RSS

Arquivo da tag: maioria

Maioria dos rios brasileiros tem baixa qualidade, aponta estudo

Limpeza lago ibirapuera (Foto: Epitácio Pessoa/Agência Estado)Água do Lago do Ibirapuera, no parque de mesmo nome localizado em São Paulo, tem a qualidade ruim, segundo levantamento da ONG SOS Mata Atlântica (Foto: Epitácio Pessoa/Agência Estado)

Estudo divulgado nesta quarta-feira (19) pela organização SOS Mata Atlântica analisou a qualidade da água de 96 rios, córregos e lagos de 7 estados das regiões Sul e Sudeste e aponta que 41% desses cursos d’água foram classificados como ruins e péssimos.

Apenas 11% dos rios e mananciais mostraram boa qualidade – todos eles localizados em áreas protegidas e que contam com matas ciliares preservadas.

As principais fontes de poluição e contaminação, segundo a ONG, são decorrentes da falta de tratamento de esgoto doméstico, produtos químicos lançados nas redes públicas e da poluição proveniente do lixo.

Em São Paulo, foram feitas 34 coletas em rios das 32 subprefeituras da cidade. O levantamento apontou que em fevereiro deste ano 23,53% dos rios tinham qualidade péssima, 58,82% estavam com qualidade ruim e 17,65% tinham qualidade regular. Nenhum rio teve índice bom ou ótimo.

A qualidade do Lago do Ibirapuera foi classificada como ruim, assim como a água da represa Billings, na região de Cidade Ademar.

Outros nove cursos d’água, como o Rio Tamanduateí, no trecho da Sé, o Riacho Podre e o Córrego do Oratório, na Vila Prudente, tinham qualidade péssima.

Um dia após as fortes chuvas que causaram alagamentos, queda de energia e outros problemas no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (25) era possível ver do alto a poluição no canal da Joatinga, localizado na Barra da Tijuca (Foto: Genilson Araujo/Parceiro/Agência O Globo)Ppoluição no canal da Joatinga, localizado na Barra
da Tijuca (Foto: Genilson Araujo/Parceiro/Agência O Globo)

No Rio de Janeiro, foram analisados 15 pontos de coleta também em fevereiro e 100% das amostras eram ruins e regulares.

A água dos canais do Jockey, no Jardim Botânico, e do Mangue, na Vila Isabel, do Rio Comprido, no bairro de mesmo nome, e do Rio Joana, na Vila Isabel, foi classificada como de qualidade ruim.

Os córregos e rios da capital fluminense desaguam diretamente no mar. Em alguns casos, a água passa por um tratamento prévio antes de se encaminharem para emissários submarinos, que também lançam os efluentes no oceano, mas longe da costa.

“Os dados têm o principal objetivo de alertar para que coloquemos a água numa agenda estratégica para a sociedade e para os governantes. Para que o assunto vire pauta das eleições para criação de políticas públicas”, disse Malu Ribeiro, coordenadora da Rede das Águas da SOS Mata Atlântica.

Evolução na preservação
O estudo fez uma comparação entre 2010 e 2014 de 88 pontos em 34 cidades de São Paulo e Minas Gerais. De acordo com o relatório, o número de rios de qualidade péssima caiu de 15 para 7 no período; cursos d’água classificados como bom eram 5 e agora são 15; pontos analisados que tinham classificação regular caíram de 50 para 37.

No entanto, a quantidade de rios de qualidade ruim subiu de 18 para 29. “Não é que aumentou o ruim. Tivemos a diminuição da quantidade de classificações péssima”, disse Gustavo Veronesi, um dos organizadores do levantamento.

Rio Paraíba do Sul, em Resende (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)Rio Paraíba do Sul, em Resende, no trecho do Vale
do Paraíba fluminense (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)

Água para o Sistema Cantareira
Na coletiva, a porta-voz da SOS Mata Atlântica comentou sobre a reunião entre o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e a presidente Dilma Rousseff, que debateu uma possível transposição do Rio Paraíba do Sul, que abastece o Rio de Janeiro e o Vale do Paraíba.

