RSS

Arquivo da tag: Policiais

Copa terá policiais de 15 países ausentes do torneio

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A participação de policiais estrangeiros na segurança da Copa do Mundo não se limitará aos 31 países que enviarão seleções para o torneio. Também atuarão no evento policiais convidados de 15 países que não se classificaram para o Mundial, entre os quais Cuba, Moçambique, Nova Zelândia e Venezuela.

A vinda dos policiais estrangeiros, que será paga pelo Brasil, foi autorizada por uma portaria do Ministério da Justiça que definiu a estratégia federal de segurança para a Copa. A portaria determina a criação em Brasília de um Centro de Cooperação Policial Internacional, chefiado pela Polícia Federal e encarregado de coordenar as ações dos policiais estrangeiros no país durante o Mundial.

Segundo a portaria, aprovada no fim de março, o centro será composto por policiais “dos países participantes da Copa do Mundo 2014 e de países considerados estratégicos para a segurança do evento”.

Os países considerados estratégicos para a segurança da Copa foram África do Sul, Angola, Bolívia, Canadá, China, Cingapura, Cuba, Israel, Moçambique, Nova Zelândia, Paraguai, Peru, Catar, Tanzânia e Venezuela.

Além de forças de segurança brasileira, Copa terá um Centro de Cooperação Policial Internacional chefiado pela PF (Foto: AFP)Além de forças de segurança brasileira, Copa terá um Centro de Cooperação Policial Internacional chefiado pela PF (Foto: AFP)

Segundo o Itamaraty, cada um desses países poderá enviar três policiais ao Brasil, somando 45 no total.

Responsável pelos convites às polícias estrangeiras, a Polícia Federal não respondeu à BBC Brasil quais foram os critérios para a escolha desses países. O órgão tampouco respondeu quanto o Brasil gastará com as passagens e hospedagem dos estrangeiros.

Segundo o Itamaraty, os 45 agentes trabalharão exclusivamente no Centro de Cooperação Policial Internacional, em Brasília.

Uma das delegações estrangeiras anunciou, porém, que os policiais também atuarão fora do centro. Citando declarações da polícia de Moçambique, o jornal Folha de Maputo, da capital moçambicana afirmou que a “os agentes nacionais se ocuparão de proteger as seleções no hotel, durante os treinos e no percurso para os estádios de jogos”.

“Um dos estádios de destaque onde a participação policial moçambicana se fará sentir durante a competição será no Estádio do Maracanã”, afirma o veículo.

Países cobiçados
A lista de convidados é composta em sua maioria por países cobiçados pela diplomacia brasileira. Angola e Moçambique concentram os investimentos e projetos de cooperação brasileiros na África.

Cuba, que neste ano inaugurou um porto financiado pelo Brasil, é parceiro do país no programa Mais Médicos, uma das vitrines eleitorais da presidente Dilma Rousseff.

África do Sul e China são parceiras do Brasil no fórum Brics (o quarto membro, a Índia, não enviará policiais). Bolívia, Paraguai, Peru e Venezuela são vizinhos com os quais o Brasil divide fronteiras extensas.

Também convidado, o Catar receberá a Copa em 2022. A Rússia, que sediará o evento em 2018, também enviará policiais ao Brasil, por ter se classificado para a competição.

Torcedores encrenqueiros
Como a Rússia, os demais 30 países que mandarão seleções para a Copa poderão enviar até sete policiais para o Brasil – três deles integrarão o centro internacional em Brasília e quatro, equipes que atuarão nas cidades onde suas seleções jogarão, com acesso aos estádios.

Policiais estrangeiros também participaram das últimas Copas.

Segundo o secretário Extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, Andrei Augusto Passos Rodrigues, policiais das equipes móveis acompanharão torcedores de seus países nos estádios e locais de concentração de turistas.

Desarmados e supervisionados pela PF, os agentes estrangeiros poderão servir de intérpretes ou identificar cartazes com mensagens ofensivas, segundo Rodrigues. Eles vestirão os uniformes que normalmente usam em seus países.

“Esses policiais têm um efeito inibidor: ao vê-los, os torcedores estrangeiros sentem que, se fizerem bobagem aqui, poderão sofrer consequências no seu próprio país”, diz o secretário.

Segundo Rodrigues, os policiais de países participantes da Copa que ficarem no centro em Brasília colherão informações sobre torcedores potencialmente perigosos ou que se envolvam em confusões. Os agentes, diz ele, também poderão ajudar a levantar antecedentes criminais ou checar a autenticidade de documentos dos torcedores.

O secretário não soube dizer como atuarão os policiais dos 15 países não classificados para o torneio. Segundo Rodrigues, cabe à Polícia Federal, que os convidou, detalhar como será a participação dos agentes.

