RSS

Arquivo da tag: Professora

Professora é afastada nos EUA após sexo com pai de aluno

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Uma escola de Long Island, no estado de Nova York (EUA), afastou a diretora Annie Schmutz Seifullah, de 35 anos, depois que veio à tona que ela havia feito sexo com um segurança, um colega de trabalho e o pai de um estudante durante o período de aulas.

Professora foi afastada acusada de manter relações sexuais na escola (Foto: Reprodução/YouTube/Aimee Portal)Professora foi afastada acusada de manter relações sexuais na escola (Foto: Reprodução/YouTube/Aimee Portal)

Annie foi afastada da Escola Secundária de Artes e Tecnologia Robert Wagner depois que o namorado traído procurou a polícia e denunciou a agora ex, alegando que ela havia mantido relações sexuais dentro da escola.

O homem disse aos policiais que a professora o traiu com um agente de segurança da escola, com um assistente e o pai de um dos alunos. Ele também forneceu à polícia computadores que mostravam a ex em atos sexuais.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Professora é afastada nos EUA após sexo com pai de aluno

Uma escola de Long Island, no estado de Nova York (EUA), afastou a diretora Annie Schmutz Seifullah, de 35 anos, depois que veio à tona que ela havia feito sexo com um segurança, um colega de trabalho e o pai de um estudante durante o período de aulas.

Professora foi afastada acusada de manter relações sexuais na escola (Foto: Reprodução/YouTube/Aimee Portal)Professora foi afastada acusada de manter relações sexuais na escola (Foto: Reprodução/YouTube/Aimee Portal)

Annie foi afastada da Escola Secundária de Artes e Tecnologia Robert Wagner depois que o namorado traído procurou a polícia e denunciou a agora ex, alegando que ela havia mantido relações sexuais dentro da escola.

O homem disse aos policiais que a professora o traiu com um agente de segurança da escola, com um assistente e o pai de um dos alunos. Ele também forneceu à polícia computadores que mostravam a ex em atos sexuais.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Jovem de 15 anos é acusado de matar professora em Leeds

AppId is over the quota
AppId is over the quota

The page you requested has been blocked because it contains some inappropriate contents.

Sorry, I could not read the content fromt this page.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Professora é morta a facadas diante de alunos na Inglaterra

Fotografia da professora Ann Maguire (à direita) é vista em cerca na qual foram colocadas homenagens à educadora. Ela foi morta a facadas diante de seus alunos nesta segunda (28) na Inglaterra (Foto: Darren Staples/Reuters)Fotografia da professora Ann Maguire (à direita) é vista em cerca na qual foram colocadas homenagens à educadora. Ela foi morta a facadas diante de seus alunos nesta segunda (28) na Inglaterra (Foto: Darren Staples/Reuters)

Uma professora morreu após ser esfaqueada na frente de seus alunos dentro de uma escola em Leeds, na Inglaterra, nesta segunda-feira (28). O autor do crime, segundo a polícia britânica, foi um estudante de 15 anos. O jovem foi detido, de acordo com informações da emissora “BBC”.

Ann Maguire, de 61 anos, dava aulas de espanhol na escolar católica Corpus Christi, Ela chegou a ser levada para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a polícia local, a professora recebeu diversos golpes com uma faca, que foi encontrada no local do crime. “O incidente em si foi muito rápido, e nenhum outro aluno ou funcionário foi ferido. Entretanto, está claro que foi uma situação bastante traumática para todos os envolvidos”, disse o superintendente da polícia de West Yorkshire, Paul Money.

Segundo ele, o adolescente suspeito de ter cometido o crime foi contido por outro professor e detido em seguida.

A morte deixou alunos e outros funcionários da escola inconsoláveis. Ann iria se aposentar em setembro deste ano, e já havia reduzido suas horas de trabalho, dando aulas apenas quatro vezes por semana. Ela trabalhava na escola há 40 anos.

“Ela era encantadora, não posso acreditar que alguém pudesse querer fazer algo tão horrível”, disse Aine Arnold, estudante de 17 anos da escola.

A escola permaneceu aberta após o ataque. Foi oferecido suporte psicológico para os alunos e funcionários.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Professora troca arquivos e exibe vídeo de sexo caseiro para alunos

Pais dos alunos da 7ª série de uma escola em Little Rock, no estado de Arkansas (EUA), ficaram chocados ao saberem que uma professora exibiu por engano uma gravação amadora de sexo feita por ela, em vez de um vídeo didático programado para a aula.

A professora da Forest Heights Middle School, que não foi identificada, teria se confundido ao abrir os arquivos da aula, que estavam gravados no mesmo lugar do vídeo de sexo, de acordo com o site de notícias “Arkansas Matters”.

Os pais dos alunos teriam ficados revoltados com o incidente, e ouviram dos filhos que as imagens mostravam a professora durante um ato sexual com seu noivo.

