RSS

Arquivo da tag: mveis

Google e Facebook dominam publicidade em dispositivos móveis

O faturamento com a publicidade em dispositivos móveis duplicou em 2013, alcançando US$ 17,9 bilhões, puxado por Facebook e Google, divulgou nesta quarta-feira (19) a consultoria eMarketer. A previsão é que haja fortes ganhos neste ano.

A empresa informou que o gasto com publicidade em plataformas móveis teve um aumento de 105% no ano passado e, segundo estimativa, deve creser 75% em 2014, chegando a US$ 34 bilhões.

Facebook e Google lideraram esse mercado, somando US$ 6,9 bilhões em 2013. Embora o site de buscas tenha se mantido em primeiro lugar, posição ocupada já em 2012, sua participação caiu de 52,6% para 49,3% entre um ano e outro, destacou o eMarketer.

Já o Facebook saltou de 5,4% para 17,5%, enquanto o Twitter passou de 1,5% para 2,4%. Para 2014, as previsões são que o Google fique com 46,8% do mercado; o Facebook, com 21,7%; e o Twitter, com 2,6%.

O aumento da publicidade a partir de dispositivos móveis explica por que as empresas estão privilegiando esse nicho. Segundo o eMarketer, somente 11% dos ganhos de publicidade do Facebook em 2012 vieram de plataformas móveis, enquanto em 2013 foram 45%. A expectativa é que alcancem 63% em 2014.

O Google pretende conseguir um terço dos seus lucros publicitários em dispositivos móveis esse ano, 23% a mais do registrado em 2013, segundo o relatório.

View the original article here

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 20 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Resíduos florestais viram joias e móveis, e ganham mercado externo

Móveis e artigos de decoração são feitos com resíduos da floresta (Foto: Jamile Alves/G1 AM)Móveis e artigos de decoração são feitos com resíduos da floresta (Foto: Jamile Alves/G1 AM)

O desenvolvimento sustentável já deixou de ser apenas teoria para alguns marceneiros e designers de joias no Amazonas. A partir de resíduos florestais, profissionais estão produzindo biojoias e móveis com características genuinamente amazônicas. As peças feitas com madeiras, sementes e fibras, conquistaram espaço no mercado internacional, com exportações para países europeus e da América do Norte. Em 2013, numa instituição que fabrica móveis e peças de decoração, o lucro girou em torno de R$ 1,8 milhão.

O engenheiro florestal Robervando Gonçalves, líder do Núcleo de Design Tropical, na Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi), uma das instituições que trabalham com a produção de peças em madeira regional, informou que o resgate da riqueza artística das culturas caboclas da Amazônia tem despertado interesse do mercado mundial. Segundo ele, diversos países querem comercializar as peças. 

'Fruteira girassol' marchetada foi destaque no Prêmio Idea Brasil (Foto: Jamile Aves/G1 AM)‘Fruteira girassol’ marchetada foi destaque no Prêmio Idea Brasil (Foto: Jamile Aves/G1 AM)

“Nós trabalhamos com uma estratégia de inovação dos nossos produtos. Pensando nisso, nós promovemos em cada peça o resgate das habilidades artesanais e dos traços de culturas tradicionais da nossa região. Para isso, o uso sustentável dos insumos da floresta é indispensável”, explicou.

O processo de construção das peças envolve técnicos e artesãos de Manaus, mas também de comunidades ribeirinhas de outros municípios do Amazonas. Cerca de 700 trabalhadores do interior, dentre eles indígenas, participam da confecção das peças em diversos municípios do estado, como Itacoatiara, Maués, Novo Airão e Barcelos. O projeto promove ainda programas de qualificação para melhor utilização dos recursos naturais no interior do estado.

Gonçalves informou que o projeto já teve itens premiados em feiras nacionais e internacionais, como a Bienal de Designer e o Prêmio Idea Brasil. Além disso, uma linha de móveis do projeto deverá compor a decoração dos principais salões da Arena da Amazônia durante o período da Copa do Mundo, que tem Manaus como uma das sedes.

