RSS

Arquivo da tag: protestam

Médicos protestam em Caracas contra e a favor do governo

Trabalhadores da saúde pública venezuelana brigam com a polícia de choque durante um protesto em Caracas. (Foto: Juan Barreto/AFP)Trabalhadores da saúde pública venezuelana brigam com a polícia de choque durante um protesto em Caracas. (Foto: Juan Barreto/AFP)

Centenas de médicos e estudantes de medicina protestaram em Caracas contra a falta de recursos dos hospitais, enquanto chavistas marchavam em apoio ao sistema público de saúde.

Usando jalecos e levando uma grande bandeira do país, médicos e estudantes de Medicina de todas as idades se concentraram na praça Venezuela. O destino era a sede da vice-presidência, no centro da cidade (reduto chavista), mas uma barreira policial impediu o avanço do grupo, sob a justificativa de que a passeata não tinha autorização.

Os médicos carregavam cartazes com inscrições como: “Não são só as balas que matam, a falta de remédios também”.

De acordo com o presidente da Federação Médica Venezuelana, Douglas León, cerca de 95% dos hospitais do país têm apenas 5% do necessário para atender aos pacientes. “O governo não equipou os hospitais, nem cumpriu a Constituição”, criticou.

“O que importa é resolver os problemas dos venezuelanos e a crise da saúde, pela qual estamos passando. Queremos protestar, mas também queremos paz”, disse Geovanny Provenza, um jovem médico que trabalha em um hospital público.

Preocupada com seu futuro, a estudante de Medicina Caterine Acosta, de 20 anos, considera que “os hospitais estão se deteriorando, não se encontra os materiais, e temos de falar para os pacientes comprarem aquilo de que precisam”.

A poucas quadras, centenas de “trabalhadores e comitês de saúde” chavistas avançaram, sem problemas, pelo centro da capital. Eles foram recebidos no Palácio Miraflores pelo presidente Nicolás Maduro para comemorar o Dia do Médico e pela formatura de aproximadamente 2.500 jovens – uma parceria com o governo cubano.

“2.500 médicos que se graduam graças à educação que garantimos à juventude para se formar e servir à pátria com uma nova ética”, declarou o presidente em sua conta no Twitter, pouco antes do ato oficial.

Também aconteceram protestos de médicos em várias cidades do país, somando-se à onda de manifestações contra o governo que acontece na Venezuela, há um mês, contra a inflação, a escassez de produtos básicos e a violência.

Ao menos 20 pessoas foram mortas, e 300 ficaram feridas nos protestos. A reação do governo motivou uma série de denúncias de violações de direitos humanos.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Militantes do Femen protestam em Nova York contra Putin

Militantes do Femen protestam na Times Square contra a ocupação russa na Ucrânia (Foto: AFP PHOTO/Stan HONDA)Militantes do Femen protestam na Times Square contra a ocupação russa na Ucrânia (Foto: AFP PHOTO/Stan HONDA)

Militantes do movimento feminista Femen protestaram na Times Square, em Nova York, contra a ocupação russa na Crimeia, e pediram uma resposta mais dura dos Estados Unidos e da União Europeia (UE) contra o presidente Vladimir Putin.

Cinco integrantes, com os seios pintados com as cores da bandeira ucraniana (azul e amarelo), hastearam uma faixa escrita “Fuck Putin’s Occupation” (F***-se a ocupação de Putin).

Inna Shevchenko, uma das líderes do Femen, pediu aos Estados Unidos e a UE “sanções mais sérias” do que apreender documentos e congelar bens dos responsáveis pela violência.

“Putin tem medo de uma coisa: tem medo do poder do povo. Não tem medo dos EUA ou da União Europeia”, acrescentou, depois de concluir o protesto, realizado sob frio extremo.

Duas ativistas do grupo foram detidas nesta quinta-feira (6) em Simferopol, na Crimeia, depois de aparecerem com um seios desnudos em um protesto pró-Rússia no Congresso local.

Inna Shevchenko, uma das líderes do Femen, rasga bandeira russa em protesto na Times Square (Foto: AFP PHOTO/Stan HONDA)Inna Shevchenko, uma das líderes do Femen, rasga bandeira russa em protesto na Times Square (Foto: AFP PHOTO/Stan HONDA)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Milhares de portugueses protestam contra política de austeridade

Manifestantes gritam durante protesto organizado pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP) sindicais em Lisboa, neste sábado (1) (Foto: Hugo Correia/Reuters)Manifestantes gritam durante protesto organizado pela CGTP, a principal confederação sindical do país, em Lisboa, neste sábado (1) (Foto: Hugo Correia/Reuters)

Milhares de manifestantes saíram neste sábado (1) às ruas das principais cidades de Portugal para protestar contra a política de austeridade do governo de centro-direita e exigir sua renúncia. A “jornada de luta contra a exploração e o empobrecimento” foi organizada pela CGTP, a principal confederação sindical do país.

