RSS

Arquivo da tag: palestina

Palestina adere a cinco tratados da ONU sobre direitos humanos

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A Palestina aderiu oficialmente nesta sexta-feira (2) a cinco tratados das Nações Unidas sobre os direitos Humanos, incluindo a Convenção das Nações Unidas contra a tortura e os direitos da criança, anunciou um porta-voz da ONU.

Trata-se das Convenções das Nações Unidas contra a Tortura (CAT), pela Eliminação da Discriminação Racial (CERD), contra Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher (CEDAW), pelos Direitos das Pessoas com Deficiência (CRPD) e Direitos da Criança (CRC), indicou um porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos durante coletiva de imprensa em Genebra.

Em 11 de abril, a Palestina tornou-se membro de quatro Convenções de Genebra e do Primeiro Protocolo Adicional, considerados textos fundamentais do Direito Humanitário.

O status de Estado observador obtido em novembro de 2012 junto à ONU abriu caminho para a Palestina ter acesso a várias convenções e organizações internacionais.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Palestina deveria permitir colonos judeus, diz governo israelense

Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu assiste a reunião semanal do gabinete em Jerusalém neste domingo (26) (Foto: AP Photo/Ronen Zvulun)Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu assiste a
reunião semanal do gabinete em Jerusalém neste
domingo (26) (Foto: AP Photo/Ronen Zvulun)

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, considera que todos os judeus que vivem em assentamentos devem ter o direito de continuar em suas casas em um futuro Estado Palestino, disse um oficial do governo israelense neste domingo (26). Trata-se de uma nova abordagem a um dos assuntos mais difíceis nas negociações de paz do Oriente Médio.

Em anos de negociações, foi estabelecido que qualquer colono judeu que não esteja dentro do território israelense deva ser removido. Mas Netanyahu acredita que não há razão para um futuro Estado Palestino realizar uma “limpeza étnica”.

Os comentários surgiram a partir da declaração de Netanyahu em Davos, na Suíça, no fim de semana. Lá, ele disse a repórteres no Fórum Econômico Mundial que não pretendia desalojar nenhum israelense em um futuro acordo de paz.

Mais de 500 mil colonos vivem na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, territórios que Israel dominou na guerra de 1967 e que os palestinos agora esperam que farão parte de seu futuro estado. Jerusalém Oriental e Cisjordânia – conhecidas pelos judeus religiosos como Judeia e Samaria, fazem parte de território bíblico de Israel. Israelenses mais radicais são contra ceder qualquer uma dessas áreas, tanto por motivos espirituais quanto por motivos de segurança.

Netanyahu já disse que quer manter a maior parte dos blocos de assentamentos – moradia da maioria dos colonos – como parte de qualquer acordo. Os palestinos assinalaram que poderiam abrir mão da exigência das terras onde os blocos estão localizados mediante uma troca que lhes daria terras adicionais no interior de Israel.

Mas especialistas acreditam que cerca de 100 mil colonos vivem fora desses blocos e que seu destino sob um acordo final de paz é incerto. Muitos desses colonos provavelmente evacuariam suas casas em troca de uma compensação justa. Outros, no entanto, resistiriam por motivos ideológicos.

O oficial de Israel disse que Netanyahu acredita que não há razão para retirá-los contra sua vontade.

“O primeiro-ministro acredita que, na paz, assim como Israel tem uma minoria árabe, não há razão lógica pela qual o Estado Palestino não poderia conter uma minoria judaica e que judeus vivendo em Judeia e Samaria teriam a opção de ficar”, disse. “A priori, não deveria ser aceito que o estado palestino seja constituído sob uma limpeza étnica”.

Os palestinos consideram ilegais os assentamentos construídos além das fronteiras estabelecidas em 1967 e rejeitam a ideia de incorporá-los em um futuro estado.

“Qualquer um que diga que quer manter colonos no estado palestino está, na verdade, dizendo que não quer um estado palestino”, disse o negociador palestino Saeb Erekat. “Nenhum colono poderá ficar no estado palestino, nem mesmo um, porque assentamentos são ilegais e a presença de colonos nas terras ocupadas é ilegal.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Macaco de grande porte assusta ao aparecer em árvore de Palestina, SP

Macaco surpreendeu ao aparecer no topo de árvore (Foto: Osmar Ferraz / Jornal A Imprensa)Macaco surpreendeu ao aparecer em árvore (Foto: Reprodução TV TEM / Osmar Ferraz Jornal A Imprensa)

Os moradores do bairro Bom Pastor, em Palestina (SP), foram surpreendidos com uma visita inusitada na tarde desta quarta-feira (15). Um macaco de grande porte chamou a atenção depois de aparecer no topo de uma árvore.

