RSS

Arquivo da tag: perguntas

Papa provoca clamor ao fazer perguntas durante o Ângelus

Papa fez perguntas durante a reza do Angelus, no Vaticano, neste domingo (9) (Foto: Tiziana Fabi/AFP)Papa fez perguntas durante a reza do Angelus, no Vaticano, neste domingo (9) (Foto: Tiziana Fabi/AFP)

 O papa Francisco provocou neste domingo (9) um clamor unânime dos fiéis reunidos na Praça de São Pedro para escutar o tradicional Ângelus de cada domingo, fazendo algumas perguntas que provocaram reflexão mais principalmente muitos aplausos por parte dos presentes.

“Quereis viver como uma lâmpada acesa ou apagada?”, questionou o papa à metade de sua catequese. O pontífice disse não “escutar bem de cima” (em alusão à janela de onde preside a reza) e, por essa razão, decidiu voltar a perguntar ao finalizar sua alocução dominical até obter de volta um fervoroso “acesa” como resposta.

A pergunta surgiu por causa de seu sermão, no qual lembrou aos fiéis que os discípulos de Jesus eram pescadores, pessoas humildes.

“Todos nós somos discípulos missionários e estamos convocados a conformar um Evangelho vivente no mundo. Com uma vida santa, daremos sabor aos diversos ambientes e lhes defenderemos da corrupção e levaremos a luz de Cristo com um testemunho de caridade genuína”, enfatizou.

“Por outro lado, se os cristãos perdem sabor e se apagam, sua presença perde eficácia. Será uma vida sem sentido”, contrapôs.

Festa do esporte
O papa aproveitou para expressar o desejo de que os Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, na Rússia, sejam “uma festa do esporte e da amizade”. Depois, demonstrou preocupação com todas as pessoas que sofrem por causa dos desastres naturais.

“A natureza nos pede que sejamos solidários e cuidadosos com a salvaguarda da criação e a prevenir as consequências mais graves”, advertiu.

Além disso, Francisco lembrou que na próxima terça-feira (11) será realizada a Jornada Mundial do Doente, “uma ocasião propicia para colocar as pessoas doentes no centro da comunidade e para rezar por e com eles”. Nesse sentido, o líder religioso se dirigiu às famílias e pediu que elas não desanimem, mesmo sabendo que ‘cuidar de um doente pode ser um trabalho pesado’.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Veja perguntas e respostas sobre extremos de calor e frio no mundo

Cachoeira do Niágara congelada, no Canadá, e calor na Praia de Ipanema, no Rio (Foto: Aaron Harris/Reuters e Yasuyoshi Chiba/AFP)Cachoeira do Niágara congelada, no Canadá, e calor na Praia de Ipanema, no Rio (Foto: Aaron Harris/Reuters e Yasuyoshi Chiba/AFP)

As temperaturas negativas registradas nos Estados Unidos e na Europa em janeiro, ao mesmo tempo em que incêndios provocados pelo calor escaldante atingiram Chile e a Austrália – os termômetros no Brasil também estão altos – podem indicar que o planeta vive um desarranjo climático.

De acordo com especialistas ouvidos pelo G1, os eventos do clima, com frio ou calor extremos, são comuns, mas o fato de eles ocorrerem com mais frequência e intensidade nos últimos anos pode ter ligação com as mudanças climáticas.

Veja abaixo algumas perguntas e respostas sobre o assunto:

– Calor, frio, neve, chuva, incêndios florestais… tudo ao mesmo tempo. Esses fenômenos são consequências da mudança climática global?
Ainda é prematuro dizer, de acordo com cientistas. Eventos climáticos com frio ou calor extremos sempre ocorreram e vão ocorrer no planeta, pois o clima tem como característica a alta variabilidade. Mas, segundo José Marengo, pesquisador do Centro de Ciência do Sistema Terrestre, ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), eventos extremos mais frequentes e intensos já são perceptíveis e podem ter relação com as mudanças climáticas.

Calor leva uma multidão às praias do Rio (foto de 9/1/2014) (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)Calor leva uma multidão às praias do Rio (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)


O que são as mudanças climáticas?
São alterações do clima provocadas pelo aumento da temperatura global, consequência de um “efeito estufa enlouquecido”, ou seja, uma capacidade exagerada da atmosfera de reter calor devido à presença excessiva de gases-estufa (como o dióxido de carbono e o metano) lançados na atmosfera pela queima de combustíveis fósseis, como petróleo e carvão, e o desmatamento e queima de áreas florestais.

De acordo com os climatologistas, uma maior concentração de CO2 na atmosfera significaria mais energia armazenada. Um dos modos de dissipar essa energia é através de fenômenos climáticos extremos.

