RSS

Arquivo da tag: presos

Chinês é flagrado em fronteira com US$ 580 mil presos às canelas

Policiais paramilitares flagraram cerca de US$ 580 mil (mais de R$ 1,2 milhão) em maços de dinheiro presos às canelas de um homem detido na fronteira de Hong Kong com Shenzhen, na China.

O homem tentava traficar a fortuna para dentro da Região Administrativa Especial de Hong Kong

Policiais paramilitares removem maços que somam US$ 580 milhões presos às canelas de um homem detido na fronteira de Hong Kong com Shenzhen, na China. O homem tentava traficar a fortuna para dentro da Região Administrativa Especial de Hong Kong (Foto: Reuters/China Daily)Policiais paramilitares removem maços que somam US$ 580 mil presos às canelas de um homem detido na fronteira de Hong Kong com Shenzhen, na China. O homem tentava traficar a fortuna para dentro da Região Administrativa Especial de Hong Kong (Foto: Reuters/China Daily)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Paraquedistas são presos após saltarem do novo World Trade Center

Paraquedista pulou com câmera de vídeo e imagens mostram o salto até o solo (Foto: Reprodução/Youtube/NYC Freedom B.A.S.E. Jump)Paraquedista pulou com câmera de vídeo e imagens mostram o salto até o solo (Foto: Reprodução/Youtube/NYC Freedom B.A.S.E. Jump)

Quatro pessoas foram detidas e processadas por saltar de paraquedas sem autorização desde o topo do One World Trade Center de Nova York, a mais alta das novas torres em construção no local dos atentados de 2001, indicaram as autoridades nesta terça-feira (25).

Um vídeo impressionante do salto dos paraquedistas estava disponível na internet e tinha mais de 410 mil visitas até a manhã desta terça-feira (veja o vídeo).

Os incidentes ocorreram na madrugada do dia 30 de setembro, quando três homens saltaram do 104º andar do edifício mais alto dos Estados Unidos, com 541 metros, enquanto uma quarta pessoa filmava seus movimentos.

Após uma investigação de cinco meses e meio, os indivíduos, identificados como Andrew Rossig (33 anos), Marco Markovich (27), James Brady (32) e Kyle Hartwell (29) foram presos na segunda-feira (24), declarou a polícia em um comunicado.

James Brady e Andrew Rossig foram presos em Nova York depois de saltarem de paraquedas do alto do novo WTC (Foto: Richard Drew/AP)James Brady e Andrew Rossig foram presos em
Nova York depois de saltarem de paraquedas
do alto do novo WTC (Foto: Richard Drew/AP)

Depois de serem apresentados a um tribunal de Nova York acusados de três crimes – entre eles roubo -, foram libertados durante a noite sob uma fiança de US$ 3.500.

Brady trabalhava na construção do One WTC no momento do ocorrido, segundo a mesma fonte.

‘Local emblemático’
A polícia recorreu a filmagens de vídeo da área ao redor do WTC, assim como “a outra evidência eletrônica e fotográfica” e a mais provas recolhidas em operações, provavelmente nas casas dos acusados.

“Estes homens violaram a lei e colocaram suas vidas, e a de outros, em perigo. Estas detenções devem enviar uma mensagem a qualquer pessoa que pense em utilizar de maneira incorreta um local emblemático. Serão perseguidas e enfrentarão sérias acusações”, declarou o delegado de polícia, William Bratton.

A torre One WTC já havia sido notícia na semana passada, depois que um adolescente foi detido após subir ao seu topo, enganando a segurança.

World Trade Center (Foto: Rede Globo)O novo World Trade Center (Foto: Rede Globo)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Marcha contra austeridade tem dezenas de feridos e presos em Madri

Mascarados atiram cadeiras em vidraça de banco, em Madri, na Espanha (Foto: Pedro Armestre/ AFP)Mascarados atiram cadeiras em vidraça de banco, em Madri, na Espanha (Foto: Pedro Armestre/ AFP)

Pelo menos 100 pessoas ficaram feridas e outras 24 foram detidas durante a manifestação contra a austeridade do governo espanhol que reuniu milhares de pessoas neste sábado (22) em Madri, segundo os serviços de emergência e a polícia.

