RSS

Arquivo da tag: pagos

Estudo revela que antivírus pagos são desperdício de dinheiro para empresas

Por conta do baixo nível de detecções de soluções pagas, softwares gratuitos oferecem melhor vantagem a empresas

28 de novembro de 2012 – 09h11

Softwares antivírus são tão ineficazes na detecção de novas ameaças de malware atualmente, que a maioria das empresas está provavelmente desperdiçando seu dinheiro comprando esse tipo de produto. Ao menos é o que conclui um estudo feito pela empresa de segurança Imperva.

Relatórios questionando a proteção oferecida pelos antivírus tornaram-se um tema recorrente entre os pesquisadores nos últimos tempos. Por isso, o estudo “Assessing the Effectiveness of Anti-Virus Solutions”, realizada pela Imperva em parceria com a Universidade de Tel Aviv, é apenas mais um motivo para adicionar à coleção de reclamações.

A equipe rodou uma coleção de 82 novos tipos de malware no VirusTotal, um sistema que verifica os arquivos em cerca de 40 produtos antivírus diferentes – e a taxa inicial de detecção foi de um zero surpreendente.

A empresa, então, realizou a mesma varredura em intervalos de uma semana, para ver se a detecção melhorava ao longo do tempo e descobriu que mesmo os produtos com o melhor desempenho levaram pelo menos três semanas para adicionar uma amostra previamente não-detectada em seus bancos de dados.

Em todos os produtos, 12 arquivos que foram mal detectados, enquanto que novas ameaças passaram despercebidas pela metade dos softwares analisados quando realizadas varreduras em datas posteriores. Em algumas detecções, os arquivos foram simplesmente marcados como “malware não classificado”, uma definição que prejudica a eficácia da remoção.

É difícil dizer quais produtos individualmente foram melhores a partir deste estudo (os leitores podem julgar por si mesmos no site da Imperva), mas não apareceu qualquer conexão entre popularidade e eficácia.

Mais notavelmente, os pesquisadores da Imperva acabam recomendando dois produtos antivírus gratuitos: Avast e Emisoft, como os “mais ideais” dentre os analisados. O McAfee também foi considerado aceitável.

E com relação às empresas?

De acordo com a Imperva, organizações continuam a comprar licenças para softwares antivírus, porque é o que a legislação de vários países manda. Essa obrigatoriedade deveria permitir que empresas adquirissem produtos gratuitos, para que elas pudessem investir em outras formas de segurança, sugeriu a Imperva.

“Para ser claro, não recomendamos eliminar a utilização do software antivírus. O que recomendamos, no entanto, é reequilibrar e modernizar a segurança, investindo em soluções que impeçam as ameaças de hoje”, disse o relatório.

Usando dados da Gartner, a Imperva disse que softwares antivírus consumiram cerca de um terço do gasto total em segurança, um investimento injustificado pelo retorno que se tem. “Nós não podemos continuar a investir bilhões de dólares em soluções antivírus que proporcionam a ilusão de segurança, especialmente quando soluções gratuitas superam assinaturas pagas”, comentou o CTO da Imperva, Amichai Shulman.

Administradores podem igualmente salientar que programas antivírus gratuitos são destinados a consumidores e raramente oferecem o tipo de capacidade de gerenciamento e desenvolvimento de que negócios necessitam.

Em agosto, a NSS Labs apontou que muitos produtos antivírus não foram capazes de bloquear ataques de malwares que exploravam duas vulnerabilidades da Microsoft, corrigidas semanas antes.

Ao longo dos anos, uma variedade de novas tecnologias têm sido empregadas para melhorar a segurança antivírus. Pelo menos a startup ZeroVulnerabilityLabs lançou uma versão beta de um plug-in que abandona por completo a detecção de malwares em favor de simplesmente bloquear as falhas do software exploradas por malwares para ganhar o controle de computadores.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de fevereiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Caso Android: Oracle e Google devem divulgar relacionamentos pagos com a mídia

Juiz do caso determinou que empresas apresentem nomes de jornalistas e blogueiros que receberam para comentar sobre o caso.