Neve acumula em bicicletas no centro de Chicago. (Foto: Kiichiro Sato/AP)Neve acumula em bicicletas no centro de Chicago
(Foto: Kiichiro Sato/AP)

– Mas se é aquecimento global, por que nos Estados Unidos e no Canadá o clima é de ‘congelar’?
Os especialistas explicam que aquecimento global não significa que todo o planeta pode esquentar, mas sim que pode ocorrer um desarranjo global. Isso possibilita, por exemplo, numa mesma semana, sensação térmica de -50ºC nos EUA e termômetros marcando 50ºC na Austrália e no Brasil.
Os dois países foram afetados pelo vórtice polar, fenômeno climático que normalmente acontece na região do Círculo Polar Ártico, mas que sofreu alteração em sua dinâmica de circulação, permitindo que massas de ar que ficavam circunscritas ao Ártico atinjam latitudes mais baixas, como os dois países.

Isto permitiu que regiões dos EUA, como Wiscosin, registrassem -38ºC e tivessem sensação térmica de -50 ºC, ou ainda o congelamento de parte das famosas quedas d’água das Cataratas do Niágara, localizada na fronteira do país com o vizinho Canadá.

De acordo com Paulo Artaxo, físico da Universidade de São Paulo e integrante do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, o IPCC, o degelo no Ártico, região mais afetada pela elevação da temperatura global, pode ser uma resposta para os fenômenos intensos. A teoria foi apresentada por outros cientistas, incluindo o consultor científico da Casa Branca, o pesquisador John Holdren, em vídeo postado pelo governo americano.

Bombeiro combate incêndio em Perth, no oeste da Austrália. (Foto: AP Photo/Department of Fire and Emergency Services, Evan Collis)Bombeiro combate incêndio em Perth, no oeste da
Austrália (Foto: AP Photo)

– Qual é a explicação para o calor escaldante na Austrália?
Uma extensa onda de calor atingiu grande parte do país, que registrou em algumas regiões temperaturas acima de 50ºC. Também contribui para o calor a irregularidade nas chuvas, que costumam refrescar o país neste período do ano.

Enquanto a precipitação não vem, incêndios acometem parte do território australiano, como na região de Perth, onde a temperatura chegou aos 44ºC este mês. O calor em excesso provocou incêndios que mataram de milhares de morcegos em Queensland.

Segundo cientistas, as temperaturas do país vêm se mantendo altas durante os verões. O departamento climático do país informou que 2013 foi o ano mais quente desde 1910, quando começou a ser feito o registro de temperaturas do país.

Nuvens carregadas e chuva forte na região de Guarulhos, na Grande São Paulo, na tarde desta segunda-feira (13). (Foto: Geovani Velasquez/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo)Nuvens carregadas e chuva forte na região de
Guarulhos, na Grande São Paulo, na tarde desta
segunda-feira (13). (Foto: Geovani Velasquez/Brazil
Photo Press/Estadão Conteúdo)

– É comum chuvas e calor escaldante no Brasil ao mesmo tempo?
Sim, segundo meteorologistas. O verão no país é conhecido por registrar fortes chuvas em determinadas áreas e outras, concomitantemente registrarem céu limpo e calor intenso.

Fenômenos como as chuvas que atingiram Itaoca, no interior de São Paulo, são eventos típicos da estação. O que não é normal, segundo os cientistas, é a frequência e intensidade desses acontecimentos — fatores que estariam ligados às mudanças climáticas.

Outra característica distinta deste verão é uma irregularidade no nível de precipitação em diferentes regiões do Brasil, que têm registrado forte calor devido à presença de uma massa de ar seco.

No Rio de Janeiro, por exemplo, os termômetros registraram no início deste ano sensação térmica de 50ºC. Em São Paulo, o mês de dezembro de 2013 foi o segundo mais seco desde 1933, quando iniciaram as medições na estação meteorológica da Água Funda, Zona Sul da capital paulista.

Segundo a meteorologista Samantha Martins, do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP), essa irregularidade de chuvas não é muito comum para essa época do ano, mas pode ser classificada como fenômeno extremo.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Cofundador do Twitter lança app de perguntas e respostas com imagens

Aplicativo Jelly (Foto: Divulgação/Jelly)Aplicativo Jelly (Foto: Divulgação/Jelly)

Biz Stone, um dos cofundadores do Twitter, lançou na terça-feira (7) o Jelly, um aplicativo para smartphones que convida as pessoas a aproveitar suas redes sociais para obter respostas sobre as coisas que o usuário vê ao seu redor.

Gratuito e disponível para dispositivos iOS e Android, o Jelly permite que os usuários perguntem aos amigos, ou amigos dos amigos, o que está acontecendo em um determinado lugar e em uma certa hora.