A direção da escola garantiu que a exibição foi um acidente e que a professora pediu desculpas aos alunos pelo erro.

Os representantes da instituição disseram também que buscam a ação disciplinar adequada para o incidente, além de uma explicação a respeito de como o vídeo íntimo foi parar junto com os arquivos destinados à aula.

Professora da Forest Heights Middle School exibiu vídeo de sexo com o noivo por engano para alunos da 7ª série nos EUA (Foto: Reprodução/Google Street View)Professora da Forest Heights Middle School exibiu vídeo de sexo com o noivo por engano para alunos da 7ª série nos EUA (Foto: Reprodução/Google Street View)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Professora de S. José cria jogo para fisioterapia após câncer de mama

Professora de S. José cria jogo para fisioterapia após câncer de mama (Foto: Arquivo pessoal/Izabela Mendes)Cerca de 20 pacientes realizaram o tratamento com o novo jogo (Foto: Arquivo pessoal/Izabela Mendes)

Um novo jogo de videogame promete facilitar as sessões de fisioterapia das mulheres que retiram a mama em casos de câncer. A tecnologia desenvolvida por uma professora de fisioterapia da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), em São José dos Campos (SP),  estimula movimentos a partir de um sensor que captura a imagem do corpo da paciente e projeta uma realidade virtual, o que torna o tratamento mais interativo.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia durante o ano passado pela professora Izabela Mendes, de 24 anos, e já atendeu cerca de 20 mulheres de forma gratuita no Departamento de Fisioterapia. O objetivo da professora é colocar o jogo no mercado de forma gratuita, mas ainda não há previsão para quando isso irá ocorrer.

“Queria desenvolver algo diferente na linha de reabilitação e mulheres com câncer de mama precisam muito de um tratamento interdisciplinar”, afirmou a Izabela. O novo método também guarda em uma base de dados toda a evolução da paciente. “O jogo é dinâmico e ela [a paciente] vê a própria projeção na tela. Eu programo os movimentos e ela vai brincando”, diz.

Além do software para videogame, também foi desenvolvida uma manta de vibração complementar ao jogo. O item é envolvido no braço das pacientes e contribui para fortalecer músculos e movimentos. “As pacientes tiveram diminuição da dor, aumento na ampliação do movimento, no sinergismo muscular e força, além de melhoria na própria qualidade de vida”, explicou a professora.

Professora de S. José cria jogo para fisioterapia após câncer de mama 2 (Foto: Arquivo pessoal/Izabela Mendes)Jogo deve ser disponibilizado gratuitamente no
mercado (Foto: Arquivo pessoal/Izabela Mendes)

Resultados
Para quem realizou as sessões de fisioterapia, o jogo já apresentou resultados positivos. A aposentada Leila Tenório de Oliveira, de 48 anos, retirou a mama após um câncer descoberto em 2008. Desde então, ela realiza fisioterapia convencional, mas foi após realizar tratamento com o software no ano passado que as dores diminuíram de vez.

“Pra mim foi muito bom em relação ao braço. Diminuiu bastante a dor e consegui até dormir melhor à noite. Temos nossos limites, mas vi que dá para ir além. O jogo ameniza muito a dor e foi melhor do que a [terapia] convencional”, afirma a paciente. 

Os projetos estão em fase de registro e devem ser colocados no mercado em breve. De acordo com a Izabela, o jogo para fisioterapia está em fase de atualização da sua segunda versão, que deve ser disponibilizada para download gratuito, facilitando o tratamento em casa.

Registro
Estudo divulgado pelo Ministério da Saúde estima que haverá 576.580 novos casos de câncer diagnosticados no país este ano. Entre os que devem ter maior incidência, estão os de pele, próstata e mama, segundo o ministério.

A previsão, de acordo com o governo, é que o tumor de pele não melanoma, considerado o mais frequente na população feminina e masculina, atinja 182 mil pessoas no próximo ano, equivalente a 31,5% do total.

Na sequência, segundo a previsão do ministério, são esperados, aproximadamente, 69 mil novos casos de câncer de próstata. Em relação às mulheres, segundo o estudo, o câncer de mama deve atingir mais de 57 mil casos.

(*) Colaborou: Daniel Corrá

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Professora é presa por ensinar alunos a não sujarem a Escola em BH

Uma professora teria sido presa em Belo Horizonte (MG) após colocar alunos para limpar pichações em escola pública. Será que isso aconteceu mesmo?

A notícia apareceu no Facebook no dia 04 de janeiro de 2014. De acordo com o texto, acompanhado da foto de uma senhora idosa com a mão tampando o rosto, uma professora da escola estadual Professor Caetano Azeredo (em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais) foi presa ao dar continuidade num projeto que visava ensinar aos alunos a importância da limpeza na escola, fazendo com que os pequenos limpassem as pichações das paredes da instituição.

