RSS

Arquivo da tag: operao

Donetsk fecha seu espaço aéreo por operação antiterrorista da Ucrânia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A cidade de Donetsk, principal ponto de resistência dos milicianos pró-Moscou, fechou seu espaço aéreo nesta terça-feira (6) por conta da operação antiterrorista lançada pelas autoridades da Ucrânia. O aeroporto Sergei Prokofiev cancelou tanto voos nacionais como internacionais.

“As chegadas e saídas de aeronaves no aeroporto de Donetsk foram suspensas por disposição do Serviço de Aviação Estatal da Ucrânia”, diz um comunicado do aeroporto.

Segundo a nota, todos os voos estão suspensos até o meio-dia (horário local), no entanto, o site do aeroporto também mostra o cancelamento de voos posteriores.

Além disso, seis bancos nas cidades de Slaviansk, Kramatorsk e Konstantinovka, na região de Donetsk, encerraram suas operações por questões de segurança, informaram agências locais.

As autoridades ucranianas prosseguem a ofensiva contra a resistência dos insurgentes pró-russos no leste do país.

O ministro do Interior ucraniano, Arsen Avakov, estimou em mais de 30 os milicianos pró-Moscou que morreram ontem nos combates nos arredores de Slaviansk.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Forças ucranianas iniciam operação para retomar cidade de separatistas

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Separatista pró-Rússia faz guarda armada em barricada na cidade de Slaviansk, no sudeste da Ucrânia (Foto: Baz Ratner/Reuters)Separatista pró-Rússia faz guarda armada em barricada na cidade de Slaviansk, no sudeste da Ucrânia (Foto: Baz Ratner/Reuters)

As Forças Armadas da Ucrânia começaram na madrugada desta sexta-feira (2) uma operação militar em Slaviansk, no sudeste do país, para retomar o controle da cidade, que está nas mãos dos separatistas pró-russos, segundo meios russos e ucranianos.

De acordo com as agências russas, os milicianos pró-Moscou derrubaram dois helicópteros e um piloto morreu, enquanto outro foi capturado, de acordo com o autoproclamado prefeito da cidade, Viacheslav Ponomariov.

O Ministério do Interior da Ucrânia confirmou que as aeronaves foram destruídas e que dois militares morreram e vários ficaram feridos na operação até o momento.

O porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, disse que o Kremlin estava “extremamente preocupado” porque não tinha notícias de um representante que Putin enviara à cidade para ajudar a libertar reféns estrangeiros.

Ele disse que uma “operação punitiva” organizada por forças ucranianas acabou com um plano de paz acertado com potências ocidentais duas semanas atrás.

O líder das chamadas “forças de autodefesa”, Igor Strelkov, afirmou que a cidade está agora bloqueada pelas tropas ucranianas, que utilizaram 20 helicópteros na ofensiva.

Helicóptero militar ucraniano pousa em um posto de controle da Ucrânia, perto da cidade de Slaviansk (Foto: AFP)Helicóptero militar ucraniano pousa em um posto de controle da Ucrânia, perto da cidade de Slaviansk (Foto: AFP)

“Todas as estradas estão interrompidas e de todas as direções chegam blindados e soldados. Eles estão utilizando contra nós até 20 helicópteros, de combate e de transporte de tropas. O inimigo bloqueou a cidade totalmente, as entradas e as saídas”, disse Strelkov ao canal russo de televisão ‘Rossia 24’.

Outros meios informam que uma sirene soou na cidade e que era possível ouvir tiros e explosões.

Um porta-voz dos pró-russos disse à agência ‘RIA Novosti’ que “o ataque tem como alvos vários postos de controle ao mesmo tempo. Chegaram alguns blindados e veículos militares, e soldados desembarcaram de helicópteros e atacaram os postos de controle”.

Segundo a ‘Interfax’, há vários feridos entre os milicianos pró-russos.

Slaviansk se transformou no bastião do levante pró-russo no sudeste da Ucrânia contra o governo de Kiev. Seis inspetores militares europeus e um intérprete continuam retidos nessa cidade, acusados pelos separatistas de serem espiões da Otan.

O governo de Kiev não confirmou a operação e os meios ucranianos fazem seus relatos com base nas informações da imprensa russa.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia advertiu que se autoridades de Kiev fizessem uma ofensiva no sudeste da Ucrânia poderia trazer “consequências catastróficas”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Polícia faz ‘operação especial’ após confundir tatuagem realista com arma

Michael Smith, morador de Norridgewock, no estado de Maine (EUA), foi personagem de um grande mal entendido, envolvendo equipes da polícia fortemente armadas, que não perceberam que o americano, que estaria “armado”, tinha apenas uma tatuagem na cintura na forma de uma pistola.

Smith contou que foi acordado por volta das 10h por funcionários que estavam cortando galhos de uma árvore, próximo a uma poste de eletricidade. Irritado, ele saiu de casa sem camisa e gritou com os homens, pedindo para que fossem embora.

Os trabalhadores ficaram assustados ao avistarem a tatuagem de Michael, uma pistola em tamanho natural, e chamaram a polícia. Pouco depois, policiais fortemente armados foram ao local, e puderam resolver a confusão ao conversarem com o proprietário da casa.