Alckmin se reuniu com Dilma em Brasília e pediu que a água do rio, que é interestadual, fosse despejada no Sistema Cantareira, que está em estado crítico devido à escassez das chuvas. A medida depende da autorização Agência Nacional de Águas (ANA).

Segundo Malu, o assunto da transposição já está em debate há 8 anos e é considerado um método arriscado para sanar o problema de falta de água. Para ela, isso “não deve ser discutido no gabinete da presidente, mas sim com os integrantes das bacias hidrográficas”.

Ela compara o risco de transpor o Paraíba do Sul ao que aconteceu quando a represa Billings foi criada. Segundo Malu, canais do Rio Tietê foram desviados para formar o reservatório, que ajuda na geração de energia da Baixada Santista, mas acabou “matando o Rio Pinheiros, que agora recebe muito esgoto”.

Guerra pela água
Toda essa discussão, segundo ela, faz com que o Brasil e a Região Metropolitana de São Paulo sejam vistos por organizações internacionais como um dos locais com alto potencial de conflito pelo uso da água. “Essa disputa entre Rio de Janeiro, Paraná, São Paulo e Minas Gerais faz com que cada gota da água seja preciosa”, explica.

Sobre a viabilidade do projeto de transposição do Paraíba do Sul para o Sistema Cantareira – que receberia investimentos para construção de canais e túneis para passagem da água – Malu Ribeiro disse que é preciso avaliar a viabilidade do projeto com um estudo de impacto ambiental.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Egito aprova Constituição por ampla maioria, diz governo

Funcionários contabilizam cédulas do referendo que deve legitimar a nova Constituição egípcia, nesta quarta-feira (15) (Foto: Amr Nabil/AP)Funcionários contabilizam cédulas do referendo que deve legitimar a nova Constituição egípcia, nesta quarta-feira (15) (Foto: Amr Nabil/AP)

Eleitores egípcios aprovaram em “ampla maioria” a nova Constituição, disse nesta quarta-feira (15) o ministro do Interior, após um referendo de dois dias. O resultado pode abrir caminho para o general militar Abdel Fattah al-Sisi anunciar sua candidatura à presidência.

“As apurações até agora passam dos 55% e a aprovação é talvez maior que 95%”, disse o diretor de relações públicas do ministério, Abdel Fattah Othman, em entrevista ao canal Al-Hayat. A votação de dois dias terminou às 21h horário local.                

A Irmandade Muçulmana, grupo do presidente deposto Mohamed Morsi, boicotou a votação.

A votação transcorreu mais pacificamente do que na terça-feira, quando nove pessoas foram mortas, mas as autoridades disseram que a polícia prendeu pelo menos 79 pessoas nesta quarta-feira durante protestos de partidários de Morsi, destituído do poder por Sisi em julho.

O Ministério do Interior afirmou que 444 pessoas foram presas por “obstruir o processo de referendo” durante a votação de dois dias.

A mídia estatal informou que as urnas tinham sido fechadas, a apuração já começara e resultados não-oficiais poderiam ser divulgados dentro de algumas horas.

A previsão é de que a Constituição seja facilmente aprovada. Houve poucos sinais de oposição a ela, depois de uma dura repressão do governo contra a Irmandade Muçulmana, de Morsi. Segundo grupos de defesa dos direitos humanos, a campanha pelo “não” foi alvo de repressão.

O projeto da nova Constituição remove os termos islâmicos da Carta aprovada um ano atrás quando Mursi ainda estava no poder. Além disso, fortalece os órgãos do Estado que o desafiaram: o Exército, a polícia e o Judiciário.

Sisi, que depôs Morsi após protestos de massa contra o governo dele, aparente estar esperando o resultado do referendo para decidir se irá se candidatura à Presidência, embora analistas digam que sua candidatura parece ser uma conclusão precipitada.

As autoridades não indicaram quando serão anunciados os resultados da apuração. Mas um porta-voz da Comissão Superior Eleitoral, Hisham Mokhtar, disse à Reuters que de acordo com a lei, eles devem ser divulgados dentro de 72 horas após o fechamento das urnas.

