RSS

Arquivo da tag: Metade

Quase metade dos CIOS desconhece as dívidas da TI

Estudo global com 590 diretores e gerentes de tecnologia revelou que 46% não sabem que possuem débitos nem contam com sistemas estruturados para medir e administrar despesas em atraso.

Perto de 46% dos principais responsáveis de TI, que atuam em empresas do setor e em departamentos de companhias de outros segmentos da economia, revelaram que não conhecem o valor da dívida da área, criando um passivo oculto para as organizações e riscos para os negócios. As conclusões são do estudo mundial “Mainframe Transformation: the Elephant in the Room”, realizado pela consultora Vanson Bourne, a pedido da Micro Focus.

O relatório define com dívida da TI despesas em atraso com manutenção e atualização do portfólio de aplicações da empresa. A pesquisa abordou 590 CIOs e diretores de TI do mercado mundial.

Os entrevistados afirmaram que, em média, as dívidas de TI chegam a cerca de 10,9 milhões de dólares. Desse total, 8,5 milhões de dólares são relacionados com aplicações mainframe. As previsões deles são de que esse valor aumentará 9% nos próximos cinco anos.

A Gartner prevê que as dívidas totais da TI de todas as empresas no mercado mundial alcançarão um trilhão de dólares nos próximos cinco anos. No seu relatório 2012 Planning Guide: Application Delivery Strategies, a consultoria recomenda que os líderes do setor lancem um programa técnico para gerir débitos em atraso para poder compreender e enfrentar este problema.

De acordo com o estudo da consultora Vanson Bourne, 44% dos participantes reconheceram não dispor de qualquer processo estruturado para medir e gerir a sua dívida atual ou nem sabem sequer que sua área está em débito. Outros 45% dos entrevistados disseram que não dispõem de sistemas para fazer esse tipo de controle e também que não tinham pensado nesse tipo de implementação.

Apesar disso, 87% dos entrevistados confirmaram que dispõem de um processo de revisão estruturada e estratégias para o seu portfólio de aplicações, que revisam, em média, de quatro em quatro meses. Contudo, mais de metade (57%) admitiu não ter uma visão clara dos débitos.

Entre os entrevistados, um em cada 20 confessou que o seu portfólio de aplicações era um “emaranhado de confusões”. Quase um quinto (18%) afirmou dispor de aplicações que não sabia atualizar e nas quais não se atrevia a tocar.

Outros 18% confirmaram que tinham aplicações redundantes que consomem recursos MIPS (milhões de instruções por segundo) de seu processamento, mas que não sabem como identificá-las para eliminá-las.

Uma outra parcela de 15% dos executivos disse que a atividade de fusão e aquisição tinha criado um panorama muito confuso das aplicações que gerenciam.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Homem perde metade do braço ao esfrega-lo na rua!

Vídeo perturbador mostra um rapaz esfregando tão forte a mão na rua que acaba perdendo metade do braço. Será verdade?

O filme é de 2009, mas voltou a circular pela web em julho 2012, depois que o blog especializado em terror MedoB resolveu postá-lo em sua página inicial. Com menos de 2 minutos de duração, o vídeo mexe com os nervos do expectador ao exibir um rapaz esfregando ferozmente a mão no asfalto.

Tudo é feito com tanta força que o moço chega a esfarelar seus músculos e ossos até sobrar “apenas” um pedaço de seu braço, todo ensanguentado.

Verdade? Mentira? Apenas uma propaganda? Assista ao vídeo aí embaixo e tire suas conclusões:

Como muitos já devem ter notado, o vídeo e falso! Trata-se de um comercial feito para a TV belga da Revista Motorrijder e chama a atenção para a conscientização dos motociclistas sobre o uso de equipamentos de segurança.

No final do comercial, o locutor diz:

“Por que usar roupas de proteção em uma motocicleta? Depois de ter visto isso, você vai se lembrar!”

O comercial foi veiculado em abril de 2008. Produzido pela agência Famous, teve a direção de Andreas Hasle e a direção de arte de Tim & Joeri. A pós-produção ficou por conta da agência Nozon e a sonorização foi finalizada pela Raygun.

Quem explica como o filme foi feito é a própria agência Famous:

“Em frente onde o rapaz se ajoelha, há um buraco na rua, coberto por uma placa. Embaixo dela há um sistema hidráulico empurrando a placa para cima[…]. O ator só teve que empurrar aos poucos para baixo a placa para fazer com que seu braço desapareça gradualmente no buraco. E então veio a parte divertida: adicionando o sangue e os pedaços de pele, músculo e osso em 3d [com ajuda de computação gráfica]. Estamos muito felizes (e nojo) com o resultado. Obrigado a Nozon pela a produção.”

Abaixo, uma representação mal feita do que foi feito para o comercial (mil perdões pela minha falta de jeito com o desenho!)

Representação do que foi feito no comercial! Representação do que foi feito no comercial!

Vídeo falso! Trata-se de uma propaganda de conscientização para o uso de equipamentos de segurança aos motoqueiros.

Fontes

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Como 100 iPads ajudaram a cortar pela metade a dívida da Grécia

O iPad provou nessa semana ser uma ótima ferramenta de trabalho. Isso porque o tablet da Apple foi usado por Bob Apfel, dono da empresa Bondholder Communications Group, para reestruturar completamente a dívida bilionária da Grécia. As informações são da rede CNN.

Em entrevista para a Fortune, Apfel revelou que ele e sua equipe utilizaram 100 iPads equipados com um aplicativo especial customizado para reestruturação de dívidas. Entre as pessoas que receberam os tablets estavam representantes do Ministério da Fazenda do país, do Banco da Grécia, e de três bancos de fora que gerenciaram a operação: Deutsche Bank, HSBC e Lazard.