Sete espécies diferentes de madeira foram usados para produzir os efeitos do quadro (Foto: Jamile Aves/G1 AM)Sete espécies diferentes de madeira foram usadas para produzir os efeitos do quadro (Foto: Jamile Aves/G1 AM)

Para ele, apenas no ano passado, a comercialização desses produtos superou a meta de R$ 1,8 milhão e o objetivo, segundo Gonçalves, é faturar R$ 2 milhões ao ano. “Uma loja na Califórnia, inclusive, abriu com peças que foram produzidas por nós. No ano passado, exportamos um contêiner com peças de médio e grande porte”, disse. Atualmente, Portugal, França e Espanha também já receberam peças para exposições. O trabalho ganhou destaque na Europa, em virtude da raridade para encontrar madeiras com tonalidades diferentes do branco.

Há 40 anos, o marceneiro Rosalvo Mendes, de 58 anos, por meio do projeto, transforma madeira em arte. “Acompanhei todo o crescimento da marcenaria no Amazonas. Vi coisas horríveis acontecerem com nossas riquezas. Tudo o que eu pensava era que eu queria perpetuar as árvores, usando elas sem desperdício ou agressão”, relatou.

"É como uma cirurgia na madeira", diz marceneiro sobre fabricação dos móveis (Foto: Jamile Aves/G1 AM)“É como uma cirurgia na madeira”, diz marceneiro
sobre fabricação dos móveis
(Foto: Jamile Aves/G1 AM)

Rosalvo Mendes disse que o processo de fabricação das peças aproveita desde a casca da árvore até as raízes. Segundo ele, são resíduos que não possuem valor comercial para a indústria. “Eu sempre tive um carinho especial pelas árvores. Elas também são seres vivos, assim como nós. Esse sentimento cresceu ainda mais depois que comecei a trabalhar aqui. As árvores eram tiradas de qualquer jeito e grande parte não era aproveitada”, disse.

Fabricação
O projeto desenvolve peças de movelaria e artigos de decoração que utilizam como matéria-prima resíduos de madeiras certificadas ou de áreas de manejo, além de sementes e fibras florestais. Atualmente, cerca de 30 espécies diferentes de madeira são utilizadas na confecção das peças. Até folhas de árvores já passaram por tratamento para integrar os detalhes dos móveis.

“Sempre tive um carinho especial pelas árvores. Elas também são seres vivos, assim como nós.”

O processo para a fabricação dos móveis e dos artigos decorativos é demorado. Para construir um jogo de apenas quatro cadeiras, é necessário, aproximadamente, dois meses de dedicação. “É tudo trabalhado com muita riqueza de detalhes, com curvas, acentuações, todas feitas manualmente. É como se fosse uma cirurgia na madeira. O tempo de produção não importa. A perfeição de cada item é o que é levado em conta”, disse.

De acordo com a designer Luçana Mouco, as peças não passam por processo de pintura, já que a diversidade amazônica possibilita a mistura de cores. A técnica resulta em produtos exclusivos. “A inspiração vem a partir de muita pesquisa, viagens e leitura. Os tipos variados de madeira, a coloração diferenciada e o modo de produção levam ao surgimento de peças únicas”.

Além de decorar casas e escritórios, insumos da floresta amazônica também servem de matéria-prima para a confecção de biojoias, que levam em colares, brincos e anéis, um traço diferente da cultura tradicional da região. A designer de joias, Rita Prossi, incorpora a cada peça a sustentabilidade, a história e a beleza indígena e cabocla. 

Rita Prossi confecciona joias com produtos florestais (Foto: Jamile Alves/G1 AM)Rita Prossi confecciona joias com produtos
florestais (Foto: Jamile Alves/G1 AM)

Segundo a designer, a iniciativa de integrar a floresta aos seus trabalhos surgiu em 1995, a partir do interesse de americanos em peças indígenas. “Sempre trabalhei com joias feitas com ouro. Um dia uma cliente disse que precisava levar algo para a filha, que morava nos Estados Unidos, para que ela lembrasse do nosso Amazonas. Fiz vários pingentes com artefatos como flechas, muiraquitã, tipiti, e usei palha de arumã e sementes de açaí. Quando a menina foi para a faculdade com o colar as amigas adoraram e eu não parei mais desde então”, contou ao G1.