O morador contou ao jornal “Morning Sentinel” que a tatuagem nunca havia causado problemas a ele, e a polícia apenas liberou Michael.

Michael Smith aparece ao lado de xerife após trabalhadores confundirem sua tatuagem com uma arma de verdade (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)Michael Smith aparece ao lado de xerife após trabalhadores confundirem sua tatuagem com uma arma de verdade (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)Polícia de Norridgewock chegou a montar operação especial com policiais fortemente armados após mal entendido (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)Polícia de Norridgewock chegou a montar operação especial com policiais fortemente armados após mal entendido (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Polícia faz ‘operação especial’ após confundir tatuagem realista com arma

Michael Smith, morador de Norridgewock, no estado de Maine (EUA), foi personagem de um grande mal entendido, envolvendo equipes da polícia fortemente armadas, que não perceberam que o americano, que estaria “armado”, tinha apenas uma tatuagem na cintura na forma de uma pistola.

Smith contou que foi acordado por volta das 10h por funcionários que estavam cortando galhos de uma árvore, próximo a uma poste de eletricidade. Irritado, ele saiu de casa sem camisa e gritou com os homens, pedindo para que fossem embora.

Os trabalhadores ficaram assustados ao avistarem a tatuagem de Michael, uma pistola em tamanho natural, e chamaram a polícia. Pouco depois, policiais fortemente armados foram ao local, e puderam resolver a confusão ao conversarem com o proprietário da casa.

O morador contou ao jornal “Morning Sentinel” que a tatuagem nunca havia causado problemas a ele, e a polícia apenas liberou Michael.

Michael Smith aparece ao lado de xerife após trabalhadores confundirem sua tatuagem com uma arma de verdade (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)Michael Smith aparece ao lado de xerife após trabalhadores confundirem sua tatuagem com uma arma de verdade (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)Polícia de Norridgewock chegou a montar operação especial com policiais fortemente armados após mal entendido (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)Polícia de Norridgewock chegou a montar operação especial com policiais fortemente armados após mal entendido (Foto: Morning Sentinel, David Leaming/AP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

ONU e Crescente Vermelho preparam nova operação de ajuda em Homs

Um dia depois de ficar sob fogo em Homs, um grupo de ajuda se reuniu às margens de um distrito mantido por rebeldes no domingo para retirar civis e entregar suprimentos humanitários para 2.500 pessoas presas pela guerra civil da Síria.

A equipe conjunta das Nações Unidas e do Crescente Vermelho sírio ficou presa em Homs por várias horas após escurecer no sábado, quando foi atacada no momento em que entregava alimentos e remédios.

Autoridades atribuíram o ataque a facções rebeldes, mas ativistas disseram que foram as forças do presidente Bashar al-Assad.

O Crescente Vermelho disse que um de seus motoristas ficou ligeiramente ferido, mas o restante da equipe acabou deixando Homs com segurança.

O conflito da Síria já deixou 130 mil mortos, expulsou milhões de suas casas e devastou distritos inteiros de cidades sírias –particularmente Homs, um centro de protesto quando surgiu o levante de 2011 contra 40 anos do comando da família Assad.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Forças nacionais iniciam operação para desocupar área dos Awá no MA

Indígena segura faixa em que está escrito 'nós existimos!' no idioma dos Awa-Guajá. O grupo, considerado um dos mais ameaçados do munso, está localizado em uma região do Maranhão muito pressionada pelo desmatamento (Foto: Eliza Capai/Greenpeace)Em foto de arquivo, indígena da etnia Awá segura faixa em que está escrito ‘nós existimos!’ no idioma dos Awa-Guajá. Operação realizada pelo governo quer expulsar moradores ilegais da terra indígena, localizada no Maranhão (Foto: Eliza Capai/Greenpeace)

Forças nacionais de segurança iniciaram operação nesta segunda-feira (6) para notificar moradores não índios que vivem no Território indígena Awá-Guajá, no Maranhão, e pedir sua saída voluntária da área protegida em até 40 dias, em cumprimento à decisão judicial expedida em dezembro.

O objetivo da Justiça é conter o desmatamento na região, que segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) já afetou 34% do território indígena, com perímetro de 1.700 km² (área pouco maior que o território da cidade de São Paulo), e ameaça a proteção da etnia, considerada por organizações ambientais como uma das mais ameaçadas.

A sentença do juiz federal José Carlos do Vale Madeira, do último dia 16, ordena que empresas madeireiras ou agrícolas que atuem na área finalizem suas atividades e autoriza mandados de busca e apreensão a materiais usados na extração, beneficiamento ou transporte de madeira.

Além disso, moradores que não saírem de forma voluntária estarão sujeitos a mandados de remoção, que permitem a destruição de construções, cercas, estradas ou quaisquer benfeitorias no interior da terra indígena. Segundo levantamento feito pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), há cerca de 300 construções ilegais dentro do território dos Awá.

