RSS

Arquivo da tag: Machine

Rage Against the Machine não deve voltar a tocar, diz baterista

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Rage Against The Machine (Foto: Divulgação)A partir da esquerda: Commeford, Wilk, Morello e
De la Rocha (Foto: Divulgação)

A banda americana Rage Against the Machine, conhecida pelo hit “Killing in the name” e por sua postura “antissistema”, provavelmente não vai voltar a se reunir, afirmou seu baterista, Brad Wilk, ao site The Pulse of Radio.

“Até onde eu sei, fizemos nosso último show em 2011, no Coliseum [em Los Angeles], e, se aquele foi mesmo nosso último show, é um bom jeito de sair de cena”, disse ele, em trecho reproduzido na quarta-feira (30) pelo site Blabbermouth. 

Wilk, no entanto, não comentou se isso foi discutido com os demais integrantes do quarteto, que surgiu no início dos anos 1990 com uma música que misturava rap e rock. “Eu tive meio de colocar na minha cabeça que a banda acabou, como forma de seguir adiante com minha vida, para ser honesto, então é mais ou menos isso. O Coliseum – um jeito incrível de sair de cena”, completou.

Em 2012, o guitarrista do grupo, Tom Morello, já havia dito em entrevista à revista americana “Rolling Stone” que o futuro da banda era incerto. “Se vamos ou não tocar juntos de novo em qualquer circunstância, não se sabe. Sou grato pela música que fizemos”, comentou.

Formado ainda pelo cantor Zack de la Rocha e pelo baixista Tim Commerford, o Rage Against the Machine lançou quatro álbuns de estúdio: “Rage Against the Machine” (1992), “Evil empire” (1996), “The Battle of Los Angeles” (1999) e “Renegades” (2000). Após este último, interrompeu as atividades até 2007. Na volta, a banda chegou a se apresentar no Brasil, em 2010.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , ,

Fabricada no Brasil, Steam Machine será acessível aos gamers, diz Valve

O Steam Controller, controle criado pela Valve, pode ser vendido em conjunto com as Steam Machines (Foto: Gustavo Petró/G1)O Steam Controller, controle criado pela Valve, pode
ser vendido em conjunto com as Steam Machines
(Foto: Gustavo Petró/G1)

Os PCs voltados para games para se jogar na TV da sala de estar, as Steam Machines, chegam no segundo semestre aos Estados Unidos com preços que variam entre US$ 500 e US$ 6 mil. A Valve, estúdio de games por trás do sistema das máquinas e do controle Steam Controller, sabe que no Brasil, por conta dos impostos, o valor dos computadores seria alto demais e, por isso, já fala com fabricantes nacionais para montar os PCs localmente.

Com isso, os brasileiros poderão continuar comprando e jogando games pelo serviço Steam, da própria companhia, nas novas máquinas, que deverão ter preços acessíveis, dependendo da configuração escolhida. É o que garantem Mark Richardson, gerente de desenvolvimento, pagamentos e software da Valve, e Frank Taylor, conselheiro da empresa, em entrevista ao G1, na feira CES 2014, em Las Vegas.

Steam Machines são PCs voltados para games que usam o sistema operacional SteamOS, da Valve e que são fabricados por empresas terceiras. Eles são como consoles, mas têm configurações e preços variados e rodam jogos de PC. O foco é colocar estes aparelhos para jogar games na TV da sala. Ao todo, 13 fabricantes de PC farão Steam Machines inicialmente.

“O Brasil está entre os 10 principais mercados do Steam e o país é importante para o nosso negócio [de Steam Machines]. Embora não tenha uma previsão para as máquinas montadas por fabricantes parceiros chegarem no país, temos a certeza de que alguns modelos serão montados lá”, explica Richardson. Ele conta que já há conversas para que a fabricação comece em breve e os planos são a longo prazo.

Com a produção nacional das Steam Machines, elas podem ser mais baratas do que os consoles, principalmente em relação aos modelos de nova geração, o PlayStation 4, que custa R$ 4 mil, e o Xbox One, que sai por R$ 2,3 mil. Tendo em vista o preço inferior dos jogos vendidos no Steam quando  comparados aos vistos nestes consoles, a Valve tem a chance de popularizar a plataforma no país.

Outro motivo que pode popularizar as Steam Machines no Brasil é que qualquer pessoa pode montar um PC para games e baixar o sistema operacional SteamOS gratuitamente. Além disso, quem já tem um computador potente para jogos pode transformá-lo em uma dessas máquinas. Por conta disso, a Valve considera que já tem 65 milhões de usuários – número de contas no Steam.