A oportunidade, surgida por acaso, abriu portas primeiramente para o mercado externo. Mais tarde, a cliente se tornou a primeira revendedoras de produtos de Rita. Segundo ela, os processos de aquisição dos materiais incluem tribos indígenas como os Waimiri Atroari e Apurinãs, que dispõem de fibras de arumã e tucumã para a confecção das joias.

Alianças são confeccionadas com tucumã. Traços indígenas fazem alusão a dois filhos do casal. (Foto: Jamile Alves/G1 AM)Alianças são confeccionadas com tucumã. Traços indígenas fazem alusão a dois filhos do casal. (Foto: Jamile Alves/G1 AM)

“Existem trançados exclusivos dos indígenas, que dão identidade regional às peças. Além desses insumos, fios de tucum, palhas e couro de peixe também são aproveitados. Tudo sem agredir ou prejudicar o meio ambiente”, disse Prossi. De acordo com ela, resíduos de madeira de movelarias também são utilizados. “Os restos de madeira que não servem para móveis, viram joias nas minhas mãos”, afirmou Rita.

A mesclagem de joias com produtos ecológicos leva tempo relativo, segundo a designer. A inspiração para idealizar as peças, por outro lado, chega rápido quando a artista “sente o ambiente”. “É só observar. Em uma viagem de barco que eu fiz a Manacapuru, cidade do interior do Amazonas, passamos perto de igapós. Eu vi plantas aquáticas lindas e fiquei encantada. No outro dia estava pensando em uma nova coleção para executar”, relatou.

fibras e fios de árvores são trançados também por indígenas (Foto: Jamile Alves/G1 AM)Fibras e fios de árvores são trançados também por indígenas (Foto: Jamile Alves/G1 AM)

A biojoalheria já teve produtos exportados para países da Europa e Estados Unidos, além da participação em feiras de joias no estado de São Paulo. Para Rita, os produtos sustentáveis ainda precisam ser melhor valorizados pelos amazonenses. “Essa aceitação de produtos feitos com materiais florestais ainda é um processo lento no estado. Agora sim, 19 anos depois da fundação, que as biojoias chamam atenção das pessoas da nossa região. Esperamos que estas sejam tão valiosas quanto as joias de ouro”, enfatizou Prossi.

colar e brincos são feitos com caroço de tucumã (Foto: Jamile Alves/G1 AM)colar e brincos são feitos com caroço de tucumã (Foto: Jamile Alves/G1 AM)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Líder mundial no ramo de móveis vai oferecer painel solar no Reino Unido

A líder mundial em vendas de móveis no varejo Ikea informou nesta segunda-feira que começou a vender painéis solares em suas lojas britânicas. “É uma extensão lógica. Você pode comprar tudo o que consome energia (na Ikea), então porque não comprar algo que gere energia?”, afirmou à AFP o diretor de sustentabilidade da empresa, Steve Howard.

“A iniciativa nacional foi iniciada hoje na loja Ikea de Southampton e será levada a todas as 17 lojas Ikea em todo o Reino Unido nos próximos 10 meses”, informou a Ikea em um comunicado. A empresa sueca escolheu a Grã-Bretanha como um mercado de teste e a decisão de se a varejista adicionará outros países será tomada no ano que vem. Howard disse que não houve “uma razão especial” para a Grã-Bretanha ter sido escolhida primeiro.

“Não é o país mais ensolarado do mundo, mas você pode absolutamente conseguir uma boa quantidade de eletricidade” de painéis solares, afirmou. “Você pode ter um belo retorno. Colocar um painel em seu telhado é algo sensato de se fazer”, afirmou, acrescentando que os consumidores verão um bom retorno após sete anos.

Os painéis solares, feitos pela empresa chinesa Hanergy, serão vendidos ao preço de 5.700 libras (aproximadamente R$ 20500). “Muitos de nossos clientes querem viver de forma mais sustentável, mas isso precisa ser fácil, acessível e atraente”, disse Howard.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Aplicativos móveis ajudam a organizar e complementar os estudos

A tecnologia vem se tornando uma importante ferramenta didática de apoio aos alunos e educadores também nos dispositivos móveis. Veja uma seleção de aplicativos e games educativos para tirar o máximo de proveito de tablets e smartphones na hora de estudar.

