RSS

Arquivo da tag: pedra

Gaivotas ‘disputam’ espaço em pedra na Albânia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

10/05/2014 16h14 – Atualizado em 10/05/2014 16h14

Duas gaivotas foram flagradas disputando 'espaço' uma pedra no mar Jônico, perto da cidade de Vlore, na Albânia, na última quarta-feira (7) (Foto: Arben Celi/Reuters)Duas gaivotas foram flagradas disputando ‘espaço’ uma pedra no mar Jônico, perto da cidade de Vlore, na Albânia, na última quarta-feira (7) (Foto: Arben Celi/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Tigre passa por cirurgia para retirada de pedra nos rins; veja fotos

Sorry, I could not read the content fromt this page.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 10 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Lago na Tanzânia transforma animais em pedra! Será?

Será verdade essa história de um lago na Tanzânia que transforma em pedra todos os animais que se banham nele? Veja o que descobrimos.

Começando a se espalhar pela web na primeira semana de outubro de 2013, várias fotos de alguns animais que teriam virado estátuas de pedra após se banharem no lago Natron na Tanzânia.

As fotografias são incríveis e seu aspecto sombrio ganhou a atenção dos internautas, que se encarregaram de espalhar as imagens das bizarras estátuas pelas redes sociais.

De acordo com o texto que acompanha as fotos, o Lago Natron teria algumas propriedades especiais. Sua água teria um pH altamente alcalino que preservaria os bichos que se banham nela, por toda a eternidade.

Dá uma olhada em duas dessas imagens e descubra conosco se isso é verdadeiro ou falso:

natron_lago2

natron_lago Animais que se banharam no Lago Natron se transformam em estátuas de pedra! Verdadeiro ou falso? (fotos: Divulgação/Nick Brandt)

Da maneira como está sendo veiculada na web, a notícia dá a entender que os animais fotografados viraram estátuas apenas após um banho no lago, mas não é bem assim que acontece…

De fato, o Lago Natron existe e fica no Vale do Rift, ao norte da Tanzânia. São 3 metros de profundidade de águas com enorme quantidade de sal alcalino e, à medida que evapora na época da seca, aumenta muito a taxa de sal da região. Além disso, a presença de natrão (carbonato de sódio hidratado) e a temperatura elevada em alguns pontos (há locais que chegam a 60° C!) fazem com que poucos animais consigam viver ali.

No entanto, ao contrário do que afirmaram muitos sites, existe vida no lago. Vários microrganismos adaptados a ambientes salinos conseguem se desenvolver em lugares como esse, como por exemplo, algumas cianobactérias (que possuem uma cor avermelhada, bastante característica das águas do Natron).

Além delas, o Lago Natron também é lotado de flamingos (Phoenicopterus minor), que passam o dia comendo essas cianobactérias, e também de um tipo de tilápia (Oreochromis alcalica) que vive e se reproduz próximo às nascentes de água quente que brotam em certos pontos no lago.

A seguir, um vídeo publicado por Marc Szeglat no YouTube:

Os animais que aparecem nas fotos são (ou foram) animais vivos que ficaram preservadas no sal com natrão, mas isso não aconteceu instantaneamente!

As fotografias foram feitas por Nick Brandt, fotógrafo e autor do livro Across the Ravaged Land (Por toda a terra devastada). Ele explica em seu livro que encontrou os animais mortos ao longo da costa do Lago Natron, e que ninguém sabe ao certo como eles morrem, mas ao que tudo indica, o lago reflete bastante luz e isso os confunde (igual ao pássaro que se machuca ao chocar-se com um vidro).

Ao cair no lago, os animais morrem afogados e com o tempo, ao invés de apodrecerem, acabam se calcificando, à medida que secam na margem. Os bichos ficam mesmo parecidos com estátuas de pedra.

“Eu tirei essas criaturas de onde as encontrei no litoral e, em seguida, coloquei-as em posições ‘vivas, trazendo-as de volta para a ‘vida’, por assim dizer. Reanimados, vivos outra vez na morte.”, explica Nick Brandt em seu livro.

O natrão presente no lago é um poderoso bactericida e dessecante e chegou a ser usado pelos egípcios para a mumificação de faraós, mas na verdade, os animais que aparecem nas fotos morreram de outras causas e acabaram parando nas margens do lago. Com o tempo (e muito calor, natrão e sal) acabaram se desidratando e ficando com aparência de estátuas de pedra. As fotos são magníficas, mas foram montadas por Nick Brandt, que pegou os animais mortos no lago e os colocou em posições como se ainda estivessem vivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Homem sobrevive após pedra de 30 toneladas ‘esmagá-lo’ nos EUA

Investigadores analisam o local em que uma pedra deslizou e atingiu um homem no Arizona, nos EUA (Foto: Coconino County Sheriff/ AP)Investigadores analisam o local em que uma pedra deslizou e atingiu um homem no Arizona, nos EUA (Foto: Coconino County Sheriff/ AP)

Um homem foi atingido por uma rocha gigante numa estrada do Arizona, nos Estados Unidos, e coseguiu sobreviver, segundo fontes médicas.

