RSS

Arquivo da tag: manda

Coreia do Norte manda prisioneiro americano para campo de trabalho

Kenneth Bae em 20 de janeiro de 2014 (Foto: Reuters/Kyodo/Files)Kenneth Bae em 20 de janeiro de 2014
(Foto: Reuters/Kyodo/Files)

A Coreia do Norte enviou o prisioneiro americano de origem sul-coreana Kenneth Bae, cujo nome de batismo é Bae Joon-ho, de volta para um campo de trabalho após ele ter ficado hospitalizado por um longo período, informou nesta sexta-feira (7) o Departamento de Estado dos Estados Unidos, que pediu mais uma vez a sua libertação.

Bae, de 45 anos, foi detido em novembro de 2012 e condenado no dia 30 de abril do ano passado pela Suprema Corte norte-coreana a 15 anos de trabalhos forçados por violar o artigo 60 da Constituição do país, que faz referência a crimes com o objetivo “de derrubar o regime”.

Apesar de o delito nunca ter sido especificado pela Coreia do Norte, sabe-se que Bae, que trabalhava como operador de turismo em uma cidade na fronteira com a China e também era um missionário cristão, entrou na zona econômica especial norte-coreana de Rason (nordeste) junto com cinco turistas no início de novembro de 2012.

“Estamos muito preocupados, pelo retorno de Bae ao campo de trabalho.Também estamos muito preocupados com sua saúde, por isso pedimos mais uma vez uma anistia especial e sua imediata libertação”, disse em comunicado a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki.

Bae sofre problemas de saúde crônicos e por isso foi hospitalizado, segundo sua irmã Terri Chung, que foi citada por vários meios da imprensa americana.

Diplomatas da embaixada da Suécia na Coreia do Norte, que representa os interesses americanos no país asiático, se reuniram dez vezes com Bae desde a sua prisão, a última nesta sexta-feira no campo de trabalho para o qual foi enviado, informou o Departamento de Estado.

O presidente dos EUA, Barack Obama, pediu sua libertação ontem durante a realização anual do chamado “National Breakfast Prayer” (‘Café da Manhã Nacional de Orações’).

Obama pediu para que “não esqueçamos os americanos de fé que são perseguidos” na atualidade e mencionou Bae: “Sua família o quer em casa e os Estados Unidos continuarão fazendo o possível para conseguir sua libertação, porque Kenneth Bae merece ser livre”, prometeu.

O Departamento de Estado voltou a cogitar nesta sexta a possibilidade de que o diplomata Robert King, enviado especial dos EUA para Coreia do Norte, vá até Pyongyang para facilitar os trâmites da libertação de Bae.

Em agosto do ano passado, a Coreia do Norte cancelou, no último momento, um convite similar para King, com o argumento de que os Estados Unidos fizeram “provocações militares” contra o país comunista.

Em um incomum comparecimento diante da imprensa no último dia 20 de janeiro, Bae manifestou seu desejo de ser libertado o mais rápido possível para retornar a sua família nos EUA, informou na época a agência japonesa “Kyodo”.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

TJ manda site de vendas a indenizar anunciante do DF que sofreu calote

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou o Mercado Livre a pagar o valor de um iPhone 4S e R$ 2 mil de danos morais a um anunciante que, por uma falha de segurança do site, só foi orientado a não concluir a venda de um celular depois de entregá-lo ao suposto comprador. Cabe recurso no órgão.

De acordo com a ação, o aparelho foi anunciado por R$ 1,2 mil em 16 setembro de 2013. No dia seguinte, o Mercado Livre enviou e-mail ao internauta dizendo que o celular havia sido vendido e confirmando o pagamento do produto. A orientação era para que ele entregasse o Iphone 4S para então receber o dinheiro da transação.

O homem afirma que enviou o celular ao comprador e pediu aos responsáveis pelo site que transferissem o valor do produto para a conta dele. Apesar de ele ter enviado o aparelho, o dinheiro não foi depositado.

