RSS

Arquivo da tag: pesquisa

Google enfrenta ação antitruste sobre pesquisa móvel nos EUA

O escritório especializado em direito do consumidor Hagens Berman disse que entrou com um ação conjunta antitruste em nível federal nos EUA contra o Google, alegando que a companhia “monopolizou ilegalmente” o mercado de pesquisa na internet e em dispositivos móveis nos Estados Unidos.

O processo alega que o Google ampliou seu monopólio no mercado de pesquisa na internet ao pré-carregar seus aplicativos em dispositivos móveis com o sistema Android através de acordos de distribuição de aplicativos para estes dispositivos.

Segundo a ação, ao introduzir o pacote de aplicativos, incluindo o Google Play e o YouTube, o Google prejudicou o mercado e manteve o preço de dispositivos fabricados por empresas como a Samsung e a HTC artificialmente alto.

O Google disse que o Android e o Google podem ser usados de maneira independente um do outro.

“Qualquer pessoa pode usar o Android sem o Google e qualquer um pode usar o Google sem o Android. Desde o lançamento do Android, uma maior concorrência entre smartphones deu mais escolhas para consumidores a preços mais baixos”, disse à Reuters Matt Kallman, um porta-voz do Google.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Popularidade de Obama cai de 46% para 41%, segundo pesquisa

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tem índice de rejeição de 52%, segundo pesquisa (Foto: harles Dharapak/AP)O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tem índice de rejeição de 52%, segundo pesquisa (Foto: harles Dharapak/AP)

A popularidade do presidente Barack Obama continua em queda, segundo uma nova pesquisa, no momento em que os americanos criticam a política do governo para as áreas econômica e de saúde, assim como a gestão da crise na Ucrânia.

A taxa de aprovação do presidente caiu para 41% em abril, contra 46% nos três primeiros meses do ano, segundo uma pesquisa Washington Post-ABC News divulgada na segunda-feira (28) à noite. O índice de desaprovação subiu a 52%, contra 50% no início do ano.

A pesquisa foi realizada entre 24 e 27 de abril entre 1.000 adultos. A margem de erro é de 3,5%.

Apenas 42% dos entrevistados aprovam a gestão da economia e 37% a reforma da saúde, conhecida como ‘Obamacare’, que enfrentou muitas dificuldades no início, mas que finalmente alcançou sete milhões de inscritos como esperava o governo.

O índice de aprovação da gestão de Obama na crise da Ucrânia é ainda menor, de 34%.

Os números são preocupantes para Obama e o Partido Democrata antes das eleições legislativas de meio de mandato em novembro. As disputas na Câmara de Representantes, atualmente dominada pelos republicanos, assim como um terço do Senado, de maioria democrata, deverão ser renovadas nas eleições.

De acordo com o jornal Washington Post, as eleições passadas mostram que quando a aprovação de um presidente é tão baixa, o mais provável é que o partido sofra as consequências nas urnas. Desta maneira, os republicanos devem manter o controle da Câmara e existe a dúvida sobre uma possível maioria no Senado.

A participação será importante para os resultados. Segundo o Post, o eleitorado do Partido Republicano – brancos e de mais idade – tem um hábito maior de participar nas eleições de meio de mandato, geralmente de menor apelo que a eleição presidencial, que contam com maior participação dos jovens e minorias que apoiaram Obama.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

29% das classes C, D e E no Brasil têm smartphone, diz pesquisa

Com modelos mais acessíveis, os smartphones mais que dobraram sua participação entre a população de classe C no Brasil em 2013.

De acordo com a empresa de pesquisa Kantar Worldpanel, o uso desses aparelhos passou de um patamar de 8% dessa população em 2012 para 17% no ano passado. Os dados foram levantados por meio de uma pesquisa com 24 mil consumidores.

Outra constatação da empresa de pesquisa foi a preferência dos brasileiros por aparelhos com telas grandes: seis em cada quatro consumidores procuram por aparelhos com telas de cinco ou mais polegadas, enquanto um em cada três gostam de tamanhos entre 4,5 e 4,9 polegadas.

As telas de quatro ou 4,4 polegadas têm 31% da preferência.