Mapa em verde mostra área do Território indígena Awá-Guajá, que será desocupado após decisão da Justiça Federal (Foto: Reprodução/Funai)Àrea na cor verde mostra Território indígena Awá-
Guajá, na fronteira entre o Maranhão e Pará, que será
desocupada após decisão da Justiça Federal
(Foto: Reprodução/Funai)

Operação dura 15 dias
De acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai), a ação coordenada pelo gabinete da Presidência da República assegura a posse definitiva aos Awá-Guajá e tenta evitar o contato desta população com o homem branco, já que muitos deles ainda estão isolados.

Cerca de 200 homens do Exército, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, além de agentes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o Incra, e do Ministério do Meio Ambiente atuam na notificação.

A autuação das famílias e empresas deve seguir por 15 dias pelo território indígena, localizado próximo à fronteira do Maranhão com o Pará e que abrange os municípios de Centro Novo do Maranhão, Governador Newton Bello, São João do Caru e Zé Doca. O território indígena representa pouco mais que 0,5% da área do estado do Maranhão.

Segundo Sarah Shenker, pesquisadora e porta-voz da organização não-governamental Survival International, que há trabalha há mais de quatro décadas com campanhas que pedem a proteção desta etnia, a operação é “o grande momento para o qual os Awá têm lutado há tempos”.

“Somente com o despejo dos invasores e a proteção permanente da terra é que os Awá podem sobreviver na sua floresta. É uma questão de vida ou morte para a tribo mais ameaçada do mundo e é o dever do governo brasileiro de salvá-los da extinção”, disse ela ao G1. Saiba mais sobre a campanha aqui.

Moradores ilegais serão assistidos pelo governo
Todos os não índios que moram ilegalmente na área, de acordo com o governo e, por isso, não têm direito à indenização. Contudo, de acordo com a Funai, órgãos federais vão reassentar pequenos agricultores que ocupavam a terra e se encaixam nos critérios do Plano Nacional de Reforma Agrária.

De acordo com a Funai, em junho o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e o Exército realizaram operação para fiscalizar unidades de conservação que ficam em torno da área indígena dos Awá-Guajá e constatou focos de desmatamento.
Na época, foram fechadas 27 serrarias e aplicadas multas equivalentes a R$ 2,5 milhões.

Imagem de arquivo feita pela ONG Survival International mostra atividade de exploração madeireira dentro do território indígena dos Awá (Foto: Greenpeace/ Bruno Kelly/ Survival)Imagem de arquivo feita pela ONG Survival International mostra atividade de exploração madeireira dentro do território indígena dos Awá (Foto: Greenpeace/ Bruno Kelly/ Survival)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Operação no Amazonas apreende quase 1,1 tonelada de pescado

Quelônios foram apreendidos em fiscalização (Foto: Batalhão Ambiental/divulgação)Quelônios foram apreendidos em fiscalização
(Foto: Batalhão Ambiental/divulgação)

A operação “Boina Verde”, que fiscaliza mercados no Amazonas, apreendeu uma tonelada e 97 quilos de peixe, além de 97 quelônios, na manhã deste domingo (6), na Feira da Liberdade, no município de Manacapuru, a 68 km de Manaus. Os produtos ilegais seriam comercializados pelos feirantes do local. A intervenção recolheu ainda 190 ovos de quelônios e mais de 640 quilos de carne de caça. Um feirante foi preso e encaminhado para a delegacia do município.

Durante a apreensão, 95 quelônios vivos foram encontrados dentro de uma caixa d’água, em um dos boxes da feira. De acordo com o Tenente Abreu, do Batalhão Ambiental, esta não é a primeira vez que produtos irregulares são comercializados livremente no local. “A feira da liberdade é recorrente em questões de infrações ambientais, principalmente em carne de caça e quelônios. Nós fazemos campanha de conscientização mas, infelizmente, a tradição do consumo desses animais ainda é muito apreciado pelos amazonenses. Só há a oferta porque há a procura”, lamentou.

Segundo o tenente, parte dos comerciantes ilegais fugiram ao constatar a presença dos soldados da fiscalização. Apenas uma pessoa foi detida no local, apreendida com dois quelônios mortos e outros 70 ovos do animal.

O policial informou que irá solicitar levantamento da Sessão de Inteligência para identificar outros feirantes que vendiam as mercadorias proibidas.

Pescado ilegal estava sendo comercializado nas feiras (Foto: Batalhão Ambiental/divulgação)Pescado ilegal estava sendo comercializado
nas feiras (Foto: Batalhão Ambiental/divulgação)

O pescado ilegal foi doado à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) do município. Os quelônios mortos, carne de caça, e os ovos de quelônios apreendidos na operação foram enterrados na lixeira pública de Manacapuru, conforme previsto na legislação ambiental. Os 95 quelônios encontrados vivos serão reintegrados a natureza pelas equipes do Batalhão Ambiental.

Segundo recomendações do órgão, a população pode ajudar na fiscalização dos produtos, fazendo denúncia por meio do telefone (92) 8842-1547 ou pelo 190.

“É importante que toda a sociedade nos ajude nesta operação. O consumo de carne de caça e quelônios é uma prática ilegal e todos devem se conscientizar disso”, frisou.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,