pela Epic Recors em parceria com o espólio de Michael Jackson. A música estará disponível para compra a partir da meia-noite desta sexta-feira (2).O álbum tem oito músicas inéditas de Jackson, que foram gravadas entre 1983 e 1999.

Michael, conhecido como o Rei do Pop e um dos artistas mais influentes da história da música, com 1 bilhão de discos vendidos em todo mundo, morreu em 2009, aos 50 anos, em Los Angeles. A causa da morte uma overdose do anestésico propofol. A droga foi administrada a ele por seu médico pessoal em meio aos ensaios para uma série de 50 shows em Londres.

O primeiro prêmio iHeartAwards, apresentado do Shrine Auditorium e transmitido ao vivo pela rede NBC, também contou com apresentações do rapper Pitbull, da cantora country Luke Bryan e da banda britânica Bastille.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

G1 ouviu: 2º CD póstumo de Michael Jackson é menos ‘fake’, mas é ruim

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Capa do disco 'Xscape', de Michael Jackson (Foto: Divulgação)Capa do disco ‘Xscape’, de Michael Jackson
(Foto: Divulgação)

Sempre que algum executivo da Epic Records e da Sony Music fala sobre o segundo CD póstumo de Michael Jackson (1958-2009), a “defesa” tem um argumento. O disco “deixaria Michael orgulhoso”. A garantia é de L.A. Reid, produtor executivo do disco, presidente da Epic e parceiro da nata do pop e R&B.

O G1 ouviu as oito inéditas de “Xscape” em evento para jornalistas, em São Paulo. O disco será lançado no dia 13 de maio e está em pré-venda no iTunes. Uma edição deluxe terá as gravações originais.

Liberar as versões pré-produzidas do 12º trabalho do rei do pop, sucessor do detonadíssimo “Michael” (2010), é mais uma tentativa de mostrar que houve mais cuidado desta vez com as sobras de estúdio que Michael deixou. É fácil constatar que “Xscape” é melhor do que o primeiro CD póstumo. O trabalho é mais cuidadoso, mas ainda assim o CD fica em um espaço nada nobre da discografia do cantor. No geral, é um disco bem ruim.

Veja abaixo o faixa a faixa de ‘Xscape’, novo disco de Michael Jackson:

‘Love never felt so good’
O disco começa com uma batida animada, levemente dançante. Depois, piano e falsetes ganham força. É a mais conhecida: vazou nos anos 2000 e foi composta nos anos 80 por Michael com Paul Anka. Nunca foi lançada, mas quem é fã do cantor já deve ter ouvido. Há trecho que faz lembrar vagamente “Levon”, de Elton John.

‘Chicago’
Com batidas mais graves e pesadas, ele canta de forma menos suave. Os vocais são gritados, em estilo “They don’t care about us”. O Michael de voz meio raivosa duela com um Michael de voz doce e anasalada. Mas o confronto entre tipos de vozes do rei do pop não dá liga. É o pior momento de “Xscape”. As primeiras versões da música foram gravadas em 1987. Houve uma segunda tentativa de recauchutar os versos em 2009, para o CD “Invincible”, de 2001. Sim, esta foi a terceira tentativa de botar a música em um disco.

Michael Jackson durante show em dezembro de 1996 (Foto: AP Photo/Pat Roque, File)Michael Jackson em 1996 (Foto: AP/Pat Roque)

‘Loving you’
É uma faixa simples, um pouco menos agitada. Poderia facilmente ser um lado B de algum disco de Michael Jackson nos anos 90. Ele canta que se sente triste, mas que vai se encontrar com ajuda do amor. Nada tem a ver com “Who’s lovin’ You”, faixa de Smokey Robinson regravada com sucesso pelo Jackson 5.

‘A place with no name’
Irritante no começo, ela melhora do meio para o fim. Tem o refrão mais cantarolável do disco. O “na na na” repetido no último minuto de canção até que funciona, mas tem sonoridade um bocado artificial. Foi a primeira música a vazar após a morte de Michael Jackson. Um trecho de 24 segundos foi divulgado pelo site TMZ, em julho de 2009.

‘Slave to the rhythm
Tem um clima épico no início, mas depois descamba para um eletrônico de dar dor de cabeça em quem não curte arranjos muito poluídos, cheios de camadas. Michael conta a história de uma mulher que dança e se diz “escrava do ritmo”. É uma canção ok, com produção de Timbaland (já requisitado por Madonna, Justin Timberlake e Nelly Furtado). É outra que já é bem conhecida de quem se interessa por sobras de Michael. Os primeiros esboços da então “Slave 2 the rhythm” são do comecinho dos anos 90. Em 2013, uma versão em dueto com Justin Bieber foi tocada em rádios e postada no YouTube. Saiu do ar.