De acordo com as equipes que socorreram as vítimas, 67 policiais e 34 manifestantes ficaram levemente feridos. Já a polícia anunciou a detenção de 24 pessoas por agressões a agentes de segurança e por vandalismo.

Os confrontos ocorreram no fim da manifestação, que reuniu grupos de pessoas vindos de diversas cidades espanholas e tinha como objetivo denunciar a “urgência social”, os altos índices de desemprego e os cortes realizados pelo governo. 

Protestos em Madri terminaram em confronto neste sábado (22) (Foto: Pedro Armestre/ AFP)Protestos em Madri terminaram em confronto
neste sábado (22) (Foto: Pedro Armestre/ AFP)

Dezenas de jovens que atiraram projéteis contra as forças de segurança, segundo a France Presse. A polícia reagiu contra os jovens, que montaram barricadas com algumas cercas, queimaram contêineres e quebraram as vidraças de uma agência bancária, atingindo-as com cadeiras de ferro, enquanto ainda restavam centenas de manifestantes nas ruas.

Os manifestantes tinham se organizado nas chamadas ‘marchas da dignidade’, colunas vindas de várias regiões da Espanha, como Andaluzia, Catalunha, Astúrias e Extremadura, que se reuniram neste sábado no centro da capital, algumas delas depois de passar mais de um mês atravessando o país a pé.

Organizações de cidadãos, associações, grupos do movimento dos Indignados e categorias profissionais uniram-se à manifestação, com o objetivo de retomar o espírito de reivindicação das grandes mobilizações que ocorreram na Espanha entre 2011 e 2012.

Milhares de manifestantes tomaram as ruas de Madri neste sábado (22) (Foto: Paul Hanna / Reuters)Milhares de manifestantes tomaram as ruas de Madri neste sábado (22) (Foto: Paul Hanna / Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Governos buscam ‘investimento social’ para recuperação de presos

Índices preocupantes de reincidência de detentos, bem como a dificuldade em obter dinheiro público para financiar programas de prevenção de crimes, têm levado Estados Unidos e Grã-Bretanha a testar um modelo financeiro na tentativa de evitar que ex-presidiários voltem para a prisão.

No interior da Inglaterra e no Estado americano de Nova York estão sendo implementados programas-piloto usando financiamento privado, obtido por meio da emissão de Títulos de Impacto Social (TIS, social impact bonds em inglês), também chamados de títulos sociais.

A ideia é aplicar a lógica do mercado financeiro a iniciativas de impacto social: investidores privados compram os títulos do governo destinados a cada projeto, gerando dinheiro para financiar ações de prevenção à reincidência – que por sua vez são implementadas por organizações a serviço do Estado.

Títulos foram emitidos em 2012 para financiar projetos de reinserção de ex-detentos de Rikers Island (EUA) (Foto: AP)Títulos foram emitidos em 2012 para financiar projetos de reinserção de ex-detentos de Rikers Island (EUA) (Foto: AP)

Depois que as ações estiverem em prática, um terceiro agente, independente, avalia seus resultados. Caso elas tenham sido bem-sucedidas, o Estado paga um prêmio em dinheiro aos investidores privados, recompensando seu investimento inicial.

Caso as iniciativas não tenham êxito, os investidores perdem dinheiro – assim como ganhariam ou perderiam na Bolsa de Valores dependendo dos lucros ou prejuízos das empresas das quais têm ações.

‘Quebrar ciclo de reincidência’
A vantagem para o Estado é que ele desembolsa dinheiro apenas se as iniciativas forem bem-sucedidas – no caso, se for notada uma redução na reincidência de crimes pelos ex-detentos que participam dos projetos.