Além da classe C, o uso dos smartphones também teve um avanço significativo na classe D/E. De acordo com a Kantar, o número passou de 5% da população em 2012 para 12% no ano passado. Na classe A, o uso chegou a 26% em 2013, ante 16% em 2012.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Mais de 90% dos apps baixados por brasileiros são gratuitos, diz pesquisa

Aplicativo táxi Uberlândia (Foto: Reprodução/TV Integração)Aplicativo táxi Uberlândia (Foto: Reprodução/TV
Integração)

Os aplicativos pagos não têm vida fácil no Brasil. A cada dez app baixados para smartphones no país, nove (93%) são gratuitos, segundo o estudo que foi elaborado pela Qualcomm e a consultoria Cnovergência Research.

Dos brasileiros que possuem smartphones (estimados em 47,8 milhões de aparelhos), 65% baixaram algum aplicativo. As empresas ouviram 1,4 mil pessoas, em entrevistas pessoais e pela internet, em 2013.

Dos mexicanos que têm smartphone, 76% baixam apps. Entre os britânicos, esse índice é de 94%. Além de não ser um dos povos que mais baixa aplicativos e preferir o gratuito ao pago, o brasileiro também não gasta muito na hora de visitar App Store ou a Google Play. O valor consumido nas lojas de aplicativos mais recorrente é de US$ 1,26 (o equivalente a R$ 2,96).

Os aplicativos mais baixados são os jogos (19%), seguido dos de mensagens instantâneas (17%), os de vídeo, fotografia e TV (12%), redes sociais (9%) e os de gestão do telefone, navegadores e destinados a aumentar a produtividade (8%).

Os dez mais mencionados são, em ordem de preferência: WhatsApp, Facebook, Instagram, Skype, Pou, Facebook Messenger, Candy Crush e Angry Birds.

Como a lista demonstra, os aplicativos nacionais não são dos mais buscados pelos brasileiros. Do total, apenas 15% dos apps são desenvolvidos no país. As categorias de nacionais mais citados são a de entretenimento (83% são locais), serviços bancários, pagamento e finanças (82%) e portais de notícias (53%).

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Metade do ar poluído do mundo virá da África até 2030, aponta pesquisa

Anúncio de novo empreendimento imobiliário é visto próximo de área banhada pelo Oceano Atlântico em Lagos, na Nigéria. País africano deverá ser um dos maiores emissores de poluição nos próximos anos, de acordo com pesquisa científica (Foto: Pius Utomi Ekpei/AFP)Anúncio de novo empreendimento imobiliário é visto próximo de área banhada pelo Oceano Atlântico em Lagos, na Nigéria. País africano deverá ser um dos maiores emissores de poluição nos próximos anos, de acordo com pesquisa científica (Foto: Pius Utomi Ekpei/AFP)

População urbana em forte crescimento, rápido desenvolvimento das atividades industriais são os ingredientes para aumento da poluição na África, que poderá representar até 55% das emissões de todo o planeta até 2030, revelou um estudo publicado nesta terça-feira (11) revista especializada “Environmental Research Letters”.

A poluição vinda da África representa atualmente entre 5% e 20% do total mundial. A pesquisa levou em conta partículas como fuligem ou gases como carbono orgânico, dióxido de enxofre, dióxido de nitrogênio, monóxido de carbono e hidrocarbonetos não-metânicos.

“Uma alta considerável é esperada até 2030 caso nenhuma medida seja tomada”, escrevem os pesquisadores do Laboratório de Aerologia do CNRS/Université Toulouse III – Paul Sabatier, que em 2005 traçou um mapa das emissões poluentes na África.

Nigéria terá maior responsabilidade
Em 2030, o oeste da África representará 45% das emissões, com uma participação muito elevada da Nigéria. O leste do continente contabilizará 24% das emissões – encabeçado por Etiópia e Quênia – e 26% estará no sul africano. O norte será responsável por apenas 5% das emissões.

As principais fontes são gasolina, diesel, veículos de duas rodas, lenha para aquecimento, carvão vegetal ou ainda a combustão de compostos orgânicos.

Globalmente, no oeste da África, a poluição se dá principalmente pelo transporte e o uso doméstico (cozinha). As centrais elétricas e as indústrias do sul da África também são consideradas. No norte do continente, o transporte é a principal causa da poluição.