Aplicativo Agenda do Estudante (Foto: Divulgação/App Store)Agenda do Estudante (Foto: Divulgação/App Store)

Agenda do Estudante
É um aplicativo que ajuda a gerenciar a vida acadêmica do estudante. Ele permite cadastrar data das provas, data da entrega de trabalhos, fazer o controle das notas obtidas nas avaliações, agendar lembretes de eventos e alertas de devolução de livros.

Plataforma: Android (acesse aqui)
Preço: Gratuito

Teacher Kit (Foto: Divulgação)Teacher Kit (Foto: Reprodução/TeacherKit)

TeacherKit
É um aplicativo de gerenciamento pessoal do professor. Ele oferece funcionalidades que auxiliam a organizar as aulas, fazer anotações sobre as turmas e alunos, além de controlar o lançamento das avaliações.

Plataforma: iOS 5.0 ou superior (acesse aqui)
Preço: Gratuito

GoodReader (Foto: Divulgação)GoodReader (Foto: Divulgação/App Store)

GoodReader
Um dos melhores visualizadores de documentos em formato PDF para o sistema iOS. O aplicativo permite adicionar anotações nos documentos, destacar trechos dos textos, contornar as partes mais relevantes com figuras geométricas e incluir comentários em stick notes. Também é possível gerenciar arquivos conectados com cabo USB ou internet sem fio, além de transferir arquivos para os principais serviços de armazenamento de arquivos na nuvem.

Plataforma: iOS (acesse aqui)
Preço: U$ 4,99

Aplicativo Colorama (Foto: Divulgação/App Store)Aplicativo Colorama (Foto: Divulgação/App Store)

Colorama
É um aplicativo que simula um livro de gravuras para colorir. São mais de 700 figuras para serem coloridas usando as facilidades da tela sensível ao toque. O aplicativo é recomendado para crianças de todas as idades. Ele conta com uma interface intuitiva, permitindo que todos os trabalhos fiquem salvos, impressos ou compartilhados no Facebook.

Plataforma: iOS 4.2 ou superior (acesse aqui)
Preço: U$ 24,99

Aplicativo Matrix Game (Foto: Divulgação/ App Store)Matrix Game (Foto: Reprodução/ App Store)

Matrix Game
É um game educativo que ajuda a desenvolver habilidades de percepção visual, atenção e concentração, orientação espacial e os princípios de classificação e categorização. Além disso, ajuda a desenvolver as funções executivas, como planejamento e perseverança. Ele possui versões indicadas para determinadas faixas etárias. A versão 1 destina-se a crianças com quatro anos ou mais, a versão 2 para crianças com cinco anos ou mais e a versão 3, para crianças de seis anos ou mais.

Plataforma: iOS 4.3 ou superior (acesse aqui)
Preço: Gratuito

Aplicativo Penultimate (Foto: Reprodução/Twitter.com)Aplicativo Penultimate (Foto: Reprodução/App Store)

Penultimate
É um dos melhores aplicativos para a escrita a mão livre, perfeito para quem usa o tablet para fazer suas anotações ou rascunhos manuais. O aplicativo é desenvolvido pela mesma empresa responsável pelo Evernote. Inclusive está totalmente integrado com esse outro aplicativo. Um dos diferenciais do aplicativo é a tinta digital empregada do preenchimento das ilustrações, a qualidade e intensidade das cores tornam os trabalhos ainda melhores.
Plataforma: iOS 5.1 ou superior (acesse aqui)
Preço: Gratuito

Aplicativo Book Creator (Foto: Reprodução/App Store)Aplicativo Book Creator (Foto: Reprodução/App Store)

Book Creator for iPad
É um aplicativo para a criação de e-books no formato epub (suportado por todos os leitores de livros digitas). Através dele é possível criar livros com qualidade profissional, adicionar imagens, vídeos, formatações avançadas e exportar no formato PDF para a impressão.