De acordo com Apfel, a escolha do iPad como plataforma de resolução da crise aconteceu por causa da dificuldade em reunir milhares de pessoas no mundo todo para resolver a questão da reestruturação em um prazo apertado.

“Durante o período antes do início da operação, membros da equipe financeira líder estavam passando metade do tempo na estrada, se encontrando com investidores ou analistas financeiros da UE e outras partes do mundo. Havia uma necessidade palpável de criar uma plataforma para os tomadores de decisões financeiras que pudesse seguir o financista – e não o contrário.”

Com o uso dos iPads e do aplicativo especial, Apfel e sua equipe conseguiram reduzir a dívida da Grécia de 270 bilhões de dólares para 130 bilhões de dólares no último dia 25 de abril.

“Foi a maior transação financeira da história e não seria possível realizá-la sem o iPad”,  explica Apfel.

novoipad_390b.jpg

iPad foi essencial para reduzir dívida bilionária da Grécia

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Metade do tráfego móvel global é gerado por vídeos, diz estudo

AppId is over the quota
Segundo a ByteMobile, popularização de smartphones e tablets e o desenvolvimento de serviços sofisticados explicam o crescimento.

24 de fevereiro de 2012 – 12h14

Os vídeos responderam por metade do tráfego da internet móvel nos últimos três meses – encerrados em janeiro – ante 40% no mesmo período do ano anterior, de acordo com estudo da ByteMobile.

Mas, afinal, de onde vem esse crescimento? Aumento da demanda por tablets, suporte à tecnologia HD, o hábito de assistir TV no smartphone? Segundo o estudo, em algumas redes monitoradas pela empresa a participação do formato subiu para 69%.

Os usuários de tablets e smartphones têm elevado o consumo por assistirem longas-metragens nas pequenas telas, assinarem serviços de streaming e se comunicarem por videoconferência.

“A popularização dos dispositivos móveis, combinada com a explosão de conteúdo e aplicativos que tiram proveito de recursos sofisticados, levou o tráfico de dados a novos patamares”, afirmou Stacey Infantino, um dos autores da pesquisa. “Com o 2G e o 3G abrindo caminho para o 4G – aumentando o apetite dos internautas por vídeos em alta definição, sob demanda e por streaming – a capacidade de rede se tornou um desafio para operadoras”.

A ByteMobile destacou que o volume consumido aumenta consideravelmente de acordo com a qualidade da imagem. Enquanto cinco minutos a 360p – resolução mais popular para dispositivos móveis – exige de 10MB a 15MB, o mesmo tempo para conteúdo em HD demanda 75MB.

Também não chega a ser uma surpresa a constatação de que usuários de tablets consomem mais informações do que os de smartphones. Na comparação entre iPhone e iPad, três vezes mais; na plataforma Android, duas vezes. Os que possuem o tablet da Apple, aliás, geram um tráfego quase duas vezes maior do que os que preferiram um com o SO da Google.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Metade das 500 maiores empresas dos EUA falha na segurança

AppId is over the quota
Segundo companhia de segurança Internet Identity, dezenas de órgãos do governo americano também possuem computadores infectados com o malware.

07 de fevereiro de 2012 – 11h22

Metade das 500 maiores empresas dos Estados Unidos, além dos principais órgãos do governo americano, possui computadores infectados com o malware DNS Changer, que direciona o usuário para páginas falsas, colocando-os em risco, afirma a companhia de segurança Internet Identity (IDD).

Em seu auge, em novembro do ano passado, a praga estava em quatro milhões de computadores – PCs e Macs – sendo um quarto localizado nos Estados Unidos. O Departamento de Justiça do País, inclusive, organizou uma grande operação para tirá-lo de circulação na época, e prendeu seis cibercriminosos da Estônia que estariam envolvidos.

A IDD estima que pelo menos 250 das companhias listadas pela revista Forbes e 27 dos 55 órgãos tenham uma ou mais máquinas infectadas com o malware. Ela utilizou recursos de telemetria nas redes que monitora e dados de terceiros para chegar a tal número.

“Inicialmente, o perigo do DNS Changer é que ele levasse o internauta para um portal controlado por criminosos”, afirmou Rod Rasmussen, diretor de tecnologia da IID. “No entanto, o FBI já corrigiu esse problema e, agora, o temor é que os sistemas ainda infectados enfrentem outra vulnerabilidade. Caso isso ocorra, sua proteção será mínima, para não dizer inexistente”.

Leia mais: Quer ser um cibercriminoso? Crackers brasileiros agora oferecem curso online

A praga, afinal, também bloqueia atualizações de softwares, como os patch que a Microsoft regularmente libera. Por conta disso, especialistas apontam que computadores ainda infectados têm poucas semanas antes de serem invadidos.

Como parte da Operação Ghost Click, um juiz federal aprovou um plano para que os servidores livres do DNS fossem oferecidos pela ISC, grupo sem fins lucrativos que mantém o popular software livre Bind DNS, em substituição aos contaminados. Sem essa ação, os sistemas invadidos seriam imediatamente cortados da Internet quando o FBI derrubasse os domínios criminosos.

Ainda assim, o ISC foi autorizado a manter os servidores alternativos por apenas 120 dias, ou seja, até o começo de março.

“Todos que ainda estiverem utilizando-os perderão o acesso à Internet”, afirmou Wolfgang Kandek, diretor de tecnologia da companhia de segurança Qualys, na última quinta-feira (2/02).

A Qualys destaca também que oferece ferramenta gratuita para que o usuário verifique se seu computador está infectado com o DNS Changer. A IID, por vez criou página em que o mesmo processo pode ser feito pelo navegador.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,