RSS

Arquivo da tag: mdico

Médico condenado por morte de Michael Jackson perde novo recurso

O médico Conrad Murray, que é acusado pela morte de Michael Jackson (Foto: Reuters)O médico Conrad Murray (Foto: Reuters)

A Suprema Corte da Califórnia rejeitou na quarta-feira (23) o recurso apresentado pelo médico Conrad Murray, condenado pelo homicídio culposo do cantor Michael Jackson. Murray foi libertado em outubro, após cumprir dois anos de prisão em Los Angeles, e agora deseja limpar seu nome.

Seu advogado havia solicitado à corte que revogasse a condenação de 2011, alegando que a intensa cobertura midiática do caso pode ter influenciado o júri.

Valerie Mass, advogada do cardiologista, disse que ele agora provavelmente recorrerá a um tribunal federal. A Suprema Corte da Califórnia não chegou nem a avaliar o mérito do recurso, rejeitando-o em princípio.

Contratado para acompanhar Michael Jackson numa temporada de ensaios, Murray administrou a dose de analgésicos que acabou por matar o artista, em 2009, aos 50 anos.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Música

 

Tags: , , , , , ,

Médico acusado de ter colaborado em morte de Bin Laden tem pena reduzida

Shakil Afridi é acusado pelo governo do Paquistão de ter cooperado com a CIA para identificar o paradeiro de Bin Laden (Foto: AP)Shakil Afridi é acusado pelo governo do Paquistão de
ter cooperado com a CIA para identificar o paradeiro
de Bin Laden (Foto: AP)

A condenação de um médico que teria ajudado os Estados Unidos a descobrir o paradeiro de Osama Bin Laden foi reduzida em dez anos por um tribunal do Paquistão. A decisão foi anunciada neste sábado (15).

Shakil Afridi é acusado pelo governo do Paquistão de realizar uma campanha de vacinação falsa para tentar confirmar a presença do ex-líder do grupo Al Qaeda na cidade de Abbottabad, no norte do país.

A sentença inicial de Afridi, de 33 anos, era vista por muitos observadores internacionais como uma punição por seu papel na morte de Bin Laden, em 2011.

O ex-líder da Al Qaeda foi morto a tiros por forças americanas durante uma incursão surpresa em sua residência.

Segundo o governo americano, o corpo de Bin Laden foi retirado do Paquistão e jogado no mar. Sua localização exata nunca foi revelada.

A operação secreta realizada pelos Estados Unidos provocou embaraço nas autoridades paquistanesas, que não haviam sido informadas sobre a incursão militar. O episódio desgastou ainda mais a relação entre os dois países.

Condenação

Uma corte tribal condenou Afridi em maio de 2012 pelo crime de traição por acusações de associação a grupo militante.

Neste sábado, um tribunal da cidade de Peshawar, no norte do país, reduziu sua sentença para 23 anos após apelações de seus parentes e dos Estados Unidos.

O advogado de Afridi, Qamar Nadeem, afirmou que a condenação pelo crime de traição foi mantida, mas uma outra acusação acabou suspensa.

Nadeem levantou a possibilidade de uma nova apelação a uma instância superior, uma vez que parentes de Afridi reivindicam um novo julgamento para o médico.

Afridi é acusado de ter cooperado com a CIA, a agência de inteligência americana, ao criar um programa de vacinação contra hepatite para identificar o paradeiro de Bin Laden.

Por meio de seus advogados, ele negou ter ajudado os Estados Unidos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Médico que ofereceu ajuda a Pistorius confirma disparo acidental

Um médico vizinho de Oscar Pistorius declarou nesta quinta-feira (6), no quarto dia do julgamento do velocista sul-africano pelo assassinato de sua namorada, que o acusado confessou, minutos depois do crime, que tinha disparado na modelo Reeva Steenkamp pensando que “era um ladrão”.

“Eu disparei. Pensei que fosse um ladrão”, disse Pistorius ao radiologista Johan Stipp, que vive a 72 metros da casa do velocista. Na madrugada de 14 de fevereiro de 2013, no dia do assassinato, o médico se dirigiu até o local para oferecer ajuda após ter escutado vários disparos.

