RSS

Arquivo da tag: meses

Vídeo registra 1º banho de chuva de bebê de 15 meses e bomba na web

Uma mulher identificada como Nicole Byon publicou um vídeo que registra o momento em que Kayden, uma menina de apenas 1 ano e 3 meses toma seu primeiro banho de chuva na vida, e fica totalmente encantada com a experiência. Assista ao vídeo.

A garota vai em direção a rua e brinca enquanto a chuva cai, solta muitas risadas e, quando é colocada para dentro de casa, faz questão de voltar para continuar na chuva, e aproveitar a água caindo do céu.

O registro da experiência adorável de Kayden, que aconteceu nos EUA, foi bastante compartilhado na web, e assistido mais de 800 mil vezes no canal de Nicole no Vimeo.

A pequena Kayden ficou encantada com seu primeiro banho de chuva nos EUA (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)A pequena Kayden ficou encantada com seu primeiro banho de chuva nos EUA (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)Vídeo de menina tomando banho de chuva foi visto mais de 800 mil vezes (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)Vídeo de menina tomando banho de chuva foi visto mais de 800 mil vezes (Foto: Reprodução/Vimeo/Nicole Byon)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

‘Achava que ia ficar louco’, diz náufrago que ficou 13 meses à deriva

Náufrago Jose Salvador Alvarenga, 37, após ter sido resgatado em um barco perto das Ilhas Marshall. (Foto: Gee Bing/Foreign Affairs Department The Marshall Islands/AP)Náufrago Jose Salvador Alvarenga, 37, após ter sido
resgatado em um barco perto das Ilhas Marshall
(Foto: Gee Bing/Foreign Affairs Department The
Marshall Islands/AP)

“Achava que ia ficar louco”, contou José Salvador Alvarenga, o salvadorenho que foi pescar tubarões na costa mexicana do Pacífico em dezembro de 2012 e apareceu na última quinta-feira (4) nas Ilhas Marshall, depois de ter sobrevivido, segundo ele, comendo pássaros e tartarugas.

O pescador deu entrevista à AFP nesta segunda-feira (4), com uma densa barba ruiva. Ele relembra ter zarpado no dia 21 de dezembro de 2012 do porto de Paredón (perto de Tapachula, no estado mexicano de Chiapas) em uma embarcação batizada de “Camaronera de la Costa”, uma lancha muito pequena, junto a um jovem chamado Ezequiel.

“La Chancha”, como era conhecido no México, foi reconhecido na segunda-feira (3) pelos pescadores que trabalhavam com ele no município de Pijijiapan (Chiapas). Seus companheiros afirmam, inclusive, que foi pescar em novembro de 2012, e não em dezembro.

Mas para José Salvador e Ezequiel o dia de trabalho, pelo qual receberiam 1.500 pesos (110 dólares), se complicou quando começou a soprar o Norte, um vento muito forte.

Pensava que ia ficar louco, que não ia conhecer as pessoas, eu pensava. Olhava para meu pai, olhava para a minha mãe, as minhas irmãs, mas eram imaginações”

A 70 quilômetros da costa e sem motor, começaram a ficar à deriva, relata Alvarenga, de 37 anos. Seu companheiro, de 15 ou 16 anos, morreu quatro meses depois, de sede e fome, porque vomitava e não conseguia se alimentar de animais crus.

“Aguentou quatro meses. Mas depois fiquei sozinho. ‘Meu Deus, quando vou sair, quando vai me levar?’, eu pensava”‘, relata o náufrago, que diz ter lançado o cadáver de seu colega ao mar. Começou então um périplo de mais de um ano no qual sobreviveu comendo peixe, quando havia, e bebendo água da chuva ou sua própria urina.

“Levantava esperando patos, pássaros que viessem a minha lancha”, lembra fazendo longas pausas, como se custasse a se lembrar do que viveu. Também se alimentava de tartarugas que se aproximavam da lancha.

“Pensava que ia ficar louco, que não ia conhecer as pessoas, eu pensava. Olhava para meu pai, olhava para a minha mãe, as minhas irmãs, mas eram imaginações”, explica o pescador, que passava horas “sentado, vendo o céu, vendo o sol”.

Sua fé em Deus o manteve vivo, garante, embora também tenha pensado em cometer suicídio. “Não pensava em morrer, pensava que ia sair, forte. Mas em duas ocasiões quis me matar, agarrava a faca quando não havia água ou comida”, lembra.