O governo, apoiado pelos militares, disse que houve grande comparecimento, mas partidários de Morsi, que está preso e é integrante da Irmandade Muçulmana, afirmam que seus chamados por um boicote contra uma votação que é uma “farsa” foram atendidos.

O Instituto do Cairo para os Direitos Humanos criticou a mídia egípcia por “alimentar o ódio contra a Irmandade” e contribuir para o clima de intimidação.

Em muitas seções eleitorais do Egito, país mais populoso do mundo árabe, o referendo parecia fundir-se com um voto em favor do próprio Sisi.

Mulheres gritavam seu nome e ululavam na fila para votar enquanto uma canção pró-Exército, popularizada depois da derrubada de Morsi, era tocada em carros.

O referendo é peça-chave no plano de transição política que o governo interino formulou como um caminho para a democracia ao mesmo tempo em que continua a adotar medidas ferozes contra a irmandade, que até o ano passado era o partido mais bem organizado do Egito.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Maioria dos americanos não quer ataque à Síria, dizem pesquisas

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Os americanos se opõem amplamente a um ataque militar ao regime sírio, segundo duas pesquisas divulgadas nesta terça-feira (3), no momento em que o governo Obama realiza uma campanha para obter o apoio do Congresso para uma operação.

Cerca de uma em cada duas pessoas consultadas (48%) disse que se opõe a ataques aéreos à Síria, contra 29% que disseram concordar (23% não têm opinião formada), segundo uma pesquisa realizada pelo Pew Research Center for the People and the Press.

A oposição a uma intervenção americana contra Bashar al-Assad é ainda mais forte em uma outra pesquisa da ABC e do “Washington Post”: 36% das pessoas consultadas dizem apoiar essa eventualidade, contra 59% que se opõem a essa iniciativa (5% dizem que não tomaram uma postura).

Apesar de outros países, como Reino Unido e França participarem dessa operação, apenas 46% das pessoas interrogadas é favorável a uma intervenção militar, contra 51% que continuam se opondo a ela, segundo a pesquisa ABC/Washington Post. Nessa pesquisa, até a proposta de armar os rebeldes sírios é muito impopular: 70% se opõem a essa possibilidade, contra 27% que a apoiam.

Cerca de três em cada quatro pessoas consultadas pela Pew (74%) acreditam que um ataque à Síria pode desencadear represálias contra os Estados Unidos e seus aliados na região. Mais de seis em cada dez consultados (61%) acreditam que isso levaria a um envolvimento de longo prazo no país árabe. E apenas um terço (33%) pensam que uma ação efetivamente impediria o uso de armas químicas no futuro.

A pesquisa do Pew Research Center foi realizada entre 29 de agosto e 1º de setembro com 1.000 adultos e tem margem de erro de 3,7 pontos. A ABC/Washington Post foi realizada entre 28 de agosto e 1º de setembro com 1.012 pessoas e tem margem de erro de 3,5 pontos.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Com maioria no Brasil, aplicativo Easy Táxi alcança 500 mil usuários

Após pedido, usuário recebe informações do carro e ainda pode acompanhar localização do motorista em tempo real. App tem versões para iOS e Android.

Com um ano de operação, a empresa de chamada de táxi Easy Taxi já possui 500 mil usuários ativos e mais de oito mil taxistas cadastrados em nove países. No Brasil, o serviço atende nove cidades, sendo elas: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Fortaleza e Goiânia. 

Por aqui, o software tem cerca de 300 mil usuários e 6 mil taxistas cadastrados, de acordo com dados da assessoria de imprensa da companhia no Brasil. O aplicativo do serviço está disponível para smartphones com Android e iOS, e quem não possui um aparelho com suporte aos apps pode usar o serviço por meio do site oficial da empresa. 