Plataforma: iOS 6 ou superior (acesse aqui)
Preço: U$ 4,99

Aplicativo Exercitando Matemática com mais de 300 exercícios (Foto: Reprodução/App Store)Exercitando Matemática tem mais de 300
exercícios (Foto: Reprodução/App Store)

Exercitando Matemática
Com mais de 300 exercícios de matemática, este aplicativo é ideal para quem está se preparando para o vestibular ou para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O gabarito das questões está no final de cada bloco de exercícios.

Plataforma: iOS 3.0 ou superior (acesse aqui)
Preço: U$ 1,99

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Aplicativos móveis ajudam a organizar e complementar os estudos

A tecnologia vem se tornando uma importante ferramenta didática de apoio aos alunos e educadores também nos dispositivos móveis. Veja uma seleção de aplicativos e games educativos para tirar o máximo de proveito de tablets e smartphones na hora de estudar.

Aplicativo Agenda do Estudante (Foto: Divulgação/App Store)Agenda do Estudante (Foto: Divulgação/App Store)

Agenda do Estudante
É um aplicativo que ajuda a gerenciar a vida acadêmica do estudante. Ele permite cadastrar data das provas, data da entrega de trabalhos, fazer o controle das notas obtidas nas avaliações, agendar lembretes de eventos e alertas de devolução de livros.

Plataforma: Android (acesse aqui)
Preço: Gratuito

Teacher Kit (Foto: Divulgação)Teacher Kit (Foto: Reprodução/TeacherKit)

TeacherKit
É um aplicativo de gerenciamento pessoal do professor. Ele oferece funcionalidades que auxiliam a organizar as aulas, fazer anotações sobre as turmas e alunos, além de controlar o lançamento das avaliações.

Plataforma: iOS 5.0 ou superior (acesse aqui)
Preço: Gratuito

GoodReader (Foto: Divulgação)GoodReader (Foto: Divulgação/App Store)

GoodReader
Um dos melhores visualizadores de documentos em formato PDF para o sistema iOS. O aplicativo permite adicionar anotações nos documentos, destacar trechos dos textos, contornar as partes mais relevantes com figuras geométricas e incluir comentários em stick notes. Também é possível gerenciar arquivos conectados com cabo USB ou internet sem fio, além de transferir arquivos para os principais serviços de armazenamento de arquivos na nuvem.

Plataforma: iOS (acesse aqui)
Preço: U$ 4,99

Aplicativo Colorama (Foto: Divulgação/App Store)Aplicativo Colorama (Foto: Divulgação/App Store)

Colorama
É um aplicativo que simula um livro de gravuras para colorir. São mais de 700 figuras para serem coloridas usando as facilidades da tela sensível ao toque. O aplicativo é recomendado para crianças de todas as idades. Ele conta com uma interface intuitiva, permitindo que todos os trabalhos fiquem salvos, impressos ou compartilhados no Facebook.

Plataforma: iOS 4.2 ou superior (acesse aqui)
Preço: U$ 24,99

Aplicativo Matrix Game (Foto: Divulgação/ App Store)Matrix Game (Foto: Reprodução/ App Store)

Matrix Game
É um game educativo que ajuda a desenvolver habilidades de percepção visual, atenção e concentração, orientação espacial e os princípios de classificação e categorização. Além disso, ajuda a desenvolver as funções executivas, como planejamento e perseverança. Ele possui versões indicadas para determinadas faixas etárias. A versão 1 destina-se a crianças com quatro anos ou mais, a versão 2 para crianças com cinco anos ou mais e a versão 3, para crianças de seis anos ou mais.

Plataforma: iOS 4.3 ou superior (acesse aqui)
Preço: Gratuito

Aplicativo Penultimate (Foto: Reprodução/Twitter.com)Aplicativo Penultimate (Foto: Reprodução/App Store)

Penultimate
É um dos melhores aplicativos para a escrita a mão livre, perfeito para quem usa o tablet para fazer suas anotações ou rascunhos manuais. O aplicativo é desenvolvido pela mesma empresa responsável pelo Evernote. Inclusive está totalmente integrado com esse outro aplicativo. Um dos diferenciais do aplicativo é a tinta digital empregada do preenchimento das ilustrações, a qualidade e intensidade das cores tornam os trabalhos ainda melhores.
Plataforma: iOS 5.1 ou superior (acesse aqui)
Preço: Gratuito

Aplicativo Book Creator (Foto: Reprodução/App Store)Aplicativo Book Creator (Foto: Reprodução/App Store)

Book Creator for iPad
É um aplicativo para a criação de e-books no formato epub (suportado por todos os leitores de livros digitas). Através dele é possível criar livros com qualidade profissional, adicionar imagens, vídeos, formatações avançadas e exportar no formato PDF para a impressão.

