RSS

Arquivo da tag: Mxico

Forte terremoto de magnitude 6,2 sacode costa do México

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Um forte terremoto de magnitude 6,2 sacudiu neste sábado (31) a costa do México no Oceano Pacífico, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). De acordo com um boletim do Centro de Alertas de Tsunami no Pacífico (PTWC), “não existe nenhuma ameaça de tsunami grande e destrutivo”. Até as 11h não havia informações sobre vítimas ou danos materiais.

O USGS indicou que o tremor ocorreu às 11h53 (8h53 no horário de Brasília) a uma profundidade de 10 km e a cerca de 303 km a sudoeste da cidade costeira mexicana de Puerto Vallarta.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Tempo do Brasil no Facebook é maior que de México e Argentina na internet

Conheça os tipos de amigos mais excluídos no Facebook (Foto: Reuters)Brasileiro gasta mais tempo no Facebook do que mexicanos e argentinos passam navegando na internet durante o mês (Foto: Reuters)

Os brasileiros gastam mais tempo no Facebook do que o período que mexicanos e argentinos passam navegando na internet por dia, de acordo com um estudo da consultoria comScore.

Composto por dados de fevereiro, o relatório “2014 Brazil Digital Future in Focus” mostra que os brasileiros passam 46 minutos na rede social por dia, enquanto os internautas do México e Argentina juntos somam 44,7 minutos na rede. Por mês, os brasileiros passam 12,9 horas curtindo e compartilhando postagens de seus amigos em redes sociais, mais do que o dobro do período médio do resto do mundo, de 5,7 horas.

Rede social LinkedIn tem 135 milhões de usuários no mundo (Foto: Divulgação)Rede social LinkedIn tem 135 milhões de usuários
no mundo (Foto: Divulgação)

O Facebook continua a ser o maior site do gênero no país. Mas houve uma dança das cadeiras nas posições subsequentes. O Twitter perdeu o posto de segunda rede social mais utilizada pelos brasileiros para o LinkedIn.

A rede social de contatos profissionais possui 11,8 milhões de visitas únicas. O número é suficiente para desbancar o Twitter, que possui 11,3 milhões. O Facebook ainda é de longe a maior mídia social do país, com 65,9 milhões de visitantes únicos. Completam a lista o Tumblr, do Yahoo, com 7,9 milhões, Ask.fm (5 milhões), Orkut, do Google (4,8 milhões), Badoo (3,1 milhões) e Yahoo Profile (2,7 milhões).

Segundo a comScore, os jovens se concentram no site de perguntas e respostas Aks.fm. A média de idade dos usuários do serviço é a menor de todas, de 21 anos. A do Yahoo Profile é a maior, de 38anos. As outras são: Facebook (30,2 anos), LinkdedIn (32,9 anos), Twitter (27 anos), Tumblr (24,8 anos), Orkut (30,4 anos) e Badoo (34,7 anos).

Quando a análise é feita sobre a dedicação despendida a sites desse gênero, a predominância do site de Mark Zuckerberg é enorme. Do tempo usado para navegar em redes social, 97,8% é gasto checando as atualizações, fotos dos amigos e outras postagens no Facebook. O Twitter fica com 0,7% do tempo com mídias sociais, o Tumblr, com 0,6%, o Ask.fm, com 0,5%, o Orkut, com 0,3%, e o LinkedIn, com 0,2%.

Tempo on-line
O maior tempo gasto em redes sociais ocorre porque os internautas brasileiros passam mais tempo na rede. Enquanto a média ao redor do mundo é passar 22,7 horas por mês conectado, no Brasil, o comum é acessar a rede mensalmente por 29,7 horas.

Além de passar muito tempo com os olhos grudados em computadores, tablets e smartphones, o brasileiro compõe um batalhão de internautas. O país possui a quinta maior audiência on-line, com 68 milhões de visitantes únicos, o que representa 40% de toda a população conectada na América Latina. China, EUA, Índia e Japão são, nessa ordem, os quatro maiores países on-line. Rússia, Alemanha, França, Reino Unido e Itália completam o top 10.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Furacão Amanda cai para categoria 2 e provoca fortes chuvas no México

O furacão Amanda, o primeiro da temporada no Pacífico e que chegou a atingir a categoria quatro, voltou à categoria dois nesta terça-feira (27), enquanto se desloca a quase mil quilômetros da costa do México, onde provoca fortes chuvas.