Dois dias depois, ele diz que recebeu um e-mail do Mercado Livre informando a abertura de uma investigação contra o suposto comprador e aconselhando que a venda não fosse mais realizada. O anunciante alega que dependia do dinheiro para quitar dívidas.

Em defesa, o Mercado Livre disse que não é responsável pelos fatos e que agiu no legítimo exercício do direito. O juiz discordou do raciocínio. “Considerando que os responsáveis pelo site devem zelar pela segurança das operações realizadas, a falha da prestação do serviço de intermediação, com prejuízo ao consumidor, resulta em responsabilidade objetiva da empresa”, afirmou.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Juíza do DF manda ‘Lulu’ retirar dados de usuários imediatamente

A desembargadora do Tribunal de Justiça do Distrito Federal Ana Maria Cantarino, determinou que a empresa responsável pelo aplicativo Lulu retire imediatamente todos os dados e imagens de qualquer usuário que não tenha autorizado sua participação no programa.

No aplicativo, vetado a homens, mulheres avaliam, de forma anônima, o comportamento de rapazes com quem saíram ou não, em diversas situações.

A decisão da desembargadora foi publicada no último dia 9 em caráter liminar. Foi estabelecida multa de R$ 500 por dia para a empresa Luluvise Incorporation e o Facebook em caso de descumprimento. O TJ não divulgou quando que o mérito da ação será julgado.

O G1 ainda não conseguiu falar com as empresas para comentar o assunto.

A decisão também atinge o Facebook porque a rede social, segundo o Ministério Público do DF, serve como banco de dados para o aplicativo Lulu. Ambas as empresas também não podem permitir que avaliações anônimas de internautas possam ser acessadas por qualquer pessoa na internet, mas somente por quem autorizar a sua participação no aplicativo.

A desembargadora Ana Maria é relatora da ação apresentada pelo MP questionado a divulgação dos dados pelo aplicativo Lulu. Para a magistrada, o programa permite a avaliação e publicação de “notas pejorativas dos usuários”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Bush pai manda condolências por engano sobre morte de Mandela

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Junho de 2012 - Bush e sua mulher, Barbara, chegam para a pré-estreia de um documentário da HBO sobre a vida do ex-presidente em Kennebunkport, Maine (Foto: Charles Krupa/AP)Bush pai e sua mulher, Barbara, em junho de 2012
(Foto: Charles Krupa/AP)

Condolências equivocadas em nome do ex-presidente George H. W. Bush, de 89 anos, pai de George W. Bush, foram enviadas neste domingo (1º) sobre a morte do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela. O comunicado foi divulgado erroneamente pelo porta-voz de Bush, Jim McGrath. Mandela deixou o hospital em Pretória neste domingo ainda em estado crítico.

No e-mail divulgado por uma agência de notícias norte-americana, Bush exalta a postura de Mandela na luta pela liberdade. Também cita o perdão concedido aos carceireiros após 26 anos de prisão “injusta”.

“Ele era um homem de tremenda coragem e moral, que mudou o curso da história do seu país. Barbara e eu temos um grande respeito pelo presidente Mandela, e enviamos nossas condolências a sua família e conterrâneos”, diz o comunicado.

O porta-voz argumentou pelo Twitter, no entanto, que o equívoco sobre a morte de Nelson Mandela aconteceu com base em um alerta do Washington Post.

“Nós não temos nenhuma verificação independente dos acontecimentos na África do Sul”, argumentou McGrath, que assumiu o erro e pediu desculpas.

Mandela deixa hospital
O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela deixou o hospital em Pretória neste domingo, onde estava internado desde o dia 8 de junho por conta de recaída de uma infecção pulmonar, disse a presidência do país em um comunicado.

“Estado de Mandela continua crítica e por vezes instável. Entretanto, sua equipe médica está confiante de que ele vai receber o mesmo nível de cuidados intensivos em sua casa em Houghton (em Joanesburgo)”, disse o texto.