Plataforma: iOS 6 ou superior (acesse aqui)
Preço: U$ 4,99

Aplicativo Exercitando Matemática com mais de 300 exercícios (Foto: Reprodução/App Store)Exercitando Matemática tem mais de 300
exercícios (Foto: Reprodução/App Store)

Exercitando Matemática
Com mais de 300 exercícios de matemática, este aplicativo é ideal para quem está se preparando para o vestibular ou para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O gabarito das questões está no final de cada bloco de exercícios.

Plataforma: iOS 3.0 ou superior (acesse aqui)
Preço: U$ 1,99

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Brasil registra 267 milhões de linhas móveis ativas em julho, diz Anatel

O Brasil terminou julho com 266,999 milhões de linhas de telefonia móvel ativas, com adição de 1,26 milhão no mês, mostraram dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quarta-feira (28).

A expansão da base sobre junho foi de 0,47%, enquanto o crescimento em 12 meses ficou em 4,1%.

Do total de linhas móveis no país em julho, 79,23% (211,54 milhões) são linhas pré-pagas,  enquanto 20,77% (55,45 milhões) são pós-pagas.

O total de linhas pré-pagas subiu 1,2% em 12 meses, enquanto o de linhas pós-pagas avançou 16,9%.

A Vivo manteve a liderança no mercado, com participação de 28,69%, acima dos 28,67% em junho, com 76,59 milhões de linhas.

Já a TIM, segunda no ranking, ficou com 27,22% de fatia de mercado, frente a 27,17% no mês anterior, com 72,68 milhões de linhas.

A Claro, da América Móvil, registrou participação de 24,97% no mês passado, queda frente aos 25,01% em junho, com 66,68 milhões de assinantes.

Já a Oi ficou com 18,66% de participação, abaixo dos 18,71% de junho, com 49,82 milhões de assinantes.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Jogos e diversões dominam o uso de dispositivos móveis

Usuários de smartphones e tablets estão usando mais aplicativos do que há dois anos, afirma uma empresa de medição

Usuários nos EUA gastam, em média, 2 horas e 38 minutos por dia com smartphones e tablets. Com o que eles estão gastando todo esse tempo? Com coisas produtivas ou com diversão? Aposte na segunda opção.

A Flurry, uma plataforma de mensuração de apps e publicidade, divulgou alguns dados interessantes que mostram como as pessoas gastam seu tempo no iOS e Android – e as implicações desse uso.

O uso de aplicativos registra 80% do tempo gasto em dispositivos, equilibrando com navegadores, informou a empresa em um post no blog.

Quando se trata de aplicativos, 32% do tempo do usuário é gasto com jogos – o maior do segmento, seguido pelo Facebook (18%). O restante de tempo é dividido entre várias categorias, incluindo “utilidade” e “entretenimento”, cada um com 8%. “Produtividade” representou a menor parcela, apenas 2%.

Os consumidores também estão usando mais aplicativos, disse Flurry. Nos últimos três anos, o número médio de apps lançados por dia por consumidores subiu de 7,2 em 2010 para 7,9 em 2012.

“Afirmações sobre as pessoas estarem usando menos aplicativos em 2012 do que em 2010 parecem estar incorretas”, escreveu Simon Khalaf, presidente e CEO da Flurry.

Khalaf também traça um mercado muito dinâmico. No último trimestre de 2012, 63% dos aplicativos eram novos e “muito provavelmente nem mesmo desenvolvidos em 2011” ou, se foram desenvolvidos, foram mal adotados.

“Acreditamos que, com os consumidores experimentando tantas novas aplicações, o mercado de aplicativo ainda está em fase inicial e ainda há espaço para a inovação, bem como novas aplicações revolucionárias”, escreveu Khalaf.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,