O juiz responsável pelo processo entre Oracle e Google, por infração de patentes do sistema operacional móvel Android OS que usou Java, quer saber os nomes dos jornalistas e blogueiros que têm relacionamento pago com as empresas.

“O Tribunal está preocupado que as partes e/ou advogados possam ter retido, ou pago, impressões de jornalistas, comentaristas ou blogueiros que têm e/ou podem postar comentários sobre os temas deste caso”, disse o juiz William Alsup em uma ordem apresentada terça-feira (7/8) na Corte da Califórnia, nos Estados Unidos.

“Mesmo que o caso esteja praticamente no fim, ele não foi totalmente finalizado e a divulgação de artigos, comentários ou análises sobre as questões tratadas neste caso possivelmente são influenciadas por relações financeiras”, acrescentou.

Oracle e Google devem divulgar em 17 de agosto os nomes de “todos os autores, jornalistas, comentaristas ou blogueiros que relataram ou comentaram sobre quaisquer questões neste caso e que receberam por isso”, reforçou Alsup.

Florian Mueller, blogueiro conhecido no mundo open source, havia divulgado que mantém um relacionamento de consultoria com a Oracle. “Como analista independente e blogueiro, vou expressar apenas as minhas opiniões, que não podem ser atribuídas a qualquer um dos meus clientes”, disse Mueller.

Não ficou claro se Alsup estava ciente do relacionamento de Mueller com a Oracle, ou identificou que além de Mueller outros blogueiros e jornalistas têm acordos similares com a Oracle ou a Google. A Google afirmou que vai cumprir a ordem. Já a Oracle não quis comentar sobre o caso.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Veja 5 dicas para usar o recurso de posts pagos do Facebook

Saiba como funciona a funcionalidade para promover postagens na rede social e como usar ao máximo a ferramenta

Se a página da sua empresa possui mais de 400 likes, agora você tem a opção de tentar um novo recurso de publicidade chamado “Post Promovidos”. O botão, que é encontrado na base da caixa de updates (onde são inseridos os posts) permite você escolher um valor e gerar um alcance estimado para cada post. 

Essas postagens aparecem não só no feed de notícias das pessoas que curtiram sua página, mas também para amigos dessas pessoas que interagiram com seu post, de acordo com o Facebook. Mas antes de você começar a usar, veja algumas dicas que separamos para que otimizar esse recurso. 

1. Como promover uma postagem

Vá até sua página e clique na caixa de update, onde você normalmente insere seus textos e links. Na base, há um botão Promover, e nele você pode escolher o orçamento desejado – essa quantia é a longo prazo, e não uma taxa diária. Depois disso, basta clicar em Salvar. Você pode fazer isso com atualizações de status, fotos, ofertas, perguntas e vídeos enviados nos últimos três dias e, para fazer isso, basta clicar na opção Promover, abaixo da seção de comentários da postagem. 

Caso seja necessário, você pode alterar o valor do investimento no post. Para fazer isso, clique no botão “Promovido por $X”, selecione o ícone de lápis próximo de Orçamento e escolha o novo investimento. Após clicar em Salvar, a alteração é imediata. Depois que a promoção vai ao ar, é exibida uma etiqueta de “Promovido” na base do texto.  

2. Como direcionar e interromper promoções

Quando você cria um post, há uma opção para direcioná-lo para pessoas de uma determinada localização ou língua, a partir do menu drop-down “Público”, dentro da ferramenta de compartilhamento. No entanto, vale lembrar que esse tipo de ação pode diminuir o alcance que post possa ter. 