Segundo Stipp, ele foi uma das primeiras pessoas a chegar na casa do velocista em Pretória. Quando chegou ao local, o velocista já havia tentado desobstruir as vias respiratórias de Reeva para evitar sua morte. Posteriormente, ele passou a insistir com o médico para que a salvasse.

De acordo com o relato da testemunha, Pistorius rezava junto ao corpo de sua namorada e chegou a afirmar que dedicaria “sua vida e a de Reeva a Deus se ela vivesse”.

Neste momento, Stipp confessou ter sentido medo de que Pistorius tentasse se matar, já que o mesmo se encontrava em um estado de extrema angústia.

A defesa de Pistorius – e o próprio atleta, em uma declaração jurada lida por um de seus advogados no início do julgamento na última segunda – sustenta que o velocista matou sua namorada por acidente, ao pensar que disparava contra um intruso que havia invadido sua casa.

Pistorius é fotografado no quarto dia de seu julgamento pelo assassinato da modelo Reeva Steenkamp em Pretória, na África do Sul (Foto: Werner Beukes/Reuters)Pistorius é fotografado no quarto dia de seu julgamento pelo assassinato da modelo Reeva Steenkamp em Pretória, na África do Sul (Foto: Werner Beukes/Reuters)

Por outro lado, o juiz Gerrie Nel acusa Pistorius de ter matado Steenkamp intencionalmente e após uma discussão, cujos gritos foram escutados por várias vizinhas que confirmaram esta versão nesta semana no Superior Tribunal de Pretória. No entanto, todas elas vivem mais longe da casa do acusado do que Stipp, que, por sua vez, assegurou que ter ouvido nenhuma voz antes dos disparos.

Essa declaração, que supôs uma reviravolta no caso, respalda a versão apresentada por Pistorius, que nega ter se envolvido em qualquer tipo de discussão antes da morte da modelo. Segundo Stipp, os gritos foram escutados após os disparos e eram do próprio velocista, que pedia ajuda desesperadamente.

O médico atendeu Reeva, que apresentava um ferimento irreparável na cabeça, no andar de baixo da casa, onde Pistorius tinha levado o corpo da modelo para tentar buscar ajuda.

Pistorius reconheceu que matou sua namorada ao disparar quatro vezes através da porta fechada do banheiro, um feito que a Promotoria também confirma.

Tanto Oscar Pistorius como seus familiares e os de Reeva se mostraram muito afetados durante o duro testemunho de Stipp.

O julgamento a Oscar Pistorius começou no Tribunal Superior de Pretória na última segunda-feira, dia 3 de março, e deverá se estender até o próximo dia 20.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Médico italiano Tullio Simoncini e a cura do câncer com bicarbonato!

Texto exalta a eficácia de um tratamento a base de bicarbonato de sódio proposto por um médico italiano na cura do câncer! Será verdade?

A notícia publicada em inúmeros blogs e sites afirma que o médico italiano Tullio Simoncini teria descoberto um método simples, mas eficiente, na cura definitiva para o câncer. O Doutor teria descoberto em suas pesquisas que os pacientes com câncer possuem muitas aftas e essas feridas eram causadas por um fungo que podiam ser tratadas com bicarbonato de sódio e, como ele havia descoberto que o câncer é um fungo, bastaria o paciente se tratar com injeções de bicarbonato de sódio para se curar completamente da doença!

Será que o tratamento simples e revolucionário realmente funciona? Será que isso é verdadeiro ou falso?

Médico italiano Tullio Simoncini teria descoberto a cura definitiva para o câncer com bicarbonato de sódio! Será verdade? (foto: Reprodução/YouTube) Médico italiano Tullio Simoncini teria descoberto a cura definitiva para o câncer com bicarbonato de sódio! Será verdade? (foto: Reprodução/YouTube)

Antes de começarmos a buscar a verdade por trás disso, precisamos explicar que o doutor Tullio Simoncini não é médico! Bem, ele era médico oncologista, mas teve seu registro cassado na Itália. Depois de perder o direito de exercer sua profissão, Simoncini achou que seria normal continuar a fazer suas pesquisas por conta própria (sabe-se lá como) e vivendo com a renda da venda de inúmeros livros sobre tratamentos alternativos para a cura do câncer.