Após atingir a categoria 4 no fim de semana e perder força nas últimas horas, Amanda “é no momento furacão da categoria II na escala Saffir-Simpson”, que vai até cinco, informou a Comissão Nacional da Água (Conagua) em seu último relatório.

De acordo com a agência de notícias France Presse, Amanda se desloca a 7 km/h em direção norte/noroeste, com ventos firmes de 165 km/h e rajadas de até 205 km/h. O furacão está a 920 km do balneário de Cabo San Lucas.

A Conágua já havia previsto que Amanda perderia força até cair para tempestade tropical na sexta-feira, a uma distância de 175 km da Ilha Socorro, em Colima (noroeste).

O fenômeno é o primeiro de sete furacões que se formarão no Pacífico na temporada de ciclones, que vai até o final de novembro.

Em 2013, o México sofreu com a passagem simultânea dos furacões Ingrid (Golfo do México) e Manuel (Pacífico), que deixaram 157 mortos e pelo menos 1,7 milhão de afetados.

Como nasce um furacão e como funciona sua categorização?
O meteorologista Marcelo Schneider, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), explica que o fenômeno climático é resultado da combinação de alta temperatura na superfície do oceano, elevada quantidade de chuvas e queda da pressão do ar (sistema que favorece uma subida mais rápida do ar e uma constante evaporação da água do mar).

“Esse sistema costuma se formar em áreas próximas à Linha do Equador. Sem ventos inicialmente, o calor do oceano (2 ºC a 3 ºC acima do normal) provoca uma evaporação rápida da água, formação de nuvens e de chuva. Com a precipitação, a temperatura ao redor da nuvem aquece e provoca uma queda da pressão atmosférica na superfície do mar. Na prática, isso provoca ventos favoráveis à formação de chuva”, disse.

Ele explica ainda que, com a queda da pressão do ar, os ventos se intensificam e começam a se movimentar no oceano (em espiral), podendo atingir o continente.

Categorias de furacões
De acordo com a Administração Nacional dos Oceanos e da Atmosfera (NOAA, na tradução do inglês), instituto do governo dos EUA responsável pelo monitoramento climático, a temporada de furacões no Oceano Atlântico em 2012 teve início em 1º de junho e deve se encerrar em 30 de novembro. O fenômeno Sandy é o 10º furacão na região e a 18ª tempestade tropical do ano.

Os furacões se dividem em cinco categorias de força pela escala Saffir-Simpson. Fenômenos classificados na categoria 1 têm ventos de até 152 km/h. Tempestades com ventos entre 153 km/h e 176 km/h estão na categoria 2.

Furacões com ventos entre 177 km/h e 207 km/h são classificados na categoria 3. Foram classificados neste patamar os fenômenos Katrina, que devastou Nova Orleans em 2005, e matou 1.700 pessoas, e Glória, que 1985 atingiu a região da Carolina do Norte e Nova York e causou oito mortes.

Na categoria 4, os ventos têm velocidade entre 209 km e 250 km. Já os furacões classificados na categoria 5 são aqueles que registram ventos com velocidade acima de 251 km/h, de acordo com o meteorologista do Inmet.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Grafite parece ‘de olho’ em cão ao segurar osso no México

AppId is over the quota
AppId is over the quota

08/05/2014 13h10 – Atualizado em 08/05/2014 13h10

Grafite parece 'de olho' em cachorro ao segurar osso na cidade do México, no México (Foto: Rebecca Blackwell/AP)Grafite parece ‘de olho’ em cachorro ao segurar osso na Cidade do México, no México (Foto: Rebecca Blackwell/AP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Desabamento em zona rural do México deixa quatro mortos

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Homens procuram por corpos após desabamento em Huehuetlan El Grande, no México (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)Homens procuram por corpos após desabamento em Huehuetlan El Grande, no México (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)

Ao menos quatro pessoas, incluindo duas crianças, morreram em uma comunidade rural do estado mexicano de Puebla (centro) após o desabamento de uma colina na madrugada desta quinta-feira (1º), informaram autoridades locais.

“Enviamos nossas condolências às famílias das quatro pessoas que perderam a vida em Huehuetlán El Grande”, escreveu o governador de Puebla, Rafael Moreno, em sua conta do Twitter.

