RSS

Arquivo da tag: poludo

Relatório da OMS volta a apontar ar no Rio como mais poluído que em SP

Trânsito lento na Avenida Presidente Castelo Branco (Radial Oeste), no Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (Foto: Glaucon Fernandes/ Estadão Conteúdo)Trânsito na Avenida Presidente Castelo Branco, no
RJ; segundo relatório, cidade é mais poluída do que 
SP (Foto: Glaucon Fernandes/ Estadão Conteúdo)

Um trabalho da Organização Mundial de Saúde (OMS) para medir a poluição em cidades ao redor do mundo apontou que a cidade do Rio de Janeiro é mais poluída do que São Paulo.

A organização já havia chegado a esse resultado em relatório anterior, publicado em 2011. Na época, órgãos ambientais brasileiros contestaram a metodologia empregada pela OMS, afirmando que as medidas tinham usado técnicas diferentes em cada cidade. Por esse motivo, a comparação foi considerada inviável.

No relatório divulgado nesta quarta-feira (7), que reuniu dados de 1.600 cidades ao redor do mundo, a qualidade do ar é representada pela concentração média de material particulado ao longo do ano. O material particulado é constituido por partículas de poluentes que se mantêm suspensas na atmosfera.

Em São Paulo, a concentração média de partículas poluentes pequenas (que têm até 2,5 micrômetros de diâmetro e por isso são conhecidas como PM 2,5) foi de 19 microgramas por metro cúbico de ar, segundo dados da Cetesb. Já no Rio, a concentração foi de 36 microgramas por metro cúbico de ar, de acordo com informações fornecidas à OMS pelo IBGE.

Como informa a agência Reuters, o estudo descobriu que, mundialmente, a poluição do ar piorou desde o relatório anterior, de 2011, o que significa que os habitantes das cidades estão expostos a maiores riscos de câncer, acidente vascular cerebral e doenças cardíacas. A poluição do ar matou cerca de 7 milhões de pessoas em 2012, tornando-se o maior risco ambiental à saúde no mundo, afirmou a OMS no mês passado.

Índia e China
De acordo com a OMS, Nova Déli é a cidade que tem o ar mais poluído do mundo, apresentando 153 microgramas de partículas poluentes pequenas por metro cúbico de ar. Entre as 20 cidades mais poluídas do mundo, 13 são indianas.

Pequim ficou em 77º lugar com uma leitura de 56 microgramas de partículas por metro cúbico, pouco mais de um terço do nível de poluição de Déli.

Especialistas da OMS disseram que os dados chineses são de 2010, o ano mais recente disponibilizado para a análise pelo país. Mas o governo da cidade de Pequim começou a publicar dados de concentração de poluição por hora em janeiro de 2012.

Um ano após ter começado a publicação de dados, Pequim registrou a pior qualidade da história, segundo o Greenpeace, chegando a 900 microgramas por metro cúbico.

O governo de Pequim disse, no mês passado, que as concentrações de poluentes tiveram uma média diária de 89,5 microgramas por metro cúbico em 2013, 156% maior do que os padrões nacionais. Tal leitura colocaria Pequim no 17º lugar no ranking da OMS.

Ar limpo
Por outro lado, 32 cidades registraram um nível partículas poluentes pequenas inferior a 5 microgramas por metro cúbico de ar. Três quartos dessas cidades são canadenses, incluindo Vancouver. Há ainda sete cidades norte-americanas e a cidade de Hafnarfjordur, na Islândia.

Epecialistas da OMS insistem que a pesquisa não tem a intenção de identificar e envergonhar as cidades mais poluídas, já que as cidades envolvidas enviaram informações voluntariamente.

Maria Neira, diretora da OMS para Saúde Pública, Ambiental e Determinantes Sociais da Saúde, disse que o objetivo é “desafiar” as cidades. Ela acredita que a pesquisa irá ajudá-las a se tornarem mais transparentes sobre a poluição do ar.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

China admite que uma parte de seu solo está poluído

A poluição do solo da China afeta uma superfície comparável com a do Peru ou Colômbia, anunciou nesta quinta-feira (17) o governo, ao publicar os resultados de uma pesquisa até então mantida em segredo.