Os autores da pesquisa se interessaram especialmente pelos dois principais compostos das partículas, o carbono orgânico e a fuligem, emitidos por todos os tipos de combustão. Elas podem variar de partículas muito pequenas até as PM10 (cujo diâmetro é inferior a 10 mícrons).

Segundo o estudo, a quantidade de partículas de carbono orgânico poderia ser multiplicada por três, e a de fuligem por quatro. As emissões de carbono orgânico na África representariam, então, 50% das emissões mundiais em 2030, contra 20% em 2005.

As partículas podem provocar asma, alergia, doenças respiratórias ou cardiovasculares. As menores (menos de 2,5 mícrons), que penetram nas ramificações mais profundas das vias respiratórias e do sangue, foram classificadas como ‘cancerígenas’ pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

80% do povo da Crimeia defende união à Rússia, diz pesquisa

Mais de 80% dos crimeanos defendem a incorporação da república autônoma ucraniana à Federação da Rússia, revelou uma pesquisa citada nesta segunda-feira (10) pelo presidente do Legislativo da Crimeia, Vladimir Konstantinov, a quem o governo de Kiev nega legitimidade.

“Mais de 80% dos habitantes da Crimeia desejam fazer parte da Rússia. Esses dados foram divulgados no domingo (9) em uma pesquisa realizada pela Focus-Group”, disse Konstantinov a um grupo de jornalistas em Simferopol – a capital autônoma -, segundo a agência russa “Interfax”.

De acordo com o presidente do Legislativo, a participação da população no referendo do próximo domingo (16) será “bastante alta”.

Nesta consulta, os crimeanos terão que responder duas perguntas: “Está o senhor a favor da reunificação da Crimeia com a Rússia como sujeito da Federação Russa?” e “Está o senhor a favor que se volte a pôr em vigor a Constituição da Crimeia de 1992 e do status da Crimeia como parte da Ucrânia?”.

O referendo da Crimeia foi declarado ilegal tanto pelo governo central da Ucrânia como por grande parte da comunidade internacional, incluindo Estados Unidos e União Europeia.

Konstantinov assegurou que os moradores da Crimeia “devem se sentir tranquilos”, já que as autoridades controlam totalmente a situação na Crimeia e não permitirão “nenhum tipo de provocação”.

Na Crimeia, península banhada pelo Mar Negro, a população é dividida entre 60% de russos e 25% de ucranianos, além de uma minoria tártara – a favor da Europa – de 12%.

O presidente do Legislativo autônomo indicou hoje que, independente dos resultados do referendo na Crimeia, o governo deverá impulsionar o desenvolvimento das três línguas faladas em seu território: o russo, o ucraniano e o tártaro crimeano.

No entanto, segundo ele, ‘não haverá mais filmes em ucraniano’, já que, em breve, eles serão retirados dos cinemas.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Católicos apoiam Francisco, mas se dividem sobre doutrina, diz pesquisa

'Queridos amigos, vocês estão perto do coração da Igreja, porque a Igreja é um povo a caminho do reino de Deus (...)', disse o Papa (Foto: Reuters)Papa Francisco durante discurso feito de sacada na Praça de São Pedro, no Vaticano (Foto: Reuters)

Os católicos acreditam que o Papa Francisco faz um bom trabalho à frente da Igreja Católica, mas muitos discordam da doutrina sobre temas polêmicos, especialmente o uso de anticoncepcionais, segundo uma pesquisa divulgada neste domingo (10) pela rede Univisión, com sede nos Estados Unidos.

O levantamento feito em 12 países concluiu que entre apoiadores da doutrina da Igreja predominam homens e mulheres casados, com mais de 55 anos, que comparecem frequentemente à missa e vivem em áreas rurais.

Para os demais perfis, as opiniões sobre temas como o casamento homossexual, o aborto, o divórcio e a ordenação de mulheres varia segundo a região, a idade e a renda.

De acordo com a pesquisa, 87% dos católicos acreditam que Francisco está fazendo um bom ou excelente trabalho, pouco antes do primeiro aniversário de seu papado, em março. No entanto, 78% dos consultados são a favor do uso de métodos contraceptivos, o que contraria a doutrina da Igreja católica.