A iniciativa mais recente foi lançada pelo Estado de Nova York em dezembro, quando o Bank of America Merrill Lynch anunciou a captação de US$ 13,5 milhões (cerca de R$ 31 milhões) para financiar um programa de cinco anos e meio destinado a ajudar 2 mil ex-detentos a conseguir emprego.

A meta, segundo o banco, é “quebrar o ciclo de reincidência entre esse grupo, reduzir os custos de aprendizados e poupar o dinheiro do contribuinte relacionado a gastos judiciais e perdas da vítima do crime”.

O banco lembra que os investidores correm o risco de perder todo o aporte investido caso o programa fracasse, mas agrega que há uma ‘forte tendência entre nossos clientes de buscar investimentos que não apenas tragam lucros, mas também ajudem a trazer mudanças sociais’.

Comparar resultados
O projeto nova-iorquino foi idealizado pela organização britânica Social Finance, que também coordena iniciativa semelhante em curso desde 2010 no presídio de Peterborough, no interior da Inglaterra.

“Tínhamos organizações capazes de fazer um bom trabalho (contra a reincidência de presidiários), mas dificuldade em financiá-las. Daí a ideia de testar o modelo de títulos sociais e comparar os resultados da iniciativa com o restante da Inglaterra”, diz à BBC Brasil Alisa Helbitz, diretora de pesquisas e comunicação da Social Finance.

O projeto britânico conta com cerca de 5 milhões de libras (R$ 19 milhões) obtidos com 17 investidores, entre organizações e fundações – que, segundo Helbitz, se interessaram pela ideia de investir em uma ação social e, ao mesmo tempo, possivelmente receber algum retorno financeiro.

O projeto de Peterborough envolve mil detentos sentenciados a um ano ou menos de prisão. Eles recebem a orientação de mentores ao serem libertados, para ajudá-los a conseguir emprego, moradia e (caso necessário) grupos de apoio contra drogas.

Segundo relatório de 2010 da própria Social Finance, a cada libra (R$ 3,90) investida em programas para prevenir a reincidência em crimes, o governo britânico chega a economizar 10 libras (R$ 39) em custos sociais.

Resultados preliminares divulgados em outubro sugerem uma queda inicial de 12% na frequência de condenações entre ex-detentos de Peterborough, na contramão de um aumento de 11% na reincidência na Grã-Bretanha.

Se os resultados se confirmarem na avaliação oficial – prevista para os próximos meses – e a reincidência cair em ao menos 10% no presídio, os investidores começarão a receber dividendos, pagos pelo governo.

“Ainda não sabemos se isso acontecerá, mas os resultados até agora são otimistas”, afirma Helbitz. “O objetivo é gerar interesse (em torno do projeto) para construir mais programas sociais que sejam flexíveis e foquem a prevenção a longo prazo.”

Um terceiro projeto também em andamento existe desde 2012 na cidade de Nova York, onde quase 50% dos adolescentes que deixam a prisão voltam a ser detidos em menos de um ano.

O programa foca nos detentos de 16 a 18 anos de idade do presídio de Rikers Island e, segundo a prefeitura, prevê ‘educação, treinamento, e aconselhamento para melhorar habilidades pessoais, incluindo a tomada de decisões e a resolução de problemas’.

O projeto, cujos resultados ainda não foram avaliados, foi financiado pelo banco Goldman Sachs, que só terá lucros se a reincidência cair mais de 10%. “Quanto maior o sucesso do programa – ou seja, quanto maior a redução na reincidência -, maiores serão a economia da cidade (com custos sociais) e, portanto, os pagamentos (pelos títulos)”, declarou na época a prefeitura de Nova York.

Aplicável no Brasil?
Programas do tipo poderiam funcionar no Brasil? Aqui, dados do Conselho Nacional de Justiça sugerem que cerca de sete entre cada dez ex-detentos voltam a cometer crimes.