As duas últimas vítimas encontradas pelas equipes de resgate são duas crianças achadas em um rio próximo ao município de Huehuetlán El Grande (4.500 habitantes), afirmou o funcionário.

As outras duas vítimas fatais são duas mulheres. O governador Moreno declarou que as equipes continuam buscando pessoas reportadas como desaparecidas, entre elas outros três menores.

O desabamento nesta comunidade, localizada a 165 km da capital mexicana, foi registrado em uma zona de difícil acesso conhecida como “Barranca San Baltazar”, atingida por fortes chuvas nas últimas horas.

Segundo funcionários da Defesa Civil, a tempestade que caiu na noite de quarta provocou grandes correntes de água que atingiram diversos barrancos.

Funcionários da Defesa Civil e do sistema de urgências médicas se dirigiram ao local na madrugada desta quinta para realizar os trabalhos de resgate, acrescentaram as autoridades.

Carro foi danificado após desabamento em Huehuetlan El Grande, no México, que ocorreu na madrugada desta quinta (1º) (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)Carro foi danificado após desabamento em Huehuetlan El Grande, no México, que ocorreu na madrugada desta quinta (1º) (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)Desabamento em Huehuetlan El Grande, no México, ocorreu na madrugada desta quinta (1º) (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)Desabamento em Huehuetlan El Grande, no México, ocorreu na madrugada desta quinta (1º) (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Sobe número de mortos em deslizamento no México

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Desabamento em Huehuetlan El Grande, no México, ocorreu na madrugada desta quinta (1º) (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)Desabamento em Huehuetlan El Grande, no México, ocorreu na madrugada desta quinta (1º) (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)

O número de mortos em um deslizamento de terra na madrugada desta quinta-feira (1º) em uma comunidade rural do estado mexicano de Puebla (centro) aumentou para sete, incluindo quatro crianças e uma mulher grávida, informaram autoridades.

“Lamentamos informar que foram encontrados (mais) três corpos em consequência do deslizamento em Huehuetlán e o número de mortos chega a sete”, disse o governador de Puebla, Rafael Moreno, depois de visitar a área.

As três últimas vítimas, duas crianças e uma mulher grávida, foram encontradas em um rio perto do município de Huehuetlán El Grande, de 4.500 habitantes, da mesma forma que duas anunciadas anteriormente.

No total, três mulheres e quatro crianças morreram. De acordo com o governador, embora já não haja mais pessoas desaparecidas, os trabalhos de resgate foram mantidos, já que a localidade é sede de uma peregrinação e pode haver mais vítimas que não sejam moradores.

O deslizamento nesta comunidade, localizada a 165 km da capital mexicana, foi registrado em uma zona de difícil acesso conhecida como “Barranca San Baltazar”, atingida por fortes chuvas nas últimas horas.

Segundo funcionários da Defesa Civil, a tempestade que caiu na noite de quarta-feira formou grandes correntezas que atingiram diversos barrancos.

Funcionários da Defesa Civil e do sistema de urgências médicas se dirigiram ao local na madrugada desta quinta para realizar os trabalhos de resgate, acrescentaram as autoridades.

Homens procuram por corpos após desabamento em Huehuetlan El Grande, no México (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)Homens procuram por corpos após desabamento em Huehuetlan El Grande, no México (Foto: AFP PHOTO/Jose Castanares)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Filhote híbrido de zebra com jumento nasce em zoológico do México

O filhote brinca com a mãe no zoológico de Reynosa, no México (Foto: Divulgação/Zoológico de Reynosa)O filhote brinca com a mãe no zoológico de Reynosa, no México (Foto: Divulgação/Zoológico de Reynosa)

Um filhote híbrido de um jumento com uma zebra fêmea nasceu há uma semana no zoológico de Reynosa, no México. O animal que está sendo chamado pelos mexicanos de “zebrasno” tem 70 centímetros de altura e pesa 30 kg. Ele foi batizado com o nome de Khumba.

O animal nasceu da união da mãe Rayas, a única zebra do zoológico, com Ignácio, um jumento albino que circula em áreas comuns a outros animais. Khumba tem orelhas de jumento e as patas listradas, como da mãe zebra.

No ano passado, outro filhote híbrido de zebra e jumento nasceu em uma propriedade rural de Flroança, na Itália.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,