RSS

Arquivo da tag: palestino

Hamas e Fatah chegam a acordo para governo palestino de unidade nacional

As facções rivais palestinas Fatah e Hamas concordaram com a formação de um governo de unidade nesta terça-feira (27), disseram dirigentes de ambos os lados, no passo mais significativo adotado até agora para curar as feridas de sete anos de disputas.

Os grupos tomaram decisões sobre uma lista de ministros independentes e tecnocratas que vão governar as áreas sob controle palestino até as eleições nacionais dentro de pelo menos seis meses, em uma iniciativa que eles esperam possa reviver instituições paralisadas desde que os dois lados travaram uma breve guerra civil em 2007.

Autoridades de ambas as partes disseram em uma entrevista à imprensa na Faixa de Gaza que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, fará um anúncio formal sobre o novo governo no final desta semana, depois da escolha do ministro de Assuntos Religiosos.

Israel tem objeções quanto às iniciativas de reconciliação e considera o Hamas, grupo que se recusa a reconhecer o Estado judaico e a renunciar às armas, uma organização terrorista. O país ameaça impor sanções financeiras contra o governo de Abbas na Cisjordânia, ocupada por Israel, se for firmado um governo de unidade.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Presidente palestino quer retomar negociações de paz com Israel

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, discursa neste sábado (26) em Ramallah, na Cisjordânia. (Foto: Ronald Zak/AP)O presidente da Autoridade Palestina Mahmud Abbas (Foto: Ronald Zak/AP)

O presidente palestino Mahmud Abbas declarou nesta terça-feira (29) que está pronto para prosseguir com as negociações de paz com Israel, desde que aconteça prioritariamente uma discussão sobre a questão das fronteiras.

‘Desde a criação de Israel ninguém conhece as fronteiras. Estamos determinados a definir as nossas fronteiras e as deles, sem o que não haverá paz’, declarou Abbas durante um discurso em Ramallah, na Cisjordânia, no último dia do prazo de nove meses estabelecido para as negociações.

‘Se quisermos prolongar as negociações, deverá haver uma libertação dos prisioneiros, e nós iremos às negociações com base na paralisação da colonização e com a discussão sobre os mapas e as fronteiras durante três meses, período durante o qual o conjunto da colonização deverá parar’, afirmou Abbas durante uma reunião sobre a criação de um fundo para Jerusalém.

As negociações de paz foram suspensas em 24 de abril pelo governo do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, no dia seguinte a um acordo de reconciliação entre a Organização de Libertação da Palestina (OLP) de Abbas e o Hamas, no poder em Gaza, que não reconhece Israel.

Este acordo, que retoma os termos dos acordos de reconciliação assinados nos últimos três anos, prevê a formação de um governo de transição de consenso formado por personalidades independentes, sem mandato político.

Para retomar as negociações, Netanyahu exigiu que o Hamas reconhecesse Israel ou que Abbas renunciasse à reconciliação.

Neste contexto, o exército israelense destruiu nesta terça-feira vários edifícios palestinos, entre eles uma mesquita, que haviam sido construídos sem sua autorização em um povoado do norte da Cisjordânia ocupada.

‘Os militares vieram e destruíram uma pequena mesquita e três casas, afirmando que haviam sido construídas na zona C sem permissão’, declarou à AFP Ayman Bani Fadel, o prefeito de Khirbet Tawil, perto de Naplusa, refirindo-se aos 60% da Cisjordânia sob controle total israelense.

Um porta-voz militar israelense confirmou em um comunicado que ‘oito edifícios, entre eles uma mesquita, foram destruídos’ em Khirbet Tawil.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Soldados israelenses matam juiz palestino em passagem na fronteira

Soldados israelenses mataram nesta segunda-feira um juiz palestino-jordaniano em uma passagem de fronteira entre Cisjordânia e Jordânia, controlada em parte por Israel. “Um palestino tentou retirar a arma de um soldado na ponte Allenby, um posto de controle com a Jordânia. Em resposta, as forças abriram fogo contra o suspeito”, afirma um comunicado do exército israelense.

Em Ramallah (Cisjordânia), a Autoridade Palestina condenou o assassinato “a sangue frio” e pediu a criação de uma comissão de investigação internacional’ sobre o incidente, que simboliza “a continuação de uma série de exageros (israelenses) contra o povo palestino”, completa a nota.

Fontes dos serviços de segurança palestinos identificaram a vítima como Raed Zeiter, de 38 anos e natural de Nablus, norte da Cisjordânia.