Procurada com insistência desde a última sexta-feira, a PF ignorou os questionamentos sobre o tema.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Advogado de Pistorius ataca policiais que estiveram no local do crime

No 12º dia do julgamento de Oscar Pistorius, nesta terça-feira (18), foi a vez da polícia ser interrogada como suspeita pelo advogado do campeão paralímpico. Responsável pelo caso desde 3 de março, Barry Roux, o advogado do atleta, atacou os policiais sul-africanos que atenderam a ocorrência da madrugada do dia 14 de fevereiro de 2013, quando Pistorius matou a namorada Reeva Steenkamp com quatro tiros.

Nesta terça-feira, as atenções concentraram-se em Barend van Staden, um fotógrafo da polícia de Pretoria, responsável pelas imagens do crime, dos traços de sangue, da arma, dos impactos sobre as portas, objetos pessoais.

Para a investigação, suas fotos foram armazenadas em pastas numeradas. Barry Roux tentou questionar cada foto.

Nas telas de computador instaladas no tribunal, ele mostrou o bastão de críquete, manchado de sangue no chão, com o qual Oscar Pistorius arrombou a porta do banheiro após disparar várias vezes, pensando se tratar de um assaltante, de acordo com sua versão.

O advogado apontou para a possibilidade de o bastão ter sido mexido e passou, em seguida, a comparar o conteúdo das imagens feitas por um segundo investigador, ridicularizando toda a situação.

Em sua demonstração da incompetência da polícia, que ele acusou novamente de ter ‘modificado gravemente a cena do crime’, ele fingiu ignorar que algumas fotos mostravam luvas usadas pelos investigadores.

E preferiu perguntar: ‘Quem tocou no controle remoto? Quem mexeu no ventilador? E o CD que estava sob a cama? Vocês esvaziaram a mochila? Por que vocês não tiraram fotos? O que havia nela?’. Durante este longo interrogatório entre o advogado e o investigador, Pistorius estava concentrado em uma leitura.

O julgamento deveria, originalmente, terminar na quinta-feira (20), mas será, provavelmente, estendido.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Tiroteio no sul da Tailândia deixa 2 policiais mortos e 3 feridos

Dois guardas de fronteira da polícia morreram neste sábado (8) e outros três ficaram feridos com gravidade no sul da Tailândia, após serem baleados por supostos militantes da insurgência muçulmana, segundo fontes policiais.

O incidente ocorreu em uma estrada do distrito de Saiburi, na província de Pattani, pela qual circulava a patrulha policial em uma caminhonete, declarou o chefe da polícia de Saiburi, Panya Karavanant, ao jornal ‘Bangcoc Post’.

Segundo Panya, homens atiraram com armas automáticas a partir de outra caminhonete contra o veículo dos policiais, que revidaram.

Dois agentes morreram no ataque e os outros três foram feridos e levados para o hospital de Saiburi com ferimentos graves, segundo a polícia, que atribuiu o ataque aos militantes separatistas.

Cerca de 6 mil pessoas já morreram por causa da violência nas províncias de Pattani, Yala e Narathiwat desde que a insurgência muçulmana aumentou suas atividades em janeiro de 2004.

Os ataques com armas leves, assassinatos e atentados com explosivos se repetem quase diariamente nesta região de maioria muçulmana e etnia malaia, apesar da presença de 40 mil integrantes das forças de segurança e da vigência do estado de exceção.

Os insurgentes denunciam a discriminação que sofrem por parte da maioria budista do país e exigem a criação de um Estado islâmico que integre as três províncias, que formavam o antigo sultanato de Pattani, anexado pela Tailândia há um século. EFE

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Policiais fazem ‘fila de caretas’ ao carregarem tronco na China

20/01/2014 07h48 – Atualizado em 20/01/2014 07h48

Policiais paramilitares fizeram careta ao erguerem tronco de árvore durante treinamento em Chaohu, na província chinesa de Anhui (Foto: China Daily/Reuters)Policiais paramilitares fizeram careta ao erguerem tronco de árvore durante treinamento em Chaohu, na província chinesa de Anhui (Foto: China Daily/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Suspeito de estupro é preso após perseguição com 4 mil policiais

Um jovem acusado de estupro foi detido ao vivo diante das câmeras de televisão nesta quinta-feira (9) perto de Tóquio, no Japão, após uma caça de dois dias que mobilizou 4 mil policiais, 900 veículos, helicópteros, barcos e cães.