Mulheres no sacerdócio
Sobre outros temas, há grandes diferenças entre os católicos de diferentes regiões do mundo: 80% dos católicos africanos e 76% dos filipinos apoiam a proibição de ordenação de mulheres como sacerdotes, uma postura compartilhada por apenas 30% dos europeus e 36% dos americanos.

O tema mais controverso é o casamento entre pessoas do mesmo sexo: a oposição da Igreja a este tipo de matrimônio é compartilhada por 99% dos católicos africanos, contra 40% dos americanos. “Em média, 5% mais mulheres que homens, 18% mais jovens que pessoas mais velhas e 10% mais pessoas com renda alta e média do que baixa são favoráveis ao casamento homossexual”, afirmam os autores da pesquisa.

Os católicos da Espanha – que durante séculos apoiaram a doutrina da Igreja – estão entre os mais liberais, junto aos franceses, enquanto os africanos e filipinos estão entre os mais conservadores. A pesquisa, realizada por Bendixen & Amandi International para a Univisión, consultou 12.036 católicos de Argentina, Brasil, Colômbia, República Democrática do Congo, França, Itália, México, Filipinas, Polônia, Espanha, Uganda e Estados Unidos.

Estes países representam 61% do 1,2 bilhão de católicos existentes no mundo. A margem de erro da pesquisa é de 0,9 ponto percentual.

Francisco, cujo nome verdadeiro é Jorge Mario Bergoglio, se tornou em março de 2013 o primeiro Papa latino-americano e primeiro jesuíta a assumir o Trono de São Pedro, em substituição ao austero Papa alemão Joseph Ratzinger, Bento XVI, que renunciou ao cargo em uma decisão inédita em sete séculos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Pesquisa aponta que seca ameaça técnica do fracking nos EUA

Os dois anos de seca que castigam o centro dos Estados Unidos pressionam a indústria de fratura hidráulica (fracking) para gás e petróleo, de grande demanda hídrica, segundo um novo estudo publicado esta semana.

O fracking é utilizado para aumentar a extração no subsolo a partir da injeção de material, geralmente água ou areia, sob pressão, provocando fraturas no subsolo. A técnica é considerada muito poluente por serem utilizados fluidos químicos que contaminam o solo e os lençóis freáticos.

Quase 50% dos poços perfurados desde 2011 por este método, com o objetivo de explorar depósitos de petróleo e gás, ficam em áreas com “estresse hídrico alto ou extremamente alto”, segundo a pesquisa feita pelo grupo Ceres, organização sem fins lucrativos que promove a sustentabilidade nos negócios.

Isso poderia colocar o fracking em conflito com outros usuários ou com recursos hídricos subterrâneos crescentemente pressionados, incluindo fazendeiros no meio-oeste e no oeste dos Estados Unidos.

As maiores pressões ocorrem no Texas, onde tem havido um crescente “boom” nos últimos três anos. Nessa região, as empresas que usam água para suas operações são afetadas pela recente seca.

Seca na Califórnia
Quem também enfrenta grandes problemas são os exploradores da técnica na Califórnia, que sofrem com a pior seca em um século. Os poços de fratura podem usar seis vezes mais água, em média, do que a perfuração convencional.

Além disso, a fratura para a exploração de gás natural usa muito mais água do que os poços de exploração de petróleo, aumentando o estresse hídrico em regiões como Eagle Ford, no Texas,

O estudo advertiu que autoridades locais terão o desafio de administrar os recursos hídricos que podem afetar empresas que recorrem à fratura hidráulica. “A demanda futura de água para fratura hidráulica só vai crescer com a perfuração de dezenas de milhares de poços adicionais”, advertiu o estudo.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Hillary Clinton venceria com folga primárias democratas, diz pesquisa

Ex-secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, discursa sobre a Síria durante evento na Casa Branca, Washington. Hillary reconheceu neste domingo (22) que considera concorrer à Presidência dos Estados Unidos em 2016. (Foto: Carolyn Kaster/AP)Ex-secretária de Estado  Hillary Clinton em foto de
setembro de 2013 (Foto: Carolyn Kaster/AP)

A ex-secretária de Estado americano, Hillary Clinton, venceria com folga a disputa interna do Partido Democrata à candidatura à presidência de 2016, enquanto as primárias no lado republicano estão mais abertas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (30).