Uma história com muitas perguntas
Sua história levanta muitas perguntas, começando pela de sua sobrevivência durante pelo menos treze meses em condições extremas, e seguindo por seu aspecto físico, relativamente saudável quando foi resgatado.

“Está melhor do que o esperado”, reconheceu o embaixador dos Estados Unidos nas Ilhas Marshall, Thomas Ambruster, um dos primeiros a vê-lo. No entanto, existem precedentes, como o de três pescadores que em 2005 foram resgatados nas Ilhas Marshall nove meses depois de terem se perdido na costa mexicana.

José Salvador Alvarenga apareceu na última quinta-feira (30) em uma praia do atol de Ebon, a 12.000 quilômetros da costa do México. Foi dormir e lembra que a primeira coisa que viu foi um coqueiro e depois uma casinha.Foi localizado por dois moradores locais. Estava desorientado e vestia apenas uma cueca esfarrapada.

“A primeira coisa que pensei era em comer, pensava em tortilha, ovo, frango, imaginava a comida”, lembra. O náufrago também disse estar ansioso para ver a filha, chamada Fátima Maeva.

Como não falava inglês, se comunicou através de desenhos e gestos e depois foi levado a Majuro, a capital das Ilhas Marshall, onde está hospitalizado. Sua mãe, que vive em El Salvador, o reconheceu na segunda-feira por fotografias.

“Agradeço a Deus por ver meu filho, acreditava que estava morto”, declarou à rede CNN María Julia Alvarenga, que vive com seu marido em Garita Palmera, 118 km a sudoeste de San Salvador. “Só quero tê-lo aqui conosco”, explicou, à espera de que o filho volte para casa.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Acordo sobre programa nuclear do Irã pode sair em 6 meses, diz Suécia

Um acordo global entre Teerã e as grandes potências sobre o programa nuclear iraniano é “possível em um prazo muito ambicioso de seis meses”, afirmou nesta terça-feira (4) na capital do Irã o ministro sueco das Relações Exteriores, Carl Bildt.

Teerã e o grupo 5+1 (Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia, China e Alemanha) alcançaram em novembro em Genebra um acordo interino que entrou em vigor no dia 20 de janeiro, e que abre um período de negociação para um acordo global que certifique a natureza pacífica do programa nuclear iraniano.

“Se houver boa vontade dos dois lados, é possível que exista um acordo em um prazo muito ambicioso de seis meses”, disse Bildt em uma coletiva de imprensa com seu colega iraniano, Mohamad Javad Zarif.

“Não será fácil, e exigirá uma autêntica vontade de compromisso de ambas as partes, mas os benefícios para os dois lados estão tão claros que todos deverão se concentrar no êxito” deste acordo final, acrescentou o chanceler sueco.

Em sua visita na segunda-feira a Berlim, Zarif afirmou que é possível alcançar um acordo global até o fim de julho.

O acordo de Genebra prevê dois prazos de seis meses, ou seja, até 20 de janeiro de 2015, para alcançar um acordo global.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Libanês constrói réplica de caça em 4 meses que chega a 80 km/h

O libanês Ali Fakih foi fotografado ao lado de uma réplica que ele afirma ser um caça Mirage na cidade de Nabatiyeh.

Fakih, que trabalhou como ajudante em uma administração militar por mais de 20 anos, passou quatro meses construindo sua criação, que é semelhante ao modelo francês do Mirage utilizado pelo exército do Líbano.

Apesar do caça alcançar velocidades de até 80 km/h, a réplica não é capaz de voar.

Ali Fakih posa ao lado de sua réplica de caça Mirage no Líbano (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Ali Fakih posa ao lado de sua réplica de caça Mirage no Líbano (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Homens tiram fotos de réplica de caça em Nabatiyeh, no Líbano (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Homens tiram fotos de réplica de caça em Nabatiyeh, no Líbano (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Libanês, que trabalhou como ajudante em uma administração militar por mais de 20 anos, levou quatro meses para montar réplica de caça francês (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Libanês, que trabalhou como ajudante em uma administração militar por mais de 20 anos, levou quatro meses para montar réplica de caça francês (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Apesar de alcançar velocidades de até 80 km/h, réplica de caça não voa (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)Apesar de alcançar velocidades de até 80 km/h, réplica de caça não voa (Foto: Mahmud Zayyat/AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Comissão Eleitoral quer adiar por seis meses eleições na Tailândia

A Comissão Eleitoral da Tailândia defendeu nesta segunda-feira (27) o adiamento por até seis meses das eleições previstas para o próximo domingo, 2 de fevereiro, diante dos protestos contra o governo nos quais morreram 10 pessoas e deixaram 571 feridas desde que irromperam pelo país.