Para utilizar o aplicativo, basta baixá-lo gratuitamente na App Store ou na Google Play, fazer um breve cadastro e pedir um veículo. A média de espera é de dez minutos, de acordo com a empresa. Após solicitar o veículo, o usuário recebe o nome e o modelo do carro, além de poder acompanhar a localização do motorista em tempo real no próprio app. Não há custos adicionais para quem pedir táxis por meio do aplicativo.

Segundo a Easy Taxi, o sucesso que permitiu essa rápida expansão em nove países está fortemente ligado ao sólido crescimento do mercado de smartphones. No Brasil, já contamos com 27 milhões de donos de celulares com acesso à Internet, superando países como França e Alemanha, conforme dados do Google e da consultoria Ipsos.

Além disso, os aplicativos móveis têm se tornado cada vez mais indispensáveis. É o que mostra um recente estudo de comportamento, realizado pela Apigee, empresa de API, na qual 82% dos entrevistados disseram ter apps sem os quais não conseguiriam passar sequer um dia e 85% afirmaram que preferem ficar sem água do que sem seus aplicativos móveis.

O serviço também está disponível em outros países, como Argentina, Peru e Coreia do Sul. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Com maioria no Brasil, aplicativo Easy Táxi alcança 500 mil usuários

Após pedido, usuário recebe informações do carro e ainda pode acompanhar localização do motorista em tempo real. App tem versões para iOS e Android.

Com um ano de operação, a empresa de chamada de táxi Easy Taxi já possui 500 mil usuários ativos e mais de oito mil taxistas cadastrados em nove países. No Brasil, o serviço atende nove cidades, sendo elas: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Fortaleza e Goiânia. 

Por aqui, o software tem cerca de 300 mil usuários e 6 mil taxistas cadastrados, de acordo com dados da assessoria de imprensa da companhia no Brasil. O aplicativo do serviço está disponível para smartphones com Android e iOS, e quem não possui um aparelho com suporte aos apps pode usar o serviço por meio do site oficial da empresa. 

Para utilizar o aplicativo, basta baixá-lo gratuitamente na App Store ou na Google Play, fazer um breve cadastro e pedir um veículo. A média de espera é de dez minutos, de acordo com a empresa. Após solicitar o veículo, o usuário recebe o nome e o modelo do carro, além de poder acompanhar a localização do motorista em tempo real no próprio app. Não há custos adicionais para quem pedir táxis por meio do aplicativo.

Segundo a Easy Taxi, o sucesso que permitiu essa rápida expansão em nove países está fortemente ligado ao sólido crescimento do mercado de smartphones. No Brasil, já contamos com 27 milhões de donos de celulares com acesso à Internet, superando países como França e Alemanha, conforme dados do Google e da consultoria Ipsos.

Além disso, os aplicativos móveis têm se tornado cada vez mais indispensáveis. É o que mostra um recente estudo de comportamento, realizado pela Apigee, empresa de API, na qual 82% dos entrevistados disseram ter apps sem os quais não conseguiriam passar sequer um dia e 85% afirmaram que preferem ficar sem água do que sem seus aplicativos móveis.

O serviço também está disponível em outros países, como Argentina, Peru e Coreia do Sul. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Maioria dos usuários do Facebook e Twitter tem entre 18 e 29 anos

Dados sobre a demografia de uso de mídia social são o tema de estudo realizado pela Pew Research no final do ano passado e lançada este mês

Usuários de mídia social que são brancos tendem a se cadastrar no Pinterest; o Twitter é popular entre os negros e as pessoas que vivem em cidades grandes; há mais mulheres do que homens no Facebook e o Instagram atrai adultos com menos de 30. 

Os dados interessantes sobre a demografia de uso de mídia social são o tema de uma pesquisa realizada pela Pew Research Center no final do ano passado e divulgada esta semana. 

Em suas descobertas, a empresa de pesquisa pela primeira vez comparou o uso de mídia social entre brancos, negros e latinos norte-americanos.