Yuta Sugimoto é levado por policiais após ser detido nesta quinta-feira (8). Perseguição de dois dias envolveu 4 mil policiais e 900 carros. Ele é acusado de ter participado de estupro coletivo (Foto: Kyodo News/AP)Yuta Sugimoto é levado por policiais após ser detido nesta quinta-feira (8). Perseguição de dois dias envolveu 4 mil policiais e 900 carros. Ele é acusado de ter participado de estupro coletivo (Foto: Kyodo News/AP)

Yuta Sugimoto, de 20 anos, suspeito de ter participado do estupro coletivo de uma mulher em Kawasaki, cidade limítrofe de Tóquio, no dia 2 de janeiro, havia fugido há dois dias dos agentes que o conduziam ao gabinete do procurador.

A polícia colocou em andamento imediatamente uma caça em massa ao homem e o foragido foi detido nesta quinta em um jardim público da cidade de Yokohama, vizinha de Kawasaki.

A magnitude da operação deve-se ao fato de crimes violentos serem muito raros no Japão, onde o índice de criminalidade é um dos menores do mundo.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Tensão diminui na Argentina após onda de saques e protestos policiais

As autoridades provinciais argentinas e a polícia pactuaram nas últimas horas altas salariais que puseram fim aos protestos em quase todo o país e reduziram a tensão, após oito dias de conflitos e violentos saques que causaram ao menos nove mortes.

“Se resolveram todos os conflitos nas províncias argentinas. A situação está canalizada e resolvida”, disse nesta quarta-feira (11) à imprensa o chefe de Gabinete, Jorge Capitanich.

Horas depois, um setor da polícia na província nortista de Salta iniciou uma greve para exigir melhorias salariais e voltou a soar os alarmes pelo risco de incidentes perante a ausência de uniformizados.

A última vítima confirmada é um homem de 30 anos que morreu na terça-feira (10) ao ser supostamente baleado por moradores que protegiam um bairro da periferia sul de San Miguel de Tucumán, cerca de 1.100 quilômetros ao noroeste de Buenos Aires.

Com três vítimas fatais e cerca de uma centena de feridos, a província de Tucumán foi a mais afetada pelas interrupções policiais que começaram no último dia 3 de dezembro em Córdoba e se estenderam para outras 20 províncias do país, provocando saques e distúrbios em várias localidades.

Também foram registradas mortes nas províncias de Chaco, Jujuy, Córdoba, Buenos Aires e Entre Ríos.

Os policiais tucumanos retornaram nesta quarta às suas funções após a alta salarial pactuada com o governo provincial e a cidade recuperou progressivamente a calma, com a reabertura de escolas e edifícios públicos e a normalização do transporte público.

Com o retorno dos uniformizados a seu trabalho em Tucumán, desapareceram do espaço público as barricadas levantadas nas últimas duas noites por moradores, em alguns casos armados, para se proteger de ladrões e saqueadores que roubaram várias lojas da cidade.

Capitanich afirmou que os episódios de violência responderam a “uma ação premeditada com aleivosia para provocar incerteza com métodos extorsivos”.

Segundo o chefe de Gabinete, o objetivo dos protestos policiais e os saques foi “atacar em essência o sistema democrático republicano, e que os argentinos não pudessem comemorar os 30 anos de democracia”, que se completaram nesta terça-feira.

A presidente argentina, Cristina Kirchner, liderou na terça-feira à noite os festejos do aniversário democrático na Praça de Maio de Buenos Aires, apesar dos pedidos de vários líderes opositores para suspender o ato.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 12 de dezembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Dois policiais suspeitos por morte de 12 jovens no México são detidos

Dois policiais mexicanos foram detidos por sua suposta responsabilidade no sequestro e assassinato de 12 jovens em maio em um bar da Cidade do México, o que aumenta para 17 o número de capturados pelo caso, entre eles outro militar, informou nesta segunda-feira (24) a promotoria da capital.

A promotoria “obteve de um juiz uma ordem” para que os dois militares, capturados nos últimos dias, sigam detidos de forma preventiva por estarem “supostamente vinculados ao desaparecimento de doze jovens de um bar da Zona Rosa e que posteriormente foram mortos”, indicou a dependência em um comunicado.

Os dois policiais estão designados a esta zona turística e comercial, acrescentou a promotoria sem fornecer mais detalhes.

O crime
Até o momento, são três os policiais da capital detidos pelo caso do bar After Heaven, onde no dia 26 de maio foram sequestrados em plena luz do dia os 12 jovens, encontrados mortos três meses depois em uma fossa clandestina em um rancho de Tlalmanalco, uma localidade próxima à capital mexicana.

Nesta mesma fossa também foi encontrado outro cadáver, que a imprensa afirma ser de um dos carrascos dos 12 jovens.

A promotoria da capital informou que um dos detidos afirmou nas últimas semanas que o sequestro foi uma represália pelo homicídio de um vendedor de drogas ao varejo, cometido pouco antes em outro bar da Cidade do México.

A maioria dos jovens assassinados vivia no violento bairro de Tepito ,na Cidade do México.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,