Taylor explica que os brasileiros não terão dificuldades de jogar games no PC ou em uma Steam Machine na sala. “Todo o conteúdo que o usuário possui no Steam poderá ser jogado nas Steam Machines do mesmo modo que em seu PC atual. Ou seja, todos os jogos que ele já comprou estarão disponíveis, a conta será a mesma e ele poderá comprar novos títulos da mesma maneira”. Richardson diz que os meios de pagamento – boleto é a segunda opção mais usada, perdendo para cartão de crédito nacional – serão os mesmos.

A falta de compatibilidade de alguns jogos com o SteamOS – é necessário que eles sejam compatíveis com o sistema operacional Linux – pode ser um problema inicial. Taylor explica que se o game não for compatível, ele poderá ser transmitido por streaming para uma Steam Machine na sala pelo PC que está no quarto.

Sobre o Steam Controller, a Valve ainda não tem informações de quanto ele vá custar, embora ele deva ser lançado no segundo semestre nos Estados Unidos. “Devemos ter algumas mudanças e por isso não sabemos quanto ele vá custar e onde ele será vendido, se em lojas físicas ou pela internet”, afirma Taylor.

As fabricantes, contudo, poderão vender os controles junto com as Steam Machines em um pacote.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Saiba como restaurar dados do Time Machine no seu Mac

Agora que você já sabe como usar o Time Machine de forma regular no seu Mac, é hora de estar totalmente preparado caso sua máquina sofra algum bug grave ou você precise mover dados de um Mac para outro. Restaurar dados do Time Machine é tão fácil quanto fazer backup de arquivos pela primeira vez.

Restaurar um único arquivo ou pasta

Se você está querendo um determinado arquivo ou pasta, comece conectando o HD externo que usa para os backups do Time Machine ou certificando-se de que pode se conectar com sua Time Capsule. Clique no item Time Machine na barra de menu no topo da tela e selecione a opção Entrar no Time Machine (Enter Time Machine). Aqui, aparecerão todos os seus backups salvos em ordem cronológica. Use a timeline visual no lado direito para navegar pelos seus backups e buscar por itens ou pastas específicos. Datas mais antigas são indicadas em rosa na timeline; os dados mais recentes do seu Mac estão indicados em branco. (Você verá a palavra “Now”/”Agora” em destaque na timeline.)

Não tem certeza sobre qual backup contém a última cópia do seu arquivo perdido? Tente realizar uma busca pelo Spotlight no Time Machine usando palavras-chave. Você verá um campo de buscas no canto superior direito de cada janela do Finder na visualização Time Machine. Digite o nome do arquivo ou palavras-chave relacionadas, e o Spotlight vai fazer uma busca pelos seus backups para encontrar a cópia mais recente.

dadostimemachinemac01

Assim que achar o que está procurando, use o recurso Quick Look do OS X para ter certeza: selecione o arquivo e aperte a barra de espaço para ver o arquivo sem precisar abrir seu “aplicativo mãe”.

dadostimemachinemac02

Selecione o arquivo ou pasta, e aperte o botão Restaurar (Restore). O arquivo será automaticamente copiado para o seu desktop ou para a pasta original do documento. Esse processo pode levar algum tempo, dependendo do tamanho da transferência.

Restaure um sistema inteiro

Às vezes, você pode querer restaurar todo o seu sistema a partir de um backup – digamos, caso ocorra um “crash” ou quando seu computador começa a sofrer com muitos bugs e você quer voltar o relógio para uma época mais “gentil”. Se esse é o seu caso, comece conectando o HD do Time Machine. Depois inicialize seu Mac a partir da partição de recuperação do Mountain Lion ao apertar (e segurar apertado) Command+R durante a inicialização. Isso abre o Modo de Recuperação (Recovery Mode), um pedaço do seu HD que o Moutain Lion trata como um volume separado. Ele inclui alguns utilitários essenciais para restaurar arquivos em caso de problemas. Para essa abordagem funcionar, você precisa ter um backup completo do Time Machine que inclua todos os arquivos de sistema.

Então, a janela com os Utilitários do Mac OS X aparece. Selecione a opção Restaurar a Partir do Backup do Time Machine (Restore From Time Machine Backup). Esse comando vai apagar o disco de destino – seu Mac – por isso use-o apenas se estiver restaurando um volume inteiro para sua fonte original ou para um drive de substituição.