No domingo, diversos colégios eleitorais em Bangcoc não puderam abrir suas portas porque manifestantes impediam a votação antecipada.

MAPA Tailândia (Foto: Editoria de Arte/G1)

Somchai Srisuthiyakorn, comissário encarregado da organização do pleito, disse que vai comunicar sua recomendação à primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, com quem se reunirá para abordar a crise.

“O atraso não deveria ser mais longo do que seis meses a partir de 2 de fevereiro. Achamos que é um período de tempo adequado”, declarou Somchai, segundo o jornal ‘Bangcoc Post’.

“Não queremos um intervalo longo demais, já que isso ia representar que o Governo ficaria tempo interino demais, o que prejudicaria o país, já que um Governo interino não pode fazer muito”, acrescentou o comissário.

“Ao mesmo tempo, precisamos de tempo para resolver os conflitos na sociedade”, disse Somchai.

A proposta da Comissão Eleitoral aconteceu no dia seguinte ao que os manifestantes antigovernamentais impediram o voto antecipado em 89 das 375 circunscrições no país com o bloqueio de vários colégios eleitorais.

Um total de 440 mil pessoas, 22% dos dois milhões registrados para a votação antecipada, não puderam comparecer às urnas, principalmente no Sul e na capital, onde os antigovernamentais fecharam 90% dos centros habilitados para o voto.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 27 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Base de assinantes de TV paga no Brasil cresce 12,24% em 12 meses

A base de clientes de TV por assinatura cresceu 12,24% no Brasil entre novembro de 2012 e novembro de 2013, totalizando 17,9 milhões de assinantes, informou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta segunda-feira (13).

De acordo com a Anatel, o grupo Net/Embratel tinha a maior fatia de participação no país em novembro, com 9,5 milhões de assinantes e 53,53% do mercado. A Sky/Directv aparece em segundo lugar com 5,3 milhões de acessos e 29,68% do mercado, seguida pela Oi, com 891 mil acessos e 4,98% de participação.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Corte dos EUA aprova coleta de dados telefônicos por mais 3 meses

A Corte de Vigilância da Inteligência Externa dos EUA renovou nesta sexta-feira (3) a autoridade das agências do país para coletar dados de milhões de ligações telefônicas de norte-americanos.

O tribunal liberou a comunidade da inteligência a coletar dados de companhias telefônicas, disse em comunicado o gabinete do diretor nacional de Inteligência, James Clapper.

O comunicado não ofereceu mais detalhes sobre a decisão, mas uma autoridade norte-americana afirmou à agência de notícias Reuters que a autorização foi renovada por três meses, e que ela se aplica a todo o programa de coleta de dados.

No passado, essas ordens eram por vezes emitidas para companhias telefônicas individualmente. Mas a autoridade disse que a última ordem serviu para todas as empresas cujos dados foram coletados nas últimas autorizações emitidas pelo órgão.

Disputa legal
A notícia de que a Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) pode rastrear ligações telefônicas dos norte-americanos ao coletar dados que mostram para quem e quando eles ligaram foi uma das grandes revelações do prestador de serviços Edward Snowden no ano passado, que causaram comoção pública sobre a espionagem do governo.

Dois juízes distritais norte-americanos emitiram decisões conflitantes sobre a legalidade e a constitucionalidade do processo de coleta de dados da NSA.

Na sexta-feira, o Departamento de Justiça informou que vai apelar da decisão emitida em dezembro pelo juiz federal de Washington Richard Leon, que declarou que a coleta de dados era provavelmente ilegal. Leon afirmou que não poderia imaginar uma invasão de privacidade mais “indiscriminada” e “arbitrária”. Porém, William Pauley, um juiz federal sediado em Manhattan, decidiu no mês passado que a coleta de dados é legal.

Ainda nesta sexta, o gabinete de Clapper afirmou que as agências de inteligência dos EUA estavam “abertas para modificações” no programa do coleta de dados, mudanças que “dariam maior privacidade e proteção da liberdade civil, mantendo os benefícios operacionais”.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deve produzir suas próprias recomendações de reformas na vigilância eletrônica do país neste mês.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,