É bom que fique claro também que o doutor tem uma ficha policial conhecida na Itália e em outros países e, inclusive, foi condenado por fraude e homicídio culposo, em 2003, na Holanda. A morte da holandesa Sylvia, em 2007, é atribuída ao tratamento a base de bicarbonato de sódio ministrado por Tullio Simoncini.

Além disso, seus testes, se é que foram feitos, não são reconhecidos por nenhuma revista científica séria. Uma descoberta tão fantástica como essa seria notícia em diversas publicações científicas e o nome do “Doutor” estaria estampado em tudo enquanto é lugar.

Se seu tratamento funcionasse, esse médico mereceria um Nobel, com certeza! Mas, ao invés disso, ele prefere ganhar a vida vendendo livros… Vai entender!

Em fevereiro de 2008, médicos especialistas fizeram testes sobre a eficácia do bicarbonato de sódio em pacientes com câncer a pedido do Serviço de Inspeção de Saúde da Holanda (Inspectie voor de Gezondheidszorg, IGZ). A conclusão, na época, foi:

“[…]Com base no laudo pericial, o IGZ chegou à conclusão de que não há dados científicos que justificam a administração de bicarbonato de sódio para pacientes com câncer para outras indicações do que descritas na informação oficial da prescrição. Não há prova científica de que seja mostrando que esta terapia ou cura pode retardar o seu progresso.[…]”

O texto que circula pela web afirma que Tullio Simoncini foi aplaudido de pé na Associação Americana contra o Câncer. Precisamos avisar aqui também que a citada associação nem existe, mas o texto usa dessas artimanhas para dar mais credibilidade ao artigo.

A American Cancer Society afirma claramente que esse tipo de tratamento é ineficaz e condena o uso de bicarbonato no combate ao câncer!

Em 2009, um estudo conduzido por brasileiros foi publicado em revistas científicas mostrando que, em algumas situações (reproduzidas apenas no modelo computacional) o uso de bicarbonato de sódio em células com câncer mostrou que num modelo de invasão tumoral dependente de acidez: o tumor cresce; sem oxigênio suficiente passa a respirar anaerobicamente, deixando o ambiente ácido; células normais em volta morrem; células tumorais que resistem à acidez invadem os tecidos adjacentes.

Em testes feitos em ratos apontaram que a mudança de acidez no sangue causado pelo bicarbonato não impediu o crescimento de tumores primários nas cobaias.

Além de provar a ineficácia do tratamento, esses testes (que ainda precisam ser validados por testes feitos em outros laboratórios), mostra que a ciência não é tão cabeça-dura a ponto de ignorar possíveis novas teorias só porque elas são novas. O papel da ciência é tentar entender porque aquilo acontece desse jeito ou, no caso, mostrar que o tratamento não funciona.

Como já falamos no E-farsas em 2012 sobre o perigo do tratamento alternativo do câncer e entrevistamos em 2009 a gerente da Associação Brasileira do Câncer, não vamos ficar repetindo o alerta. Mas é nosso dever sempre frisar que pacientes com doenças graves não devem largar o tratamento convencional para se tratar apenas com plantinhas ou bebidas mágicas. Tome cuidado com sua saúde!

Não existe uma cura para o câncer por diversas razões que já explicamos no E-farsas, mas convém lembrar algumas delas:

O câncer não pode ser tratado com um único remédio, pois não existe apenas um tipo de câncer;O câncer não pode ser tratado com um único remédio porque ele não é uma doença. Na verdade, o câncer é o crescimento desordenado de algumas células do paciente. Os tratamentos atuais não conseguem distinguir claramente as células ruins e acabam levando consigo muitas células boas do doente;

Muitas vezes, o tratamento convencional é muito sofrido para o paciente e bastante desgastante também para seus familiares que qualquer charlatão que apareça com um chazinho, prometendo o que a ciência não pode dar, muita gente acaba acreditando.