Já há esforços de organizações como o Banco Interamericano de Desenvolvimento em implementar Títulos de Impacto Social em outras áreas no Brasil, para financiar projetos de educação.

Na área de segurança pública, a ideia parece “interessante”, mas só seria viável em pouquíssimos nichos do deficiente sistema carcerário brasileiro, opina à BBC Brasil Rodrigo Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo, especialista em Análise Social da Violência e Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança.

“A situação dos presídios brasileiros é tão emergencial e a superlotação tão crônica que seria preciso antes superar um patamar mínimo de falta de garantias absolutas no sistema”, opina.

“Além disso, não temos tradição de engajamento da sociedade civil (nessa área). Muitos não querem associar a marca de suas empresas a projetos com a população carcerária; muitas pessoas aceitam a situação caótica dos presídios porque acham que os presos merecem; e o Estado (não se envolve) porque isso não dá voto.”

Ghiringhelli de Azevedo relata que já há esforços isolados de prevenir a reincidência entre presidiários brasileiros e oferecer-lhes empregos durante e depois do cumprimento da pena. Mas, no geral, o sistema é uma “bomba-relógio”, diz.

“Quem entra por crimes menos graves sai de lá com dívidas e compromissos, o que necessariamente significa estar sob alguma facção ilegal. E a geração de renda é uma grande dificuldade para quem perdeu seus vínculos sociais.”

E, assim, é grande a probabilidade de que esse ex-detento volte ao crime, explica.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Uruguai receberá 5 presos de Guantánamo a pedido de Obama

Guantánamo (Foto: Reprodução/GloboNews)Campo de detenção em Guantánamo, em Cuba
(Foto: Reprodução/GloboNews)

O Uruguai receberá cinco detentos de Guantánamo a pedido do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que prometeu fechar a questionada prisão, informou nesta quinta-feira (20) a revista semanal uruguaia “Búsqueda”.

“Obama expressou, durante as últimas semanas a seu colega uruguaio José Mujica, por meio de emissários, a vontade do governo de Washington de que o Uruguai seja um dos países a receber prisioneiros de Guantánamo”, assinalou a publicação, que não revela mais detalhes.

“Mujica decidiu aceitar a proposta depois de uma série de consultas e de enviar emissários aos Estados Unidos e a Guantánamo, segundo informantes”, acrescentou a revista, indicando, além disso, que durante sua última viagem a Cuba, em janeiro, Mujica conversou sobre o tema com o presidente cubano Raúl Castro, que concordou em apoiar a ideia.

Ainda de acordo com a revista, o secretário de Estado americano John Kerry ligou para Mujica para agradecer e confirmar que Obama o receberá na Casa Branca antes do fim de junho.

As transferências de presos de Guantánamo se intensificou nos últimos meses, mas ainda existem 155 detentos na criticada prisão, sendo que a grande maioria sequer foi julgada pelas acusações de terrorismo que pesam com eles.

Ao assumir seu primeiro mandato, Obama prometeu fechar Guantánamo.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Quatro homens são presos por jogar truco dentro agência bancária!

Grupo de amigos estaria aproveitando o ar condicionado de uma agência em Porto Alegre para jogar truco, mas foram presos pela polícia!

A notícia apareceu na internet no dia 06 de fevereiro de 2014 e afirmou que quatro amigos teriam sido presos pela polícia após serem flagrados jogando uma partida de truco dentro da agência de um banco em Porto Alegre – capital do Rio Grande do Sul. De acordo com o texto (acompanhado da foto abaixo) o tenente Henrique M. Nimin, da polícia militar, disse que não acreditou quando viu quatro homens adultos jogando cartas na sala fria com ar condicionado.

Os homens, segundo a manchete, foram encaminhados até a 16ª DP e liberados em instantes, já que de fato não apresentavam perigo para a sociedade e confessaram que só queriam tirar uma foto engraçada para colocar no Facebook.