Dos 6,3 milhões de quilômetros quadrados estudados – cerca de dois terços da superfície da China -, calcula-se que 16,1% estejam contaminados, o equivalente a uma superfície que ultrapassa um milhão de quilômetros, segundo o ministério da Proteção do Meio Ambiente.

‘A situação do solo no âmbito nacional não é positiva’, admitiu o ministério em seu site, mencionando que as indústrias mineradoras e a agricultura são os principais responsáveis por este problema.

Mais de 80% dos agentes contaminantes detectados no solo é de origem biológica, segundo esta pesquisa realizada durante oito anos, de 2005 a 2013.

O estudo, cuja existência era conhecida há muito tempo, provocou muitos rumores porque as autoridades até o ano passado se negavam a torná-lo público, alegando segredo de Estado.

A deterioração da natureza é motivo de preocupação crescente da população chinesa, cada vez menos disposta a aceitar que o meio ambiente seja sacrificado em nome do crescimento.

Grande parte das águas na China estão média ou gravemente poluídas e os escândalos de contaminação das camadas freáticas são frequentes.

Isso sem mencionar as controvérsias em torno da deterioração da qualidade do ar, que afeta regiões inteiras da segunda economia mundial.

A ONG Greenpeace alertou nos últimos anos, entre outras coisas, sobre os efeitos das cinzas de carvão no país.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Metade do ar poluído do mundo virá da África até 2030, aponta pesquisa

Anúncio de novo empreendimento imobiliário é visto próximo de área banhada pelo Oceano Atlântico em Lagos, na Nigéria. País africano deverá ser um dos maiores emissores de poluição nos próximos anos, de acordo com pesquisa científica (Foto: Pius Utomi Ekpei/AFP)Anúncio de novo empreendimento imobiliário é visto próximo de área banhada pelo Oceano Atlântico em Lagos, na Nigéria. País africano deverá ser um dos maiores emissores de poluição nos próximos anos, de acordo com pesquisa científica (Foto: Pius Utomi Ekpei/AFP)

População urbana em forte crescimento, rápido desenvolvimento das atividades industriais são os ingredientes para aumento da poluição na África, que poderá representar até 55% das emissões de todo o planeta até 2030, revelou um estudo publicado nesta terça-feira (11) revista especializada “Environmental Research Letters”.

A poluição vinda da África representa atualmente entre 5% e 20% do total mundial. A pesquisa levou em conta partículas como fuligem ou gases como carbono orgânico, dióxido de enxofre, dióxido de nitrogênio, monóxido de carbono e hidrocarbonetos não-metânicos.

“Uma alta considerável é esperada até 2030 caso nenhuma medida seja tomada”, escrevem os pesquisadores do Laboratório de Aerologia do CNRS/Université Toulouse III – Paul Sabatier, que em 2005 traçou um mapa das emissões poluentes na África.

Nigéria terá maior responsabilidade
Em 2030, o oeste da África representará 45% das emissões, com uma participação muito elevada da Nigéria. O leste do continente contabilizará 24% das emissões – encabeçado por Etiópia e Quênia – e 26% estará no sul africano. O norte será responsável por apenas 5% das emissões.

As principais fontes são gasolina, diesel, veículos de duas rodas, lenha para aquecimento, carvão vegetal ou ainda a combustão de compostos orgânicos.

Globalmente, no oeste da África, a poluição se dá principalmente pelo transporte e o uso doméstico (cozinha). As centrais elétricas e as indústrias do sul da África também são consideradas. No norte do continente, o transporte é a principal causa da poluição.

Os autores da pesquisa se interessaram especialmente pelos dois principais compostos das partículas, o carbono orgânico e a fuligem, emitidos por todos os tipos de combustão. Elas podem variar de partículas muito pequenas até as PM10 (cujo diâmetro é inferior a 10 mícrons).