Não acredite em tudo o que você lê na internet. Bicarbonato de sódio não cura câncer. Tudo não passa de uma teoria de um ex-médico que está exercendo a profissão de maneira ilegal e criminosa, vendendo esperança em forma de livros a doentes. Tudo isso com tratamentos ineficazes!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Náufrago salvadorenho tem sinais de estresse pós-traumático, diz médico

O náufrago José Salvador Alvarenga durante entrevista nesta quarta-feira (5) em Majuro, mas Ilhas Marshall (Foto: AFP)O náufrago José Salvador Alvarenga durante entrevista nesta quarta-feira (5) em Majuro, mas Ilhas Marshall (Foto: AFP)

O salvadorenho que diz ter sobrevivido 13 meses à deriva no Oceano Pacífico parece sofrer estresse pós-traumático, afirmou um médico aposentado nas Ilhas Marshall, onde o náufrago chegou em uma pequena embarcação proveniente do México, país em que residia de maneira irregular.

O pescador José Salvador Alvarenga apareceu no dia 30 em um atol isolado do arquipélago, após uma longa odisseia de 12.500 quilômetros à deriva.

Embora inicialmente parecesse animado e em bom estado de saúde, esteve entrando e saindo do hospital desde que foi transferido na última segunda-feira a Majuro, capital das Ilhas Marshall.

Em uma entrevista na quinta-feira, Alvarenga, de 37 anos, parecia incomodado, e balbuciou um breve agradecimento aos ilhéus antes de se retirar apoiando-se em dois homens.

Franklyn House, um médico americano aposentado que trabalha com o grupo missionário californiano Canvasback nas Marshall, conversou com o salvadorenho várias vezes desde sua chegada, embora não seja o médico que o atende.

House, que fala espanhol, declarou que acredita que Alvarenga sofra de estresse pós-traumático devido à sua mudança de comportamento entre segunda e quinta-feira.

“Nos primeiros dias estive no hospital, estava normal”, disse o médico à AFP. “Na quinta-feira mostrou sinais de estresse pós-traumático.”

O ministro conselheiro da embaixada de El Salvador no Japão, Diego Dalton, se reuniu com seu compatriota e constatou que “o estado de saúde do senhor Alvarenga está abalado”, segundo um comunicado divulgado pela chancelaria em San Salvador.

“Deve esperar que sua condição física melhore para iniciar a viagem de retorno (a El Salvador), que não tem data definida”, acrescentou.

O chefe da equipe médica do hospital de Majuro, Kennar Briand, disse na tarde deste sábado que Alvarenga está melhorando.

“Seus últimos exames de sangue foram normais”, disse Briand. “A última avaliação mostra que está estável e não está mais desidratado”, acrescentou.

Alvarenga partiria na sexta-feira ao seu país, mas os médicos pediram que descansasse no mínimo até segunda-feira.

O salvadorenho, que disse ter sobrevivido graças a uma dieta a base de peixe e aves crus, assim como de sangue de tartaruga, urina e água da chuva, também sofre com problemas nas costas.

“Foi internado novamente na quinta-feira com dores nas costas e nas pernas”, declarou à AFP uma enfermeira do hospital de Majuro que não quis se identificar.

Na sexta-feira ele voltou a receber alta, com a recomendação de beber muitos líquidos e descansar.

Alvarenga começou sua odisseia no México, país no qual viveu durante anos.

O encarregado de negócios da embaixada do México nas Filipinas, Christian Clay Méndez, que viajou às Marshall para ajudar em sua repatriação, disse que o náufrago viveu ilegalmente em seu país por 15 anos, razão pela qual retornará a El Salvador.

Mas se “utilizar os canais apropriados, estou certo de que nossa embaixada em El Salvador estará disposta a ajudá-lo para que possa entrar no México legalmente”, ressaltou.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Médico recupera rosto de vítimas de ataque com ácido no Paquistão

Um cirurgião fez operações reconstrutivas em seis mulheres desfiguradas por ataques com ácido no Paquistão. O médico Asim Shahmalak, que vive no Reino Unido, gastou cerca de 50 mil libras (mais de R$ 200 mil) do próprio bolso para bancar os procedimentos, sem cobrar nada das pacientes.