Ainda segundo o governo, Mandela, “apesar das dificuldades, mostra uma imensa força” e vontade de viver.

Nelson Mandela, herói da luta contra o apartheid, foi hospitalizado em caráter de urgência em 8 de junho por uma infecção pulmonar e desde 23 de junho se encontra em estado ‘crítico’. Nos últimos dois meses, a saúde do prêmio Nobel da Paz tem sido motivo de grande preocupação na África do Sul.

Madiba se tornou o primeiro presidente da África do Sul eleito democraticamente em eleições livres de restrições raciais em 1994, que marcaram o fim do regime do apartheid.

Ele passou 27 anos na prisão durante o regime da minoria branca, incluindo 18 anos na notória colônia penal da Ilha Robben. Sua infecção pulmonar remonta ao tempo em que era prisioneiro na ilha varrida pelo vento, onde ele e outros prisioneiros eram forçados a trabalhar em uma pedreira de calcário.

Ambulância que transportava o ex-presidente Sul-Africano Nelson Mandela chega em sua casa em Joanesburg (Foto: Alexander Joe/ AFP)Ambulância que transportava o ex-presidente Sul-Africano Nelson Mandela chega em sua casa em Joanesburg (Foto: Alexander Joe/ AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Opinião: novo iPad decepciona e faz pensar em quem manda na Apple

AppId is over the quota
O novo iPad é chamado de, hum, novo iPad.

A Apple anunciou ontem, 7/3, o novo iPad, um upgrade bastante banal em relação ao modelo anterior.

Claro, há uma linda nova tela de alta resolução com o processador A5X, uma câmera melhorada de 5MP e gravação de vídeo em 1080p, um app iPhoto renovado (US$5), e suporte para redes LTE super rápidas das operadoras AT&T e Verizon, dos EUA.

O novo iPad também custa o mesmo que o iPad 2 nos EUA: 499 dólares por 16GB, 599 dólares por 32GB, e 699 dólares por 64GB. Adicione 130 dólares para os modelos com 4G. O mesmo esquema de preços deveria deixar os consumidores felizes. O novo iPad chega às lojas em 16/3. 

Mas cadê a mágica da Apple?
Fiquei esperando pelo “grande anúncio”, mas ele nunca veio. O convite da Apple para o evento prometia: “Nós temos algo que você realmente precisa ver. E tocar.” Ver a tela de alta resolução, eu entendo. Mas e tocar? Nada de novo nesse departamento. Duvido que o ex-CEO Steve Jobs, um “louco” por detalhes, teria deixado esse deslize de marketing passar.

O recurso principal, obviamente, é a tela de alta resolução, dobrando o número de pixels no iPad 2 e até mesmo superando as HDTVs. Os 2048×1536 pixels do novo iPad são muitos em qualquer medida. Você pode apostar que os gamers estão salivando, especialmente após assistir ao vídeo de demonstração do novo jogo “Infinity Blade: Dungeons” exibido durante o evento da Apple.

Nessa mesma linha, o chip A5X e a placa gráfica quad-core realmente aumentam o desempenho do aparelho. O guru de marketing da Apple, Phil Schiller, disse ao público do evento que o A5X oferece uma performance quatro vezes melhor do que a do chip Tegra 3, presente em muitos tablets Android.

Deixando a parte gráfica de lado, houveram alguns sinais perturbadores de rachaduras na armadura da Apple na era pós-Jobs.

Para começar, onde foi parar o Siri? O novo teclado do iPad suporta ditado por voz, mas o Siri é muito mais do que isso. Quase todos os analistas especializados na Apple previram, praticamente assumiram que o Siri estaria no novo iPad. É simplesmente difícil acreditar que Steve Jobs teria permitido um novo iPad sem o Siri. Afinal de contas, a Apple anuncia o Siri como a maneira do futuro de se interagir com um computador.

