RSS

Arquivo da tag: Metal

Do trash ao melódico, metal brasileiro mostra sua força no Abril pro Rock

Banda Chakal, no Abril pro Rock (Foto: Katherine Coutinho / G1)A “banda do mal de BH”, Chakal, se apresentou no Abril pro Rock (Foto: Katherine Coutinho / G1)

Uma noite para quem ama o rock em todas as suas versões, passando do trash metal ao stoner rock e metal melódico. As bandas brasileiras comprovaram que, em uma noite de atrações internacionais de peso como Obituary, têm seu público certo e apaixonado no Nordeste do país, na segunda noite do Abril Pro Rock, no sábado (26), no Chevrolet Hall, em Olinda.

Com uivos, vindos tanto do público como da abertura do show, o Chakal subiu ao palco sendo ovacionado pelos fãs. “Nós somos a banda do mal de Belo Horizonte”, avisou o vocalista da banda, Vladimir Korg, fazendo questão de ressaltar a origem mineira e aproveitando para zoar com o público, perguntando se tinha alguém cansado.

Formada nos anos 80, a banda é uma das responsáveis pela base do trash metal brasileiro, junto ao Sepultura. O vocal gutural marca as músicas “Christ in Hell”, “Exorcise-me”, além de “Headshooting for dummies” e “Anubis”, The lord of the Necropolis”. Um banquete sonoro para quem curte o ritmo. “Eles são os reis do trash. Muita gente fica só com Sepultura, mas esses caras aqui são outra história”, acredita o gerente de loja André Neves, que veio de Campina Grande (PB).

Lembrando o álbum anterior, “Demon King” levou ao delírio os fãs dos mineiros. O som pesado e a sintonia da banda com os fãs mostrou porque eles são ovacionados todas as vezes que vêm ao Nordeste fazer shows.

Banda Krow, no Abril pro Rock (Foto: Katherine Coutinho / G1)Krow mostrou ao público do Abril pro Rock as músicas do novo EP, “Relentless disease” (Foto: Katherine Coutinho / G1)

Também mineiros, mas da cidade de Uberlândia, a banda Krow subiu ao palco prometendo mostrar aos gringos “como é que se faz death metal de verdade”. O som pesado do grupo arrebatou os roqueiros de plantão, com direito a muitos moshes – a famosa ‘rodinha punk’. Batendo cabeça e apostando no vocal gutural, os mineiros trouxeram músicas do seu mais novo EP, “Relentless disease”, gravado na Suécia.

Para o encarregado de produção Alex Silva, o show da Krow foi memorável. “O death metal deles é animal. É o melhor tipo de rock que tem”, defende Silva, afirmando que os fãs acabam sofrendo preconceito no Nordeste. “O Nordeste é muito carente de shows desse tipo. A galera acha que a gente só tem brega, forró…”, aponta.

Após de fazer shows em festivais da Europa ao lado de mandas como Napalm Death, Primoridal e Negura Bunget, a banda deixou para lançar a música “Whoreborn”, do mais recente trabalho, para o público fiel da segunda noite do Abril Pro Rock. “Isso que é música de verdade. Não conhecia os caras, mas vou procurar agora”, garante o estudante Alan Santos. A noite contou ainda com “Before the ashes”, “Outbreak of a maniac” e a música que batizou o EP, “Relentless disease”.

Banda Hibria, no Abril pro Rock (Foto: Katherine Coutinho / G1)Hibria abriu shows da turnê brasileira do Black Sabbath (Foto: Katherine Coutinho / G1)

Metaleiros
Em uma noite com bandas de som pesado, o metal melódico do Hibria não deixou a desejar. Um pouco mais leve que as outras bandas, o quinteto gaúcho veio pela primeira vez ao estado, depois de já ter tocado no palco do Rock in Rio, ano passado, e de ter aberto os shows da turnê brasileira do Black Sabbath.

Mostrando que já tem fãs em território pernambucano, a banda foi recebida com gritos e aplausos assim que subiu ao palco. O setlist contou com músicas como “Silent revenge”, “Lonely fight” e “Shoot me down”. “Eu tinha visto o show deles no Rock in Rio, estava louca para que viessem para o Nordeste. As letras, o instrumental deles é perfeito”, afirma a técnica em enfermagem Larissa Corrêa, que veio de Maceió para ver o quinteto.

Prometendo voltar para uma turnê pelo Nordeste, o Hibria convocou o público a pular e bater cabeça em hits como “Silence will make you suffer”, “Steel lord on wheels” e “The anger inside”, além de “Blinded by faith”. “É bom ver que eles não esqueceram o metal melódico. A gente perdeu muito espaço com essa diminuição de dias do festival”, acredita o professor Lúcio Alves.

Banda Monster Coyote, no Abril pro Rock (Foto: Katherine Coutinho / G1)Monster Coyote atraiu fãs do RN para curtir show do Abril pro Rock (Foto: Katherine Coutinho / G1)

Rock potiguar
Cria da cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, a Monster Coyote arrebatou fãs em sua apresentação no palco do Abril Pro Rock. O grupo de stoner rock — subgênero do metal tradicional –,  fez um som impactante, colocando os roqueiros para bater cabeça ao longo de toda a apresentação.