“Digamos que você esteja caminhando e se depare com algo incomum. Você quer saber o que é, então você abre o Jelly, tira uma foto, circula [o que quer saber] com o dedo e digita ‘o que é isso?'”

As consultas do Jelly, que se conecta com redes sociais como Facebook e Twitter, são enviadas para os amigos que também tenham o aplicativo. O usuário será então notificado com as respostas.

Para Stone, um diferencial do Jelly é o fato de as pessoas poderem fazer perguntas por imagens. “Em um mundo onde 140 caracteres (em referência ao Twitter) são considerados o limite, uma imagem vale mais do que mil palavras”, afirmou o executivo no blog do app.

Acesse aqui para baixar o Jelly para iOS e aqui para a versão Android.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

5 perguntas que devem ser feitas antes da adoção de software na nuvem

Passada a fase de dúvidas primárias, as organizações se preocupam com pontos práticos, como segurança e governança.

12 de fevereiro de 2013 – 16h00

Quando o conceito de software como serviço (SaaS) surgiu, os clientes se perguntavam o que exatamente enquadrava, quem oferecia e sobre os princípios de segurança. Hoje, a tecnologia está mais consolidada e os clientes já pensam em melhores práticas, em governança e em como investir internamente para fazer melhor uso do serviço.

Um olhar mais profundo desse novo cenário mostra que as companhias estão abordando o SaaS de maneira mais estratégica.

Baseado nas questões mais comuns, é possível separar os cinco pontos mais abordados pelas empresas que querem ser mais estratégicas com SaaS.

1 – Quais novas categorias existem para aplicações SaaS?
O modelo de software como serviço tem um longo histórico de evolução desde seu surgimento, há uma década. Hoje, os fornecedores já oferecem softwares em quase qualquer categoria: de ERP a gerenciamento de TI. Com a mudança de cenário, os executivos que selecionam fornecedores devem se esforçar em aprender a educar suas organizações sobre o que é possível fazer com software como serviço, assim como o potencial retorno e ameaças que envolvem as ferramentas. Manter contato com os maiores fornecedores, como IBM, Oracle, EMC e SAP, é essencial, já que eles entram com cada vez mais agressividade no mercado, por meio de aquisições.

2 – Como a governança deve ser estruturada para SaaS?
O modelo de software sempre ofereceu implementação rápida e a possibilidade de ser incrementado de forma mais rápida, o que poderia significar sair do radar da governança corporativa. Mas o SaaS é mais do que isso: suas características únicas requerem novas maneiras de pensar na seleção do fornecedor, tipo de contrato, tolerância à risco e conjunto de habilidades organizacionais necessárias. Com isso, os líderes de seleção de fornecedores precisam realizar um trabalho de educação sobre todos esses fatores, desenvolver documentação como referência, criar modelos de contrato e linhas de orientação a respeito da implementação de SaaS e de cloud computing.

3 – Como SaaS afeta gestão de identidade, padrões de segurança e continuidade de negócios?
Os clientes estão se tornando cada vez mais confortáveis com o modelo de SaaS, mas ainda há preocupações em áreas chave com segurança física e lógica, além de recuperação de desastres. Com isso, os clientes devem trabalhar em conjunto com seus especialistas de segurança para delinear quais níveis são requisitados para cada aplicação de SaaS. Categorias como e-mail tendem a exigir maiores níveis, por exemplo. Os clientes também devem entender de padrões emergentes para SaaS (como SAS 80 ou ISO 27001) assim como tecnologias novas que ajudam a monitorar e melhorar a segurança.

4 – Quais estratégias são recomendadas para negociação de preços e análise de custo total de propriedade?
O custo pode ser uma característica atrativa do SaaS, mas é recomendável adotar algumas abordagens de negociação, principalmente se a base de usuários é muito grande. Além dos elementos mais óbvios, a companhia deve negociar menores preços se estão disposta a assinar contratos mais longos ou possibilidades de optar por uma versão nova ou aprimorada do produto. Também é importante considerar a flexibilidade no longo prazo, como a possibilidade de remover do contrato licenças sem uso em períodos anuais ou trimestrais.

5 – Existem melhores práticas de SaaS? Quais são?
Atualmente, os clientes de SaaS estão mais focados na estratégia de implantação, incluindo estratégia de processos de negócios, personalização e integração. Alguns fornecedores de SaaS têm áreas de serviços profissionais para oferecer melhores práticas baseadas em casos de sucesso, pacotes de implementação rápida e consultoria. Outros articularam um pool de parceiros de integração para levar expertise de negócios para as implementações. Os clientes devem considerar quais recursos os fornecedores oferecem, comparando com sua capacidade interna de gerenciar plataformas emergentes, para avaliar qual é o serviço mais adequado.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,