O Siri, que a Apple lançou no recente iPhone 4S, foi sem dúvidas levado para o mercado como um diferencial chave no cada vez maior mercado de smartphones. Esse tipo de tensão competitiva está em falta no mercado de tablets, onde o iPad domina desde seu lançamento em 2010. Na verdade, o CEO da Apple, Tim Cook, abriu o evento de hoje falando sobre os esforços em vão dos cerca de 100 rivais do iPad.

Sem concorrentes estimulando a inovação, o novo iPad é um upgrade meio sem brilho.

Por exemplo, o novo suporte para redes 4G/LTE pode parecer impressionante – especialmente quando combinado com o fato de que a Apple conseguiu manter a duração de bateria em chips “sugadores” com 4G – mas não é assim tão útil. Vamos encarar, a disponibilidade de redes 4G LTE ainda é muito limitada no mundo. De qualquer maneira, a maioria das pessoas compra iPads apenas com Wi-Fi.

Alguns analistas de mercado falaram sobre o renovado app iPhoto. Admito que não sou um geek por fotos e não usaria esse aplicativo. Mas o iPhoto com certeza pareceu complicado no iPad, e não pude deixar de pensar se Jobs teria permitido que tantos recursos “sujassem” a simplicidade do aplicativo.

E então temos o nome, “o novo iPad”, a revelação mais surpreendente do evento.

Infelizmente, imagino um comitê de executivos da Apple sentados em volta de uma mesa discutindo sobre como chamar o produto. Como a maioria dos comitês acaba se resumindo a consensos, o nome é o esperado, razão pela qual Jobs absolutamente odiava comitês.

Tudo isso leva a uma questão preocupante nessa era pós-Jobs da Apple: quem está tomando as decisões?

*Esse é um artigo opinativo, que não expressa necessariamente a opinião do veículo sobre o assunto

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Opinião: novo iPad decepciona e faz pensar em quem manda na Apple

AppId is over the quota
O novo iPad é chamado de, hum, novo iPad.

A Apple anunciou ontem, 7/3, o novo iPad, um upgrade bastante banal em relação ao modelo anterior.

Claro, há uma linda nova tela de alta resolução com o processador A5X, uma câmera melhorada de 5MP e gravação de vídeo em 1080p, um app iPhoto renovado (US$5), e suporte para redes LTE super rápidas das operadoras AT&T e Verizon, dos EUA.

O novo iPad também custa o mesmo que o iPad 2 nos EUA: 499 dólares por 16GB, 599 dólares por 32GB, e 699 dólares por 64GB. Adicione 130 dólares para os modelos com 4G. O mesmo esquema de preços deveria deixar os consumidores felizes. O novo iPad chega às lojas em 16/3. 

Mas cadê a mágica da Apple?
Fiquei esperando pelo “grande anúncio”, mas ele nunca veio. O convite da Apple para o evento prometia: “Nós temos algo que você realmente precisa ver. E tocar.” Ver a tela de alta resolução, eu entendo. Mas e tocar? Nada de novo nesse departamento. Duvido que o ex-CEO Steve Jobs, um “louco” por detalhes, teria deixado esse deslize de marketing passar.

O recurso principal, obviamente, é a tela de alta resolução, dobrando o número de pixels no iPad 2 e até mesmo superando as HDTVs. Os 2048×1536 pixels do novo iPad são muitos em qualquer medida. Você pode apostar que os gamers estão salivando, especialmente após assistir ao vídeo de demonstração do novo jogo “Infinity Blade: Dungeons” exibido durante o evento da Apple.

Nessa mesma linha, o chip A5X e a placa gráfica quad-core realmente aumentam o desempenho do aparelho. O guru de marketing da Apple, Phil Schiller, disse ao público do evento que o A5X oferece uma performance quatro vezes melhor do que a do chip Tegra 3, presente em muitos tablets Android.

Deixando a parte gráfica de lado, houveram alguns sinais perturbadores de rachaduras na armadura da Apple na era pós-Jobs.