No setlist não faltaram as canções “Dead bravery”, “Windmill tales” e “Wolfslayer”. Acompanhando o trabalho do grupo desde o começo, a técnica de laboratório Lorena Rocha era uma das mais empolgadas na grade, cantando todas as músicas. “Eles são top, uma das melhores bandas de Mossoró, sem dúvida. O ritmo que eles levam é bem stoner, esse sem dúvida é o ponto alto da banda”, acredita Lorena, que é da mesma cidade do grupo.

O repertório da noite incluiu ainda “Walk of the untouchable” e “Beacon of losts souls”, arrebatando o público em uma noite dedicada ao rock do começo ao fim.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de abril de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

Usuário flagra brinquedo maluco de ‘gato do metal’ e vídeo vira hit

Em uma loja de brinquedos, um usuário identificado como “FightYourBoredom” enviou um brinquedo que ficou conhecido como “gato do metal”, ao mostrar um bicho que mexe a cabeça descontroladamente quando ativado. Veja o vídeo.

Gravação de brinquedo de 'gato do metal' fez sucesso na web (Foto: Reprodução/YouTube/FightYourBoredom)Gravação de brinquedo de ‘gato do metal’ fez sucesso na web (Foto: Reprodução/YouTube/FightYourBoredom)

Depois que o jovem insiste em apertar o botão nas costas do brinquedo, o gato começa a miar e mexer a cabeça rapidamente, fazendo um movimento similar ao “headbanging”, que consiste em mexer violentamente a cabeça durante shows de rock e heavy metal.

Vários usuários postaram comentários a respeito da cena bizarra, com muitas observações dizendo que o brinquedo seria “macabro demais”.

A gravação, que tem como título “gato maluco” (em tradução livre), foi assistida mais de 121 mil vezes no YouTube.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Jovem perde iPhone na neve e acha 1 semana depois com detector de metal

O jovem Chris Wong, que havia perdido o iPhone enquanto esquiava com os amigos, mostrou que um pouco de teimosia vale a pena ao encontrar o aparelho enterrado na neve uma semana depois, com a ajuda de um detector de metais (assista ao vídeo).

Chris Wong deixou celular cair enquanto esquiava com os amigos (Foto: Reprodução/YouTube/Chris Wong)Chris Wong deixou celular cair enquanto esquiava com os amigos (Foto: Reprodução/YouTube/Chris Wong)

Na gravação, Wong explica que o celular caiu do bolso da jaqueta durante uma descida, e que ele só teria percebido depois. Ao voltar para casa, o rapaz teve a ideia de comprar um detector de metais para voltar ao mesmo lugar no fim de semana seguinte para tentar encontrar o aparelho, mesmo com os amigos afirmando que isso seria impossível.

Após algum tempo de busca, o detector começou a apitar e, para a surpresa de Chris, o celular estava ali, enterrado em poucos centímetros de neve. Toda a aventura foi gravada em primeira pessoa, com a ajuda de uma câmera acoplada à cabeça de Chris.

Depois de reencontrar o amigo e colocar o smartphone em uma embalagem com arroz por algumas horas (o que ajuda a retirar a água de dentro do aparelho, caso ele tenha sido molhado), Chris liga o celular na tomada e, para sua surpresa de todos, ele estava funcionando sem problemas.

O vídeo que registra a “missão impossível” de Chris Wong atrás de seu celular fez bastante sucesso na rede, e foi assistido mais de 100 mil vezes.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Campanha de novo ‘Metal Gear Solid’ tem 2 horas, diz revista

Snake é o herói da série 'Metal Gear' (Foto: Divulgação/Konami)Snake é o herói da série ‘Metal Gear’
(Foto: Divulgação/Konami)

A campanha principal de “Metal Gear Solid: Ground Zeroes”, sem contar objetivos paralelos e extras, tem duas horas de duração, de acordo com a reportagem da revista especializada em games “Game Informer”.

Os repórteres da publicação jogaram uma versão quase final do título, prólogo de “Metal Gear Solid V: The Phantom Pain”, e afirmaram que conseguiram concluir o objetivo principal em menos de duas horas. Alguns “game testers”, funcionários que testam os games em busca de falhas, conseguiram concluir a missão principal em cinco minutos, segundo a Konami.

O motivo para “Ground Zeroes” ter sido separado de “Phantom Pain” é que o criador da série, Hideo Kojima, queria dar algo para os fãs jogarem enquanto o desenvolvimento de “MGSV” fosse concluído.

Previsto para Xbox One, PlayStation 4, Xbox 360 e PlayStation 3, “Ground Zeroes” será lançado em 18 de março. O preço será inferior a média dos jogos vendidos nos Estados Unidos, que é de US$ 60. Para a antiga geração, o game custará US$ 20 na versão digital e US$ 30 na versão física. Já na atual geração de videogames, o título será vendido por US$ 30 na versão digital e US$ 40 na versão em disco.

Capa da revista 'Game Informer', que traz reportagem sobre 'Metal Gear Solid V' (Foto: Divulgação/Game Informer)Capa da revista ‘Game Informer’, que traz reportagem sobre ‘Metal Gear Solid V’ (Foto: Divulgação/Game Informer)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Heavy Metal em números

Sempre me perguntam por que eu falo que Noruega é sinônimo de Heavy Metal. Vejam o gráfico:

noruega

Acho que agora está tudo esclarecido.

Fonte: ahnegao.com.br

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,