Para direcionar a postagem para um público de determinado idioma, vá no botão “Público” ao criar uma post e selecione “Localização/Língua”. No próximo formulário, insira a localização desejada; é possível escolher por país, estado, cidade ou língua. Clique em OK para finalizar. 

Para interromper a promoção de um post, vá até a postagem desejada e, na base, abaixo da seção de comentários, clique em “Promovido por $X”. Depois disso, clique no link “Parar Promoção”, e aguarde a confirmação de que a campanha foi posta em pausa. Para reiniciar uma promoção, basta seguir estes mesmo passos. 

3. Como ver a performance da promoção

Logo depois de promover um post, é possível checar a performance do mesmo na base da postagem, à esquerda do botão Promover. Ao colocar o mouse sobre o link, são exibidas informações a respeito de quantas pessoas viram o post, incluindo dados a respeito de alcance orgânico (das pessoas que já curtiam a página antes), alcance viral (as pessoas que viram a atualização por meio de amigos) e alcance pago (que acessaram o conteúdo pela promoção). 

4. Como suas promoções são cobradas

Seus posts promovidos serão cobrados na mesma conta que você escolheu no Gerenciador de Anúncios (Ads Manager, em inglês). Você pode ver sua principal fonte de financiamento, assim como as faturas de acesso, por meio do ícone de engrenagem no botão Promover, ou no próprio Gerenciador de Anúncios.

Em “promover”, clique no ícone de engrenagem e selecione “Alterar método de pagamento”. Aqui você pode ver todos os métodos de pagamento listados em sua conta de anúncios e fazer alterações na sua principal fonte de financiamento.

5. Quais os melhores métodos para promover postagens?

Para ajudar você e sua empresa a ter sucesso com os “posts promovidos”, o Facebook montou uma lista com quatro dicas:

Adicionar fotos e vídeos: “As pessoas tendem a responder a imagens simples e que chamam a atenção, principalmente de pessoas que utilizam seu produto ou serviço. Por exemplo, você pode promover uma foto de novos produtos que pretende vender – tenha em mente que a imagem de perfil da sua página irá aparecer ao lado de seu post promovido para que todos saibam que ele está ligado ao seu negócio”.

Promover ofertas: ”Promover uma oferta pode ajudar a aumentar o número de pessoas que veem e reivindicam sua oferta. Isso pode ajudar a conduzir mais pessoas ao seu negócio e aumentar o engajamento em sua página”.

Destaque eventos exclusivos ou notícias: “Promover mensagens com conteúdo exclusivo leva as pessoas a falar sobre sua página e compartilhar suas mensagens com os amigos. Este pode ser um especial diário no menu, um evento na loja ou o lançamento de um produto”.

Faça uma pergunta: “Promover uma pergunta diz às pessoas que você valoriza a opinião delas. Por exemplo, você pode promover uma pergunta pedindo às pessoas para votar em um novo produto ou serviço, o que as encoraja a ter um impacto direto sobre suas decisões de negócio”.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Veja 5 dicas para usar o recurso de posts pagos do Facebook

Saiba como funciona a funcionalidade para promover postagens na rede social e como usar ao máximo a ferramenta

Se a página da sua empresa possui mais de 400 likes, agora você tem a opção de tentar um novo recurso de publicidade chamado “Post Promovidos”. O botão, que é encontrado na base da caixa de updates (onde são inseridos os posts) permite você escolher um valor e gerar um alcance estimado para cada post. 

Essas postagens aparecem não só no feed de notícias das pessoas que curtiram sua página, mas também para amigos dessas pessoas que interagiram com seu post, de acordo com o Facebook. Mas antes de você começar a usar, veja algumas dicas que separamos para que otimizar esse recurso. 

1. Como promover uma postagem

Vá até sua página e clique na caixa de update, onde você normalmente insere seus textos e links. Na base, há um botão Promover, e nele você pode escolher o orçamento desejado – essa quantia é a longo prazo, e não uma taxa diária. Depois disso, basta clicar em Salvar. Você pode fazer isso com atualizações de status, fotos, ofertas, perguntas e vídeos enviados nos últimos três dias e, para fazer isso, basta clicar na opção Promover, abaixo da seção de comentários da postagem. 