O animal é da raça bugio, a maior espécie de primatas do Brasil. Ele foi visto pendurado na rede elétrica, bem no topo de uma árvore.

Os moradores arrumaram uma escada pra ver se o macaco desceria por vontade própria, mas nada feito. A Polícia Ambiental e Bombeiros foram chamados para recolher o animal.

Animal foi retirado da árvore pela Polícia Ambiental (Foto: Osmar Ferraz / Jornal A Imprensa)Animal foi retirado da árvore pela polícia (Foto: Reprodução TV TEM / Osmar Ferraz Jornal A Imprensa)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Burro empaca ao ser puxado em praia na Palestina

02/10/2013 08h13 – Atualizado em 02/10/2013 08h13

Sorry, I could not read the content fromt this page.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Burro é flagrado mordendo próprio rabo em praia palestina

03/09/2013 08h59 – Atualizado em 03/09/2013 09h00

Um burro foi flagrado nesta terça-feira (3) mordendo o próprio rabo em uma praia no mar Mediterrâneo, na cidade palestina de Gaza (Foto: Hatem Moussa/AP)Um burro foi flagrado nesta terça-feira (3) mordendo o próprio rabo em uma praia no mar Mediterrâneo, na cidade palestina de Gaza (Foto: Hatem Moussa/AP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Burro é flagrado mordendo próprio rabo em praia palestina

AppId is over the quota
AppId is over the quota

03/09/2013 08h59 – Atualizado em 03/09/2013 09h00

Um burro foi flagrado nesta terça-feira (3) mordendo o próprio rabo em uma praia no mar Mediterrâneo, na cidade palestina de Gaza (Foto: Hatem Moussa/AP)Um burro foi flagrado nesta terça-feira (3) mordendo o próprio rabo em uma praia no mar Mediterrâneo, na cidade palestina de Gaza (Foto: Hatem Moussa/AP)

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 4 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Após ter casa demolida por Israel, família palestina muda para caverna

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Khaled Zir al-Husseini e suas filhas na nova casa-caverna em Silwan, leste de Jerusalém (Foto: Ahmad Gharabli/AFP)Khaled Zir al-Husseini e suas filhas na nova casa-caverna em Silwan, leste de Jerusalém (Foto: Ahmad Gharabli/AFP)

Na maior parte dos últimos sete anos, Khalid Zir e sua família viviam em um barraco de lata improvisado no bairro de Silwan, em Jerusalém Oriental. Mas depois que as autoridades israelenses demoliram a cabana, Zir ficou desesperado. Sem opções de alojamento, Zir, sua esposa e seus cinco filhos reuniram seus pertences e mudaram para uma caverna que servia de estábulo da família.

“Minha casa foi demolida, e eu fui obrigado a viver aqui, pois não tinha nenhum outro lugar para ir”, disse Zir, um trabalhador de manutenção de 39 anos. “Eu queria alugar uma casa, mas não há casas para alugar aqui, porque não há licenças para nós árabes construirmos.”

A situação da família ilustra a delicada questão de demolições de casas em Jerusalém Oriental. Israel diz que o assunto é apenas uma lei de ordem, e que é de responsabilidade do município de Jerusalém reprimir violações de zoneamento e de construção ilegal. Os árabes, no entanto, veem uma agenda mais sinistra que visa impedi-los de crescer, enquanto os assentamentos judaicos próximos continuam a se expandir.

Ao longo da última década, 448 casas de árabes em Jerusalém Oriental foram demolidas, deixando 1.752 pessoas desabrigadas, de acordo com dados fornecidos pelo B’Tselem, um grupo de direitos humanos israelense. Só neste ano, 30 casas foram derrubadas, deixando 80 desabrigados.

Khaled Zir al-Husseini mostra os escombros de sua casa, em Jerusalém Oriental (Foto: Ahmad Gharabli/AFP)Khaled Zir al-Husseini mostra os escombros de sua casa, em Jerusalém Oriental (Foto: Ahmad Gharabli/AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,