A pesquisa encomendada pela ABC e publicada no The Washington Post indica que Clinton acumula 73% das intenções de voto, seguida a distância pelo vice-presidente Joe Biden (12%) e da senadora de Massachusetts (nordeste) Elizabeth Warren (8%).

A diferença entre Clinton e seus potenciais concorrentes “é a maior já registrada em uma sondagem sobre as primárias em 30 anos”, segundo o Post.

A pesquisa também confirma que o favorito dos conservadores, o governador de Nova Jersey Chris Christie, sofreu as consequências dos vários escândalos em que esteve envolvido.

O “Bridgegate” consiste em várias denúncias sobre o fechamento de uma ponte por Christie, com a intenção de causar um grande engarrafamento e desacreditar um prefeito democrata.

O governador, que segundo as pesquisas estava à frente das intenções de votos, caiu para o terceiro lugar, com 13%, de acordo com a nova pesquisa.

A primeira posição é ocupada agora por Paul Ryan (20%), jovem representante de Wisconsin (norte) e candidato a vice-presidente nas eleições de 2011. Atrás está Jeb Bush (18%), o ex-governador da Flórida e irmão mais novo do ex-presidente George W. Bush.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Pesquisa mostrará como capturar teclas digitadas em smartphones

Uma pesquisa que será apresentada no final de fevereiro deve demonstrar um nova meio para capturar a digitação em dispositivos Android e iOS, recriando a ameaça dos “keyloggers” que capturam a digitação nos PCs. Desenvolvida por Neal Hindocha, consultor sênior em segurança da Trustwave, a técnica possui algumas limitações, mas mostra que o risco da captura de dados ainda existe nos celulares.

Sistemas usados em smartphones aplicam um isolamento que impede que um aplicativo tenha acesso aos dados de outro. Isso inclui as informações digitadas. Para burlar essa limitação, pesquisadores já apontaram possibilidades como a captura dos movimentos do celular resultantes do toque e a instalação de um “teclado alternativo”. A primeira técnica tem uma alta taxa de erros e é difícil de ser desenvolvida para diversos modelos de celular, já que tamanho, peso e formato modificam os cálculos de movimento; já a segunda técnica requer bastante interação do usuário.

A técnica criada pelo pesquisador da Trustwave é nova e apresenta uma terceira possibilidade para a captura de dados. Hindocha desenvolveu um método que permite a um app capturar fotos da tela (screenshots) enquanto o usuário digita, bem como as coordenadas dos toques feitos na tela. Dessa forma, embora o app não tenha acesso aos dados digitados em si, é possível ver em que local da tela está o teclado e mapear os toques a cada tecla.

O truque pode ser aplicado em celulares iPhone ou iPads desbloqueados, em dispositivos Android desbloqueados (com “root”) e na configuração de fábrica. Nesse último caso, porém, o app malicioso precisa ser instalado por um computador quando o usuário conectar o celular via USB. Hindocha observa que esse último método já está em uso por hackers para instalar pragas digitais com outras finalidades. Sistemas iOS com o bloqueio de fábrica estavam fora do escopo da pesquisa.

“Isso não explora vulnerabilidades, mas abusa de funcionalidades existentes”, explicou Hindocha em entrevista ao G1. Ele conta que analisou a forma como os sistemas lidam com os eventos de toque e que combinou diversos truques para conseguir ler as coordenadas.

O especialista não quis opinar se os responsáveis pelos sistemas – o Google e a Apple – deverão modificar o software para impedir a técnica de funcionar. “Se isso deve ser modificado ou não cabe aos desenvolvedores do sistema, e como sempre envolve um equilíbrio entre funcionalidade e segurança”, diz.

Hindocha conta que teve vontade de analisar a possibilidade de captura da digitação em celulares porque a Trustwave tem diversos clientes na indústria financeira. Durante um teste de vulnerabilidade, ele identificou o que parecia ser uma maneira de capturar os dados, e decidiu realizar a pesquisa. Ele chamou esse mecanismo de “touchloggin”, ou “registro de toques”. Em computadores, a captura de teclas tem o nome de “keylogging”.

Os detalhes técnicos completos do ataque serão revelados durante a conferência de segurança RSA em São Francisco, nos Estados Unidos. A apresentação está marcada para o dia 26 de fevereiro.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,