Homens teriam sido presos jogando truco em agência bancária! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook) Homens teriam sido presos jogando truco em agência bancária! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

A notícia é falsa, mas a foto é real!

Essa história foi inventada e publicada no dia 06 de fevereiro de 2014, pelos humoristas do blog Jornal VDD. Como já mostramos diversas vezes aqui no E-farsas, o Jornal VDD é um blog humorístico e as notícias publicadas lá não devem ser levadas a sério, mas muitos sites e blogs acabam republicando as histórias criadas no Jornal VDD como se fossem reais. Muita gente acredita!

Apesar da notícia ser falsa, a foto é real! De acordo com o jornal Zero Hora, 4 amigos resolveram colocar uma mesa e cadeiras dentro de uma agência bancária na cidade de Fagundes Varela (RS) apenas para tirar a fotografia e, logo após, saíram da sala climatizada e voltaram para casa.

Na noite do dia 05 de fevereiro de 2014, o metalúrgico Silvano Leonardo Magro correu – durante o intervalo de um jogo de futebol que ele estava assistindo com os amigos – para sacar um dinheiro no caixa eletrônico e, quando voltou, comentou que dentro da agência a temperatura estava ótima. “Então, resolvemos fazer essa brincadeira” – diz o rapaz de 37 anos, autor da foto, ao jornal Zero Hora.

Foto: Silvano Leonardo Magro / Arquivo pessoal Foto original: (foto: Silvano Leonardo Magro/Arquivo pessoal)

Depois de publicada no Facebook, a foto se espalhou rapidamente pela rede social, fazendo enorme sucesso!

Ninguém foi preso por estar jogando dentro da agência bancária. A foto foi apenas uma brincadeira entre amigos que não teve maiores consequências.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Presos 2 suspeitos de compartilhar pornografia infantil na Campus Party

Dois homens, um biólogo, de 30 anos, e um metalúrgico, de 26, foram presos em flagrante na tarde deste sábado (1º) compartilhando material de pornografia infantil durante a Campus Party, no Anhembi, na Zona Norte de São Paulo, de acordo com delegado titular da Delegacia da Atendimento ao Turista (Deatur), Osvaldo Nico Gonçalves.

Segundo o delegado, a polícia foi avisada pelos participantes do evento, que rastrearam o I.P., sigla para Internet Protocol (Protocolo de Internet), dos computadores dos suspeitos de distribuírem o material com pornografia infantil, crime previsto no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Os participantes tentam identificar outros suspeitos.

Por ter sido um flagrante, os dois suspeitos vão responder pelo crime na prisão. Eles deverão ser transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, na Zona Oeste da capital. Um balanço com os furtos, roubos e outras ocorrências na Campus Party só deverá ser divulgado a partir da segunda-feira (3), de acordo com Nico.

Por meio de nota, a organização da Campus Party confirmou que dois suspeitos de compartilhar pornografia infantil dentro do evento na tarde de hoje foram presos. “Assim que identificados, os suspeitos foram encaminhados pela equipe de segurança do evento para a delegacia mais próxima”, diz o comunicado.

A Campus Party informou ainda “que monitora todo o sistema de internet fornecido”, e condenou “qualquer tipo de ato ilícito, além de colaborar com as autoridades para que qualquer ilegalidade dentro da rede seja combatida”.

Anteriormente, ao ser questionada neste sábado sobre o registro de furtos durante o evento, a assessoria de imprensa divulgou o seguinte comunicado:
‘A organização da Campus Party informa que tomou conhecimento de casos de furto na área Open Campus (gratuita e com acesso livre ao público).
A organização reforçou a equipe de segurança para coibir estas ações. A Campus Party ainda reforça que os participantes da área de Startup&makers Camps, campuseiros e visitantes são responsáveis pelos seus pertences‘.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,