“Ela escreveu que está cansada de ser usada por seu padrasto / Dizendo que ele vai lhe comprar coisas, enquanto abusa sexualmente dela”‘Do you know where your children are?’,
de Michael Jackson

‘Do you know where your children are?’
Sintetizadores dividem espaço com os famosos gritinhos de Michael Jackson. É “u-hu” para lá, “i-ih” para cá… O arranjo é frenético. “Ela escreveu que está cansada de ser usada por seu padrasto / Dizendo que ele vai lhe comprar coisas, enquanto abusa sexualmente dela”, canta Michael. O cantor foi acusado duas vezes de abusar sexualmente de crianças. Ele negou com veemência as acusações.

‘Blue gangsta’
“O que você vai fazer?”, pergunta inúmeras vezes Michael, em R&B muito repetitivo. O vocal oscila entre o mais sussurrado e o “revolts”. “Estou encantado com o que você disse e com as coisas que você fez para mim”, declara-se. A letra até ganha pontos por ser emotiva, direta. Mas a parte musical é bem aquém do que se espera do rei do pop. “Blue gangsta” parece sobra de estúdio do Black Eyed Peas, não de Michael Jackson.

‘Xscape’
A faixa-título é uma das melhores do CD. Bem acabada, ela tem um Michael de voz às vezes irreconhecível e isso não prejudica a música. Trata-se de uma colagem de vozes, batidas e levadas que faz qualquer um se mexer. É mais uma que ficou de fora de “Invincible”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , ,

Site confirma músicas do álbum póstumo de Michael Jackson

Capa do disco 'Xscape', de Michael Jackson (Foto: Divulgação)Capa do disco ‘Xscape’, de Michael Jackson
(Foto: Divulgação)

O site do “NME” divulgou, nesta sexta-feira (25), a ordem das oito faixas que estão em “Xscape”, o álbum póstumo de Michael Jackson que sai em 13 de maio. Veja lista abaixo.

No começo do mês, o semanário britânico já havia antecipado que uma das músicas do disco tem como tema o abuso sexual infantil.

A letra da canção “Do you know where your children are?”, divulgada pelo site do “Mirror”, fala sobre uma garota de 12 anos, que foge de casa e se prostitui. “She wrote that she is tired of stepdaddy using her/Saying that he’ll buy her things, while sexually abusing her” (“Ela escreveu que está cansada de ser usada por seu padrasto/Dizendo que ele vai lhe comprar coisas, enquanto abusa sexualmente dela”, em tradução).

Michael Jackson, que morreu em junho de 2009, aos 50 anos, foi acusado duas vezes de abusar sexualmente de crianças. No ano passado, o coreógrafo Wade Robson levantou novamente a polêmica. Uma audiência sobre o caso está marcada para junho.

Edição deluxe
O disco foi organizado pelo presidente da Epic Records, LA Reid. As oito faixas inéditas foram atualizadas por nomes como Timbaland, que trabalha com Justin Timberlake, e Stargate, que produz Rihanna e Beyoncé. Rodney Jerkins, John McClain, e Jerome Harmon também produzem o álbum.

“Michael deixou para trás algumas performances musicais que temos muito orgulho em apresentar através da visão de produtores musicais que ele tanto trabalhou diretamente como expressou um forte desejo de trabalhar”, disse Reid. “Estamos extremamente orgulhosos e honrados em apresentar esta música para o mundo.”

Uma edição deluxe de “Xscape” também incluirá as gravações originais das músicas. A Epic Records lançou um primeiro álbum póstumo de Michael Jackson em 2010. “Michael” foi composto por nove faixas apresentadas como inéditas, gravadas principalmente no fim da vida do artista.

Veja a ordem das faixas de “Xcape”:
“Love never felt so good”
“Chicago”
“Loving you”
“A place with no name”
“Slave to the rythm”
“Do you know where your children are?”
“Blue gangsta”
“Xscape”

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Música

 

Tags: , , , ,

Jovem que impediu atentado pode ganhar prêmio póstumo no Paquistão

O garoto paquistanês Aitzaz Hassan (Foto: AFP)O garoto paquistanês Aitzaz Hassan (Foto: AFP)

Um adolescente paquistanês que morreu ao impedir um homem-bomba de atacar sua escola foi indicado para receber postumamente a principal condecoração civil do país, disse um chefe regional de polícia nesta sexta-feira (10).

Aitezaz Hassan, de 17 anos, confrontou o homem-bomba que tentava entrar em uma escola pública na província de Khyber Pakhtunkhwa, no noroeste do Paquistão. Ele e o militante morreram, mas não houve outros feridos, segundo a polícia.

“Embora eu tenha perdido meu doce filho, não lamento o que ele fez. Ele fez um trabalho heroico, e estou orgulhoso da sua bravura”, disse à Reuters o pai do adolescente, Mujahid Ali.

O militante levava explosivos sob um uniforme escolar, mas alunos do local perceberam e começaram a gritar para que parasse. Aitezaz, no entanto, foi o único a enfrentá-lo diretamente, e a bomba explodiu.