Clique em Continuar (Continue) até alcançar a janela Selecione Uma fonte de Backup (Select a Backup Source). Lá, escolha seu HD do Time Machine e clique em Continuar. Na janela Selecione um Destino (Select a Destination), escolha o HD do seu Mac. (Usar o Modo de Recuperação/Recovery Mode apaga o HD do seu Mac antes de fazer a restauração do Time Machine; mas uma vez que o processo é finalizado, você consegue fazer login e usar seu Mac normalmente).

Transferir dados entre Macs

Vamos dizer que você comprou um novo Mac e quer transferir todos os dados do seu sistema antigo para ele. Ou imagine que você simplesmente quer transferir dados de um Mac para outro. O Time Machine também pode ajudar nessa tarefa, mas com o auxílio de outro utilitário embutido do Mountain Lion chamado Migration Assistant (Assistente de Migração).

dadostimemachinemac03

Uma vez que seu HD de backup estiver conectado, abra o Migration Assistant (em /Aplicativos/Utilitários). Uma janela do software aparecerá perguntando como você quer transferir seus dados. Escolha a opção De Outro Mac, PC, backup do Time Machine, ou outro disco (From another Mac, PC, Time Machine backup, or other disk), e então clique em Continuar. O sistema pode então pedir que você digite a senha de administrador da máquina. Faça isso, caso necessário, e clique em Continuar.

Em seguida, será pedido para você fechar os outros aplicativos que estiverem abertos. Faça isso, e clique em Continuar. Na janela seguinte, selecione a opção De um backup do Time Machine ou Outro disco e clique em Continuar.

Selecione seu HD de backup e digite a senha para ele, caso necessário. Então escolha quais itens gostaria de migrar (provavelmente você vai querer mover tudo). Clique em Continuar, e seus arquivos vão começar a ser transferidos. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Veja como configurar o Time Machine no Mountain Lion

Se você valoriza seus dados – seja algumas fotos tiradas numa festa importante, toda sua coleção de músicas no iTunes, ou um rascunho do seu trabalho de faculdade – você precisa ficar no topo dos sistemas regulares de backup. Uma das maneiras mais fáceis de fazer isso é usar o programa de backup embutido do OS X, o Time Machine. Esse software funciona com seu Mac e um HD externo para salvar documentos, fotos, e arquivos importantes com regularidade. 

Além de manter cópias de segurança de todos os arquivos, o Time Machine também cria um registro do seu sistema, para que você possa colocar tudo de volta como era antes caso algo dê errado.

O Mac OS X inclui o Time Machine desde a versão 10.5 (Leopard). Confira abaixo como configurá-lo no mais recente Mountain Lion (10.8) usando um HD externo. 

Passo 1: Escolha um HD externo

Para ter certeza que você tem espaço para várias versões dos arquivos, escolha um HD externo que seja pelo menos duas vezes maior do que o drive do seu Mac. Para ver qual o tamanho do disco rígido do seu Mac, selecione-o no Finder, e aperte Command+I. Se ele tiver 999GB de capacidade, por exemplo, é melhor escolher um HD externo de pelo menos 2TB.

O melhor tipo de HD para backup depende do modeo do seu Mac. Caso possua um Mac com Thunderbolt, escolha um HD compatível com essa tecnologia, para aproveitar ao máximo toda a velocidade dela para transmissão de dados. As opções para Macs sem Thunderbolt são HDs compatíveis com FireWire e USB. Apesar de conexões USB 3.0 e FireWire fornecerem desempenhos equivalente, os MacBooks Pro mais novos não possuem entradas FireWire, o que pode sugerir que essa conexão não está mais nos planos da Apple. Dessa forma, um HD com USB 3.0 pode continuar compatível com Macs futuros por mais tempo.

Passo 2: Prepare seu HD externo

Assim que tiver seu HD externo em mãos, é hora de confirmar que ele está formatado corretamente para o Mac. Se estiver em dúvida, conecte-o ao computador e abra o Utilitário de Disco (Dik Utility) do OS X – em Aplicativos/Utilitários). Na coluna esquerda da janela do Utilitário de Disco, selecione o HD que quer designar como seu backup do Time Machine. Na parte inferior da janela, você verá informações sobre isso. Se o Formato do HD estiver dizendo “Mac OS Extended (Journaled)”, você está pronto para seguir.

Caso não veja essa mensagem, será preciso formatar novamente o HD: clique na aba Apagar (Erase), escolha a opção Mac OS Extended (Journaled) no menu pop-up Formato, e apague em Apagar.