Segundo cálculos da imprensa, cerca de 5.000 pessoas participaram dos protestos em Lisboa, gritando palavras de ordem como “Fora Governo!” e exibindo faixas que exigiam a “renúncia imediata” do Executivo.

“Estou farto de todos os políticos corruptos. Tenho 63 anos, comecei a trabalhar aos 15 e agora não sei quando vou poder me aposentar ou se vou ter direito a uma pensão digna”, declarou Vitor Nunes, que protestava em Lisboa.

Ema Câmara, funcionária da Prefeitura de Lisboa, também manifestou sua indignação e “cólera contra esta política de cortes orçamentários”, que causaram uma redução em seu salário. “Antes da crise, eu ganhava 1.300 euros por mês e agora ganho 1.000 euros, apesar de 30 anos no emprego”, disse essa mulher de 51 anos.

“Estou nas ruas contra os aumentos de impostos e esta política que levou a maioria dos meus amigos a emigrar”, disse João Figueiredo, um engenheiro de 27 anos.

Em troca de um empréstimo de 78 bilhões de euros concedido em 2011 pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional, Portugal se comprometeu a aplicar um programa de rigor orçamentário com o objetivo de sanear as finanças públicas do país.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Refugiados sírios no Iraque protestam contra estupro coletivo

Refugiados sírios no Iraque protestam contra estupro coletivo nesta quinta-feira (9) em Erbil (Foto: Safin Hamed/AFP)Refugiados sírios no Iraque protestam contra estupro coletivo nesta quinta-feira (9) em Erbil (Foto: Safin Hamed/AFP)

Dezenas de curdos sírios protestaram nesta quinta-feira (9) em frente ao Parlamento curdo iraquiano, exigindo a execução de seis homens acusados do estupro coletivo de uma jovem refugiada.

Os homens, todos iraquianos, foram presos após uma refugiada síria de 16 anos ser estuprada pelo grupo na terça-feira na periferia de Erbil, capital da região autônoma do Curdistão, no norte do Iraque, indicou a polícia.

Três dos suspeitos negaram ter participado do ataque, segundo a polícia.

A jovem voltava para sua casa em Erbil após o trabalho quando três homens a renderam e a levaram para uma fazenda na periferia, indicou a polícia em um comunicado.

No local, ela foi agredida sexualmente pelos três e por mais três que se juntaram ao grupo.

Os seis iraquianos abandonaram a refugiada, que conseguiu retornar à cidade, onde denunciou o crime à polícia. Três homens foram presos na quarta-feira, e os demais nesta quinta-feira.

“Nós exigimos a pena máxima, a execução, para esses homens”, indicou nesta quinta-feira ante o Parlamento, Amama Hassan, uma manifestante.

Os manifestantes exibiam faixas nas quais era possível ler: “Não violem a nossa honra” ou “Não fique triste, minha irmã (…), enquanto os criminosos não forem executados, nós não nos calaremos”.

Mais de 210 mil sírios fugiram da guerra em seu país e se refugiaram no Iraque, a grande maioria estão no Curdistão iraquiano, segundo a ONU.

Esta agressão é o mais grave incidente denunciado contra os refugiados sírios curdos.

arte cronologia síria 31/12/2013 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Estudantes protestam nus contra regalias de parlamentares filipinos

Estudantes da Universidade Politécnica das Filipinas andaram nus nesta terça-feira (1º) pelo campus em Manila durante uma “passeata” na qual pediram a extinção de um fundo chamado “barril de porco”, que é distribuído aos membros da Câmara de Deputados e do Senado para gastarem como bem entenderem, sem passar pelo processo normal.

Todos os anos, integrantes da fraternidade “Alpha Phi Omega” tiram a roupa para participar da chamada “Corrida da Oferenda”, em que eles correm nus em torno do prédio principal da universidade, chamando atenção para algum assunto de interesse público. Neste ano, o foco do protesto foi o uso do fundo “barril de porco” pelos parlamentares.