Segundo o estudo, a quantidade de partículas de carbono orgânico poderia ser multiplicada por três, e a de fuligem por quatro. As emissões de carbono orgânico na África representariam, então, 50% das emissões mundiais em 2030, contra 20% em 2005.

As partículas podem provocar asma, alergia, doenças respiratórias ou cardiovasculares. As menores (menos de 2,5 mícrons), que penetram nas ramificações mais profundas das vias respiratórias e do sangue, foram classificadas como ‘cancerígenas’ pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

China retira 30 mil quilos de peixes mortos de rio poluído com amônia

Morador retira peixes mortos do Rio Fuhe, na China, nesta terça-feira. (Foto: AFP Photo)Morador retira peixes mortos do Rio Fuhe, na China, nesta terça-feira. (Foto: AFP Photo)

Uma imensa quantidade de peixes mortos veio à superfície nesta segunda-feira (2) no rio Fuhe, na cidade de Wuhan, na província central de Hubei, na China.

De acordo com a imprensa local, cerca de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados da água na segunda. Nesta terça-feira, a população ainda se esforçava para retirar peixes mortos da água.

A secretaria de emergência do governo municipal de Wuhan afirmou em uma rede social chinesa que os peixes morreram devido a níveis extremamente altos de amônia na água.

Mais de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados só na segunda-feira. (Foto: AFP Photo)Mais de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados só na segunda-feira. (Foto: AFP Photo)Motivo da contaminação foi a contaminação por altos níveis de amônia. (Foto: AFP Photo)Motivo das mortes dos peixes foi a contaminação por altos níveis de amônia. (Foto: AFP Photo)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

China retira 30 mil quilos de peixes mortos de rio poluído com amônia

Morador retira peixes mortos do Rio Fuhe, na China, nesta terça-feira. (Foto: AFP Photo)Morador retira peixes mortos do Rio Fuhe, na China, nesta terça-feira. (Foto: AFP Photo)

Uma imensa quantidade de peixes mortos veio à superfície nesta segunda-feira (2) no rio Fuhe, na cidade de Wuhan, na província central de Hubei, na China.

De acordo com a imprensa local, cerca de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados da água na segunda. Nesta terça-feira, a população ainda se esforçava para retirar peixes mortos da água.

A secretaria de emergência do governo municipal de Wuhan afirmou em uma rede social chinesa que os peixes morreram devido a níveis extremamente altos de amônia na água.

Mais de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados só na segunda-feira. (Foto: AFP Photo)Mais de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados só na segunda-feira. (Foto: AFP Photo)Motivo da contaminação foi a contaminação por altos níveis de amônia. (Foto: AFP Photo)Motivo das mortes dos peixes foi a contaminação por altos níveis de amônia. (Foto: AFP Photo)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

China retira 30 mil quilos de peixes mortos de rio poluído com amônia

Morador retira peixes mortos do Rio Fuhe, na China, nesta terça-feira. (Foto: AFP Photo)Morador retira peixes mortos do Rio Fuhe, na China, nesta terça-feira. (Foto: AFP Photo)

Uma imensa quantidade de peixes mortos veio à superfície nesta segunda-feira (2) no rio Fuhe, na cidade de Wuhan, na província central de Hubei, na China.

De acordo com a imprensa local, cerca de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados da água na segunda. Nesta terça-feira, a população ainda se esforçava para retirar peixes mortos da água.

A secretaria de emergência do governo municipal de Wuhan afirmou em uma rede social chinesa que os peixes morreram devido a níveis extremamente altos de amônia na água.

Mais de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados só na segunda-feira. (Foto: AFP Photo)Mais de 30 mil quilos de peixes mortos foram retirados só na segunda-feira. (Foto: AFP Photo)Motivo da contaminação foi a contaminação por altos níveis de amônia. (Foto: AFP Photo)Motivo das mortes dos peixes foi a contaminação por altos níveis de amônia. (Foto: AFP Photo)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,