As cirurgias ocorreram em uma clínica da cidade de Karachi – a mais populosa do Paquistão, localizada no sul do país –, com a ajuda de uma equipe britânica. Shahmalak havia visitado a cidade no ano passado para conhecer as mulheres, que precisavam passar por transplante de cabelo, sobrancelhas e cílios. O médico é um dos nove do mundo capazes de realizar cirurgias desse tipo.

Algumas das vítimas foram atacadas com ácido sulfúrico, que pode ser comprado por baixos preços nas ruas de Karachi.

Entre as mulheres que passaram pela cirurgia, está Kanwal Ashar, de 24 anos, que teve ácido jogado no rosto por um homem após ela ter recusado a proposta de casamento dele. Outra paciente atendida foi Kanwal Qayum, de 26 anos, vítima de um “amigo” que a atacou por ficar com ciúmes após ela ter começado a trabalhar em um novo emprego.

O médico Asim Shahmalak examina uma das pacientes vítima de ataque de ácido que ele operou no Paquistão (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)O médico Asim Shahmalak examina uma das pacientes vítimas de ataque de ácido no Paquistão (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)Foto divulgada pela Clínica Crown mostra uma das mulheres que passou por cirurgia após ser vítima de ataque de ácido no Paquistão (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)Foto divulgada pela Clínica Crown mostra uma das mulheres que passaram por cirurgia após ter sido vítima de ataque de ácido no Paquistão (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)O cirurgião Asim Shahmalak gastou cerca de 50 mil libras (mais de R$ 200 mil) de seu próprio bolso para bancar as cirurgias. (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)O cirurgião Asim Shahmalak gastou cerca de 50 mil libras (mais de R$ 200 mil) do próprio bolso para bancar as cirurgias de reconstrução em seis mulheres desfiguradas (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)Algumas das vítimas foram atacadas com ácido sulfúrico, que pode ser comprado por baixos valores nas ruas de Karachi. (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)Algumas das vítimas foram atacadas com ácido sulfúrico, que pode ser comprado por baixos valores nas ruas da cidade de Karachi (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)Entre as mulheres que passaram pela cirurgia está Kanwal Ashar, de 24 anos, que teve ácido jogado em seu rosto por um homem após ela recusar sua proposta de casamento. Outra mulher atendida pelo médico foi Kanwal Qayum, 26 anos, que foi vítima do ataque d (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)Uma das mulheres vítimas de ácido que passaram por cirurgia (Foto: Shakil Adil/AP Images for Crown Clinic)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Médico desatento deixa pedaço de garrafa por 17 dias em rosto de sueco

Um sueco de 23 anos ficou surpreso ao descobrir um pedaço de garrafa alojado em seu rosto por 17 dias, após um médico que o atendeu não perceber o corpo estranho e fazer os pontos por cima.

Patrik Moberg ficou com pedaço de garrafa no rosto por 17 dias após ser agredido em cruzeiro (Foto: IBL/REX)Patrik Moberg ficou com pedaço de garrafa no rosto por 17 dias após ser agredido em cruzeiro (Foto: IBL/REX)

Patrik Moberg estava em um cruzeiro com amigos quando um homem, que aparentava estar bêbado, começou uma briga sem motivo e quebrou uma garrafa no rosto do jovem, de acordo com o jornal britânico “Metro”.

Moberg foi atendido e o médico do barco afirmou que uma parte rígida na bochecha era apenas sangue coagulado, e fez pontos por cima da ferida. Porém, um pedaço da parte inferior do recipiente ainda estava preso no rosto do sueco.

Após 17 dias quase sem melhora, o jovem começou a desconfiar que o funcionário poderia ter cometido um erro. “Pensei que ele poderia ter esquecido parte da garrafa, mas não acreditei que pudesse não ver algo tão grande dentro de minha bochecha”, afirmou o rapaz.

Depois de constatar o erro, Patrik precisou voltar ao médico para retirar o fragmento.

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,