Caso seja necessário, você pode alterar o valor do investimento no post. Para fazer isso, clique no botão “Promovido por $X”, selecione o ícone de lápis próximo de Orçamento e escolha o novo investimento. Após clicar em Salvar, a alteração é imediata. Depois que a promoção vai ao ar, é exibida uma etiqueta de “Promovido” na base do texto.  

2. Como direcionar e interromper promoções

Quando você cria um post, há uma opção para direcioná-lo para pessoas de uma determinada localização ou língua, a partir do menu drop-down “Público”, dentro da ferramenta de compartilhamento. No entanto, vale lembrar que esse tipo de ação pode diminuir o alcance que post possa ter. 

Para direcionar a postagem para um público de determinado idioma, vá no botão “Público” ao criar uma post e selecione “Localização/Língua”. No próximo formulário, insira a localização desejada; é possível escolher por país, estado, cidade ou língua. Clique em OK para finalizar. 

Para interromper a promoção de um post, vá até a postagem desejada e, na base, abaixo da seção de comentários, clique em “Promovido por $X”. Depois disso, clique no link “Parar Promoção”, e aguarde a confirmação de que a campanha foi posta em pausa. Para reiniciar uma promoção, basta seguir estes mesmo passos. 

3. Como ver a performance da promoção

Logo depois de promover um post, é possível checar a performance do mesmo na base da postagem, à esquerda do botão Promover. Ao colocar o mouse sobre o link, são exibidas informações a respeito de quantas pessoas viram o post, incluindo dados a respeito de alcance orgânico (das pessoas que já curtiam a página antes), alcance viral (as pessoas que viram a atualização por meio de amigos) e alcance pago (que acessaram o conteúdo pela promoção). 

4. Como suas promoções são cobradas

Seus posts promovidos serão cobrados na mesma conta que você escolheu no Gerenciador de Anúncios (Ads Manager, em inglês). Você pode ver sua principal fonte de financiamento, assim como as faturas de acesso, por meio do ícone de engrenagem no botão Promover, ou no próprio Gerenciador de Anúncios.

Em “promover”, clique no ícone de engrenagem e selecione “Alterar método de pagamento”. Aqui você pode ver todos os métodos de pagamento listados em sua conta de anúncios e fazer alterações na sua principal fonte de financiamento.

5. Quais os melhores métodos para promover postagens?

Para ajudar você e sua empresa a ter sucesso com os “posts promovidos”, o Facebook montou uma lista com quatro dicas:

Adicionar fotos e vídeos: “As pessoas tendem a responder a imagens simples e que chamam a atenção, principalmente de pessoas que utilizam seu produto ou serviço. Por exemplo, você pode promover uma foto de novos produtos que pretende vender – tenha em mente que a imagem de perfil da sua página irá aparecer ao lado de seu post promovido para que todos saibam que ele está ligado ao seu negócio”.

Promover ofertas: ”Promover uma oferta pode ajudar a aumentar o número de pessoas que veem e reivindicam sua oferta. Isso pode ajudar a conduzir mais pessoas ao seu negócio e aumentar o engajamento em sua página”.

Destaque eventos exclusivos ou notícias: “Promover mensagens com conteúdo exclusivo leva as pessoas a falar sobre sua página e compartilhar suas mensagens com os amigos. Este pode ser um especial diário no menu, um evento na loja ou o lançamento de um produto”.

Faça uma pergunta: “Promover uma pergunta diz às pessoas que você valoriza a opinião delas. Por exemplo, você pode promover uma pergunta pedindo às pessoas para votar em um novo produto ou serviço, o que as encoraja a ter um impacto direto sobre suas decisões de negócio”.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,