Um grupo militante sunita, chamado Lashkar-e-Jhangvi, assumiu a responsabilidade pelo atentado. A escola fica em Hagu, uma área de predomínio xiita.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Jobs leva Grammy póstumo por ter mudado indústria de música

AppId is over the quota
Comunicado no site da premiação chama o fundador da Apple de “visionário criativo” e cita criações como iPod e iTunes; executivo Eddy Cue recebeu prêmio no evento

13 de fevereiro de 2012 – 14h00

Como anunciado em dezembro do ano passado, o cofundador e ex-CEO da Apple, Steve Jobs, ganhou um prêmio póstumo do Grammy neste domingo, 12/2, por seu papel na criação de produtos que mudaram a indústria do entretenimento.

“Como ex-CEO e cofundador da Apple, Steve Jobs ajudou a criar produtos e tecnologias que transformaram a maneira como consumimos música, TV, filmes e livros. Um visionário criativo, inovações de Jobs como o iPod e sua loja online iTunes Store revolucionaram a indústria e a maneira como a música é distribuída e contribuída”, afirma uma declaração oficial no site do Grammy.

Ao aceitar o prêmio no lugar de Jobs, que faleceu em outubro de 2011, o vice-presidente de Serviços e Software da Internet  da Apple, Eddy Cue, disse que: “Steve foi um visionário, um mentor, e um amigo próximo. Tive uma incrível honra em poder trabalhar com ele pelos últimos 15 anos. Receber esse prêmio significa tanto para mim, porque a música significava muito para ele.”

Vale lembrar que na última semana o FBI publicou dois dossiês sobre Jobs em que o criador da Apple era chamado de “enganador” e “antiético” por alguns dos entrevistados.

Especial - IT Leaders 2011

O ITBOARD materializa a nova plataforma de conversas do Século XXI. Concentra o diálogo sobre tecnologia e inovação movido a tweets de quem está imerso nesses assuntos. ENTRE NA CONVERSA

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Jobs ganha Grammy póstumo por ‘revolução’ na indústria musical

Como anunciado em dezembro do ano passado, o cofundador e ex-CEO da Apple, Steve Jobs, ganhou um prêmio póstumo do Grammy neste domingo, 12/2, por seu papel na criação de produtos que mudaram a indústria do entretenimento.

“Como ex-CEO e cofundador da Apple, Steve Jobs ajudou a criar produtos e tecnologias que transformaram a maneira como consumimos música, TV, filmes e livros. Um visionário criativo, inovações de Jobs como o iPod e sua loja online iTunes Store revolucionaram a indústria e a maneira como a música é distribuída e contribuída”, afirma uma declaração oficial no site do Grammy.

Ao aceitar o prêmio no lugar de Jobs, que faleceu em outubro de 2011, o vice-presidente de Serviços e Software da Internet  da Apple, Eddy Cue, disse que: “Steve foi um visionário, um mentor, e um amigo próximo. Tive uma incrível honra em poder trabalhar com ele pelos últimos 15 anos. Receber esse prêmio significa tanto para mim, porque a música significava muito para ele.”

Vale lembrar que na última semana o FBI publicou dois dossiês sobre Jobs em que o criador da Apple era chamado de “enganador” e “antiético” por alguns dos entrevistados.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Jobs leva Grammy póstumo por ter mudado indústria de música

AppId is over the quota
Comunicado no site da premiação chama o fundador da Apple de “visionário criativo” e cita criações como iPod e iTunes; executivo Eddy Cue recebeu prêmio no evento

13 de fevereiro de 2012 – 14h00

Como anunciado em dezembro do ano passado, o cofundador e ex-CEO da Apple, Steve Jobs, ganhou um prêmio póstumo do Grammy neste domingo, 12/2, por seu papel na criação de produtos que mudaram a indústria do entretenimento.

“Como ex-CEO e cofundador da Apple, Steve Jobs ajudou a criar produtos e tecnologias que transformaram a maneira como consumimos música, TV, filmes e livros. Um visionário criativo, inovações de Jobs como o iPod e sua loja online iTunes Store revolucionaram a indústria e a maneira como a música é distribuída e contribuída”, afirma uma declaração oficial no site do Grammy.

Ao aceitar o prêmio no lugar de Jobs, que faleceu em outubro de 2011, o vice-presidente de Serviços e Software da Internet  da Apple, Eddy Cue, disse que: “Steve foi um visionário, um mentor, e um amigo próximo. Tive uma incrível honra em poder trabalhar com ele pelos últimos 15 anos. Receber esse prêmio significa tanto para mim, porque a música significava muito para ele.”

Vale lembrar que na última semana o FBI publicou dois dossiês sobre Jobs em que o criador da Apple era chamado de “enganador” e “antiético” por alguns dos entrevistados.

Especial - IT Leaders 2011

O ITBOARD materializa a nova plataforma de conversas do Século XXI. Concentra o diálogo sobre tecnologia e inovação movido a tweets de quem está imerso nesses assuntos. ENTRE NA CONVERSA

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,