RSS

Arquivo da tag: Price

NIC.br contesta escolha da Price para medir qualidade da banda larga

O NIC.br não ficou satisfeito com a escolha da PriceWaterhouseCoopers como Entidade Aferidora da Qualidade da Internet (EAQ). Por isso, já pediu a revisão do resultado à Anatel, conforme anunciado na última quarta-feira (7/03).

O protesto do NIC.br – entidade sem fins lucrativos – abrange inclusive o edital de seleção. Ele prevê uma medição processada dentro do sistema autônomo das prestadoras e não no computador do usuário, o que, supostamente, facilitaria a intervenção externa sobre os dados coletados.

A suspeita aumenta por conta da equipe responsável pela decisão. O Grupo de Implantação de Processos de Aferição de Qualidade (Gipaq) é formado por representantes das próprias operadoras, cujo sindicato – o SindiTelebrasil – se opôs a um exame conduzido no computador do internauta. A alegação era de que este poderia ser influenciado por condições de hardware, como baixa capacidade de processamento, ou de software, como infecção por malware.

Leia mais: Banda larga cresceu 70% no País em 2011

Outro problema, segundo a entidade, está no software eleito para avaliar a conexão do consumidor. O Speedtest.com, desenvolvido pela americana Ookla, não atenderia aos requisitos definidos, por não medir elementos como jitter e perda de pacotes – quando pedaços de informações ficam pelo caminho. Dessa forma, um aplicativo adicional seria necessário.

O NIC.br solicitou à Anatel um esclarecimento sobre a escolha, por ela tê-la fiscalizado, além de detalhes sobre como a medição funcionará. Na última semana, o Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor (Idec) lamentou, em nota, a escolha da PriceWaterhouseCoopers, embora tenha comemorado a derrota da ABR Telecom, associação que tem as teles como filiadas.

“No entanto, também foi derrotado no processo o NIC.br (…) que tem experiência reconhecida na área, já tendo realizado medições desta natureza em parceria com o Inmetro e a Anatel”, concluiu a advogada do instituto, Veridiana Alimonti

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

NIC.br contesta escolha da Price para medir qualidade da banda larga

O NIC.br não ficou satisfeito com a escolha da PriceWaterhouseCoopers como Entidade Aferidora da Qualidade da Internet (EAQ). Por isso, já pediu a revisão do resultado à Anatel, conforme anunciado na última quarta-feira (7/03).

O protesto do NIC.br – entidade sem fins lucrativos – abrange inclusive o edital de seleção. Ele prevê uma medição processada dentro do sistema autônomo das prestadoras e não no computador do usuário, o que, supostamente, facilitaria a intervenção externa sobre os dados coletados.

A suspeita aumenta por conta da equipe responsável pela decisão. O Grupo de Implantação de Processos de Aferição de Qualidade (Gipaq) é formado por representantes das próprias operadoras, cujo sindicato – o SindiTelebrasil – se opôs a um exame conduzido no computador do internauta. A alegação era de que este poderia ser influenciado por condições de hardware, como baixa capacidade de processamento, ou de software, como infecção por malware.

Leia mais: Banda larga cresceu 70% no País em 2011

Outro problema, segundo a entidade, está no software eleito para avaliar a conexão do consumidor. O Speedtest.com, desenvolvido pela americana Ookla, não atenderia aos requisitos definidos, por não medir elementos como jitter e perda de pacotes – quando pedaços de informações ficam pelo caminho. Dessa forma, um aplicativo adicional seria necessário.

O NIC.br solicitou à Anatel um esclarecimento sobre a escolha, por ela tê-la fiscalizado, além de detalhes sobre como a medição funcionará. Na última semana, o Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor (Idec) lamentou, em nota, a escolha da PriceWaterhouseCoopers, embora tenha comemorado a derrota da ABR Telecom, associação que tem as teles como filiadas.

“No entanto, também foi derrotado no processo o NIC.br (…) que tem experiência reconhecida na área, já tendo realizado medições desta natureza em parceria com o Inmetro e a Anatel”, concluiu a advogada do instituto, Veridiana Alimonti

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Banda larga:NIC.br contesta escolha da Price para medir qualidade

AppId is over the quota
Entidade pediu à Anatel que revise o edital de seleção, visto que ele prevê medição na rede de acesso, o que facilitaria a manipulação do resultado.

O NIC.br não ficou satisfeito com a escolha da PriceWaterhouseCoopers como Entidade Aferidora da Qualidade da Internet (EAQ). Por isso, já pediu a revisão do resultado à Anatel, conforme anunciado na última quarta-feira (7/03).

O protesto do NIC.br – entidade sem fins lucrativos – abrange inclusive o edital de seleção. Ele prevê uma medição processada dentro do sistema autônomo das prestadoras e não no computador do usuário, o que, supostamente, facilitaria a intervenção externa sobre os dados coletados.

A suspeita aumenta por conta da equipe responsável pela decisão. O Grupo de Implantação de Processos de Aferição de Qualidade (Gipaq) é formado por representantes das próprias operadoras, cujo sindicato – o SindiTelebrasil – se opôs a um exame conduzido no computador do internauta. A alegação era de que este poderia ser influenciado por condições de hardware, como baixa capacidade de processamento, ou de software, como infecção por malware.

Leia mais: Banda larga cresceu 70% no País em 2011

Outro problema, segundo a entidade, está no software eleito para avaliar a conexão do consumidor. O Speedtest.com, desenvolvido pela americana Ookla, não atenderia aos requisitos definidos, por não medir elementos como jitter e perda de pacotes – quando pedaços de informações ficam pelo caminho. Dessa forma, um aplicativo adicional seria necessário.

O NIC.br solicitou à Anatel um esclarecimento sobre a escolha, por ela tê-la fiscalizado, além de detalhes sobre como a medição funcionará. Na última semana, o Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor (Idec) lamentou, em nota, a escolha da PriceWaterhouseCoopers, embora tenha comemorado a derrota da ABR Telecom, associação que tem as teles como filiadas.

“No entanto, também foi derrotado no processo o NIC.br (…) que tem experiência reconhecida na área, já tendo realizado medições desta natureza em parceria com o Inmetro e a Anatel”, concluiu a advogada do instituto, Veridiana Alimonti

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,