Passo 3: Configure seu primeiro backup

Após ter certeza que seu HD está formatado corretamente e é compatível com o Mac, apenas conecte-o ao computador. O Mac vai reconhecê-lo e abrir uma janela, perguntando se você quer usar o HD para fazer backup com o Time Machine. Clique em Usar Como Disco de Backup (Use as Backup Disk). E então um backup completo do sistema será iniciado imediatamente.

timemachinemac01

Se você não ver essa caixa de diálogo automaticamente, ou caso tenha reformatado novamente seu HD, cliquem no ícone de Preferências de Sistema (System Preferences) no Dock. Clique então em Time Machine e então em Selecionar Disco (Select Disk). Seu HD externo deve aparecer na lista. Selecione o disco e clique em Usar Disco (Use Disk). O Time Machine vai iniciar um backup completo do sistema.

timemachinemac02

Seu primeiro backup completo do sistema vai levar umas duas horas (ou mais), dependendo do tamanho do HD do seu Mac. Mas os backups seguintes a esse levarão muito menos tempo porque o HD vai se limitar a atualizar o que já está lá e salvar novos arquivos. Se o seu HD ficar conectado ao Mac, os backups agendados de hora em hora vão levar apenas segundos para serem completados.

Por padrão, agora você vai ver um ícone do Time Machine na sua barra de menu. Ele parece com um relógio  envolto por uma flech circular andando no sentio anti-horário. Clique no ícone para ter acesso rápido as informações sobre seu último backup e para painel de preferências do Time Machine. Se não gostar ele, pode evitar que o ícone apareça – para isso, vá até o painel de preferências e desmarque a opção Mostra Time Machine na barra de menu (Show Time Machine in menu bar).

Passo 4: Configure e customize seus backups

É possível ajustar várias configurações para otimizar seus backups com o Time Machine.

Exclua itens de que não precisa: Se você não precisa salvar alguns itens – screenshots variadas do seu desktop, por exemplo – pode selecionar os itens que não quer que entrem nos seus backups regulares. Vá até o painel de preferências do Time Machine e clique em Opções (Options). Então clique no botão de soma (+) na lista intitulada Excluir Esses Itens dos Backups (Exclude these itens from backups). Lá, selecione os itens que quer deixar de fora, e clique em Excluir (Exclude) quando terminar. Na lista de Excluir, você vai ver as pastas ou arquivos individuais selecionados. É possível mudar de ideia sobre eles a qualquer momento ao selecionar um arquivo/pasta e clicar no botão de substração (-).

timemachinemac03

Se você usa uma máquina virtual externa, como Vmware Fusion ou o Parallels Desktop, para rodar Windows no seu Mac, recomendamos que exclua-a dos seus backups do Time Machine. Fazer backup da sua máquina virtual vai encher rapidamente seu HD externo, uma vez que o Time Machine realizar um backup completo das máquinas virtuais por vez em vez de rodar uma simples atualização diária. Vários usuários já relataram casos em que o Time Machine travou uma sessão do Vmware ao tentar realizar um backup.

Apague backups mais antigos sem interrupção: Quando seu HD externo ficar cheio, o Time Machine vai automaticamente apagar seus backups mais antigos para liberar espaço para os novos. A configuração padrão é para o programa notificar sempre que apagar um backup mais antigo, mas se você não precisa dessa informação, desmarque a opção Notificar Após os backups antigos serem apagados (Notify after old backups are deleted) nas preferências do Time Machine.

Backup enquanto Macbook usa bateria: Se você é um usuário de MacBook, também pode optar por fazer backup enquanto usa a bateria do notebook. Vá até as preferências do Time Machine, clique em Opções, e selecione a opção Baclup enquanto usa a bateria (Back up while on battery power). Por padrão, o Time Machine só realiza backups quando seu laptop está conectado a uma fonte de energia, para assegurar que o MacBook continue ligado durante todo o processo. Vale notar que se a bateria acabar durante o backup, o processo pode não ser completado e acabar corrompido.

Passo 5: Continue fazendo backup

Usar o Time Machine regularmente para fazer backup dos seus arquivos é o último passo. Se possui um Mac desktop, deixe seu HD externo conectado – o Time Machine vai abrir automaticamente e realizar backups a cada hora. Você também pode iniciar manualmente um backup ao clicar no ícone Time Machine na barra de menu e selecionar Fazer Backup Agora (Back Up Now). Caso você não deixe seu HD de backups conectado ao Mac  – porque seu computador é um notebook e você usa ele em vários lugares – lembre-se de conectá-lo sempre que puder para manter seus dados protegidos. O ícone do Time Machine aparecerá com um ponto de exclamação quando fizer um tempo que você não realizar backup. Assim como fez quando criou seu primeiro backup de sistema, o Time Machine começará a rodar assim que o HD externo for plugado ao MacBook.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,