A notícia afirma que o pai de uma das crianças resolveu denunciar a professora por exploração do trabalho infantil e a professora (que já é aposentada) foi algemada e levada de camburão à delegacia.

O assunto gerou inúmeros compartilhamentos no Facebook e dezenas de milhares de comentários. A maioria deles condenando o ato do pai da criança por ter denunciado a professora.

Mas será que essa história é real?

Professora teria sido presa em Belo Horizonte por ensinar os alunos a limparem a escola! (foto: Reprodução/Facebook) Professora teria sido presa em Belo Horizonte por ensinar os alunos a limparem a escola! (foto: Reprodução/Facebook)

A notícia tem todas as características de um boato digital:

Não é datadaCita o nome de entidades para dar mais credibilidadeNão cita fontesTem um tom conspiratório e apelativoPede para ser compartilhada para o maior numero de pessoas

Quando o fato teria ocorrido? O texto não afirma. Sabemos, pelo artigo, que essa seria a segunda vez que a escola promove esse tipo de mutirão. No entanto, não sabemos quando esses trabalhos teriam ocorrido.

Outra dúvida que surge é: Uma professora tem autonomia para promover esse tipo de atividade na escola? É bem provável que não!

Nenhuma ação pedagógica pode ser promovida na escola partindo apenas de um professor. Dentro da organização escolar, um projeto desse tipo deve ser levado aos coordenadores e estes, juntamente com a direção da escola, desenvolvem toda a ação para o evento. Isso, claro, num mundo ideal…

Mas, vamos supor que a senhora idosa tenha se metido a passar por cima da hierarquia da instituição e tenha mesmo colocado os pequenos para trabalhar. Ela não iria presa (com direito a algemas, camburão e tudo mais). No máximo, a tal professora sofreria um processo administrativo. Afinal, ela estaria mesmo explorando as crianças ao colocar os alunos para trabalhar ao invés de ensinar e, como sabemos da morosidade da justiça brasileira, iria demorar um bocado de tempo até que tudo se resolva.

Além disso, a professora não seria processada sozinha. Os coordenadores e a direção teriam que responder pelo ato (claro que estamos falando de uma hipótese que poderia acontecer no mundo ideal).

Nenhum jornal ou site publicou nada a respeito dessa historia, a não ser em blogs que copiaram o mesmo texto (sem mudarem uma vírgula) que, ao que parece, surgiu na fanpage Verdade Oculta no Facebook. A Verdade Oculta, para quem não sabe, tem vários precedentes de notícias falsas em seu acervo.

O autor do texto já prevê que muitos iriam questionar a razão do fato não ter aparecido nos jornais locais e se previne. O texto explica que o caso não saiu na imprensa e que o relato de professores e de diretores é a única fonte confiável.

O autor também pede para que quem tiver em dúvida, que ligue para a escola para confirmar. Fizemos o que o a notícia pede para fazer e não tivemos sucesso. A secretaria da escola não funciona nos finais de semana e, como a notícia apareceu num sábado, teremos que esperar até a segunda-feira para tentar novamente.

Nesse trecho, o autor tenta enganar o leitor com a falácia da inversão do ônus da prova, que consiste em transferir para quem está duvidando a obrigação de provar algo. Ora! Quem está afirmando é que tem que provar que aquela afirmação é real.

De qualquer maneira, enviamos um e-mail para a escola citada no texto e estamos no aguardo de alguma resposta. Talvez isso demore um pouco, já que as escolas estaduais estão de férias em janeiro (claro, a secretaria da escola funciona durante as férias, mas com um pessoal reduzido e, talvez, nosso e-mail demore para ser respondido).

Em resposta ao nosso e-mail, Simone Lage, diretora da Escola Estadual  Professor Caetano Azeredo, nos respondeu que essa história não procede e que trata-se de um boato eletrônico!

O que chama a atenção na manchete é que o nome da professora não foi citado. Muitos afirmarão que isso foi feito propositalmente, uma vez que a sua identidade foi poupada por questões de segurança. No entanto, o seu rosto (ainda que tampado) aparece na manchete. Era pra mostrar ou não?

Uma rápida busca na web e descobrimos que a mulher mostrada na notícia não tem nada a ver com o fato citado na matéria. A senhora que aparece na foto é, na verdade, de outra notícia. De acordo com o G1, a mulher da imagem é uma idosa de 90 anos que foi presa no dia 26 de março de 2013, após furtar uma blusa e um colar em uma loja de um shopping Center em Goiânia (GO).

É muito provável que a história seja falsa. Conforme resposta da própria diretoria da escola referida, essa história não passa de mais um boato eletrônico! A foto usada na manchete é de uma ladra que roubou um shopping em Goiás no começo de 2013.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,