Zeiter, que abandonou a região em 2011, atuava como juiz em um tribunal de Amã. Também tinha nacionalidade jordaniana.

A ponte de passagem, a 50 km de Amã, na Jordânia, e próxima da cidade palestina de Jericó, permaneceu fechada após o incidente, mas já foi reaberta.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Exército israelense mata um palestino na Cisjordânia

O exército israelense matou nesta quarta-feira um palestino de 19 anos na cidade de Ramallah, Cijsordânia, informaram fontes médicas e de segurança palestinas.

Em um comunicado, o exército israelense confirmou que seus soldados dispararam contra “um terrorista que abriu fogo contra uma posição militar israelense”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Jovem palestino salta por círculo de fogo durante cerimônia militar

19/01/2014 10h00 – Atualizado em 19/01/2014 10h00

Estudante 'faz careta' ao saltar por círculo de fogo durante cerimônia militar na Palestina (Foto: Suhaib Salem/Reuters)Estudante ‘faz careta’ ao saltar por círculo de fogo durante cerimônia militar na Palestina (Foto: Suhaib Salem/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Kerry vai se reunir com presidente palestino segunda-feira em Londres

O secretário americano de Estado, John Kerry, se reunirá na segunda-feira (9) em Londres com o presidente palestino, Mahmud Abbas, para conversar sobre as negociações diretas em andamento entre israelenses e palestinos, informou nesta quinta-feira o departamento de Estado.

Este novo encontro entre Abbas e Kerry, que se reuniram diversas vezes nos últimos cinco meses, irá ocorrer em Londres após o giro de Kerry de 6 a 9 de setembro por Lituânia, França e Reino Unido, disse a porta-voz do departamento de Estado, Jennifer Psaki.

“Enquanto estiver em Londres, (Kerry) se reunirá com o presidente da Autoridade Palestina Mahmud Abbas para falar de vários temas, entre eles as negociações diretas em curso entre israelenses e palestinos”, disse Psaki em uma coletiva de imprensa.

Espera-se que Kerry chegue a Londres na segunda-feira depois de passar no sábado por Vilna, que preside atualmente a União Europeia, e no domingo por Paris, entre outros motivos para se reunir com representantes da Liga Árabe, disse Psaki.

As negociações diretas de paz entre israelenses e palestinos, retomadas no fim de julho, não registraram progressos, disse na quarta-feira Yasser Abed Rabo, negociador e secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

Várias autoridades palestinas criticaram a participação direta dos Estados Unidos nas discussões.

Washington, que tem como emissário para estas discussões o diplomata Martin Indyk, impôs uma barreira midiática sobre estas discussões.

Depois de três anos de estancamento, israelenses e palestinos retomaram nos dias 29 e 30 de julho negociações diretas em Washington após intensos esforços de Kerry. Depois voltaram a se ver ao menos três vezes em agosto e no início de setembro em Jerusalém.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Internautas recompensam palestino que revelou falha do Facebook

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema. (Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de
Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema.
(Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)

Os internautas já arrecadaram mais de US$ 11 mil para recompensar um especialista em segurança palestino que invadiu o perfil do idealizador do Facebook, Mark Zuckerberg, com o objetivo de expor uma falha de segurança na rede social.

A campanha de arrecadação de fundos no site GoFundMe reuniu, em apenas um dia, US$ 11.035 para Khalil Shreateh, a partir da doação de 178 pessoas. A página continua recebendo doações, depois de o Facebook ter negado uma recompensa ao palestino, alegando que ele teria violado os termos de serviço.

“Espero que isto tenha despertado a consciência das pessoas sobre a importância dos pesquisadores independentes”, disse Marc Maiffret, especialista em segurança da empresa Beyond Trust, que liderou a arrecadação.

“Também espero que isto tenha lembrado os outros pesquisadores de que, apesar de trabalhar com empresas de tecnologia ser frustrante às vezes, não podemos esquecer do grande objetivo: ajudar a comunidade da internet em geral”.

Embora o Facebook ofereça recompensas para quem detecta falhas de segurança, a administração da rede social alegou que Shreateh foi longe demais ao postar as informações na página do próprio Zuckerberg sem o seu consentimento.

Shreateh disse em seu blog que encontrou uma maneira de contornar a segurança e modificar a linha do tempo de outros usuários, mesmo que eles não sejam seus amigos na rede social.

O investigador disse que tomou a decisão de invadir o perfil de Zuckerberg após ser ignorado pela equipe de segurança do Facebook.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,