RSS

Arquivo da tag: professores

Assad aparece em público com sua esposa em evento para professores

O presidente sírio, Bashar Al-Assad, fez nesta quinta-feira (20) junto a sua esposa, Asma, uma rara aparição pública, motivada pelo Dia do Professor na Síria, segundo publicam nesta sexta-feira (21) os meios de comunicação oficiais, que divulgam fotografias da ocasião.

O casal recebeu vários professores “ameaçados por grupos terroristas armados” em um lugar não precisado pela imprensa, embora pareça um dos palácios presidenciais.

Ele felicitou os docentes pela festividade e louvou os sacrifícios feitos durante o conflito.

Bashar al-Assad e sua mulher, Asma, participam de evento para professores no dia 20 de março (Foto: Sana/Reuters)Bashar al-Assad e sua mulher, Asma, participam de evento para professores no dia 20 de março (Foto: Sana/Reuters)

Assad considerou que atacar professores e escolas revela a realidade “daqueles que fazem a guerra contra a Síria e demonstra que os sírios estão em uma guerra contra a ignorância e o obscurantismo, que supõem uma ameaça para a sociedade e para as gerações futuras”.

Por sua vez, Asma assegurou que o papel dos professores após o fim da “crise” não será menos importante que seu papel atual, e que devem assumir sua responsabilidade junto às famílias para conscientizar às próximas gerações e educá-las da maneira correta.

Ambos intercambiaram opiniões com os professores, que agradeceram o casal pela atenção recebida.

Desde o início do conflito na Síria há três anos, Assad e sua esposa quase não apareceram em público e inclusive se chegou a especular que Asma poderia estar vivendo no Reino Unido, o que foi desmentido em várias ocasiões pelas autoridades.

De fato, em outubro, a primeira-dama síria afirmou em entrevista à televisão oficial que estava na Síria junto a seu marido e seus filhos, em meio aos rumores de que residia no exterior .

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Protesto de professores bloqueia acesso a aeroporto no México

Centenas de professores bloqueavam nesta terça-feira (1º) o tráfego na principal avenida de acesso ao aeroporto internacional da Cidade do México, com centenas de policiais tentando conter o avanço, em um novo protesto contra uma recente reforma do ensino.

A estação de metrô da praça do Monumento Revolución – onde milhares de professores estão acampados há vários dias – e outras áreas próximas ao aeroporto foram fechadas nesta terça-feira.

Desde o início dos protestos na Cidade do México, em 19 de agosto, os professores bloquearam acessos ao aeroporto em três ocasiões. Eles também impediram várias sessões no Congresso e organizaram passeatas nas principais avenidas da capital do país para pressionar o governo a desistir ou renegociar a reforma educacional, promulgada em sua totalidade no início de setembro.

Os professores consideram que a reforma viola seus direitos trabalhistas, já que pode condicionar as promoções e aumentos salariais a avaliações periódicas que, eles temem, seriam aplicadas de forma generalizada, sem levar em consideração as grandes diferenças econômicas e culturais que existem no país.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

MEC distribui 200 tablets para professores do ensino médio

Equipamentos fazem parte do primeiro lote dos 382,3 mil dispositivos comprados da Positivo e Digibras para serem distribuídos a educadores da rede públicas de todo o País.

21 de novembro de 2012 – 12h23

O Ministério da Educação (MEC) entregou 200 tablets aos coordenadores estaduais do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo Integrado) e representantes de 18 universidades federais participantes do programa.

Os equipamentos são destinados à capacitação de professores. “Há uma demanda explosiva por educação no Brasil. A desigualdade social está na escola”, disse o ministro , Aloizio Mercadante, em solenidade realizada ontem (20/11), em Brasília.

Para Mercadante, começar a capacitação dos professores do ensino médio para uso dos dispositivos móveis é uma medida estratégica. “Estamos discutindo como melhorar o ensino médio e temos que fortalecer o professor dentro de sala de aula e o melhor caminho é o tablet”, avaliou Mercadante.

Foram licitados pela pasta dois modelos de tablets, um com 7 polegadas (17,78 centímetros) e outro com 9,7 polegadas (24,638 centímetros). As vencedoras foram as empresas brasileiras Positivo e Digibras. Os estados e municípios podem aderir diretamente ao registro de preços, cuja ata terá vigência até junho de 2013.

Para dar início à capacitação pedagógica de professores do ensino médio da rede pública de todo País, o ministério adquiriu cinco mil unidades de tablets para serem utilizados no projeto piloto do Proinfo Integrado.

A entrega dos aparelhos nas escolas será realizada em 2013. Os coordenadores do programa farão curso de formação para, em seguida, treinar os multiplicadores, que formarão os professores em cada estado participante.

O modelo de 7 polegadas para distribuição nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste tem um custo aos cofres públicos de 278,90 reais e, para o Nordeste e Sul, de 276,99 reais.

Já o modelo de 9,7 polegadas será adquirido pelos estados pelo valor de 461,99 reais para o Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste e de 462,49 reais para Nordeste e Sul.