Para começar, onde foi parar o Siri? O novo teclado do iPad suporta ditado por voz, mas o Siri é muito mais do que isso. Quase todos os analistas especializados na Apple previram, praticamente assumiram que o Siri estaria no novo iPad. É simplesmente difícil acreditar que Steve Jobs teria permitido um novo iPad sem o Siri. Afinal de contas, a Apple anuncia o Siri como a maneira do futuro de se interagir com um computador.

O Siri, que a Apple lançou no recente iPhone 4S, foi sem dúvidas levado para o mercado como um diferencial chave no cada vez maior mercado de smartphones. Esse tipo de tensão competitiva está em falta no mercado de tablets, onde o iPad domina desde seu lançamento em 2010. Na verdade, o CEO da Apple, Tim Cook, abriu o evento de hoje falando sobre os esforços em vão dos cerca de 100 rivais do iPad.

Sem concorrentes estimulando a inovação, o novo iPad é um upgrade meio sem brilho.

Por exemplo, o novo suporte para redes 4G/LTE pode parecer impressionante – especialmente quando combinado com o fato de que a Apple conseguiu manter a duração de bateria em chips “sugadores” com 4G – mas não é assim tão útil. Vamos encarar, a disponibilidade de redes 4G LTE ainda é muito limitada no mundo. De qualquer maneira, a maioria das pessoas compra iPads apenas com Wi-Fi.

Alguns analistas de mercado falaram sobre o renovado app iPhoto. Admito que não sou um geek por fotos e não usaria esse aplicativo. Mas o iPhoto com certeza pareceu complicado no iPad, e não pude deixar de pensar se Jobs teria permitido que tantos recursos “sujassem” a simplicidade do aplicativo.

E então temos o nome, “o novo iPad”, a revelação mais surpreendente do evento.

Infelizmente, imagino um comitê de executivos da Apple sentados em volta de uma mesa discutindo sobre como chamar o produto. Como a maioria dos comitês acaba se resumindo a consensos, o nome é o esperado, razão pela qual Jobs absolutamente odiava comitês.

Tudo isso leva a uma questão preocupante nessa era pós-Jobs da Apple: quem está tomando as decisões?

*Esse é um artigo opinativo, que não expressa necessariamente a opinião do veículo sobre o assunto

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Apple manda Amazon interromper venda do iPad na China, diz site

AppId is over the quota
O iPad desapareceu da loja Amazon na China em meio a uma disputa judicial pela marca do tablet entre a Apple a companhia chinesa Proview.

De acordo com a agência Reuters, a Amazon recebeu o pedido da Apple para interromper a venda do tablet porque não seria uma revendedora autorizada do iPad “na China e nos Estados Unidos”.

Apesar da disputa entre Apple e Proview, o Wall Street Journal, citando fontes próximas do assunto, afirma que a retirada do iPad da Amazon não tem nenhuma ligação com a briga judicial pela marca do tablet na China. As fontes do WSJ acreditam que Apple e Amazon China estavam trabalhando juntas há semanas para que os produtos fossem retirados do site.

Em uma entrevista recente, o CEO da Apple, Tim Cook, admitiu que o tablet Kindle Fire, da Amazon, é um rival de respeito e que venderá muitas unidades. Com menos recursos que o iPad, o Fire custa menos da metade do tablet da Apple nos EUA.

A disputa judicial pela marca iPad já assistiu a capítulos como a apreensão de dezenas de tablets na China e rumores de que o iPad 3 estaria sujeito a bloqueio da alfândega chinesa, impedindo assim a importação e exportação do aparelho, que é montado no país.

No entanto, a Apple afirma que a alegação da Proview pela marca do iPad – que foi registrada em 2001 – não é mais válida uma vez que uma empresa atuando em nome da Proview licenciou a marca para a Apple. A Proview, por sua vez, afirma que a companhia que licenciou o nome para Apple não tinha autorização para fazer isso.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,