Estudantes da Universidade Politécnica das Filipinas andaram nus em protesto contra as regalias dos parlamentares (Foto: Romeo Ranoco/Reuters)Estudantes da Universidade Politécnica das Filipinas andaram nus em protesto contra as regalias dos parlamentares (Foto: Romeo Ranoco/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Milhares de manifestantes protestam contra a espionagem em Berlim

Manifestante pede para que 'parem de nos ver' em mensagem escrita em cartaz (Foto: Rainer Jensen/AFP)Manifestante pede para que ‘parem de nos ver’ em
mensagem escrita em cartaz
(Foto: Rainer Jensen/AFP)

Milhares de pessoas protestaram neste sábado (7) em Berlim contra a violação da vida privada pela espionagem das comunicações realizada pelos serviços secretos, como a Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos.

A manifestação, que tinha como lema “a liberdade antes do medo”, foi convocada por um grupo de organizações, incluindo o Partido Verde, a esquerda radical Die Linke e o Partido Pirata.

Segundo os organizadores, 20 mil pessoas compareceram ao protesto. A polícia não divulgou um número de participantes.

Apesar de dirigida contra todas as violações da vida privada, a manifestação teve como alvo particular a NSA, cujos métodos generalizados de espionagem foram denunciados pelo americano Edward Snowden, ex-consultor da NSA refugiado em Moscou, na Rússia.

Os manifestantes também criticaram o governo alemão, pois consideraram muito leve a reação de Berlim às revelações de espionagem americana, que afetou instituições europeias e alemãs.

Milhares de pessoas protestaram em Berlim contra a vigilânca on-line dos Estados Unidos (Foto: Rainer Jensen/AFP)Milhares de pessoas protestaram em Berlim contra a vigilânca on-line dos Estados Unidos (Foto: Rainer Jensen/AFP)Cartaz transforma políticos alemães em robôs de vigilância (Foto: Rainer Jensen/AFP)Cartaz transforma políticos alemães em robôs de vigilância (Foto: Rainer Jensen/AFP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Muçulmanos da Indonésia protestam contra concurso ‘Miss Mundo’

Manifestantes muçulmanos protestam contra concurso de beleza na Indonésia nesta quinta-feira (5) (Foto: Beawiharta/ Reuters)Manifestantes muçulmanos protestam contra concurso de beleza na Indonésia nesta quinta-feira (5) (Foto: Beawiharta/ Reuters)

Mais de mil muçulmanos da ala dura protestaram nesta quinta-feira (5) contra o concurso de beleza “Miss Mundo” na Indonésia, país que abriga a competição, classificando-o de “obsceno e pornográfico” no maior dos protestos antes de seu início neste fim de semana.

A oposição ao concurso no país de maioria muçulmana se intensificou na semana passada, quando manifestantes e alguns funcionários pediram o cancelamento do evento.

Os organizadores suspenderam o famoso desfile de biquíni, mas esta decisão não serviu para apaziguar os mais conservadores e os protestos foram aumentando até o registro nesta quinta-feira do maior de todos.

Cerca de 800 homens e mulheres do Hizbut Tahrir, um grupo da ala dura da Indonésia, se reuniram em Jacarta ante o ministério do Bem-Estar Social pedindo o apoio do governo para cancelar o concurso.

Também se dirigiram à sede do grupo midiático MNC, que transmitirá o evento e é o organizador local, com cartazes nos quais era possível ler “MNC: propagando obscenidade e pornografia” e “Miss Mundo: concurso de desvio”.

“Vamos continuar protestando para dizer ao povo como esse evento é degradante para as mulheres”, disse à AFP Zikra Asri, organizador do protesto, rodeado por mulheres utilizando o véu islâmico e vestidas de preto.

Na cidade de Medan, na ilha de Sumatra, outros 500 integrantes do Hizbut Tahrir marcharam até os edifícios governamentais pedindo o cancelamento do concurso.

Apesar da crescente oposição ao evento, os organizadores afirmaram que “o espetáculo deve continuar” e na quarta-feira insistiram que o concurso respeitará a cultura indonésia.

O concurso de Miss Mundo começará no domingo na ilha de Bali, de maioria hindu e onde as mulheres utilizam pequenos trajes de banho sem medo de ofender alguém.

Cerca de mil muçulmanos protestaram nas ruas conta o "Miss Mundo" (Foto: Beawiharta/ Reuters)Cerca de mil muçulmanos protestaram nas ruas contra o ‘Miss Mundo’ (Foto: Beawiharta/ Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,