De acordo com o ministro, um tablet de 7 polegadas com as mesmas especificações é vendido no mercado brasileiro por 799 reais, em média. Segundo Mercadante, com a entrega de novas tecnologias da informação, os professores e as escolas públicas vão poder combinar os equipamentos com as demais mídias.

Ele citou o Portal do Professor, onde estão disponíveis cerca de 15 mil aulas criadas por educadores e aprovadas por um comitê editorial do MEC. Além disso, o ministro destacou que todas as obras literárias e livros didáticos adquiridos pela pasta também estão disponíveis no equipamento.

O MEC transferiu este ano 117 milhões de reais a 24 estados e Distrito Federal para compra de 382,3 mil tablets, que serão destinados inicialmente a professores de escolas de ensino médio do País.

*Com informações da agência MEC

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de fevereiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

MEC distribui 200 tablets para professores do ensino médio

Equipamentos fazem parte do primeiro lote dos 382,3 mil dispositivos comprados da Positivo e Digibras para serem distribuídos a educadores da rede públicas de todo o País.

21 de novembro de 2012 – 12h23

O Ministério da Educação (MEC) entregou 200 tablets aos coordenadores estaduais do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo Integrado) e representantes de 18 universidades federais participantes do programa.

Os equipamentos são destinados à capacitação de professores. “Há uma demanda explosiva por educação no Brasil. A desigualdade social está na escola”, disse o ministro , Aloizio Mercadante, em solenidade realizada ontem (20/11), em Brasília.

Para Mercadante, começar a capacitação dos professores do ensino médio para uso dos dispositivos móveis é uma medida estratégica. “Estamos discutindo como melhorar o ensino médio e temos que fortalecer o professor dentro de sala de aula e o melhor caminho é o tablet”, avaliou Mercadante.

Foram licitados pela pasta dois modelos de tablets, um com 7 polegadas (17,78 centímetros) e outro com 9,7 polegadas (24,638 centímetros). As vencedoras foram as empresas brasileiras Positivo e Digibras. Os estados e municípios podem aderir diretamente ao registro de preços, cuja ata terá vigência até junho de 2013.

Para dar início à capacitação pedagógica de professores do ensino médio da rede pública de todo País, o ministério adquiriu cinco mil unidades de tablets para serem utilizados no projeto piloto do Proinfo Integrado.

A entrega dos aparelhos nas escolas será realizada em 2013. Os coordenadores do programa farão curso de formação para, em seguida, treinar os multiplicadores, que formarão os professores em cada estado participante.

O modelo de 7 polegadas para distribuição nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste tem um custo aos cofres públicos de 278,90 reais e, para o Nordeste e Sul, de 276,99 reais.

Já o modelo de 9,7 polegadas será adquirido pelos estados pelo valor de 461,99 reais para o Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste e de 462,49 reais para Nordeste e Sul.

De acordo com o ministro, um tablet de 7 polegadas com as mesmas especificações é vendido no mercado brasileiro por 799 reais, em média. Segundo Mercadante, com a entrega de novas tecnologias da informação, os professores e as escolas públicas vão poder combinar os equipamentos com as demais mídias.

Ele citou o Portal do Professor, onde estão disponíveis cerca de 15 mil aulas criadas por educadores e aprovadas por um comitê editorial do MEC. Além disso, o ministro destacou que todas as obras literárias e livros didáticos adquiridos pela pasta também estão disponíveis no equipamento.

O MEC transferiu este ano 117 milhões de reais a 24 estados e Distrito Federal para compra de 382,3 mil tablets, que serão destinados inicialmente a professores de escolas de ensino médio do País.

*Com informações da agência MEC

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Professores da rede pública receberão quase 600 mil tablets em 2012

No segundo semestre deste ano, o MEC (Ministério da Educação) deve iniciar a distribuição de quase 600 mil tablets para professores da rede pública de ensino, segundo informações da Agência Brasil. O objetivo é que esse equipamento chegue a 62.230 escolas.

Para que isso seja possível, o governo vai desembolsar entre 150 milhões e 180 milhões de reais. A licitação foi iniciada em dezembro de 2011, com o objetivo de adquirir 900 mil aparelhos de fabricação nacional, com telas entre 7 e 10 polegadas.

Digibras e Positivo venceram a licitação, mas o contrato só deve ser fechado em abril, pois o Inmetro ainda precisa avaliar se os produtos atendem às exigências do edital.

O governo pagará quase R$ 300 pelo tablet de 7 polegadas e aproximadamente R$ 470, pelo de 10 polegadas. Segundo o ministério, o equipamento de 7 polegadas custa cerca de R$ 800, normalmente.

O programa vai começar com a distribuição de equipamentos para os professores porque o MEC acredita que o projeto tem mais chances de sucesso se o docente dominar o equipamento, antes do tablet chegar ao aluno.