Alguns outros destaques incluem:

O maior percentual de usuários do Facebook e Twitter está na faixa dos 18-29 anosO Pinterest, popular entre adultos abaixo dos 50 e aqueles com alguma educação universitária e renda mais elevada, continua com predominância de mulheres. Elas são cinco vezes mais propensas a participar da rede do que os homens.O Tumblr é significativamente menos popular do que os outros sites de redes sociais que aparecem no relatório. Apenas 6% dos entrevistados disseram usá-lo. Ele é muito mais popular, no entanto, entre o contingente mais novo – 13% daqueles entre 18 e 29 anos estão blogando lá.No geral, o Facebook ainda está melhor em comparação aos outros, com 67% dos internautas participando do site, mostra a Pew. 

No entanto, os números são um assunto delicado. Por exemplo, o Google+ nem apareceu na pesquisa da Pew, embora no mês passado a Global Web Index tenha dito que o site era a segunda maior plataforma social global, com 343 milhões de usuários em comparação com o 1 bilhão de usuários do Facebook.

O motivo da omissão no relatório da empresa provavelmente decorra do fato de que os números da Pew saíram de uma pesquisa telefônica nos EUA com 1802 respondentes. A Global Web Index foca no uso dos sites de redes sociais ao redor do mundo.

O Google+ está claramente tendo boa atração em outros países. Na verdade, muitas das pessoas que me tem em seus círculos no Google+ vivem fora dos EUA. No Facebook, quase todos os meus amigos estão nos EUA.

O YouTube é outro que não apareceu na lista, mas encontra-se em terceiro lugar no estudo do Global Web Index. A Pew talvez não considere o YouTube uma rede social, mesmo que você possa seguir os canais das pessoas, bem como comentar e compartilhar seus vídeos. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Maioria dos usuários do Facebook e Twitter tem entre 18 e 29 anos

Dados sobre a demografia de uso de mídia social são o tema de estudo realizado pela Pew Research no final do ano passado e lançada este mês

Usuários de mídia social que são brancos tendem a se cadastrar no Pinterest; o Twitter é popular entre os negros e as pessoas que vivem em cidades grandes; há mais mulheres do que homens no Facebook e o Instagram atrai adultos com menos de 30. 

Os dados interessantes sobre a demografia de uso de mídia social são o tema de uma pesquisa realizada pela Pew Research Center no final do ano passado e divulgada esta semana. 

Em suas descobertas, a empresa de pesquisa pela primeira vez comparou o uso de mídia social entre brancos, negros e latinos norte-americanos.

Alguns outros destaques incluem:

O maior percentual de usuários do Facebook e Twitter está na faixa dos 18-29 anosO Pinterest, popular entre adultos abaixo dos 50 e aqueles com alguma educação universitária e renda mais elevada, continua com predominância de mulheres. Elas são cinco vezes mais propensas a participar da rede do que os homens.O Tumblr é significativamente menos popular do que os outros sites de redes sociais que aparecem no relatório. Apenas 6% dos entrevistados disseram usá-lo. Ele é muito mais popular, no entanto, entre o contingente mais novo – 13% daqueles entre 18 e 29 anos estão blogando lá.No geral, o Facebook ainda está melhor em comparação aos outros, com 67% dos internautas participando do site, mostra a Pew. 

No entanto, os números são um assunto delicado. Por exemplo, o Google+ nem apareceu na pesquisa da Pew, embora no mês passado a Global Web Index tenha dito que o site era a segunda maior plataforma social global, com 343 milhões de usuários em comparação com o 1 bilhão de usuários do Facebook.

O motivo da omissão no relatório da empresa provavelmente decorra do fato de que os números da Pew saíram de uma pesquisa telefônica nos EUA com 1802 respondentes. A Global Web Index foca no uso dos sites de redes sociais ao redor do mundo.

O Google+ está claramente tendo boa atração em outros países. Na verdade, muitas das pessoas que me tem em seus círculos no Google+ vivem fora dos EUA. No Facebook, quase todos os meus amigos estão nos EUA.

O YouTube é outro que não apareceu na lista, mas encontra-se em terceiro lugar no estudo do Global Web Index. A Pew talvez não considere o YouTube uma rede social, mesmo que você possa seguir os canais das pessoas, bem como comentar e compartilhar seus vídeos. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,