De acordo com o jornal “Daily News”, o rapaz passava pelo local junto com outras quatro pessoas para ir trabalhar em uma torre de rádio na região na quarta-feira (11) quando encontrou uma pedra na estrada.

Ele tentou retirar a pedra do caminho quando foi surpreendido com uma rocha de 30 toneladas que deslizou da montanha e o atingiu. Chovia no momento do acidente e os companheiros do rapaz pediram ajuda.

O homem foi levado para um hospital da região e teve ferimentos nas pernas e na pélvis, segundo o jornal. Já os outras pessoas não sofreram ferimentos e também ajudaram a socorrer o rapaz.

Rapaz foi socorrido e levado para um hospital da região com ferimentos na perna (Foto: Coconino County Sheriff/ AP)Rapaz foi socorrido e levado para um hospital da região com ferimentos na perna (Foto: Coconino County Sheriff/ AP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

A verdade sobre o milagre da pedra flutuante da Arábia Saudita!

Foto mostra uma enorme pedra que flutua todo ano em abril depois de ocorrer um milagre na Arábia Saudita. Mas será que a imagem é verdadeira ou falsa?

A fotografia circula pela web desde 2010 e, desde então, sempre volta a aparecer em vários blogs, sites e redes sociais. Nela podemos ver uma enorme rocha flutuando 11 centímetros acima do chão.

De acordo com algumas das versões que acompanham a imagem, em 1989 um criminoso havia se escondido atrás dessa pedra e ela (como por milagre) se levantou do solo, deixando à mostra os pés do fugitivo – que foi encontrado e morto ali mesmo.

A partir desse dia, segundo o que diz o texto, o tal fenômeno da levitação ocorre vez por ano, sempre no mês de abril e é a prova de que milagres existem.

Em outra versão que aparece na internet, a tal pedra milagrosa está localizada em Jerusalém!

Olha aí a foto abaixo e descubra se ela é verdadeira ou farsa:

Foto teria a propriedade de levitar uma vez por ano! Será verdade? Foto teria a propriedade de levitar uma vez por ano! Será verdade?

A foto é falsa! A parte de baixo da rocha foi adulterada digitalmente.

A enorme rocha fica localizada em Al-Ahsa (a leste da Arábia Saudita) e está, na verdade, apoiada em três pedras menores que deixam o rochedo acima do chão, como podemos ver na imagem abaixo:

floating-rock-b (foto: Reprodução/Internet)

Apesar de não encontrarmos a foto original usada na montagem, achamos alguns blogs que mostram outras imagens da mesma pedra de diversos ângulos. Um exemplo pode ser visto no álbum do usuário do Flickr Ageel Al-Shayeb.

A seguir, dois vídeos mostrando a “pedra flutuante”:

Esse, feito com imagens em 360°:

E esse:

Foto alterada! Não há nenhum milagre na imagem. De qualquer maneira, é muito curiosa a formação rochosa…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Segurança na nuvem ainda é pedra no sapato de empresas brasileiras

Estudo da Trend Micro mostra que 46% das empresas em todo o mundo reportaram falhas de segurança ou problemas com seus serviços de nuvem, aumentando o medo do modelo.

Levantamento global realizado pela Trend Micro, especializada em segurança na cloud, aponta que a nuvem continua sendo um desafio quando se trata de entregar serviços de TI ágeis. O percentual de empresas que reportaram falhas de segurança de dados ou problemas com seu serviço de nuvem aumentou de 43%, em 2011, para 46%, em 2012.

Entre os países avaliados [Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Índia, Canadá, Japão e Brasil], a Índia teve a maior incidência de falhas ou questões de segurança e perda de dados (67%), seguido pelo Brasil, com 55%.

Em todo o mundo, de um total de 1,4 mil de tomadores de decisão entrevistados, mais da metade (53%) afirmaram que a segurança dos dados é uma das principais razões da desaceleração na decisão de adotar soluções em nuvem. Entre os executivos, 40% afirmaram que seus requisitos de segurança de TI não são atendidos pelos serviços atuais de nuvem.

O estudo indica ainda que 53% dos entrevistados expressaram maior possibilidade de considerar o uso da nuvem se os provedores de serviços em nuvem realizassem uma abordagem mais prática de segurança de dados ou, se eles oferecessem mais soluções para proteger seus dados na nuvem.

De acordo com a pesquisa, o Brasil aparece um pouco abaixo da média global de adoção de cloud computing com 56%. Quando observadas as distintas modalidades no País a taxa de adoção de nuvem pública é de 46% e de nuvem privada é de 47%. Em termos de virtualização de servidores, a taxa brasileira é a mais baixa entre os países pesquisados: 50%. Ano a ano, a adoção global da nuvem aumentou de 55% para 59%.

“Percebemos um processo acelerado de migração para a nuvem”, afirma Miguel Macedo, diretor da Trend Micro no Brasil. Em todo o mundo, mais da metade (53%) dos tomadores de decisão entrevistados afirmaram que a segurança dos dados é uma das principais razões da desaceleração na decisão de adotar soluções em nuvem. Este resultado está alinhado com a declaração de 40% dos entrevistados que afirmaram que seus requisitos de segurança de TI não são atendidos pelos serviços atuais na nuvem.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,