“A inclusão digital tem que começar pelo professor. Se ele não avançar, dificilmente a pedagogia vai avançar”, afirmou o ministro da educação, Aloizio Mercadante, à Agência Brasil. Cursos de capacitação presencial e a distância vão ser oferecidos ao professor.

Segundo o ministro, com o tablet o professor poderá preparar as aulas, acessar a Internet e consultar conteúdos como revistas pedagógicas e 60 livros que estarão instalados no equipamento. Estarão disponíveis conteúdos para aulas como física, matemática, biologia e química.

As aulas preparadas no tablet serão apresentadas por meio da lousa digital. No ano passado já foram entregues 78 mil desses equipamentos.

Depois dos professores do ensino médio, será a vez dos docentes do ensino fundamental. Ainda não há previsão sobre quando os alunos receberão o equipamento.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Professores da rede pública receberão quase 600 mil tablets em 2012

No segundo semestre deste ano, o MEC (Ministério da Educação) deve iniciar a distribuição de quase 600 mil tablets para professores da rede pública de ensino, segundo informações da Agência Brasil. O objetivo é que esse equipamento chegue a 62.230 escolas.

Para que isso seja possível, o governo vai desembolsar entre 150 milhões e 180 milhões de reais. A licitação foi iniciada em dezembro de 2011, com o objetivo de adquirir 900 mil aparelhos de fabricação nacional, com telas entre  7 e 10 polegadas.

Digibras e Positivo venceram a licitação, mas o contrato só deve ser fechado em abril, pois o Inmetro ainda precisa avaliar se os produtos atendem às exigências do edital.

O governo pagará quase R$ 300 pelo tablet de 7 polegadas e aproximadamente R$ 470, pelo de 10 polegadas. Segundo o  ministério, o equipamento de 7 polegadas custa cerca de R$ 800, normalmente.

O programa vai começar com a distribuição de equipamentos para os professores porque o MEC acredita que o projeto tem mais chances de sucesso se o docente dominar o equipamento, antes do tablet chegar ao aluno.

“A inclusão digital tem que começar pelo professor. Se ele não avançar, dificilmente a pedagogia vai avançar”, afirmou o ministro da educação, Aloizio Mercadante, à Agência Brasil. Cursos de capacitação presencial e a distância vão ser oferecidos ao professor.

Segundo o ministro, com o tablet o professor poderá preparar as aulas, acessar a Internet e consultar conteúdos como revistas pedagógicas e 60 livros que estarão instalados no equipamento. Estarão disponíveis conteúdos para aulas como física, matemática, biologia e química.

As aulas preparadas no tablet serão apresentadas por meio da lousa digital. No ano passado já foram entregues 78 mil desses equipamentos.

Depois dos professores do ensino médio, será a vez dos docentes do ensino fundamental. Ainda não há previsão sobre quando os alunos receberão o equipamento.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Tablet: professores da rede pública receberão quase 600 mil unidades

AppId is over the quota
Governo brasileiro vai gastar mais de R$ 150 milhões com os equipamentos; portáteis serão usados em conjunto com lousas digitais.

03 de fevereiro de 2012 – 18h13

No segundo semestre deste ano, o MEC (Ministério da Educação) deve iniciar a distribuição de quase 600 mil tablets para professores da rede pública de ensino, segundo informações da Agência Brasil. O objetivo é que esse equipamento chegue a 62.230 escolas.

Para que isso seja possível, o governo vai desembolsar entre 150 milhões e 180 milhões de reais. A licitação foi iniciada em dezembro de 2011, com o objetivo de adquirir 900 mil aparelhos de fabricação nacional, com telas entre  7 e 10 polegadas.

Digibras e Positivo venceram a licitação, mas o contrato só deve ser fechado em abril, pois o Inmetro ainda precisa avaliar se os produtos atendem às exigências do edital.

O governo pagará quase R$ 300 pelo tablet de 7 polegadas e aproximadamente R$ 470, pelo de 10 polegadas. Segundo o  ministério, o equipamento de 7 polegadas custa cerca de R$ 800, normalmente.

O programa vai começar com a distribuição de equipamentos para os professores porque o MEC acredita que o projeto tem mais chances de sucesso se o docente dominar o equipamento, antes do tablet chegar ao aluno.

“A inclusão digital tem que começar pelo professor. Se ele não avançar, dificilmente a pedagogia vai avançar”, afirmou o ministro da educação, Aloizio Mercadante, à Agência Brasil. Cursos de capacitação presencial e a distância vão ser oferecidos ao professor.

Segundo o ministro, com o tablet o professor poderá preparar as aulas, acessar a Internet e consultar conteúdos como revistas pedagógicas e 60 livros que estarão instalados no equipamento. Estarão disponíveis conteúdos para aulas como física, matemática, biologia e química.

As aulas preparadas no tablet serão apresentadas por meio da lousa digital. No ano passado já foram entregues 78 mil desses equipamentos.

Depois dos professores do ensino médio, será a vez dos docentes do ensino fundamental. Ainda não há previsão sobre quando os alunos receberão o equipamento.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,